Marquez, aquele que fez Pacquiao dormir, pendura as luvas



 

Raçudo, valente, um guerreiro. Aos 43 anos, o mexicano Juan Manuel Marquez pendurou as luvas, mas sua carreira sempre lembrada pela sua dedicação e técnica apresentadas em cima do ringue em suas 64 lutas profissionais.

Marquez lutou por 21 anos. Somou sete títulos em quatro categorias (penas, superpenas, leves e meio-médios-ligeiros). Conquistou 56 vitórias (40 nocautes), sete derrotas e um empate.

Foram 15 desafios por cinturão, com nove vitórias, cinco derrotas e um empate.

Superou grandes rivais como Agapito Sanchez, Alfredo Kotey, Orlando Salido, Marco Antonio Barrera, Joel Casamayor, Juan Diaz (duas vezes), além do inesquecível nocaute sobre Manny Pacquiao. Também teve derrotas para Floyd Mayweather, Timothy Bradley e duas vezes para Pacquiao, em decisões discutidas.

Dono de grande pegada em ambos os punhos, Marquez sabia aplicar os golpes de forma contundente e com sequências longas de quatro ou cinco ataques. Além disso, era dono de um queixo de concreto, que tornava suas lutas um atrativo imenso.

Por tudo isso, muitos críticos mexicanos o colocam entre os melhores pugilistas do país em todos os tempos.

Apesar de veterano, Marquez gostaria de enfrentar o porto-riquenho Miguel Cotto ainda este ano, mas problemas físicos (joelho e quadril) impediram o prosseguimento de sua carreira.



MaisRecentes

Lance!, muito obrigado!



Continue Lendo

Yamaguchi sobe no ranking do CMB. Esquiva cai



Continue Lendo

GGG x Canelo 2 tem de ser em um estádio



Continue Lendo