Joshua x Klitschko: os pesados estão de volta



 

A luta entre Anthony Joshua e Wladimir Klitschko terminou com a má fase na categoria dos pesos pesados. Os 11 eletrizantes rounds disputados diante de 90 mil pessoas no estádio de Wembley honraram a tradição deixada por astros como Jack Johnson, Jack Dempsey, Joe Louis, Rock Marciano, Floyd Patterson, Sonny Liston, Muhammad Ali, Joe Frazier, Ken Norton, George Foreman, Evander Holyfield, Mike Tyson e Lennox Lewis.

O evento esportivo do ano. Uma atmosfera especial. Dois guerreiros em ação no ringue e dois cavalheiros após a disputa. O boxe foi o vencedor. Joshua merece todos os elogios e o louvor dos fãs. Aos 27 anos, com apenas 44 rounds disputados na carreira profissional, mostrou um coração enorme ao se recuperar de uma queda e da instabilidade causada pelos golpes do adversário.

Wladimir tem de ser respeitado eternamente. Com 41 anos, vindo de derrota para Tyson Fury, um ano e meio sem lutar, fez sua melhor apresentaçao em 21 anos de boxe profissional. Poderia ter vencido se dominasse um pouco os nervos no momento decisivo da luta a seu favor.

Uma revanche não está descartada totalmente, apesar de Wladimir dar indício de que poderá pendurar as luvas. Joshua tem pela frente duas boas opções. Tyson Fury, o falastrão, que também está invicto e possui grande popularidade na Europa a ponto de já ser apontado como favorito do público para um eventual combate até o fim do ano.

Outra alternativa para Joshua é o norte-americano Deontay Wilder. Mais um que não possui derrota na carreira, além de ser dono de uma devastadora direita, capaz de liquidar com qualquer oponente.

As negociações vão começar. Não importa o que vai ocorrer. O certo é que a categoria dos pesos pesados,  a mais badalada do boxe, está de volta. Ressurgiu mais uma vez. Joshua é o novo “rei”. Vida longa ao rei. Ou melhor: ao boxe.



MaisRecentes

Klitschko x Wilder pode sair ainda em 2017



Continue Lendo

Vitória de Joshua explode audiência no mundo



Continue Lendo

Joshua está mais pesado; Klitschko mais leve



Continue Lendo