Acho que a TV brasileira vai perder de novo…



VÍDEO COMEÇA COM 5H44

 

Parece que o exemplo da falha na compra da luta entre Anthony Joshua e Wladimir Klitschko não afetou as TVs brasileiras. O evento World Boxing Super Series, que vai movimentar US$ 50 milhões e premiar com US$ 10 milhões o boxeador campeão, ainda não seduziu os donos das telinhas do País.

O evento foi lançado há duas semanas em Nova York. Ele será disputado anualmente por 16 boxeadores de duas categorias: supermédios e cruzadores.

Cada peso tem oito pugilistas, que se enfrentam em sistema eliminatório. As quartas de final serão em setembro e outubro, as semifinais acontecem em janeiro e fevereiro e as finais, em maio. O lutador que ganhar o título vai receber também o belíssimo troféu Muhammad Ali.

Confira as chaves do torneio, após sorteio realizado sábado passado em Mônaco:

SUPERMÉDIOS

George Groves x Jamie Cox

Callum Smith x Erik Skoglund

O vencedor entre Chris Eubank Jr/Arthur Abraham (lutam sábado) x Avni Yildirim

Jurgen Brahmer v Rob Brant

 

CRUZADORES

Oleksandr Usyk v Marco Huck

Murat Gassiev v Krzysztof Wlodarczyk

Mairis Briedis v Mike Perez

Yunier Dorticos v Dmitry Kudryashov

 

“O World Boxing Super Series vai mudar o mundo do boxe”, disse Roberto Dalmiglio, Chefe do Conselho de Administração da Comosa. “O torneio vai definir novos padrões, garantir histórias coerentes e proporcionar boxe de primeira classe ao longo do ano. É a ambição da Comosa para transformar o World Boxing Super Series no maior e melhor torneio de boxe do mundo.”

A Comosa AG é uma empresa suíça com os principais proprietários do mundo do marketing (Highlight Event & Entertainment), transmissão (Modern Times Group) e boxe (Team Sauerland).

Um grupo de especialistas convidou os melhores pugilistas do mundo, ou seja, os 15 melhores classificados das quatro grandes federações WBA, WBC, IBF e WBO.

Matthew Hooper, vice-presidente executivo do Modern Times Group, disse: “Os lutadores podem ganhar muito dinheiro no World Boxing Super Series e também provar que eles são o número um em sua divisão. Vamos estabelecer um calendário claro e consistente. E cumpri-lo. ”

“Comosa tem o orgulho de anunciar uma estreita cooperação com a família do maior pugilista de todos os tempos, Muhammad Ali, e estamos muito satisfeitos em homenagear seu legado com este torneio”, disse Kalle Sauerland, chefe de boxe da Comosa. “O vencedor receberá legitimamente o maior prêmio no boxe, o Troféu Muhammad Ali.”

Richard Schaefer, presidente das Américas, disse: “Estou envolvido no esporte há muito tempo e tem faltado um grande torneio no boxe como o World Boxing Super Series. Todo esporte importante tem um. Este é um projeto fascinante e estou empolgado por estar envolvido. A qualidade das pessoas por trás deste torneio garante que será um sucesso.”

Comosa vai se associar com pugilistas, promotores e gestores de todo o mundo, e de acordo com as quatro principais Federações de Boxe Mundial, criando uma nova plataforma para o futuro do boxe.

A Comosa assinou um acordo com a MP & Silva, que é o agente de vendas exclusivo dos torneios World Boxing Super Series para os próxim0s 3 anos (2017/18, 18/19 e 19/20) em todo o mundo, excluindo os EUA e a Escandinávia . Os direitos estarão disponíveis para territórios internacionais em todas as plataformas de radiodifusão, incluindo os formatos digital e OTT.



MaisRecentes

Lance!, muito obrigado!



Continue Lendo

Yamaguchi sobe no ranking do CMB. Esquiva cai



Continue Lendo

GGG x Canelo 2 tem de ser em um estádio



Continue Lendo