NBB precisa deixar sua melhor final ser lembrada assim



Se nos jogos 3 e 4 fatores extraquadra chamaram atenção, neste sábado a partida que vai decidir o campeão da temporada 2015/2016 do NBB precisa ter os jogadores como protagonistas. Evoluindo ano a ano, o campeonato não pode correr o risco de ter a melhor final de sua história marcado por qualquer coisa que não seja basquete justamente em seu momento de maior exposição.

JP1_1913-700x465

NBB tem, em sua final, jogadores do nível de Alex e Marquinhos (Fotojump/LNB)

No jogo 3, um erro gravíssimo de arbitragem freou a reação de Bauru, que viu o Flamengo garantir sua segunda vitória na série. Na partida seguinte, foi a vez do Rubro-Negro, que não conseguia se encontrar em quada até aquela altura, ver enterrada qualquer chance de virada após intromissão de torcedor da equipe paulista que se transformou em confusão generalizada.

Os problemas acabam concorrendo com tudo de bom que foi construído pelo NBB ao longo da temporada. A começar pela final em cinco jogos, velha exigência de jogadores, treinadores e até de torcedores. Com a decisão entre dois dos melhores times da história da competição empatada em 2 a 2, pode-se dizer que a primeira experiência nesse formato foi um sucesso.

Ao longo da temporada, houve, também, novas demonstrações de habilidade da LNB na formação de parcerias. Um ano depois da Liga fechar com a NBA, a Caixa foi anunciada como patrocinadora máster durante o Fim de Semana das Estrelas, poucos dias depois de confirmações de contratos firmados com a Avianca e a Sky. Por fim, os jogos das finais estão sendo transmitidos pela Rede TV e pelo SporTV.

Mas o mais importante de tudo é a qualidade do basquete jogado dentro de quadra. São dois bons times que chegaram ao seu melhor nível no momento mais importante da temporada. Trata-se, afinal de contas, de jogadores com experiência em nível internacional e na Seleção Brasileira – não à toa, Rafael Luz e Marquinhos, do Flamengo, e Alex e Hettsheimeir, do Bauru, devem fazer parte do elenco que disputará a Olimpíada do Rio de Janeiro.

São bons jogadores fazendo, dentro de quadra, o que muito provavelmente é a melhor final da história do NBB. Hoje, é dia de permitir que ela seja lembrada assim.



  • França Junior

    O FLA VAI DE NOVO SE FU…R. E PARA PIORAR, O CLUBE QUE FAZ O FLA PEDIR PARA O DIABO LHE DEFENDER GANHOU A VAGA PARA O NBB 16/17. OU SEJA DUAS VITÓRIAS GARANTIDAS PARA O TIME CRUZMALTINO ANO QUE VEM. O FLA HOJE É UM TIME FROUXO. NÃO TEM JOGADORES. NÃO TEM TÉCNICO. NÃO TEM TORCIDA. ESTAMOS FUD…O. PERDER EM CASA É PHODHA. MAS O FLA É ISSO AÍ. SATISFAZ OS DESEJOS DOS VISITANTES, OU SEJA, TNC.

MaisRecentes

Tiago Splitter joga para garantir futuro



Continue Lendo

MVP pode sair das mãos dos favoritos



Continue Lendo

Jogo das Estrelas e as opções da Seleção



Continue Lendo