Leandrinho e a sua ‘Fonte da Juventude’



Jogador mais velho do Golden State Warriors, Leandrinho tem um segredo para conseguir acompanhar o ritmo frenético de Stephen Curry, Klay Thompson e companhia. Aos 33 anos de idade e com uma cirurgia no joelho esquerdo na bagagem, o ala-armador aposta na “Fonte da Juventude” receitada por Alex Evangelista, coordenador cientifico do Vasco da Gama e seu fisioterapeuta pessoal: o chá de arnica do mato.

Leandrinho em ação pelo Warriors (Noah Graham/NBAE via Getty Images/AFP)

Leandrinho em ação pelo Warriors (Noah Graham/NBAE via Getty Images/AFP)

A ideia do tratamento surgiu há mais de dez anos. Evangelista leu um artigo sobre a arnica do mato e, entre 2002 e 2003, começou a estudar sobre o tema. Descobriu, então, que bebidas feitas a partir da erva eram dadas para cavalos em processo de recuperação de lesões. Por isso, resolveu entrar em contato com hípicas para pensar em um jeito de adaptar a versão veterinária do medicamento para uma de uso humano.

Para surpresa de Evangelista, no entanto, o composto usado com os cavalos já era, na verdade, uma adaptação de versões para consumo humano. Assim, o fisioterapeuta seguiu com seus estudos e achou uma fórmula manipulável no Rio de Janeiro. Começou a usar no tratamento de lesões entre 2005 e 2006.

Quando foi requisitado por Leandrinho, Evangelista resolveu usar o chá de arnica do mato como parte do tratamento do ala-armador. O brasileiro rompeu o ligamento anterior cruzado em fevereiro de 2013, quando ainda jogava pelo Boston Celtics, e o fisioterapeuta foi importante para colocá-lo de novo em alto nível na NBA.

– Quando nós começamos o tratamento, ele estava cabisbaixo. Falava “eu não vou conseguir voltar para a NBA depois de ficar um ano e meio parado”. Eu disse “que um ano e meio! Vamos voltar em seis meses” – contou Evangelista, ao blog.

Em novembro daquele ano, Leandrinho assinou com o Pinheiros para mostrar às franquias da NBA que estava pronto. Dois meses depois, já estava jogando pelo Phoenix Suns. Ficou na franquia do Arizona até a metade de 2014, quando foi contratado pelo time californiano e se tornou apenas o segundo brasileiro da história com um título de NBA na carreira.

De acordo com reportagem do jornal americano “The New York Times”, outros jogadores do Warriors já tentaram beber a “Fonte da Juventude” de Leandrinho. Entre eles, o armador Shaun Livingston, seu companheiro de segunda unidade, que passou as últimas férias treinando com o ala-armador aqui no Brasil. Porém, o sabor do medicamento tem afastado outros atletas do finalista da Conferência Oeste deste tratamento.

– É. O gosto é horrível (risos) – relata Evangelista.

A “Fonte da Juventude” de Leandrinho é ruim. Mas é boa!



MaisRecentes

Tiago Splitter joga para garantir futuro



Continue Lendo

MVP pode sair das mãos dos favoritos



Continue Lendo

Jogo das Estrelas e as opções da Seleção



Continue Lendo