Disaster Draft é exemplo para a Chapecoense



Um dos episódios mais tristes da história do esporte, a tragédia envolvendo o elenco da Chapecoense, quatro dias depois, ainda deixa gigantescas dúvidas sobre como será o futuro do clube. Para piorar, a CBF e a Fifa não têm em seus regulamentos um plano de emergência para situações do tipo. Entre as ligas esportivas que possuem algo parecido e que podem servir como inspiração para os brasileiros está a NBA com seu Disaster Draft.

 

Segundo o regulamento da liga profissional americana, o Disaster Draft, com variáveis no regulamento de outros campeonatos esportivos dos Estados Unidos, acontece se cinco ou mais jogadores de um time morrem ou ficam impossibilitados de voltarem às quadras por conta de um incidente do tipo. Se for preciso, tal equipe pode reconstruir-se com apoio das outras franquias.

Neste caso, os times não prejudicadas pelo incidente podem proteger cinco jogadores, impedindo-os de entrarem no Disaster Draft, e os afetados podem escolher os que ficaram disponíveis para preencher o elenco. Não é possível selecionar mais de um jogador da mesma franquia e nem exceder o teto salarial da liga deste modo.

Felizmente, a NBA nunca foi obrigada a colocar o plano em prática. No dia 18/1/1960, o time do Minneapolis Lakers – franquia que virou Los Angeles Lakers após a mudança para a Califórnia – sofreu acidente aéreo sem consequências graves.

Porém, o time masculino da Universidade de Evansville não teve a mesma sorte no dia 13/12/1977, quando se envolveu em acidente aéreo que não deixou sobreviventes.

A Universidade de Oklahoma State também teve de enfrentar o luto por tragédias desse tipo. No dia 27/1/2001, dois jogadores e seis membros da comissão técnica da equipe masculina foram vítimas de acidente aéreo. Cerca de dez anos depois, dia de 17/11/2011, o treinador do time feminino e mais duas pessoas a ele ligadas tiveram o mesmo destino.

Ao contrário da NBA, a NCAA, que gere os principais campeonatos universitários americanos, não tem um plano de emergência para a remontagem de elencos neste caso.



MaisRecentes

Slam Dunk Contest trinta anos depois



Continue Lendo

Cristiano Felício aproveita caos do Bulls



Continue Lendo

Érika acha um lar adequado na WNBA



Continue Lendo