‘Bom Senso do basquete’ aproveita evento para se reunir em Fortaleza



Os eventos do Fim de Semana das Estrelas do NBB já começaram. Ao longo dos próximos dias, jogadores, treinadores, árbitros e dirigentes ligados ao principal produto do basquete brasileiro atualmente estarão reunidos em Fortaleza durante o período festivo. Mas se engana quem acha que a data será só de festa. A Associação de Atletas Profissionais de Basquetebol do Brasil (AAPB), lançada em agosto do ano passado, deve aproveitar a oportunidade para se reunir e dar novas diretrizes à entidade.

Giovannoni é o presidente da AAPB (Foto: Divulgação)

Com o Bom Senso FC em evidência recentemente no futebol, a comparação passa a ser inevitável. Em entrevista ao blog, Guilherme Giovannoni, presidente da AAPB, disse que vê semelhança entre os dois grupos de atletas e que uma tentativa de troca de ideias já foi feita.

– É parecido. Na verdade, a Associação já vem conversando há mais tempo. Acaba sendo muito válido, é uma coincidência ver tanto o futebol quanto o basquete mostrando que querem crescer – disse o jogador do Brasília e da Seleção Brasileira.

– A gente tentou já conversar por meio do nosso advogado, que é envolvido com futebol, mas ainda não deu por uma questão de calendário – revelou.

É justamente o calendário que é o principal ponto dos debates propostos pelo Bom Senso e pela AAPB. No ano passado, enquanto os jogadores de futebol cruzavam os braços por um minuto em campo, os do basquete fizeram protesto parecido, estourando as primeiras posses de bola das partidas.

– O problema grande foi termos jogos de uma equipe no mesmo dia por duas competições diferentes. Claro que nenhum jogador jogou os dois, mas isso demonstrou que só atrapalha a modalidade e os clubes. Obviamente, isso afeta o planejamento dos clubes. Há o risco de lesões e a gente quer proteger o atleta – contou Giovannoni.

RELEMBRE: AAPB repudia jogos por competições diferentes no mesmo dia

A questão do calendário não é a única coincidência entre as associações do futebol e do basquete. Recentemente, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) aumentou o número máximo de estrangeiros permitidos por clube de três para cinco. Algo que também está na pauta da AAPB – mas no caminho inverso.

– Eu acho que a vinda de estrangeiros é válida para elevar o nível da competição. Mas a luta é contra trazer por trazer e tirar o espaço do pessoal da base. É uma discussão que não é simples. Hoje pode ter três estrangeiros. A gente acha que o ideal seria dois, mas para o nível do campeonato é aceitável – ponderou Giovannoni, dizendo que os atletas nascidos fora do país não têm problemas em aderir às manifestações da AAPB.

– Eles estão por dentro. É óbvio que, quando há uma grande movimentação, eles não ficam tão à parte. Isso é normal, aconteceu quando eu joguei fora. Eles conversam numa boa – relatou.

Na pauta da AAPB, também estão conversas sobre a Seleção Brasileira e sobre a Liga de Basquete Feminino, que, também por conflito de datas, ainda não pôde dialogar com a Associação.

BLOG EM FORTALEZA

A partir desta quinta-feira, estarei em Fortaleza para cobrir o Fim de Semana das Estrelas. A programação começa na sexta, às 19h15, com o Arremesso das Estrelas, o Desafio de Habilidades, o Torneio de Três Pontos e o Torneio de Enterradas. No dia seguinte, às 10h, acontece o Jogo das Estrelas. Fique ligado no Diário LANCE!, no LANCE!Net e no LANCE! Livre para saber tudo sobre o evento.



MaisRecentes

Nike prioriza o desenvolvimento técnico no Brasil



Continue Lendo

Tiago Splitter ainda tem lugar na NBA



Continue Lendo

Raulzinho, o ‘Westbrook brasileiro’, e a paciência



Continue Lendo