Leandrinho chega pronto para causar impacto no Pinheiros



Leandrinho foi confirmado como reforço do Pinheiros para a disputa do NBB 6. Com a chegada do ala-armador, de 30 anos de idade e com experiência de dez temporadas de NBA nas costas, o atual campeão da Liga das Américas qualifica ainda mais o seu elenco e entra de vez na lista de favoritos ao título da competição nacional. Mas como será que o técnico Cláudio Mortari vai encaixar o astro na rotação de seu time, que já conta com muito talento nas alas?

Leandrinho já defendeu as cores do Flamengo em seis jogos (Foto: Arquivo LANCE!)

Leandrinho já defendeu as cores do Flamengo em seis jogos do NBB (Foto: Arquivo LANCE!)

Principalmente por conta de sua passagem pela NBA, Leandrinho ficou conhecido como um pontuador que alcança o ápice de sua eficiência quando usa e abusa da velocidade e das infiltrações para atacar a cesta. Durante o locaute da liga americana, em 2011, o ala-armador disputou seis jogos do NBB pelo Flamengo e, com média de 19 pontos – apesar de dividir o ataque com atletas como Marcelinho Machado, David Jackson, Caio Torres e Federico Kammerichs – quatro assistências e três rebotes em 33 minutos por exibição, mostrou o seu talento ofensivo.

Naquelas seis partidas, Leandrinho acertou 58,6% de seus arremessos de quadra. A marca pode ser considerada positiva. Entre os jogadores que jogaram regularmente pelo Flamengo naquela temporada, só os alas-pivôs Guilherme Teichmann, com 63,4%, e Wagner, com 61,3%, foram melhor. Isso porque os homens de garrafão só tentaram bolas de dentro do perímetro, enquanto o ala-armador lançou 3,67 tiros de três pontos por jogo.

Para colocar todo seu potencial pontuador para fora, Leandrinho costumava ser escalado ao lado de um armador de ofício na posição, como Hélio, que apresentou média de 3,84 assistências a cada 40 minutos naquela temporada, ou Fred, com 3,25.

Porém, em alguns momentos, o ala-armador costumava ser improvisado na posição 1, com David Jackson e Marcelinho Machado nas alas, e mesmo assim se destacou, superando os especialistas e apresentando média de 4,85 assistências a cada 40 minutos.

Por isso, tendo a acreditar que Mortari vá experimentar usar Leandrinho como o armador de seu time. Isso porque o Pinheiros já usa Paulinho na posição, um jogador mais agressivo do que passador – teve média de 5,74 assistências a cada 40 minutos ao longo da última temporada, pouco mais do que o ex-NBA teve, mesmo jogando a maioria de seus minutos nas alas.

Além disso, Mortari conta com uma rotação de talento nas posições 2 e 3. No jogo contra o Bauru, na estreia dos titulares do Pinheiros no NBB, Shammell anotou 24 pontos, cinco assistências e três rebotes, contra 23 pontos e oito assistências de Joe Smith. Jonathan Tavernari foi mais discreto ofensivamente e anotou apenas seis pontos, mas compensou com 13 rebotes.

Com Leandrinho como principal condutor de bola do time, Mortari pode basear seu ataque no potencial de infiltração do astro – preferencialmente ajudado pelo corta-luz de um pivô. Assim, o ala-armador pode optar por atacar a cesta, por acionar o jogador de garrafão que o auxiliou se movimentando em direção ao aro ou acionar atletas como Joe Smith, Shamell, Tavernari e Rafael Mineiro, que podem estar prontos para um tiro de três pontos ou cortando para o interior da área pintada.

Além disso, na defesa, Leandrinho tem tudo para ser um dos melhores marcadores de perímetro do NBB. O jogador evoluiu demais ao longo de suas dez temporadas na NBA no fundamento e já mostrou o impacto que pode causar no Brasil. Com ele em quadra, o Flamengo sofreu 105,7 pontos a cada 100 posses na temporada 2011/2012. Entre os jogadores que atuaram regularmente no clube naquele campeonato, só o pivô Átila Santos, com 105,0, teve marca melhor.

Por isso, acredito que, a princípio, o maior impacto que Leandrinho causará será na defesa, provavelmente encarregado de marcar o melhor jogador de perímetro do adversário. Enquanto isso, no ataque, o jogador terá de superar a “ferrugem”, já que não joga desde o dia 11 de fevereiro, quando se machucou, e se readaptar à função de armador antes de deslanchar pela equipe paulista.



MaisRecentes

Tiago Splitter joga para garantir futuro



Continue Lendo

MVP pode sair das mãos dos favoritos



Continue Lendo

Jogo das Estrelas e as opções da Seleção



Continue Lendo