Vaivém: nomes interessantes disponíveis no mercado do basquete

Blogs Lance!

Basquete Brasil

Vaivém: nomes interessantes disponíveis no mercado do basquete



Holloway - Fúlvio - vaivém

O escolta Holloway e o armador Fúlvio: livres no mercado. Foto: Paulo Fernandes/Vasco

Lucas Dias no Sesi/Franca (a notícia do dia!), Marquinhos renovado com o Flamengo, a novela Hettsheimeir… O vaivém da intertemporada do basquete brasileiro tem seus protagonistas. Ricardo Fischer pode voltar ao NBB Caixa, Rafa Luz e Jefferson William estão disponíveis e disputados, Jimmy cobiçadíssimo, os campeões Elinho, Deryk e Jhonatan valorizados e por aí vai. No meio da curiosidade que esses nomes geram, bons jogadores têm passado despercebidos no noticiário do mercado até aqui. Confira e perceba que alguns, certamente, caberiam no seu time!

Desmond Holloway***
O ala-armador, MVP do NBB 9 e com média de 16,2 pontos no NBB 10, não renovou contrato com o Pinheiros. Curiosamente, ainda não recebeu sondagens. Apesar de gringo, negocia salários em real. Tem propostas de clubes do exterior, mas quer permanecer no Brasil.
***Texto atualizado às 22h30 de 7 de junho. Antes, havia afirmado que ele ganha em dólar.

Fúlvio
Ao final da temporada 2016/2017, deu a impressão de que iria se aposentar. Acabou aceitando o desafio do Vasco, sofreu com lesões, ainda assim foi o quarto melhor garçom do NBB 10 (5,1 assistências por jogo). O Sendi/Bauru Basket sempre sonhou com ele, mas Larry Taylor e Ricardo Fischer são prioridades nas negociações do Dragão. Um caminho possível é o reencontro com a torcida do São José (caso suba para o NBB), que o idolatra.

Murilo
O pivô está disponível desde o fim do Universo/Vitória, vem mantendo a forma praticando crossfit e, próximo de completar 35, não pensa em parar. O jogador disse ao blog não ter recebido propostas ainda. A exemplo de Fúlvio, o São José é um destino interessante (pela Águia, foi MVP do NBB 4), ainda mais porque seus cinco filhos estão morando no Vale do Paraíba.

Murilo - Teichmann - vaivém

Murilo Becker e Guilherme Teichmann: bons nomes para o garrafão. Foto: Orlando Bento/Minas TC

Teichmann
Indicado para o prêmio de melhor defensor do NBB 10, ainda não renovou com o Minas. Já foi sondado pelo Botafogo, mas está no radar de Bauru e Mogi das Cruzes/Helbor.

Alex Oliveira
O atlético ala de 35 anos foi sondado pelo Pinheiros, mas pretende continuar no Banrisul/Caxias do Sul.

André Goes
Outro que ficou à deriva com o fim do Vitória, o ala de 31 anos manteve sua média de pontos (nove por partida) e melhorou nos rebotes (4,3), mas ainda não seduz o mercado, que ainda vive um momento de prioridades. Uma peça interessantíssima para quando os clubes partirem para os nomes de composição de elenco.

André Goes - Cafferatta - vaivém

André Goes e Cafferatta: o ala procura colocação; o armador argentino pode continuar no Sul. Foto: Matheus Magnani/Caxias

Cafferatta
O armador argentino, que concorre a melhor sexto homem do NBB 10, ainda não recebeu proposta concreta de outros times, e sim a sinalização de que o Caxias quer renovar.

Giovannoni
Todo ano se comenta que ele quer voltar a morar em São Paulo. “Quem sabe esse ano”, respondeu-me o próprio, que há poucos meses se tornou pai e isso pode pesar na decisão. O ala-pivô, entretanto, afirmou que ainda não foi sondado. Ano passado, esteve bem próximo do Paulistano. Comenta-se que o Corinthians pode ser seu destino — o técnico alvinegro Bruno Savignani já o treinou no Brasília. Mas temos que esperar a Liga Ouro acabar (Timão na final). O iminente retorno do Universo/Brasília pode tentar seduzi-lo.

Curta o BASQUETE BRASIL no Facebook:



Autor

Fernando Beagá

Jornalista desde 2003. É editor do blog Canhota 10, voltado para o esporte de sua cidade (Bauru), e agora no Lance! abre o leque para todo o basquete nacional, com a experiência de coberturas presenciais das principais competições da modalidade. Como membro do coletivo Estúdio Teca, atua como editor de esportes da Editora Alto Astral e acumula colaborações para Placar, Veja.com, 94FM Bauru, Basketeria e #NBBnoFacebook.

Curta a fanpage do blog Basquete Brasil