Leandrinho, readaptado ao Brasil: "É um basquete completamente diferente" | Lance!

Leandrinho, readaptado ao Brasil: “É um basquete completamente diferente”



Leandrinho - Sesi/Franca

Leandrinho: em onze jogos, média de 14,5 pontos. Foto: João Pires/LNB

Foram exatos cinquenta dias entre o anúncio de Leandrinho como reforço do Sesi Franca e sua estreia, no dia 6 de janeiro, contra o Vitória, no ginásio Pedrocão. O período foi de tratamento intensivo de uma lesão no quadril. Duas semanas depois, uma entorse no tornozelo esquerdo e desfalque por dez dias. De lá para cá, o ala-armador emplacou boa sequência de jogos, impondo-se com a agilidade que lhe rendeu o apelido de The Blur (“borrão”, que é o fica na foto quando ele passa…).

— Estou bem, sem dor nenhuma. Curado. A fisioterapia fez um grande trabalho para me recuperar. Corri contra o tempo para chegar onde quero fisicamente — conta o camisa 19 francano.
Atualizado em 10/mar: Leandrinho sofreu uma lesão no tendão do músculo reto femoral D e ficará afastado de seis a oito semanas…

Abaixo, um de seus passeios no garrafão:

Somado à questão física, o ala-armador de 35 anos teve que se readaptar ao basquete brasileiro — as passagens relâmpago por Flamengo (NBB 2011/2012) e Pinheiros (2013/2014), que somaram 14 partidas, não foram suficientes para reprogramá-lo.

Passados os perrengues, Leandrinho se sente melhor e mais adaptado. Em suas onze primeiras partidas no NBB Caixa, teve médias de 14,5 pontos, 2,9 rebotes e 2,9 assistências. Retornou bem à seleção brasileira e foi o segundo jogador mais votado pelo público para compor o Time Brasil no Jogo das Estrelas, que acontecerá no próximo dia 18 de março — ficou atrás apenas de outro ex-campeão da NBA, Anderson Varejão, do Flamengo.

— A adaptação foi um pouco difícil. Foram muitos anos longe do Brasil. É um basquete completamente diferente, até mesmo do basquete Fiba, de seleções. Mas estou me acostumando ao longo do torneio. Regras, arbitragem, bola, posicionamento na quadra… — detalha Leandrinho.

CURTA BASQUETE BRASIL NO FACEBOOK:

Leandrinho versão 2002

A melhor “amostragem” anterior de Leandrinho no basquete brasileiro data do lingínquo ano de 2002, no então Bauru/Tilibra/Copimax, campeão brasileiro comandado por Guerrinha. Com 33min em quadra, anotou 15,8 pontos por partida e 3,6 rebotes (números próximos dos atuais). Distribuía mais assistências (6,4), afinal, era armador à época. No vídeo abaixo, os highlights da versão 2002 de Leandrinho: