No LANCE! de hoje



POSSUÍDOS

O vídeo de um gol marcado na última rodada da segunda divisão do Campeonato Inglês, no sábado passado, tem colecionado elogios a cada compartilhamento nas redes antissociais. É a jogada do primeiro gol do Newcastle contra o Ipswich Town, uma ode ao futebol de posse que começou no pontapé inicial, consumiu vinte e três passes e terminou na rede, sem que o time adversário tocasse na bola.

O lance se destaca não só pela demonstração de jogo associado e capacidade técnica, mas por ser uma oferta de futebol elaborado de um time que não faz parte da elite do esporte e não é formado por astros. É uma resposta sorridente a quem pensa que só clubes de orçamento privilegiado podem se dispôr a praticar o tipo de futebol que normalmente vemos no Camp Nou e na Allianz Arena.

O técnico do Newcastle é Rafa Benítez, campeão europeu com o Liverpool na temporada 2004-05, cujos trabalhos mais recentes têm sido frustrantes. Ele chegou ao tradicional clube inglês em março deste ano como esperança de evitar o rebaixamento da Premier League, objetivo não atingido apesar de um bom desempenho nos últimos jogos do campeonato. O técnico espanhol permaneceu no comando do Newcastle para disputar a segunda divisão.

O time de Benítez lidera a temporada com 31 pontos em quatorze rodadas, e está entre as cinco melhores equipes do campeonato em posse de bola e aproveitamento de passes. Talvez seja impreciso dizer que o Newcastle tenta ser um “time de posse” essencialmente, mas não há dúvida de que sabe sair jogando da própria área e construir movimentos com paciência para desequilibrar o adversário. O gol marcado no sábado é uma evidência.

O jogo coletivo não é uma ambição estética ou uma idiossincrasia de treinadores interessados em ganhar debates. É o instrumento que confere a times de futebol as maiores possibilidades de vencer jogos e campeonatos, desde que seja trabalhado com conceitos e treinamentos.

JOGAR…

A propósito: está comprovada a relação entre os índices de posse de bola e a conquista de pontos em jogos do Campeonato Inglês e do Campeonato Alemão, como mostrou um artigo escrito nesta semana pelo jornalista alemão Raphael Honigstein (@honigstein, no twitter). Os números analisados revelam que times bem sucedidos ficam com a bola, e vice-versa.

… PARA GANHAR

É possível fazer previsões sobre a possibilidade de soma de pontos com base, apenas, no percentual de posse de bola. Times com 35% de posse ganham 0,46 ponto por jogo na Alemanha (0,44 na Inglaterra). Times com 65% de posse ganham 2,32 pontos por jogo nos dois países. Uma posse eventual de 75% equivale, praticamente, a três pontos em ambas as ligas.

(publicada em 27/10/2016, no LANCE!)



MaisRecentes

Coleta



Continue Lendo

Invasões bárbaras



Continue Lendo

Flamengo 1 x 1 Independiente



Continue Lendo