CAMISA 12



 

(publicada ontem, no Lance!)

ALIEN

O cartola favorito de Marco Polo Del Nero para ocupar a vaga de José Maria Marin como vice-presidente da CBF deu uma entrevista surreal à edição de ontem de “O Estado de São Paulo”. Antônio Carlos Nunes demonstrou um nível tão assustador de desconexão com a realidade que, em qualquer ambiente minimamente decente, seria suficiente para enterrar suas possibilidades.

É preciso ler e reler para crer que, no ano de 2015 e após os casos de corrupção sistêmica revelados pela Justiça dos Estados Unidos, alguém como o presidente da Federação Paraense de Futebol tenha a chance de, após eleito vice-presidente, assumir a presidência da CBF por questão de idade (77) em caso de renúncia de Del Nero. É em torno dos pensamentos abaixo que a Federação Paulista de Futebol reuniu seus clubes filiados.

“Conheço o Marco Polo há muitos anos. Acho que ele está sendo injustiçado. É uma pessoa tão correta que pediu licença da presidência da CBF para se defender (…). Marco Polo está fazendo uma grande administração na CBF e não defendo a renúncia”, declarou o Coronel Nunes, a respeito do cartola indiciado pelo Departamento de Justiça dos EUA, investigado pela Fifa e pela CPI do Futebol.

“Para mim é uma honra assumir um cargo que foi do Marin, uma lenda do futebol brasileiro. Sou companheiro do Marin há muito tempo. Desde o tempo em que ele foi presidente da Federação Paulista a gente já se dava muito bem”, contou. Coronel Nunes certamente sabe que está concorrendo ao cargo de um dirigente que se ausentou da CBF por mais de 180 dias, mas seria possível ele desconhecer que Marin está preso?

“Precisa ser analisado. Só depois de um estudo poderemos dizer se vai dar certo. Existe alguma confederação no mundo que já faz isso?”, questionou, quando perguntado sobre a possibilidade de a CBF permitir a criação de uma liga de clubes, essencialmente revelando que não sabe do que se trata. A cartolagem brasileira redefine a desfaçatez.

ATRASO

O fato de os principais clubes do Brasil deixarem passar a oportunidade de ter uma representação legítima na CBF diz muito sobre o atraso em que vivem. Sobretudo os paulistas, que validaram o Coronel Nunes, não são apenas omissos, mas vergonhosamente irresponsáveis. Contentam-se em dividir migalhas do poder, quando poderiam fazer valer o que representam.

IDEIAS

É bom ouvir Muricy Ramalho insistir na questão da “ideia de futebol” ao falar sobre seu novo trabalho, no Flamengo. Trata-se de um aspecto quase totalmente ignorado no Brasil, onde se quer – e se precisa – ganhar de qualquer jeito. Muricy pretende ser diferente, mas precisará de suporte em um clube que se notabilizou recentemente pelas trocas de comando.



  • Bruno Fernandes

    Por falta de outra palavra melhor, da pra dizer que é no mínimo bizarro isso. Impressionante como coisas importantes neste país estão sempre nas mãos desse tipo de gente. E como eles tem tanto apoio.

    Mas de onde não se espera nada, é de onde nunca vem nada. Essa mudança deveria partir dos clubes, não adia tá esperar que uma entidade do modelo da CBF vai defender outros interesses que não a da estrutura de poder vigente e daqueles que se servem desta estrutura.

    O problema é que o processo de mudança com os clubes tomando as rédeas dependeria, na minha visão, do modelo administrativo dos clubes também.

    Os clubes sociais (que sempre tiveram uma característica mais amadora e passional na sua administração, desde sempre, não são o modelo de organização ideal para administrar o esporte profissional. Profissionalismo não pode ter paixão nem amadorismo de quem administra, mas essa é uma característica histórica dos clubes brasileiros que há muito não funciona mais. Esse modelo administrativo dos clubes criam dirigentes que são incapazes de enxergar um palmo diante do nariz, e permitem a outros que são aproveitadores e sanguessugas dos clubes, administrarem a entidade sempre em benefício próprio (financeiro, do ego etc).

    Acredito que, se o modelo de administração dos clubes não passar a ser empresarial, em detrimento do modelo atual, os clubes nunca se unirão em torno de interesses comuns para administrarem suas próprias vidas e criarem ligas etc. Mais do que a CBF, acho que o modelo de administração dos clubes é quem mais fomenta a draga atual em que se encontra o futebol brasileiro, e dificulta a mudança no quadro atual que só acontecerá a partir dos clubes. Até lá veremos posicionamentos lamentáveis como o que foi tomado pelos clubes paulistas, em favor de alguém como este dirigente ET.

  • Ricardo

    “… sou companheiro do Marin há muito tempo.” Fim de papo.

  • José Henrique

    A gente precisa olhar as vezes para o outro lado para entender o porque das coisas.
    Eu não conheço ninguém, mas se os clubes paulistas resolveram peitar outro candidato que estava de boca na vaga ( e no salário ), este deve ser, na melhor das hipóteses muito ruinzinho, ou péssimo para o futebol. Me desculpe André, mas não acredito que os 4 clubes paulistas sejam ingênuos ou mal informados.

  • José Henrique

    Off tópico. Está um absurdo essa briga de Tvs estimuladas por alguns jornalistas sem a menor preocupação com o poder que tem de formar opinião, com base em concessão pública que recebem. Culmina na agressão ao narrador da TV Globo, Kleber Machado, por torcedores inflamados e insuflados contra a emissora, vendida como a vilã de todos os males do futebol.
    Inveja pura que desperta atos de irracionalidade como essa. Blogs e redações dão espaço e estímulo a manifestações. Tudo bem defender a emissora que trabalha, porém trabalhe para melhorá-la, não depreciando a concorrência. Até parece que até o fato do Corinthians ter sido campeão vem servindo como mensagem subliminar para essa baixaria sobre divisão de cotas.
    Emissoras que não pagam aos clubes querem determinar que a pagante faça a sua vontade?
    Se a moda pega, podemos exigir que as Tvs parem de pagar direitos de transmissão do futebol estrangeiro e destine os recursos para as equipes da segunda divisão brasileira. Ou não ?

  • João lins

    Cara, cara, cara, cara vc é doido?

MaisRecentes

Coleta



Continue Lendo

Invasões bárbaras



Continue Lendo

Flamengo 1 x 1 Independiente



Continue Lendo