SOL



Rotação é o movimento da Terra em torno de seu próprio eixo, como Neymar fez após o primeiro toque na bola.

Translação é o movimento da Terra em torno do Sol, como a bola fez ao viajar e se oferecer de volta a Neymar.

Você os conhece, assim como você o conhece. Gols de Neymar são como as voltas que o mundo dá.

Mas a Terra também faz um outro movimento: a nutação, com “n” de Neymar.

É uma pequena oscilação periódica de seu eixo.

A rotação de Neymar, a translação da bola, e a nutação do planeta futebol têm uma mensagem clara: Neymar é o próximo sol.

Ele está no horizonte de todos nós.



  • Juliano

    AK não se cansa do esplendido uso das palavras.

    Que gol!

    “Contra o Naviraiense é fácil”, diziam uns.
    “Jogador de paulistinha”, diziam outros.
    “Quero ver na Europa, lá os zagueiros tem outro nível”, bradavam aqueles que brigavam com o óbvio.

    O que dirão agora? Que está abaixo de Messi e C. Ronaldo? Também é óbvio.
    Tolos, ao invés de admirar esportistas deste nível atuando numa mesma época… a tal relação miserável com o esporte.

    Abraço!

    • Rodrigo-CPQ

      Juliano, não acho que essas afirmações não eram de todo erradas. Realmente é fácil pegar o Naviraiense e jogar o paulistinha. Ele tinha que ser testado na Europa. Foi, e mostrou o quanto vale. Critiquei muito o Neymar aqui nesse espaço, mas não seu futebol. E fico feliz de ver que ele tomou jeito (vez ou outra dá uma esparramada). Aquela briga no Santos com o Dorival deve ter sido um divisor de águas na sua carreira, alertando a todos à sua volta que o guri poderia estar perdendo a mão. Ainda há quem resista, mas classificar como “todos” os que o questionavam acho um pouco demais…
      Ah, um erro que reconheço: achava que o Ganso evoluiria mais que ele…. rs

      • Rodrigo-CPQ

        Juliano, dobrei o “não” na primeira frase. O correto seria “não acho que essas afirmações…”

        • Juliano

          Rodrigo, ainda que seja fácil pegar o Naviraiense e jogar o paulistinha, quantos fizeram o que ele fez nestes exemplos?

          Os que questionavam, com as frases que usei no exemplo, não estavam pensando que ele deveria ir pra Europa, ser testado, crescer com o maior nível de dificuldade, evoluir. Estes questionamentos vinham como atestado de que “lá fora” ele não faria o que fazia nos campos tupiniquins, que sucumbiria. “Novo Denílson” ou “novo Robinho” eram adjetivos corriqueiros nas redes anti-sociais.

          Agora, o pior disso tudo: por que existiam estes questionamentos neste nível de desdém? Rivalidade ridícula, pura e simples. A tal relação miserável.

          Neymar teve seu tempo de “marra”? Teve. Circunstâncias que contribuíam para isso não faltavam. Seu comportamento naquela época era questionável, mas ficou adulto e aí está. O episódio com Dorival foi importante, como é também importante ler todos os pormenores detalhados pelo próprio Dorival em entrevista recente ao portal UOL. No jogo deste gol descrito aqui, ele abriu mão de bater o penalti, vejam só!

          O jogador está em curva ascendente. Não é momento de comparações, apenas de sentar à frente do televisor e curtir os craques de hoje.

          Abraço!

    • Rodrigo-CPQ

      Cara, virar a noite trabalhando dá nisso… corrigindo a penúltima frase: “(…) mas classificar como tolos os que os questionavam(…)”. Foi mal…

  • Adriano

    Que belo texto! Sempre!
    Parabens, Andre.
    Abs

  • Klaus

    Bravo, André!

    O rapaz é tão prodigioso que o presente já é seu futuro, e o futuro é inimaginável.

    Ao invés de comparar, prefiro, como o Juliano disse, apreciar a atual safra! Um universo com diversos sóis brilhando na mesma era, cada qual com seu brilho único. Pena de quem prefere por sua própria aprovação a anos-luz de distância, de modo que quando os raios lhe alcançarem, o serão apenas de uma estrela extinta.

    Há tempos não tínhamos um “ET-Factor” brasileiro tão poderoso para apreciar a olho nu.

    Um abraço!

  • RENATO77

    “O gol tá manchado, pois o Suárez tava impedido…”kkkkkkk o melhor comentário sobre essa maravilha de jogada…desde o inicio foi bem articulada.
    Neymar segue a passos largos ao topo. Questão de tempo. Já é quase unanimidade que seja o terceiro…o que não é pouca coisa.
    Uma pena que a seleção não consiga estar no mesmo nível(ou mais próximo) dele, seja por falta de treinamento, seja por falta de talento.
    Abraço.

  • João Henrique Levada

    André, a exemplo daquele feito por Messi, você produziu outro gol que nem sei se quero ver.

  • Anna

    Linda coluna! Amei!

MaisRecentes

Vá estudar



Continue Lendo

Dilema



Continue Lendo

No banco



Continue Lendo