CAMISA 12



(publicada ontem, no Lance!)

REENCARNAÇÃO

O medidor de desfaçatez na ex-sede José Maria Marin quebrou. Essa é a única explicacão palatável para o anúncio feito ontem pelo coordenador técnico Gilmar Rinaldi. A CBF, conforme declarou Rinaldi no programa “Seleção Sportv”, pretende fazer um diagnóstico do futebol brasileiro e criar o que ele chamou de “plano de ação”.

O plano prevê ouvir sugestões e críticas de pessoas convidadas. A CBF quer chamar “os treinadores de futebol para conversar sobre o futuro” e “treinadores estrangeiros para debater com os nossos e buscar soluções”. De acordo com Rinaldi, representantes da mídia e profissionais do esporte e tecnologia também serão ouvidos. Uma revolução.

Ontem deve ter sido o “dia internacional do nonsense no futebol”, pois, além dessa explosão de arrojo de planejamento da CBF, Joseph Blatter mandou avisar que não é corrupto e vai para o céu. Sabe-se que o presidente da FIFA vive em realidade paralela, situação na qual agora enfrenta séria concorrência dos comandantes do futebol brasileiro.

Diagnóstico?! Quem precisa de um painel de notáveis para descobrir o que está errado? Gilmar Rinaldi e Dunga, o técnico que mandou a Seleção Brasileira proteger o 1 x 0 contra o PARAGUAI, foram escolhidos por José Maria Marin, provavelmente durante um intervalo entre uma e outra reunião para acertar o pagamento de propinas. É suficiente? Repetindo: a comissão técnica da Seleção Brasileira foi formada por um corrupto certificado que não pode ler este diário por estar preso em uma cela na Suíça.

E com relação ao “futebol brasileiro”, esse ente querido por todos nós que jamais fez parte das preocupações da CBF, quais serão as pessoas responsáveis pela análise e aplicação das informações coletadas pelo “diagnóstico”? Quem elaborará o “plano de ação”? Marco Polo Del Nero? Há quem garanta que ele não passará o Natal como presidente da entidade.

Diagnóstico? O futebol brasileiro precisa nascer de novo.

NO LIXO

A chance foi perdida cerca de um ano atrás. O 7 x 1 deveria ter sido aproveitado para trazer gente competente para trabalhar, não para dar sugestões a quem não tem preparo. Mas Marin estava ocupado com outras oportunidades e resolveu que Rinaldi e Dunga “recuperariam o respeito” da Seleção. Em termos de perspectivas, o quadro atual consegue ser mais feio.

DESCONTO

Um importante patrocinador da CBF se incomodou muito com os estilhaços locais do escândalo na FIFA. Encomendou um parecer profissional sobre a possibilidade de encerrar a associação de sua marca à corrupção. A reunião com a confederação foi rápida e pacífica. Terminou com a redução dos valores investidos e a mesma exposição. A parceria está em observação.



MaisRecentes

Perversidades



Continue Lendo

Arturito



Continue Lendo

Terceirão



Continue Lendo