NO LANCE! DE HOJE



(CAMISA 12, publicada hoje, no Lance!)

CAFAJESTES

Às vésperas do segundo jogo das finais da Copa Libertadores de 2000, contra o Boca Juniors, circulou entre os jogadores do Palmeiras uma informação assustadora: uma arbitragem favorável no Morumbi dependia do pagamento de 200 mil dólares. A quantia garantiria a colaboração do árbitro paraguaio Epifanio González, escalado para a finalíssima.

O Palmeiras não pagou. Mas não demorou para que se instalasse, dentro de campo, uma sensação estranha. A atuação de González na noite de 21 de junho, diante de 75 mil pessoas, foi dessas que chamam a atenção de quem acompanha futebol pela tendência a escolher um lado. Jogadores palmeirenses – pelo menos dois, de forma inconfundível – se lembram de ouvir González dizer que “não marcaria nada” a favor do time brasileiro.

Aos 3 minutos e meio de jogo, um gol de Palermo foi mal anulado por González, que apontou impedimento de Arruabarena. Além de o lateral (atual técnico do Boca) estar na mesma linha do último defensor do Palmeiras, a bola foi tocada por Galeano, não por Riquelme. Mas o responsável pela marcação foi o auxiliar. A decisão de González que marcou a partida foi deixar de apitar um claro pênalti de Samuel em Asprilla, no início do segundo tempo. Ao receber um passe de Euler, diante do gol vazio, o atacante colombiano do Palmeiras foi empurrado pelo zagueiro que teria longa carreira na Europa.

Como se sabe, o jogo terminou em 0 x 0 e o Boca foi campeão nos pênaltis. Na semana em que a divulgação de uma conversa telefônica de Don Julio Grondona lançou suspeitas sobre a arbitragem de Carlos Amarilla em um Corinthians x Boca Juniors, em 2013, é impossível acreditar que se trata de um episódio isolado. Histórias semelhantes à da final da Libertadores de 2000 ganham força pelo continente.

Os dois últimos presidentes da CONMEBOL estão presos. As escutas telefônicas de Grondona exalam o mau cheiro da cafajestagem que sempre gerou desconfiança. A entidade que controla o futebol na América do Sul precisa ser refundada.

DONO…

Por décadas, Julio Grondona tratou o futebol como se fosse uma fazenda de sua propriedade. Em sua última coluna para o site Canchallena (canchallena.lanacion.com.ar), o jornalista Ezequiel Fernández Moores revela uma história que aconteceu em 2010, por ocasião de um amistoso entre Irlanda e Argentina. Grondona prometeu a Joseph Blatter levar Messi a Dublin…

… DA BOLA

… como parte da “indenização” pela mão de Henry que tirou a Irlanda da Copa do Mundo da África do Sul. Mas Messi estava em pré-temporada na China e o Barcelona pediu um seguro de 5 milhões de dólares para cedê-lo. Não havia como pagar, mas mesmo assim Messi viajou e jogou. Grondona deu 10 mil dólares a cada jogador irlandês para que nenhum deles o machucasse.



  • Francisco

    André, isso porque você não mencionou o jogo anterior na Bombonera, onde claramente o Palmeiras foi roubado. Pênalti inexistente marcado a favor do Boca, depois um Pênalti claro para o Palmeiras que não foi sinalizado…

    • marcio

      francisco, o jogo da Bombonera que o palmeiras foi roubado, foi no ano seguinte 2001. O arbitro da partida foi Ubaldo Aquino.

    • Luiz Gustavo

      Se não me engano, esse ASSALTO à mão armada cometido pelo Sr. Ubaldo Aquino foi na semi de 2001. Foi um empate em 2×2 na bombonera que deveria ter sido 4×1 pro palmeiras, pois não foram assinalados 2 penais claros a favor do palmeiras e foi inventado um a favor do boca.

      • Fábio Barbosa

        Vocês se enganam sim, a partida em questão é da final de 2000 sim.

        Penalty para o Boca no primeiro gol.
        E não marcação do Penalty para o Palestra no seguyndo tempo.

        • Cesar

          Quem viu o que o Márcio Rezende de Freitas fez com o Cruz Azul na final contra o Boca, dá até vergonha. O jogo na Bombonera aonde o Palmeiras foi operado em 2001, foi fichinha.

          • EDUARDO

            Se não me engano foi no primeiro jogo da Final. Penalti não dado e um gol mal anulado a favor do Palmeiras e penalti inexistente a favor do Boca. Arbitro ROBALDO AQUINO!!!

          • Paulo

            Eu lembro perfeitamente. Esse juiz sempre esteve envolvido em grandes erros. Sou corinthiano e venho dizendo há tempos que o Boca ganhou do Palmeiras e do Cruz Azul roubando. A do Cruz Azul, lembro de um pênalti escandaloso para os mexicanos não anotado.

            • Marcus Vinicius

              teve um penalty no volante fernando que qualquer cego dava….

        • Tiago

          Fábio, a partida em questão foi da semi final de 2001 . qualquer dúvida é só procurar no YouTube.

    • Antonio

      Em 2000 também teve erro grosseiro lá na Argentina

    • Palestrino

      O jogo eh de 2000 mesmo.
      em 99 o palmeras foi campeao, em 2000 chegou ate a final e perdeu pro boca.

    • Não tenho certeza de ter sido na final, mas se não houvesse este roubo escandaloso o Palmeiras poderia ser bi-campeão em 2000, já que em 1999 foi campeão. O jogador do Palmeiras foi empurrado de maneira grotesca, quando entrou na área do Boca, pela esquerda do ataque…

    • Bruno

      Foram 2 Libertadores que tiraram do Palmeiras na maior cara de madeira uma em 2000 e 2001 por isso a torcida sabe que o clube é grande e sempre foi!! Eu sempre soube que os times argentinos tem mais libertadores que nós porque naquela época entravam até galinha no campo era um vale tudo jogavam pedras tijolos e lógico arbitros comprados. Nós brasileiros éramos muito ingênuos em Libertadores e eles não agora deve ter mais coisa por baixo desse vespeiro!Vai saber se na final contra o Peñarol em 61 não fomos garfados e também a do Estudiantes em 69 depois dessa do Grandona haha ganharam tudo na broma como dizem os argentinos.

  • Rubens

    Caro André, você deixou de mencionar o fato mais importante desta final que foi o jogo anterior. O empate em 2×2 na Bombonera foi sem dúvida um dos maiores “roubos” da história do futebol, com erros muito mais gritantes que o da segunda partida, e que trouxeram muito mais suspeitas do que o jogo de 2013 do

    AK: Não deixei de mencionar nada. Você está confundido suspeita com apuração.

    • Thomaz

      André, onde foi citado algum fato apurado? Devia pensar melhor antes de responder pois realmente os fatos do primeiro jogo foram muito mais tendenciosos e evidentes!

      AK: Lamento sua dificuldade. Um abraço.

      • pedro roberto

        o pênalti escandaloso que o Aquino não deu em cima do Fernando (volante do palmeiras) foi um dos maiores roubos da história da Libertadores.Nos tirou o bi campeonato do torneio no ano 2000.

        • Jverdão

          Pedro Roberto, isso aconteceu na semi-final de 2001, penalty legítimo e claro encima do volante Fernando que o juiz Ubaldo “Ladrão” de Aquino não deu. Realmente foi um dos maiores roubos da história da Libertadores. O jogo acabou na La Robalhera 2 x 2, onde seria no mínimo, 3 x 2 para o Palmeiras.

      • Jonas

        A dificuldade que vejo aqui é a de expor os fatos mais relevantes e que se encontram na mesma situação de suspeita/apuração que esse segundo jogo. O primeiro jogo, para quem viu e se lembra, foi um assalto sim. Mas tudo bem, lamento a dificuldade. Abraço.

        AK: A dificuldade está em separar opinião de apuração. É de se lamentar mesmo.

    • Thiago Bassili

      André você está certo. O pessoal confunde o jogo de ida, com o jogo da semi final de 2001, onde fomos muito prejudicados com um penalti inexistente a favor do Boca e um escandaloso não marcado no Fernando volante, onde o juiz Ubaldo Aquino alegou simulação e o expulsou. Em 2001 ainda, o Fabio Jr. faz um gol legítimo que foi anulado, no 2×2 no palestra itália.

      Porém, ainda em 2000, existem pelo menos mais 2 lances duvidosos que prejudicaram o Palmeiras.

      • Henrique

        Esse primeiro jogo da semi de 2001, o dirigido pelo Ubaldo Aquino, foi realmente vergonhoso, um arbitro não pode ser tão ruim. E com todas essas suspeitas aparecendo, não dá pra não pensar que aquele jogo também é suspeito.

    • Rubens

      E a sua matéria é de apuração???? Me parece de uma suspeita ou baseada em declarações de jogadores. Só estou lhe dizendo que você poderia ter avançado em sua matéria, lembrando da aberração do jogo de 2001 (e aqui me corrijo, pois o jogo ao qual me referi foi na semi-final de 2001 e não na final de 2000). Só isto meu caro. Para mim você poderia ter aproveitado e falado também daquele jogo escandaloso. Aliás para falar de jogos “suspeitos” ai vai a minha lista de aberrações da história do futebol: Coréia e Espanha na Copa 2002; Curintians 1X 0 Palmeiras na semi do Paulista de 86 (acho que foi o Ulisses Tavares); Curintians e Portuguesa (a famosa arbitragem do Castrili); Boca 2 X 2 Palmeiras, semi da Liberta 2001 (Ubaldo Aquino); Curintians X Boca (semi da Liberta 2013); Flamango e Atlético no Serra Dourada pela primeira fase da Libertadores de 81 (José Roberto Wright); e a final do brasileiro de 95 Santos X Botafogo (Marcio Rezende). Para mim todos jogos muito suspeitos e que mereciam maior investigação da nossa imprensa esportiva. Não podemos confundir estes jogos com outros onde tivemos erros históricos como os de Armando Marques (erro na contagem dos penaltis na final do paulista de 73 entre Santos e Portuguesa e o famoso gol do Leivinha anulado na final do paulista de 71 entre S.Paulo e Palmeiras). A diferença entre cometer um erro e “errar” diversas vezes no mesmo jogo é o que faz uma partida tornar-se supeita. Abraços!!!

    • Mario B. Biazzi

      André, creio que está faltando um pouco de humildade de sua parte. Concordo com as várias opiniões emitidas aqui. Realmente houve o erro grave na não marcação do pênalti no Asprilla em 2000, mas os erros de Ubaldo Aquino na partida na Argentina na semi final de 2001 foram muito piores.
      Qual a diferença entre o lance no Asprilla e os lances de pênalti do Boca e no Fernando em 2001. Creio que você se refere a apuração na questão do pedido de dinheiro pelo árbitro, mas também não apresenta nada conclusivo aqui.
      Não foram nada polidas suas respostas irônicas aos leitores Thomaz e Jonas. Eu é que lamento sua postura!

      AK: “nada conclusivo”.

    • Regi

      Vc está escrevendo sobre oq então????
      Suspeita ou apuração????
      Oq é suspeita e oq foi apurado???
      Pelo q eu saiba, nos dois casos, há suspeitas e nada foi apurado e nem vai ser.
      E outra… sobre a “dificuldade” de seu leitor aí embaixo… acho q a dificuldade é sua em escrever alguma coisa e não aceitar questionamentos.
      Se não quer ser questionado, guarde pra vc… ou … seja profissional.

      AK: Pelo que vejo, há uma febre de compartilhamento de dificuldades. Momentos difíceis.

      • Regi

        “Momento difícil” é aquele em que o profissional não consegue se fazer entender, criando “dificuldades” de comunicação e diz que todos estão “compartilhando” do mesmo sentimento, menos o autor do texto.

        AK: “todos”? Não vejo, na esmagadora maioria dos comentários, a relação dramática com o idioma que você demonstra.

        • Juliano

          AK, seja mais compreensivo. Vivemos num país que há 500 anos não oferece educação de qualidade à sua população, vamos por nessa conta. O cidadão tem acesso à internet mas não se dedica pra compreender minimamente o único idioma oficial do país, o tal do analfabeto funcional.

          Mas a culpa não é dele, é sua, criando dificuldades de comunicação para pessoas sem acesso à alfabetização.

          Bom humor e um abraço!

          • Regi

            Juliano…
            Não sou analfabeto e não utilizo do pc para ofender pessoas, mas….
            Iguais a você tem aos montes na internet…
            Ficam escondidas atrás de um computador, na companhia da solidão e imbecilidade, “vomitando” nos teclados, se fingindo ser algo ou alguma coisa que não é, a fim de aliviar os sofrimentos causados pela sua incapacidade de viver em sociedade ou pela frustrada tentativa de ser alguém.
            Abraços.

  • Ronaldo Ramos

    Estão se esquecendo de comentar que o jogo da ida dessa mesma final da Libertadores de 2000, foi apitado por um juiz do mesmo sobrenome desse de 2012 AQUINO (não tenho certeza se se escreve assim) e o Juiz deu um pênalti para o Boca que nunca existiu. A roubalheira começou já no primeiro jogo. Ninguém fala disso, mas basta ligar os fatos. Devem ser da mesma família.

    • Claudio

      Ubaldo Aquino….paraguaio….sempre a favor do Boca

  • Nilson

    Eu sou Tricolor carioca e não vou esquecer nunca da única chance que tivemos de chegar numa final de Libertadores e no primeiro jogo fomos prejudicados de maneira escandalosa pela arbitragem. Coloco também na conta dessa conmebol o nosso fracasso.

    • Wellington

      Pague a serie B depois venha aqui falar sobre Libertadores!

      • Fernando

        Pior Wellington… vou te corrigir… o Fluminense subiu da SÉRIE C para a B na malandgragem com o Senhor Horta estourando CHAMPAGNE na sede da CBF… Tá no You Tube.
        VERGONHOSO tricolores !!

        • Bruno

          Pior digo eu Fernando,agora eu que vou te corrigir,nesse caso citado por você, eles subiram da c diretamente para a,justamente por isso que criaram a João Havelange,que nós Vascaínos fomos campeões com mérito.

          • Bruno spfc

            Vasco campeão com mérito ? kkkk eu lembro seu Diretor entrando no campo, e anulando o jogo , pobre São Caetano.

            • Paulo Pinheiro

              Lembrou errado. O dirigente entrou em campo para NÃO anular a partida.

        • Jean Franklin de Lima

          Prezado Fernando,
          Informe-se melhor. O Horta jamais participaria disso tampouco estouraria champagne. Foi o Álvaro Barcelos.

        • antonioflu

          larga de se burro fernando o flu foi campeao da serie c e no ano seguinte os clubes brigaram com a cbf e formaram os clubes dos 13 e nos faziamos parte , e neste ano teve a copa joão havelange e disputamos esta copa e ficamos em terceiro . quando quizer falar alguma coisa pesquise primeiro. o ano do estouro da champanhe nao tem nada ver burrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrroooooooooooooooooo

          • Nilton

            AntonioFlu, os clubes não brigaram com a CBF (pois todos tem o rabo preso), e sim foi um maneira da CBF dribla a justiça comum que tinha sido acionado pelo Gama-DF (caso Sandro Hiroshi), e mesmo assim não teve jeito e teve que engolir o Gama no modulo Azul.

            O final foi tragico, um dirigente arrocante que pois mais gente que cabia no estadio, um discussão enorme para decidir quem era o Campeão, acabou por definir a marcação de uma nova partida, sendo que o Time do dirigente Arrocante ficou treinando e o outro time ela desmontado, o Final da História já sabemos.

  • GUilherme

    E o apito do Ubaldo Aquino contra o verdão no primeiro jogo? Pior arbitragem que ja vi!

  • Alexandre

    Curioso que a paulistada só reclama dos jogos dos seus times. Ninguém cita a vergonhosa atuação do Sr. Hector Baldassi, na final Fluminense X LDU, em 2008. O cidadão em tela atrasou o início do jogo, para esfriar a torcida, corroborou com a cera equatoriana, deixou de marcar inúmeras faltas e, também, dois pênaltis a favor do Flu, além de não expulsar o goleiro Cevallos.
    Mas, tudo bem, já estou acostumado com a preferência a certos times, por parte da imprensa brasileira.

    AK: Preste um pouquinho de atenção no que está escrito. Não se trata de reclamação. O texto é bem claro.

    • CARLOS

      pague a Serie B !

      No brasileirão a arbitragem é sempre mais tendenciosa para os times de várzea do Rio !
      para de chororo e pague a Serie B

    • Teobaldo

      Nós também não esquecemos os seguidos roubos (quer dizer, erros) a favor do Fluminense que prejudicaram o Atlético no BR-2012; não esquecemos a subida do Fluminense da Série C para a Série A em 2000; não esquecemos o Renato Gaúcho tomando champanhe comemorando a virada de mesa que impediu um rebaixamento do Fluminense para a Série B em 1996; não esquecemos o caso Portuguesa que beneficiou o Fluminense em 2013….Ah, como é fácil ter memória seletiva!!!

      • Luiz Paulo Massa

        Você se esqueceu também o apito amigo para o Atlético em 2012 no jogo do Engenhão , em que um gol do Fred em condição legal foi anulado no último minuto ?

        No mesmo ano , se esquece também da anulação do gol legal do Samuel aos 40 do segundo tempo na Vila Belmiro ,onde foi marcado impedimento de uma bola que veio da linha de fundo ? O jogo estava e foi 1×1….

        Você se esquece também do assalto que foi Cruzeiro x Fluminense no primeiro turno de 2012 no tal estádio de várzea do Horto ? Wellington Paulista fez 1×0 para o Cruzeiro com gol de mão. Conseguimos empatar depois.

        Só ai perdemos 8 pontos na mão grande. Fomos campeões com 4 RODADAS DE ANTECIPAÇÃO.

        O resto é choro

        • Teobaldo

          É fácil ter memória seletiva: CQD!

      • Paulo Pinheiro

        Memória seletiva é esquecer que esse episódio do champagne só aconteceu porque Petraglia e Dualib foram pegos com a boca na botija e ambos os times seriam rebaixados. A virada de mesa foi pra beneficiar esses dois: o Flu apenas beneficiou-se da mesma virada.

    • Paulo

      pague a série B!!!!! virador de mesa!! tá devendo duas já

  • Gomes

    Se sobrar pro Amarilla(não sei se se escreve assim), tem que sobrar pro Márcio Resende de Freitas. As sacanagens foram bem parecidas, não acham?

    • paulo

      Concordo plenamente.

  • Carlos José da Silva Xavié

    Não podemos esquecer do 1º jogo da semifinal de 2001 em B. Aires, q terminou 2 x 2, e foi apitado por outro paraguaio, Ubaldo Aquino. Nas palavras da imprensa brasileira na época, um dos maiores roubos de todos os tempos, com um pênalti absurdo marcado a favor do Boca e outro escandaloso em cima do Fernando ignorado pelo árbitro. Sem contar as agressões e intimidações tb ignoradas.

  • Bruno Zangari

    O jogo de 2001 na Bombonera foi mais roubado ainda. Anularam 2 gols legítimos do Palmeiras, não deram um pênalti absurdo no volante Fernando que ainda foi expulso no lance. Juíz Ubaldo Aquino.

  • Pior que esta final, foi a semi final de 2001 em Buenos Aires contra o Mesmo Boca Jrs..Em que o jogo ficou conhecido pelo apito do Roubualdo Aquino, em alusão ao seu nome. Desde que me conheço por gente, e lá se vão 40 anos, os times Brasileiros são enganados, garfados e violentados pelos times Argentinos e uruguaios…

  • Ricardo Schneider

    Sou Palmeirense e aquela final ficou com um mal cheiro enorme, mas não pelo jogo do Morumbi (do qual falou aqui apenas dois lances duvidosos – sendo um pra cada lado), o palmeiras foi muito mal nesse jogo, cheio de ligação direta defesa ataque, time nervoso!!!! MAS FOI O primeiro jogo na Argentina, foi um assalto sobre o meu time, se não me engano era um juiz uruguaio, o primeiro gol do boca estava impedido, dois penaltis não marcados pelo palmeiras (um toque de mão e uma quase amputação da perna do Euller) e no lance do segundo gol do boca, não houve a falta que originou o escanteio e por incrível q pareça…não foi escanteio!!!

    • Ricardo, esse jogo que vc citou foi em 2001.. Penalti claro no volante Fernando e deram um penalti para o boca que o cara tropeçou sozinho… Na final de 2000 o lance polemico foi aquele que o Asprilla sem goleiro foi fazer o gol e o zagueiro do Boca o empurra com as 2 mãos para dentro do gol, lembra? Pois é foram 2 mata-matas com o Boca (2000 e 2001) e as 2 arbitragens VERGONHOSAS…

  • Reginaldo de Oliveira

    Gostaria de acrescentar que com relação as partidas finais entre Palmeiras e Boca, na Libertadores de 2000, pior foi a primeira partida disputada na Argentina.
    Foi lá que o Palmeiras começou a perder o titulo, mas, não para o Boca, para a arbitragem.
    Pra confirmar é só dar uma olhada nas imagens do jogo.
    Abraço.

  • Danilo

    É isso que os clubistas babacas não aprendem… não é contra o Corinthians … é contra o futebol brasileiro, torcedores do flu questionam na final contra a ldu, palmeiras contra o proprio boca e com o mesmo juiz em 2000…. cara, futebol está cada vez mais nojento –‘

  • Tiago

    Futebol perdeu a graça faz tempo, roubalheira em tudo!!!

  • Leonardo Pegorari

    O jogo anterior a esse, aquele 2×2 na Argentina, foi um dos maiores roubos da historia. Aquela expulsão do Fernando não desce, além do penalti nao marcado.

  • Bruno

    Em 2001 pela semi-final o primeiro jogo na Argentina foi mais roubado ainda apitado pelo Ubaldo de Aquino… E os “erros” a favor do Boca se repetiram nos 2 jogos da final contra o Cruz Azul um deles apitado por Marcio Rezende de Freitas (aquele de Santos x Botafogo em 95 e Corinthians x Inter em 2005)

    • Fernando

      Bem lembrado Bruno… eu assisti a final contra os Mexicanos… foi no mesmo nível do Roubo contra o Palmeiras ou até MAIS

  • Eduardo Miranda

    André, vc que provavelmente tem acesso à reportagens e matérias daquela época, poderia pesquisar sobre as declarações do então técnico do Palmeiras, Luis Felipe Scolari, na semana que antecedeu esta partida. Lembro dele falando que estava com muito medo do Palmeiras ser prejudicado pela arbitragem, dando a entender que tinha alguma coisa por trás daquela final. Na época, ninguém levou muito a sério esse discurso, dando a entender que ele estava somente pressionando a arbitragem, como a grande maioria dos treinadores o fazem. Sempre fiquei com essa declaração na cabeça, e hoje você ajudou a elucidar um pouco esse capitulo. Acredito que se você encontrar algo a respeito, irá acrescentar muito nessa sua apuração. Parabéns pelo seu trabalho!!!!!

    PS: Muita gente está confundindo as coisas, a partida que o Palmeiras foi prejudicado na Argentina, não foi a final de 2000, mas sim, na semi-final no ano seguinte, em 2001.

  • porco burro

    esses palmeirenses sao tao burros q nem sabem direito q jogo q foi roubado kkkk

    Varios ai falando q o palmeiras foi roubado no 1 jogo da final de 2000 pelo ubaldo aquino…mas os idiotas nem lembram q na vdd o jogo do ubaldo aquino foi na semi final de 2001 kkkk nao na final de 2000 seus burros!

  • rodrigo carrara

    a verdade eh uma soh, o palmeiras era pra ser tricampeao da libertadores, em 2000 e 2001, roubaram na lava lavada o palmeiras contra o boca, time safado este argentino, com certeza teve tranbique, jamais vou me esquecer, palmeiras foi muito superior nos 2 anos e foi eliminado.

    • elias

      pode ficar tranquilo que a COMEMBOL vai enviar esses 2 títulos para vocês via FAX kkkkkkkkk

  • Cesar Augusto Michelin

    Caro, o grande roubo aconteceu na semi-final de 2001. O nome Ubaldo Aquino me assombrou e tirou muitas noites de sono por um bom tempo. Nesse jogo ele, além de descaradamente apitar faltas só pra um lado, marcou um pênalti ridículo pro Boca e não marcou um pro Palestra, mais claro que o famoso no Tinga do Inter. Quer uma lição de assalto no futebol? Esse é o jogo!

  • elias

    O legal de tudo isso é que quando o fato citado é contra o Corinthians os contras já aparecem os contras para dizerem que é mi mimi chororo e que nós somos do apito amigo , esquema ja existe no futebol a muito tempo

    • Elias , seu Time é semelhante na roubalheira , portanto não fale nada !!!

      • elias

        não demorou para aparecer o primeiro

  • Jefferson

    Não vejo nenhum FATO no texto acima. Apenas meras especulações de cobrança do árbitro e mesmo que tenha acontecido, quem garante que dirigentes do Palmeiras não pagaram? 200 mil dólares para um título de libertadores é dinheiro de PINGA.

    E vamos ser bem sinceros, Boca ganhou do Palmeiras na BOLA, jogou melhor as duas partidas e foi merecedor do título, agora jornalistas e torcedores de todos os clubes vão querer achar erros de arbitragem para justificar derrotas.

    Mais um detalhe, os áudios do Grondona não provam absolutamente nada em relação ao jogo do Corinthians, ele só brinca que o melhor jogador do Boca foi Amarilla e o restante da conversa não tem nenhuma prova especifica ou confirmação clara.
    PELO EM OVO

  • Bruno

    Essa arbitragem do Morumbi (onde, inclusive, estava presente) foi ruim e nociva ao Palmeiras. Mas a arbitragem de Ubaldo Aquino foi infinitamente pior, de almanaque, e sobrevive indelével na memória da coletividade palestrina.

    Tudo isso, aliás, para quem se recorda, levou a uma agressão de um gandula equivocado, mas com evidente tom de desabafo, ao auxiliar que novamente anulou um gol legítimo do centroavante Fabio Júnior, diante do mesmo Boca no mata-mata da Libertadores de 2001.

    Sempre o Boca, sempre a arbitragem…

    • Sim , 2001 penalti em Fernando , era para ser 4xo para o Palmeiras folgado , foram 02 gols anulado e um penalti fantasma para o Boca naquele ano .

  • Caio

    Opa … legal … e o gol do Galeano impedido no segundo jogo da semi final ninguém fala nada né? Nem era para o Palmeiras estar na final !!! Não

  • Allan

    Isso e simples, Boca Juniors sempre teve força nos bastidores da Conmebol, foi um milagre magistral o clube ter sido excluído da libertadores desse ano, convenhamos que todo este episódio foi grave e diante da pressão da FIFA que só assim o clube foi excluído, claro que o assunto abordado aqui diverge com o post citado mas, e inegável que o Boca Juniors tenha força nos bastidores, mas isso e praxe no futebol, existirão muitos clubes com força em bastidores. Creio que o episódio citado tenha a ver com força nos bastidores, e qualquer jogo suspeito envolvendo o boca por mais que seja antigo, virá a tona depois de todo esse barulho e devido a prisão dos mandachuvas da Conmebol.

  • Eduardo

    Responda com menos arrogância !

  • Na libertadores “vencida” pelo coríntias teve roubo contra o vasco. Eurico está trabalhando pra caçarem esse título dos curica.

    KKKKK

    • elias

      eis um legitimo chorão , você deve ser o tal respeito que o Eurico esta procurando

  • Valdeci

    André, comentários á parte, que providencias um clube ou alguem teria direito a tomar?
    Pois senão apenas entra para história , não sei se assim que se escreve.

  • Antonio Cristino

    Prezados,

    Estão confundindo os confrontos.

    O André está falando sobre a final de 2000, jogo de volte, que o Palmeiras foi roubado sim! Não só o pênalti sobre o Asprilla, mas a arbitragem tendenciosa durante todo o jogo. O jogo de ida foi 2×2 também, mas não foi o do assalto… foi um jogo normal, que o Palmeiras poderia ter vencido, mas bobeou. Se não me engano esqueceram de marcar o Arruabarena naquele jogo e ele marcou 2 gols (ou fez um e deu passa para outro, algo assim).

    O Assalto foi o primeiro jogo da semifinal de 2001. Onde marcaram pênalti inexistente para o Boca e não marcaram o pênalti mais escandaloso que eu vi, sobre o Fernando. Esse jogo ainda teve uma série de erros contra o Palmeiras. O jogo se não me engano também ficou 2×2, assim como na final de 2000. Na volta, o jogo foi no Palestra Itália e o Riquelme deitou e rolou sobre o lateral esquerdo Felipe (aquele mesmo do Vasco), o Palmeiras saiu perdendo de 2×0 e precisou buscar o empate. Perdemos nos pênaltis novamente… e aquela semi era como uma final, pois quem passasse enfrentaria o Cruz Azul do México, que mesmo campeão cederia a vaga no mundial interclubes para o Vice.

    O juiz do primeiro jogo da semifinal de 2001 foi Ubaldo Aquino, que sempre foi muito tendencioso… inclusive nos prejudicou também no jogo final de 1999, onde nos sagramos campeões sobre o Deportivo Cali… que poderia tranquilamente ter sido decidido no tempo normal.

  • Fernando

    André, legal resgatar isso… foi uma baita sacanagem contra o Palmeiras mesmo… e na Bombonera tb já havia sido estranho !
    Mas, procure apurar sobre a Semi Final de 2001… Essa sim foi VERGONHOSA… o Primeiro jogo e o segundo também !
    Abs

  • Marcilio

    Paulista é chorão demais mesmo. Engraçado ninguém fala “A estranha final Corinthians x Brasiliense” Aquele sim foi uma vergonha “A estranha final Fluminense x LDU” mais parcialidade seria ótimo

    AK: “Paulista” e “mais parcialidade”. Vejam o nível do que aparece aqui de vez em quando.

    • Marcilio

      Desculpe Vossa Excelência se errei na concordância. Sobre o “nível” está bem demais para o repórter.

      AK: “CONCORDÂNCIA”?!

      • Adriano

        ai que burrrrro, dá zero pra ele!!

  • Gente, libertadores é difícil por que é assim.

    São Paulo ganhou três vezes por que seu futebol era inumeramente superior à questão da arbitragem. Palmeiras e Corinthians, Grêmio, Inter, Flamengo, etc., a mesma coisa.

    Quando torcemos para nossos times ganharem a copa do Brasil, Sulamericana ou ficarem no G4 do brasileirão visando a disputa da libertadores, já é sabendo que será assim, com roubos de arbitragem, catimba de jogadores sulamericanos e o futebol tem que ser acima da média.

    Tite esse ano ficou reclamando da maratona de jogos, tomou fumo…por que? Não tinha um time acima da média. Palmeiras, foi roubado, foi, mas ainda assim conseguiu levar para os pênaltis. Se tivesse ganho, essa reportagem nem existiria. Se o time tivesse sido acima da média, o juiz não teria dado aquele pênalti e num lance posterior o time iria lá e teria sofrido outro, ou mesmo feito um gol.

    Não dá. Vai ficar igual aos boatos da copa de 1998. Somente boatos. Nada será comprovado, nada será feito. Nenhuma atitude será tomada.

    Agora, fluminenses virem falar em roubo, é piada heim…KKKKKKKKKKKK

  • Marco Grühnewald

    É compreensível que a grande maioria dos leitores se espante com o que, aparentemente, foi descoberto com relação a arbitragens tendenciosas na Libertadores: são muito jovens para saber que, quando não havia televisionamento direto, internet, instagram e redes sociais, os clubes brasileiros eram sistematicamente esbulhados pela América castelhana.
    Todos os clubes do Brasil que disputaram a competição, dos anos de 1950 até o início do século 21, foram roubados, achincalhados, sofreram violências por parte da arbitragem, dos adversários e das torcidas locais, sem exceção.
    Há histórias – e isto o Juca Kfouri deve saber muito bem e provavelmente já as contou para você, André – de arrepiar os cabelos inclusive com relação ao uso intensivo de doping por parte de alguns times estrangeiros. Posso afirmar que o avanço das tecnologias de comunicações conseguiu abaixar bastante a pressão sobre os brasileiros quando jogam fora do país, na América Latina, bem entendido. Tal afirmação se justifica quando analisamos o número de vitórias brasileiras na Libertadores das eras pré e pós digital. Enquanto na chamada “Era do Rádio” as vitórias foram minguadas na idade da informação o número começa a subir vertiginosamente.
    É isso.
    Saudações!

  • Marco

    Caro André,

    As Libertadores de 2000 e 2001 conquistadas pelo Boca foram oportunidades excelentes para levantar situações duvidosas das arbitragens sul americanas. O Boca, até então, não tinha essa fama de time copeiro, ao contrário, era marcado por fracassos em Libertadores.
    Em 2000 com Epifânio Gonzáles (com arbitragem estranha em todo o jogo e não só em lances capitais) e em 2001 com um dos maiores assaltos da história do futebol praticado pelo também paraguaio Ubaldo Aquino, o Boca conquistou duas Libertadores. Em 2001, teve como complemento outro enorme favorecimento na final contra o Cruz Azul, na partida realizada no México.
    Ocorre que o time brasileiro prejudicado em 2000 e 2001 foi o Palmeiras e para a imprensa brasileira, pimenta nos olhos dos palmeirenses é refresco. Ali estava a oportunidade de uma reação geral contra as arbitragens na Conmebol, mas a omissão foi a melhor alternativa adotada, pois era o Palmeiras. Até hoje, o nome Ubaldo Aquino só é lembrado pelos palmeirenses, mas para o restante do público e da imprensa, nem sabem que ele existiu.
    Agora, quando o time em questão é um dos dois oficiais da imprensa esportiva brasileira, a revolta é geral. Vale lembrar que esse clube sente na pele o que vários outros times sentiram em disputas e campeonatos contra ele, incluindo até situações denunciadas, mas ignoradas: esquema 1.0.0., anulação de jogos, brasileiro de 2005, MSI, denuncia abafada do ex-árbitro Gutemberg Fonseca. Nada disso “foi para frente”.
    Situações alheias ao futebol deveriam ser tratadas com igualdade independentemente da camisa. Talvez, se lá no começos dos anos 2000 tivessem dado a devida atenção, não existiriam situações como essa de agora!

    • concordo plenamente acompanho futebol desde meus
      5 anos idade meu pai me levando pacaembu e ao palestra
      aos 9 anos vi palmeiras perder a final 1986 par inter limeira
      enfim foram anos de dor e angustia mas enfim em 1993
      acabou agonia, pore de muitos anos para ca futebol ficou
      nogento nao consigo mais ter aquela disposicao ou seja ate mesmo em casa pelo paper view.
      vejo que nao estou perdendo nada pois alem da arbitragem ser ruim e notavel
      que vao a campo ja com um proposito de arrumar um resultado para aquele time x ou y
      e o torcedor como que fica, fica com cara otario alias ele torcedor ja e um otario pois a anos que isso vem acontecendo e nos achamos que ira mudar e como a politica
      nao ira mudar nunca infelizmente pois envolve muito dinheiro
      alias dinheiro nosso para enriquecer os vagabundos.

    • pedro luiz lorençon

      Marco, já houve sim uma tentativa de se acabar com a sacanagem. Foi em 1969, ou melhor: durante 1968 para 1969. em 1968 o Palmeiras foi mais roubado do que contra o Boca Jrs. A final foi contra o Estudiantes de la Plata, que já era campeão, foi bicampeão sobre o alviverde e ainda tricampeão em 69, sem times brasileiros na disputa. Façamos justiça. O Palmeiras já foi desagravado. Eu sou palmeirense e na época gritava ” goooollll de tupãzinho” o artilheiro do verdão naqueles tempos.

  • Adriano

    Meu Deus nao tem ninguem por aqui com o minimo de inteligencia pra entender que o autor apenas expos fatos que foram comprovados recentemente? Ele cita o hogo do palmeiras pq foi comprovado q o juiz estava na maldade. Nao adianta levantar 300 outras ocasioes e dizer q o autor e parcial ou paulista e blablabla…aqui o assunto é o que foi apurado pela policia e nao o que parece roubo mas nao ha evidencias.

    • Marco

      Prezado Adriano,

      Tudo o que é denunciado e existem evidências para se apurar precisa ser apurado e deve merecer a mesma atenção.
      Não pode existir edição do que deve e o que não deve ser apurado.
      Quanto ao texto do André, só temos que dar os parabéns e agradecer a ele por levantar outras situações, além da polêmica atual.
      Quem sabe, com toda essa movimentação a respeito desse caso, tenhamos como consequência a iniciativa para resolver tantos outros. Por exemplo, o caso Lusa-STJD que está em investigação e não se sabe o que de fato aconteceu.

  • gente nenhum resultado sera mudado e nem ressarcido acorda pra vida ja era quem perdeu chora na cam que ‘e lugar quente kkkk

    • Teobaldo

      Faltou o “chuuuuuppppaaaaa” antecedendo ao “kkkkkkkkkk”!

  • A maldita corrupção destrói tudo por onde passa. Seja por dinheiro, poder ou qualquer outro interesse. O futebol é só mais uma “vítima” de gente podre, que vive de levar vantagens indevidas, sem respeito ao próximo e ao interesse maior, que é o interesse da coletividade. O torcedor paga seu ingresso ou liga a “tv” para assistir uma disputa legítima, entre jogadores, querendo ganhar pelo simples fato de estar jogando com esse objetivo. E não sabe se pode estar ocorrendo a “mala preta”, “mala branca”, etc.
    LAMENTÁVEL.
    Abraço André.

  • Marcos

    A cada peça que vejo ser colocada para esse tabuleiro sujo da corrupção no futebol, mais fico indignado com a imprensa. Passaram-se todos estes anos sem que houvesse uma investigação jornalística que chegasse ao que se chegou agora! Fosse o Corinthians ter sido acharcado pelo árbitro em favor do Boca, nos anos 200 e 2001, jornalistas como Juca Kfouri teriam rodado a baiana…mas, como foi o Palmeiras… optaram por fazer de conta que nada viram, e saíram assoviando…

    AK: Seu nível de equívoco é alarmante. Só uma relação terrível com o futebol explica uma reação como essa diante de uma coluna que faz exatamente o que você reclama. Um caso para estudo. Um abraço.

  • isto sempre foi assim e será até os clube ficarem unidos, aceitam o mando e desmando da comenbol e quando acontece algo do tipo ao invés de todos os presidentes reclamarem ficam um rindo do outro, simplismente tire os times brasileiros da libertadores e cria outra liga, quem quiser participa. e mais um lembrete no brasileiro acontece a mesma coisa.

  • paulo

    Além de Boca x Palmeiras, Boca x Cruz Azul, Boca x Corinthians, outro jogo com erro clamoroso foi River x Corinthians em 2006, quando o Tevez fez um gol legítimo e foi anulado e o Mascherano foi expulso por uma falta de jogo. O árbitro era o Amarilla. É muito bom que estes fatos apareçam para que estes brasileiros vira-latas parem de desfilar com suas camisas de times argentinos e dizerem que são um exemplo para nós. Lembrem que na gravação, o pilantra cita que o Santos foi operado numa final contra o Independiente.

    • Paulo

      Mascherano mereceu ser expulso, Ricardinho também devia ter sido expulso, Carlos Alberto é outro que podia ser expulso.
      Eu concordo com Boca x Palmeiras, Boca x Cruz Azul, Boca x Corinthians agora Corinthians x River saiu barato pro Corinthians metade do time deveria ter sido expulso. Gallardo foi enforcado por Coelho na área do Corinthians.
      Assalto bom foi São Caetano e Boca em 2004.

  • Paulo

    2000 foi besteira. A semi de 2001 foi muito pior…
    Todos os títulos do boca devem estar sob suspeita, foi assim que Riquelme virou ídolo?
    E ainda tem brasileiro que torce pra essa turma.

  • Wagner

    Interessante, não me lembro de ter sido noticiado na época essa informação, claro que a atuação do arbitro causou reclamações, de todos os lados, mas essa parte financeira, não… o Palmeiras sofreu naqueles dois anos(2000/2001) duas eliminações para o Boca, mas de maneira que os juízes deveriam sair do estadio de camburão, principalmente o primeiro jogo da semifinal de 2001…. Sempre tive a impressão que para ganhar de times argentinos, principalmente do Boca, na Libertadores teria que ganhar também da arbitragem, naqueles anos tive certeza…. Depois suavizada, e agora agravada novamente… E o que me deixa intrigado, é que esses árbitros sempre são agraciados com uma Copa do Mundo depois….

  • Ricardo

    André, boa tarde. Sou seu fã e do seu Pai e já faz tempo. Vocês são brilhantes. Sobram na pobre e fanfarrônica imprensa esportiva brasileira. Gostaria de ler seus excelentes textos em outro lugar diferente do fanfarrônico Lance. Mas tudo bem. E se me permite uma sugestão, não leve tão a sério os “comentários” dessa rapaziada torcedora divertida. Se eles te replicam e procuram é porque te admiram. forte abraço!

  • Tinha um volante careca chamado serna que bateu no alex o jogo todo na argentina em 2000 e só levou amarelo no fim do jogo.

  • Lucas Cardoso

    André…porque antes de nos preocuparmos com libertadores, não nos preocupamos com os campeonatos nacionais!

    E aquele brasileiro de 2005, a ultima Copa do brasil que o Corinthians ganhou, isso ninguém quer investigar né ??
    Demagogia isso…
    Pois erros sempre tem, e sim o Corinthians foi operado a pedido de alguém, não tem como negar…mas se não provar ou provando não tem como mudar algo de 2 anos atrás! pois o boca nem foi campeão então não muda muito!

    Mas cadê as escutas sobre o titulo do Internacional de Campeao Brasileiro de 2005,….digo do Corinthians

    AK: Demagogia? Que tipo de “raciocíno” é esse? E como eu poderia te responder “cadê as escutas”? Você imagina que gravar conversas telefônicas é como pedir um café?

  • Paulo

    Quer dizer então que foi roubado??? um GOL LEGÍTIMO para o Boca anulado e um “penalty claro” não marcado para aquele time que era especialista em cavar penaltys….mimimimi
    Preocupa não que o ‘campeão de fax’ consegue esse título daqui a 50 anos

  • pedro luiz lorençon

    O jogo de 2000 na bombonera também teve algumas coisas que ajudaram o Boca. Mas o jogo do Aquino, que teve o pênalti do Alexandre que não existiu e o pênalti no Fernando (volante) foi em 2001. No primeiro jogo , saímos atrás , empatamos com o Pena, completando um cruzamento do Nenem ( Arce tinha operado uma hérnia de disco) o Boca desempatou e o Euller tornou a empatar. No segundo jogo , o Alex fez o primeiro em um cruzamento do Felipe, o Boca empatou com o pênalti e se não me engano , quem bateu foi o Schelotto, não foi o Riquelme. No segundo tempo, o Palmeiras fez 2X1 com o Fábio Jr. e o Boca empatou de novo com o Scheloto. Teve o pênalti no Fernando. Além disto, lembremos que tiraram o Palmeiras do Palestra na final de 2000, a revelia do clube. Não que o Boca não pudesse ganhar o título no Palestra , mas seria bem mais difícil. André, gostei de sua matéria. E sabemos , há outros tantos episódios. Oxalá consigamos que as autoridades reflitam e decidam a respeito.

  • Felipe Pontes

    André, apesar das polêmicas com alguns comentários, gostaria de saber se existe alguma suspeita (apuração em curso) sobre o primeiro jogo da semi-final de 2001 entre Palmeiras e Boca? Lembro-me muito bem daquele fatídico dia e a raiva que fiquei do arbitro da partida por tamanha “incompetência”. Abraços!!!

    AK: Não sei te dizer. Um abraço.

  • Pedro Santos

    Em 2002 quando o Palmeiras caiu para a serie b do brasileiro um gol anulado do zinho na vila belmiro que entrou 1/2 metro dentro do gol e o juiz não deu o gol. O Palmeiras se tivesse somado aqueles 2 pontos não teria caido, além disso o brasileiro daquele ano teve apenas 1 turno por conta da copa do mundo. Vergonhoso esse nosso futebol.

  • Na libertadores, no morumbi, palmeiras x s.paulo empatavam 1×1, e o Palmeiras sufocavao s.paulo que jogava com 10 jogadores. Ai o Palmeiras pegou uma bola no meio campo elançou pro ataque, a bola bateu no Juiz e ficou para o s.paulo armar o contra ataque, a bolafoi lançada pro Junior baianinho que foi derrubado dentro da area tendo o juizmarcado penalyti pró s.paulo..rogerioceni bateu e gol……Que sacanagem !!. Quando o Palmeirasiria quebraro tabu de ser sempre eliminado pelo s.paulo nalibertadores,o juiz seposiciona mal e favoreceo s.paulo quecontinuou eliminando o palmeiras da liberta 2×1 ! aahahahahah

  • edu

    Palmeiras e o time mais roubado da Historia do futebol ,contra o manchester no mundialo alex fez um gol legitimo e foi anulado

    • Rod

      Ainda assim é melhor sair vitorioso sem se corromper, mesmo que custe um título para está vitória da honra. Um dia há de se esclarecer os fatos e separar os homens dos corruptos.

      • Wagner

        Quanta hipocrisia……. se for assim é melhor o Palmeiras renunciar o titulo ROUBADO de 1993.

        • Roubado o titulo de 93??? Vc acha mesmo que Neto Viola e cia…conseguiria vencer a maquina Verde com Evair Edmundo Zinho Cesar Sampaio Antonio Carlos Roberto Carlos e etc??? Piada sua né freguês eterno!!!

  • claudio

    o maior roubo foi no primeiro jogo na argentina 2 penalti e um gol anulado

    • joae luiz

      esse jogo foi o primeiro da semi final de 2001. 2×2….

      • Helio

        João Luiz o Claudio está correto o primeiro jogo na argentina terminou 2 x 2 como voce disse, mas no segundo jogo ocorreu o que foi relatado na matéria.

    • Marcelo Novaes Pereira

      Ou seja, o Palmeiras foi roubado de tudo quanto é jeito, em dois anos seguidos, em confrontos contra o Boca. E, mesmo assim, só foi perder nos pênaltis ambas as vezes.

  • ricardo

    Tudo que os Argentinos ganharam na America do Sul,inclusive a COPA DE 1978,tem dedo podre é só investigar.

  • Marcelo

    O maior roubo foi na semifinal de 2001. No jogo de ida garfaram o Palmeiras. Perguntem pro Celso Roth o que ele achou daquele jogo.

    • Sim, no 1º jogo de 2001 o árbitro marcou um pênalti absurdo a favor do Boca e não deu outro

      clamoroso no volante Fernando do Palmeiras. A operação foi muito pior do que esta de 2013 contra o

      Corinthians, mas disso a imprensa não lembra.

      • Walter

        Exatamente!!!!!!!!!!! Sempre me lembro disso e morro de raiva!

      • Sérgio

        Olha o video deste jogo….https://youtu.be/4-PU2BVaAms…foi muito roubado, eu era criança e não esqueço deste jogo…que raiva

        • Nos fomos roubados em 2000, escandalosamente, não foi só o lance no penalty no Asprilla, toda bola levantada na área do Boca era falta de ataque.
          Já em 2001 empatamos o jogo em 2 X 2 , graças ao maldito do Ubaldo Aquino que não deu o penalty no Fernando no final da Partida.

      • Adriano

        Amigao o senhor esta enganado.
        Sou corinthiano e lembro bem do seu time ser aloprado aquele dia. Lembro tbm que a imprensa martelou sim, tanto quanto no jogo do corinthians.
        Agora vc dizer que aquele jogo foi mais roubado que esse boca x corinthians eu nao concordo. Admito que vcs foram mto roubados mas ainda acho q o coringao foi mais ainda…na verdade, nao me lembro de um time ser tao roubado quanto o coritnhians aquele dia, foi surreal!

      • Carlos Alberto de Castilho

        A imprensa argentina teria colocado como “vergonha”. “assalto” ou coisa parecida, mas a nossa exaltou o feito do Boca e comentou que a arbitragem foi “infeliz”. E no dia seguinte a final, a apresentadora do gazeta esportiva finalizou o programa dando um boa noite e um “dá-lhe Boca”. E a do jornal nacional finalizou dizendo que era “feriado de porcus triste”. Nem precisa dizer mais nada não é mesmo? Ao contrário do que muitos jornalistas pensam. nós temos memória sim,

  • ILUSÃO 2011

    Contra o Palmeiras foi uma ROUBALHEIRA. Agora, não precisamos de ação contra a COMEMBOL para pagar dívidas. Aqui é o Palmeiras, ao contrário de um certo “falindo futebol crube! kkkk

  • ILUSÃO 2011

    O que mais me causa espanto no Brasil é que um estádio foi construído totalmente de forma errada, imoral e indecente, usando recursos públicos e nossa gloriosa e vigilante imprensa esportiva até hoje se encontra calada, mesmo os donos da tal “empreiteira” ter ido parar na cadeia. Porque toda essa “parcialidade”.

    AK: Talvez você seja surdo.

    • Ricardo Lima

      Está gravação é tão suja quanto a gravação do Dualib e sua corja , porque a imprensa não divulga também aquelas gravações.

      AK: “não divulga”? Como ela chegou ao seu conhecimento?

      • Adriano

        kkkkkkkkk

    • José Henrique

      Acredito que essa sua assertiva, valha também para o estádio do Grêmio, ou não ?

      • Juliano

        Até onde eu sei o Grêmio está pagando a Arena com o Olímpico…

        • José Henrique

          E de onde você concluiu que eu disse que não está pagando?
          Até onde eu sei, me referi a prisão dos empreiteiros que fizeram a Arena deles.
          Pela sua intervenção, concluo que não há relação entre prisão de empreiteiro corruptor, e os clubes que construíram seus estádios.
          Essa relação foi “afirmada” pelo ilustre colega “anônimo”.

  • SAULO

    Que tal se falássemos um pouco do ESQUEMA PARMALAT?

    • biancoverde

      Começa ae então a citar as provas de manipulação de resultado pró-Palmeiras.

      Fatos!!!…..não imaginação da sua cabeça doente!

    • Billy

      Vamos!!! Fala aí os titulos q o esquema da parmalat deu…fala um titulo q teve influência direta da arbitragem, falam do carrinho do edmundo em 93 ,(n pegou)mas ninguem lembra do carrinho do vampeta em 99(pegou e quebrou).olha as arbitragens em jogos decisivos ,finais contra Corinthians,grêmio,vasco ,cruzeiro,flamengo …e veja se acha algo de esquema. Vai ver 77 Rui rei, 86 semi do paulista ,o pseudo mundial ,brasiliense..inter 2005

    • antonio

      Esquema parmalat não envolvia dinheiro público mesmo porque não havia esquema mas sim um supertime que em um campeonato paulista superou a marca de cem gols marcados

  • mario jose

    O reclamando de que foi roubado, e de dar nojo, quantas vezes foi campeao com o apito amigo, nem lembram de 2005 mais.

  • osvaldão

    tudo que o boca ganha é roubado…se o corinthians é ajudado no Brasil, na america do sul o queridinho é o boca…o boca so ganha robado eu sabia que esse jogo de 200 foi roubado fim de jogo na cara do gol sem goleiro o jogador é empurrado e o juiz nao deu nada fdp de paraguaios..a conmebol sempre foi dirigida por paraguiaos paraguai é o pais mais corrupto que existe mais corrupto que brasil muito mais..e vcs acham que não foi roubado? temque prender esses fdp

  • pwagnerbr

    Será que é só na Conmebol? Será que isso não acontece nos campeonatos disputados no Brasil também? Não falo nem dos estaduais, mas principalmente do brasileiro. Quantas vezes já sentimos um cheiro de podridão no ar sem ter como provar…

  • lauro reich

    Por acabou a sessão de comentários nas mátrias do Lance???? Agora ta chato ….os comentários deixavam as matérias mais interessante,uma pena …. O Globo esporte agora esta melhor !!!

  • Angelo

    Ubaldo Aquino foi outro que operou o Palmeiras em 2001.
    Levaram dois títulos de Libertadores. No mundial contra o Manchester não sei quem foi o imbecil que apitou mas meteu a mão mesmo.

  • Alberto

    Bando de chorões!!! A sujeirada não acontece só na Conmebol, acontece no mundo inteiro. E aposto que o seu time também foi campeão com a ajuda do juiz em alguma época. Não importa o time, todos já foram ajudados ou prejudicados alguma vez na vida. É como disse o Muller certa vez, o futebol é sujo. Infelizmente é verdade. Mas como a gente aprendeu a gostar desde criança fazer o quê, né?

  • André,a muito essa commebol rouba os times brasileiros,eles se aproveitam de nossa cultura(zombar dos times roubados,pertencentes ao brasil,culpa deles? ou culpa de pessoas que nada levam a sério,que preferem rir de um rival,mesmo sabendo que sua hora de chorar certamente virá!os times Brasileiros precisam se mobilizar,precisao ser mais unidos,é inadmissivel paises super atrazados roubando o Brasileiro até no esporte!

  • Juliano

    Que assombro! Realmente, não devem ser poucos os casos. Uma pena não ser possível apurar tudo, muita coisa ficará na base da suspeita, mas ao menos o que é possível está sendo feito. Quero continuar acreditando em Jennings quando ele se posiciona otimista dizendo que vem mais!

    Sensacional o “seguro alternativo” pensado para não machucar Messi no jogo mencionado nas notas. Esse pessoal além de corrupto e sovina, é criativo.

    Agora, como diz o outro: falta amor, mas falta também interpretação de texto. E educação, no sentido amplo. Em compensação sobra clubismo, mimimi, ‘ódio’…

    Abraço!

  • João Evair

    O Palmeiras é o time mais prejudicado por arbitragens disparado.
    O Corinthians nunca ganhou nem um campeonato de forma legal,todos de uma maneira ou de outra tem uma ajuda,de 1977 até os dias de hoje.

    • José Henrique

      Nunca?

  • Guto

    E aí?! Vai ficar por isso mesmo? Nada vai ser feito? O Brasil deveria boicotar todas as competições aqui da América. Deixe esses vagabundos, ladrões disputarem essas competições. Isso explica porque os argentinos tem tantos títulos na Libertadores. Cambada de bandidos f.d.p.

  • José Henrique

    Interessante é ler comentários indignados contra o Corinthians em uma matéria como essa do post.
    Parece que não gostaram nem um pouco da revelação de que o Corinthians foi roubado.
    Os mantras repetidos à exaustão de “itaquerão” ,”apito amigo” , “time do Pt”, “time do Lula” , “estádio dado”, “dinheiro público”, agora o oportunismo vem com essa da Petrobrás e Odebretcht.
    Discriminação é pouco para explicar isso. Mais parece coisa saída de um núcleo central de informação muito bem arquitetado.
    Porque não pedem a extinção do SCCP de uma vez?

  • Antonio

    Caro André

    Com todo respeito, tantos jogos há penaltis não marcados, impedimentos mal assinalados, todos estes jogos são suspeitos?
    “Mas o responsável pela marcação foi o auxiliar.”
    Tantas vezes um juiz ignorou a marcação de um auxiliar, como diz o Arnaldo: “puxa a responsabilidade para si”, pois ele é o juiz e o outro é auxiliar.

    “González dizer que “não marcaria nada” a favor do time brasileiro e nem contra, não é?”
    O penalti não marcado foi aos 3m do 2° tempo, que não poderia acontecer o gol.
    O impedimento marcado e que aconteceu o gol, foi aos 3m do 1° tempo.

    Sou rubro-negro, na final de 2014, Flamengo e Vasco, você disse que um lance no final do jogo, há influência do juiz, no início esta influência não é tão notada.

    O Palmeiras perdeu 2 penaltis (Asprilla e Roque Junior), então, caro AK, não é por esse jogo que vamos levantar suspeitas, até porque somente o lado perdedor se manifestou.

    O Junior Baiano falou que o Godói estava bêbado. Godói estava bêbado?

    AK: Quanta confusão de conceitos. Estamos falando de uma informação que circulou entre os jogadores do Palmeiras, de diálogos curiosos durante o jogo, de uma atuação claramente tendenciosa. Tudo isso em uma semana em que escutas do presidente da AFA sugerem a manipulação de árbitros na Copa Libertadores. Você dispensa esse contexto em nome de correlações expostas a esmo. Mais: eu jamais disse ou escrevi que “um lance no final do jogo, há influência do juiz, no início esta influência não é tão notada”. Escrevi que um erro no final de um jogo (e mencionava um gol irregular nos acréscimos do segundo tempo de uma decisão de campeonato) não permite recuperação do mesmo. O conjunto de fatos em torno deste Palmeiras x Boca Juniors o torna, sim, extremamente suspeito. Comparar essa situação à declaração de Junior Baiano sobre Godói é uma tentativa infantil. Mas é coerente com seu histórico de comentários. Um abraço.

  • PV

    O maior roubo foi no jogo com o Boca lá na Agentina, O juiz não deu 2 penaltis claros para o Palmeras, além de anular um gol legitimo, portanto falem voces da imprensa sobre o verdadeiro roubo.

    AK: “vocês da imprensa”…

  • Teobaldo

    “Estamos falando de uma informação que circulou entre os jogadores do Palmeiras, de diálogos curiosos durante o jogo, de uma atuação claramente tendenciosa. Tudo isso em uma semana em que escutas do presidente da AFA sugerem a manipulação de árbitros na Copa Libertadores”.

    ÉÉÉÉÉÉÉÉ SÓÓÓÓÓÓÓÓ ISSSSSSSSSOOOOOOOO!!!! Porque algo de tão fácil compreensão torna-se tão complicado????? Cara, o analfabetismo funcional ainda vai destruir o que resta deste país. Maldita inclusão digital!!! Desculpe e um abraço!

    AK: Está desculpado. Um abraço.

  • mangiaedorme

    Assino embaixo de todos os comentários, mas o que mais me marcou extracampo foram dois momentos: 1) Libertadores de 94 contra o São Paulo, no primeiro jogo um massacre que teve até Edmundo empurrando Rincón para ele fazer o gol e o resultado de empate. Dias antes do segundo jogo, o tiro mortal no Palmeiras foi desferido por Parreira ao convocar Zetti para compor o banco da seleção no amistoso preparatório da Copa/94 contra a poderosa Islândia em Florianópolis. Como já havia chamado Leonardo e Rai, ao convocar o terceiro jogador (Zetti) o São Paulo foi atendido pela Conmebol para transferirem a 2ª partida para pós Copa. 2) Dias antes das finais da Libertadores/2000 contra o Boca Jr., a Conmebol surpreendeu e mudou o regulamento passando a exigir que os jogos das finais -que o Palmeiras havia disputado e vencido em 99 no Palestra Itália- fossem realizados em estádios com no mínimo 40.000 lugares o que nos impôs o Morumbi e o pagto. de aluguel. Interessante que em 2002, o São Caetano já jogou a final contra o Cerro Portenho paraguaio no Pacaembu, o mesmo acontecendo com o Santos e Corinthians em anos recentes também no Pacaembu sem os 40.000 lugares. Podridão.

  • Boca COPEIRO

    Tem que ser APURADO e PROVADO. Mas esse tipo de ESPECULAÇÃO dá motivo para muito chorão. Boca, o rei de COPAS tinha vários TIMAÇOS com Riquelme, Palácio, Schelotto, Córdoba, Bermudes, etc etc etc.
    Pode ter havido manipulação? Pode. Eles podem ter ganhado simplesmente pq eram BONS o SUFICIENTE?? Claro. Fico com a segunda opção

  • Josenilson

    AK,

    Lembro que estas derrotas para o Boca marcaram minha infância. Nunca esqueci do Ubaldo Aquino! Vergonhoso!

    Alguma coisa a declarar sobre o Osório que não xingou o juiz e foi expulso? Ao menos consta na súmula.

    Abs.,

  • Matheus Brito

    Ak, mas uma coisa me chamou atenção nos áudios. Pelos acordos que eram feitos, o trio de arbitragem estava completamente comprometido e não só o Juiz. Naquele jogo em 2000, conforme você citou, o auxiliar cometeu um erro de escolinha contra o Boca. Que sairia na frente. Tenho minhas dúvidas quanto à ajuda ao Boca NAQUELE jogo. Contra o Corinthians estava nítido durante o jogo.
    Obs. Antes que alguém me xingue, quem acompanha o Blog sabe que sou Vascaíno.

MaisRecentes

Em frente 



Continue Lendo

Acordo



Continue Lendo

Futilidade



Continue Lendo