COLUNA DA TERÇA



(publicada ontem, no Lance!)

UM TIME?

A contratação de Oswaldo de Oliveira é uma boa notícia ao final de um ano sofrido para o torcedor do Palmeiras. Dois mil e quatorze, o centenário do clube, teve apenas um momento que será lembrado com felicidade: a reinauguração do estádio. A noite que reuniu gerações em torno do orgulho de torcer para o Palmeiras terminou com uma derrota que as amedrontou. O que diz o suficiente a respeito da temporada do time.

Dois mil e quinze começará com a esperança de ser diferente, e a chegada do novo técnico é, por si só, uma garantia de que será. Pode não ser um sonho, porque há muitas circunstâncias envolvidas, mas não será igual. A visão de futebol de Oswaldo e as características que regem sua maneira de trabalhar estão do outro lado do espectro em relação aos treinadores que passaram pelo Palmeiras recentemente. Os times de Oswaldo jogam, e não há nenhum motivo para crer que o Palmeiras sob suas ordens assumirá o caráter receoso que marcou o ano que quase terminou na Série B.

Oswaldo de Oliveira faz parte da família dos “técnicos do sim”. São treinadores que enxergam o futebol como uma conversação para a qual cada um deve contribuir com argumentos sólidos e bem apresentados. Há técnicos que só sabem fazer cara feia e gritar. Polemistas, estão interessados em “vencer” a discussão a qualquer custo, pois imaginam que vitórias os tornam espertos. Oswaldo prefere debater expondo os pilares de sua posição, pois não há virtude maior do que construir algo baseado em convicções.

Essas diferenças aparecem quando encontramos times que só sabem competir explorando as imperfeições do rival. Comportam-se como animais oportunistas que, incapazes de caçar, especializam-se em roubar a presa abatida pelo mais forte e mais corajoso. Para cada time de futebol que não consegue sair jogando com a bola dominada desde trás, há um técnico que finge esquecer que seu trabalho é, também, ensinar. Desenvolver movimentos para ir da defesa ao ataque sem se desfazer da bola é um dos princípios básicos do futebol, mas existem aqueles que os abandonam para não correr riscos. A isso se dá um nome: medo.

Os times de Oswaldo não praticam futebol medroso, independentemente do orçamento. Mas é claro que a matéria-prima é determinante para o produto final. A obrigação de quem está acima do técnico é dar a ele a possibilidade de construir um time, o que depende de recursos e conhecimento. Se as informações que saem de dentro do Palmeiras são verídicas, não existe apenas a intenção de investir em jogadores, mas o dinheiro para fazê-lo também está disponível.

Em 2014, a impressão de que Valdivia é um jogador decisivo foi exagerada pela solidão do chileno. Seus companheiros lhe entregavam a bola com um pedido de socorro. Bom para ele, ruim para todos. Valdivia será realmente um fator de desequilíbrio quando, e se, estiver em campo com regularidade, e for parte de movimentos ofensivos que não terminem nele. Oswaldo de Oliveira já deve estar pensando em como.

MURO

David de Gea foi o melhor jogador em campo no clássico de ontem entre Manchester United e Liverpool. O goleiro espanhol deu uma clínica de como defender lances à queima-roupa, fazendo o suficiente sem tentar fazer muito. De Gea diminui a distância para o atacante, usa os braços e pernas para fechar possíveis rotas da bola, e espera o contato. Não tenta adivinhar ou se antecipar à finalização, apenas dificulta ao máximo a tarefa do rival. Para cada um dos três gols que o Manchester United marcou, De Gea fez pelo menos uma defesa decisiva.

AGUARDE

Está difícil atravessar o final do ano enfrentando a abstinência de futebol? Não se preocupe. Daqui a pouco é Natal, depois Ano-Novo, e, quando você menos esperar, a bola estará rolando de novo nos emocionantes campeonatos estaduais. Toda a pujança dos times do interior, os estádios lotados a cada visita dos clubes grandes, uma festa…



  • vladimir perez

    Muito feliz seu comentário sobre o Palmeiras, parabéns.

  • jair paim

    ÓTIMO TEXTO! sinceramente espero que ao menos o Palmeiras jogue bola, à tempos, anos pós anos o que vejo no meu time do coração é medo! times milhares de vezes menores com padrão de jogo, não entendo como funciona em times justamente algo relatado neste texto o “principio básico do futebol” a passagem da defesa para o ataque, cansei por anos de ver como no Palmeiras é lento a transição da defesa para o ataque, desde 1999… acho que não vi este time jogar de forma coesa, rápida, entre defesa e ataque! inacreditavelmente! sempre demoramos muito, talvez por falta de jogador ou talvez por mero medo! dos nossos treinadores, da falta de treinamento! simplesmente espero um ano melhor …
    Uma gestão melhor já temos, as torneiras do clube foram fechadas, via de regra com o sistema inovador adotado pelo Palmeiras/Nobre onde se vê onde e com que e quando gastou o dinheiro do clube, coisa que antes seria impossível na desorganização amadora dos clubes de futebol e seus cartolas, medievais do tempo das capitanias hereditárias.
    Espero algo melhor para meu clube e que o futebol Brasileiro abra os olhos, porque à exemplo da maioria dos dirigentes estamos Arcaicos.

    • Fernando

      Vc está errado… O Palmeiras teeve sim bons times em 2000 e 2001… 2007, 08 e 08 e o time de 2011-12 concordo que era fraco mas mesmo com muita raça vençemos invictos a Copa do Brasil… Portanto… não é desde 1999… Isso é um exagero ou vc não acompanhou bem o Palmeiras nos últimos 14 anos.
      De 14 anos anos, isso concordo… se montamos 5 anos de bons times foi muito.

  • Ariel Delaparte

    Por um acaso alguém ficou sabendo da decisão judicial para tirar o blog do Paulinho do AR?

    Escutei essa historia ontem mas não entendi o motivo.

    • Ariel Delaparte

      Pessoal, ouvi errado, me desculpe.

  • walter

    Ao que tudo indica, 2015 realmente será diferente para o Palmeiras.
    Tudo começou bem, quando o Nobre demitiu um monte de encostos, que nada acrescentava ao Palmeiras.
    Agora com a chegada de um interessante nome para a comissão técnica, um gerente e um diretor de futebol, com bagagem de ótimos serviços por onde passaram, e a contratação de um time forte.
    Essa é a intenção do Nobre para este biênio, tenho certeza que ventos novos soprarão a nosso favor.

    Vamos la O.O. manda bala a frente do Palestra e vamoc começar levando o paulistinha,

  • Leive Gama

    O perfil dele é esse mesmo…mas …o que tem de novo nisso dentro do Palmeiras? Desde quanto Gilson Kleina era enérgico, autoritário e defensivo? Desde quando o Gereca foi técnico disciplinador que não ouvia os jogadores e retranqueiro? Dorival Junior polemico, linha dura e defensivo? Sinceramente não sei onde você viu isso. Todos eles eram técnicos ofensivos, bons de grupo, de diálogo e estilo muito parecidos, o problema do Palmeiras era falta de qualidade técnica, todos os treinadores começaram o time com 3 atacantes e terminavam com 3 volantes, de tão fraca que era a nossa defesa…Oswaldinho é mais do mesmo, porém, mais rodado, mais frio, e a unica diferença que pode existir, é se o Alexandre Mattos montar um bom plantel, pois com os mesmos jogadores, ele vai ter o mesmo desempenho dos que passaram.

    • Antonio

      Concordo com cada virgula.

    • claudio

      Só tem uma coisinha…em 2015 o Palmeiras terá um time bem melhor. Embora muitos palmeirenses chatos, que reclamam de tudo, acham que o Nobre deveria contratar Messi, Cristiano Ronaldo e outros craques do mesmo nível, percebe-se que está contratando jogadores que os grandes times tambem desejam. Acho que as coisas vão melhorar mesmo. Talvez não para o paulista mas para o brasileiro tenho muita fé.

  • Michel

    Com passagem pelos quatro grandes do RJ e pelos outros 2 de SP (Santos e São Paulo), além do mediano Corinthians, o Palmeiras vai ser o time que mais aproveitará a experiência do Oswaldo.

    • Rodrigo – CPQ

      Putz, é por causa de comentários como esse aí que eu evito outros blogs….

      AK: Simplesmente ignore. Um abraço.

    • Charles

      No VASCO ele foi muito bem , obrigado !

  • Diógenes Okonski

    Link do sue blog na página do Palmeiras está errado. Clicando nele vai para página da BBC

  • Walter

    Leive Gama, acredite, esse ano teremos um elenco mais qualificado.

    Só o Fato de ter saído – Wesley – Diogo – Juninho – Victorino – Bernardo – Bruno Cesar. Comprova que as coisas mudaram, Jogadores como Mazinho – Menezes – Leandro – Mendieta, ja estão com os dias contados e serão emprestados.

    O Mattos tera autonomia para decidir no futebol, já esta por trás das negociações feitas com os jogadores Lucas e Vitor Hugo, e também já esta apalavrado com o Thiago Mendes, do Coxa.

    E Outros nomes virão pode ter certeza, claro que não creio que possamos já disputar títulos este ano, mais com uma boa campanha, de repente uma vaga na libertadores, ano que vem com certeza seremos mais fortes ainda !!!

    Com patrocínio master, e a nossa nova Arena, teremos um elenco qualificado, e logo – visibilidade – estádios lotados – ingresso um pouco mais caro – vendas de camisa etc…

    Espero que após investir em futebol o Nobre, tenha a ideia de investir no Marketing do clube, para entrarmos de vez em uma nova era de Vitórias !!!

  • edson dorta

    eu gostaria de ver nesse time que vao montar para 2015, Os meninos bruno dybal,o mateus miller, o Edilson meia,o chico atacante, o gabriel fernando, e vamos ver o que vira, eu acho que vai dar samba, um feliz natal atodos

    • Leonardo Brandão

      Também gostaria de ver estes garotos jogando … Bruno Dybal tem qualidades assim como chico e outros … quero só ver até o momento não foi renovado do contrato do Gabriel Fernando só falta o nosso querido Nobre deixá-lo ir para o São Paulo como o kardec e o Wesley.

  • Cleibsom Carlos

    Os técnicos no Brasil são supervalorizados! Com o elenco que o Palmeiras possui poderia vir o Guardiola que o máximo que o meu verdão conseguiria seria ficar no meio da tabela. O Palmeiras não melhorará com o Oswaldo de Oliveira, o problema do time é o péssimo elenco e me parece que falta dinheiro para contratação de jogadores de peso. Em 2015 lutaremos novamente para não cair!!!

  • Gustavo Machado

    Abstinência nada! O futebol europeu ainda segue a toda. Só agora terá o recesso. Depois do Ano novo volta e é ele que irei assistir até maio, exceção feita a Libertadores.
    Mas é bom o fim de temporada por aqui ser em dezembro. Combina com o clima de recesso dessa época. Só é assim por causa do verão no hemisfério sul. No norte eles não fazem isso, pois o inverno não dá a mesma disposição.

  • M. Silva

    Em relação à sua última nota: não tripudia, André!

    • Willian Oliveira

      Pode crer! auhuha

  • Claudinei José de Oliveira

    Texto de rara inteligência em se tratando de futebol. Espero, como palmeirense, que os pontos positivos em relação ao Oswaldo, os quais, tenho de confessar, não via, vinguem no Palmeiras.

  • O Oswaldo Oliveira é ótimo técnico. Com certeza o Palmeiras acertou na contratação. Agora é definir um elenco de qualidade e deixar trabalhar.

  • Eddie The Head

    Não sou contra os estaduais,só acho que os times se preparam para eles de forma errada. Os estaduais,na minha opinião,deveriam ser encarados como um apronto para uma competição séria,como o Brasileiro ou a Libertadores. É o momento de testar formações diferentes,dar oportunidade para os jogadores da base e fazer com que os recém chegados se adaptem ao novo ambiente. Tudo isso,só não pode ser visto como uma competição séria. Ainda mais depois da pouca vergonha que foi o Carioca do ano passado.

  • Rui

    Andre, vou lhe dizer uma coisa e espero que vc encare como elogio. Vc escreve muito melhor que seu pai. Parabens.

  • Desejo toda sorte do mundo ao Oswaldo, tenho certeza que com ele a frente da equipe e a diretoria do Palmeiras com esses novos profissionais do futebol contrate bons jogadores teremos um 2015 muito melhor que 2014, que sinceramente é um ano para ser esquecido! Infelizmente!

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo