OS OUTROS LINKS DA LIGA



Mais 19 gols (todos aqui) no encerramento da segunda rodada da Liga dos Campeões.

Só um 0 x 0, na Rússia, em Zenit x Monaco, jogo do grupo C.

Na Alemanha, o Bayer Leverkusen fez 3 x 1 no Benfica.

Veja o inacreditável gol perdido por Hakan Calhanoglu, atacante do time alemão. A bola subiu no último instante e escapou.

Pelo grupo D, o Arsenal passou em casa pelo Galatasaray por 4 x 1, com 3 gols de Danny Welbeck.

Felipe Melo deu uma leve entrada em Alexis Sánchez…

O Borussia Dortmund foi a Bruxelas e goleou o Anderlecht por 3 x 0.

Grupo A: na Suécia, o Malmo venceu o Olympiacos por 2 x 0.

Também em casa, o Atlético de Madrid encerrou a invencbilidade de mais de 10 horas do goleiro Buffon, ao fazer 1 x 0 na Juventus.

Péssimo resultado para o Liverpool, na Suíça: o Basel venceu por 1 x 0.

No outro jogo do grupo B, o Real Madrid conseguiu a virada fora de casa contra o Ludogorets: 2 x 1.

A Liga dos Campeões volta nos dias 21 e 22 de outubro.



  • cesar

    Felipe Melo no melhor estilo Junior Baiano….Só faltou ele mostrar para o juizão que tinha ido na bola… Abraço.

    AK: Não faltou. Foi exatamente o que ele fez. Um abraço.

  • José Henrique

    O que as câmeras de TV captaram de leitura labial do que Robinho disse ao árbitro no jogo com o Botafogo, e a declaração posterior de que “disse tudo, e muito mais”, que comparado ao que disse o Scheik, este parece um anjo.

    Vamos ver o STJD, que deu 4 jogos ao Botafoguense, quantos dará ao Santista.

    O mesmo STJD que deu multa de merreca ao Palmeiras por quebradeira na Arena Corinthians, e outra merreca por briga entre flamenguistas na mesma arena, e nenhuma perda de mando.

    Na sexta julgará a briga entre corinthianos no mesmo estádio, vamos esperar a “coerência”habitual dos “nobres” julgadores, e sem “discriminação”.

    • Juliano

      Concordo, José. Por uma questão de padrão, se a súmula do árbitro deste jogo for semelhante à do jogo que envolveu a expulsão do Sheik, a mesma pena deverá ser imputada.

      Sheik xingou o árbitro: 4 jogos.
      Petros agrediu (esbarrou, trombou, enfim) o árbitro: 3 jogos.
      Valdívia agrediu deliberadamente (pisão) no adversário e colega de profissão: 2 jogos.

      Estas penas do STJD são uma piada. Está tudo errado!

      Abraço!

      • José Henrique

        Veja esta então, e compare com a “agressão” do Petros:
        “Em março do ano passado, o STJD suspendeu o meia Renato Cajá, do Vitória, por dois jogos apesar de ele estar citado na súmula do árbitro Gilberto Rodrigues Castro Junior da seguinte maneira: “Expulsei de campo, pelo cartão vermelho direto, aos 46 minutos da segunda etapa da partida, o Sr. Renato A. J. Morais [Renato Cajá], número 10 da equipe do Vitória, por empurrar o árbitro da partida após discordar da marcação da arbitragem. Informo ainda que o atleta supracitado desferiu um tapa no rosto do árbitro em questão, tendo que ser contido pelos companheiros de equipe”.

        Cajá foi incurso duplamente no artigo 254-A § 3º – “praticar agressão física. Se a ação for praticada contra árbitros, assistentes ou demais membros de equipe de arbitragem, a pena mínima será de suspensão por 180 dias”. Somadas, as penas poderiam chegar a 360 dias de gancho.

        A pena, repita-se, no entanto, foi de apenas dois jogos num julgamento quase clandestino, sem cobertura da imprensa.”
        https://www.youtube.com/watch?v=177tysu3Z2E

        Compare com o julgamento, coberto pela TV, de Petros…

        http://blogdojuca.uol.com.br/2014/08/a-coerencia-do-picadeiro-do-stjd/

        • Juliano

          Concordo com vc José, por isso que eu disse antes que, se for pra ter padrão (o que, por comparação, nao temos ainda), o Robinho deveria ter a mesma pena de Sheik.

          Por não haver padrão Cajá pegou 2 jogos e Petros 3 (e claro que a agressão do Cajá é muito pior).

          Como eu disse (e não só eu), o STJD é uma piada.

          Abraço!

  • Emerson Cruz

    Continua chamando a atenção péssimo futebol do Liverpool, até aqui, na temporada.

  • Juliano

    Felipe Melo sendo… FELIPE MELO!

    Bizarro, tosco! Fosse Alexis mais pesado ou, tivesse com os pés presos ao gramado, seria fratura exposta. Mais bizarro que a agressão travestida de carrinho, na beira do campo e com exagero de força, é ele jurando que não fez nada. Valha-me! Que asco tenho deste indivíduo. Depois ainda desfere meia dúzia de palavrões, como se estivesse coberto de razão em alguma coisa nessa vida…

    Abraço!

MaisRecentes

Presente



Continue Lendo

Em frente 



Continue Lendo

Acordo



Continue Lendo