OS LINKS DA LIGA



Um valioso gol do Atlético de Madrid (1 x 1 com o Barcelona: Diego e Neymar) no Camp Nou só aconteceria por dois caminhos: o contra-ataque e uma jogada de bola parada.

A primeira opção se perdeu ainda no primeiro tempo, quando Diego Costa teve de ser substituído por lesão. Sem um jogador de velocidade e força, o contragolpe tornou-se inviável e as chances do time de Simeone passaram a depender de escanteios e faltas próximas à área.

O sensacional gol de outro Diego, ex-Santos, foi fruto de um lance que ocorre, sim, mas do qual nenhum time pode depender (o Atlético deu apenas 3 chutes no alvo no jogo).

Boas coisas acontecem a quem trabalha, e o nível de trabalho demonstrado pelo Atlético foi, novamente, digno de elogios. Entrega defensiva quase impecável, disposição ao sacrifício e desejo de superação.

Times com mais nome, mais recursos e mais opções já foram ao Camp Nou e tentaram atuar dessa forma, sem sucesso.

O Barcelona também não teve sucesso na noite de ontem, quarto encontro com o Atlético na temporada em que foi incapaz de subjugá-lo.

Os conhecidos problemas dos catalães diante de uma defesa profunda e posicionada voltaram a emergir, exceção feita ao lance do empate, em que a genialidade de Iniesta e a capacidade de finalização de Neymar se encontraram para criar o gol.

Não há nenhuma coincidência entre a melhora do Barcelona e as mudanças após a entrada de Sánchez, quando Iniesta foi jogar no meio e Neymar, na esquerda. Causa e efeito.

O resultado foi estimulante para o Atlético, que dependerá de outra atuação notável do ponto de vista coletivo para se classificar. Principalmente se não tiver Diego Costa no Vicente Calderón.

O Barcelona precisa ser capaz de jogar a seu modo contra este adversário, algo que ainda não vimos.

Na Inglaterra, Manchester United e Bayern (1 x 1: Vidic e Schweinsteiger) fizeram o que se esperava deles. Os alemães, com o controle da bola e do jogo. Os ingleses, com a aposta clara na eficiência em posses curtas.

Apesar do momento ruim, foi estranho ver o United se defender com vários jogadores muito próximos à área, em jogadas de bola rolando. Um sinal evidente da forma como se vê diante do adversário.

Wellbeck desperdiçou uma oportunidade rara em jogos como esse, algo que provavelmente – a chance, não a falha – não acontecerá em Munique.

O Bayern não mereceu um resultado melhor porque não teve produção ofensiva compatível com o domínio que exerceu. Um pouco mais de agressividade poderia ter deixado o time inglês em situação desesperadora no confronto.

Mas a sensação de que o resultado foi “bom” para o United é um claro indicativo da distância que existe hoje entre os dois times. É razoável dizer que os ingleses terão de marcar dois gols em Munique para passar de fase. A possibilidade de algo assim acontecer não é grande.

A não ser que o Bayern, como se viu em outras épocas, se autodestrua em casa.



  • Anna

    Ontem foi o dia de dois ex-santistas: Diego e Neymar!! Ainda acredito no Bayern, mas é impressionante o valor da camisa do Manchester United. Vi um tempo de Barça e Atleti e um tempo de Bayern e United. Gostei mais da segunda dupla! Jogos emocionantes na volta. Neymar tem que ser titular, Tata Martino!!! Boa quarta, Anna. ps. Que venha o Chelsea hoje num duelo de especiais: Mou e Ibra!!

  • André, o golaço do Diego “valeu o ingresso”, assim como o do Neymar, começando pela assistência do Iniesta, encontrando um vazio para passar a bola de forma a deixar o companheiro em posição de finalizar.
    Tenho certeza que a decisão será emocionante, e o melhor, tenho certeza que ninguém ousa tirar o favoritismo do Barça, mas ninguém duvida que o Atlético pode ganhar o jogo. Assim que é bom, estilos diferentes, futebol equivalente.

  • José Henrique

    Diego bate muito bem de fora da área. Na seleção não teve sucesso porque na época era um pouco individualista. Parece que evoluiu, e joga mais para a equipe.
    Neymar é indiscutível o melhor jogador brasileiro da atualidade.
    Pressentiu a brecha, penetrou e contou com a categoria do Iniesta, esse simplesmente um monstro na armação de jogadas.

  • Antonio Carlos

    Caro AK

    Você se equivocou, 1 a 0 o United passa de fase.

    Abraços

    AK: Não, você se equivocou. Quando digo “é razoável…”, é porque o Bayern – provavelmente – fará pelo menos um gol em casa.

    • Antonio

      Caro AK.

      Não é vergonha dizer que se equivocou “É razoável dizer que os ingleses terão de marcar dois gols em Munique para passar de fase.”
      Eles só precisam ganhar de 1 a O. Você, eu, nós sabemos que o “provável” e o “se” no futebol não existe.
      Como disse o Felipe ontem ” E para quem falava que o Flamengo está fora, está mais vivo do que nunca. Matemática é dentro de campo, ninguém perde de véspera. A lição é que futebol é jogado e lambari é pescado.”

      Abraços

      AK: Há muitas outras lições, pelo visto. Santo Deus…

      • Nilton

        Antônio, sem querer ser chato, mas quando li esta parte do texto entendi imediatamente que o joga não iria acabar no 0x0 e que o André acreditava que o Bayern faria pelo menos um gol na Alemanha.
        E com relação ao jogo do FLA não tem como diminuir a vitória que foi merecida, mas ela só veio através de erros da defesa do Emelec. O lance do pênalti é daquele que o jogador somente faz em final de jogo como ocorreu na quarta de final da copa de 2010 (Uruguai X Gana) do que no inicio do jogo (teve um técnico que falou que prefere reverter 0x1 com 11 jogador em campo do que segurar um 0x0 com 1 a menos desde o inicio do jogo).
        O segundo gol ocorreu porque o jogador do Emelec parou de marcar o Paulinho empenho contra ataque e no meio de campo, deixando ele chegar sozinho na grande área e fazer o golaço da vitória aos 47 do segundo tempo.

        • Antonio

          Caro Nilton

          Você e o AK estão desperdiçando o dom de adivinhação, uma coisa é achar que o Bayern faz um gol na Alemanha, outra é ter certeza que o Bayern fará um gol.
          Como disse o Mauro Cezar da ESPN no seu blog
          “Cada vez mais as pessoas tentam prever resultados dos jogos como se futebol tivesse lógica. Que tolice!
          Bayern Munique, poderoso, fortíssimo, o time do momento, campeão de tudo, em Manchester contra um combalido United. O que vai dar? “Bayern fácil, claro”, previam adivinhões de plantão.

          Não foi assim. E não foram poucos os profetas que, antes de a bola rolar, antecipavam o resultado que não aconteceu. Acabou 1 a 1 e o time inglês poderia ter vencido.

          Dê uma busca no twitter mesclando, por exemplo, palavras como “Bayern”, “Manchester”, “ganhar”, “golear”, “fácil” e veja os resultados. Há muitos videntes à solta.

          É evidente o favoristismo do esquadrão bávaro no duelo, e ele existia, sim, antes de a bola rolar na Inglaterra. Mas isso jamais significou fácil previsão. Isso não existe em futebol.

          Mas… as pessoas, cada vez mais, estão tentando adivinhar o que vai acontecer em campo. E não me refiro a palpites sem compromisso, até em tom de brincadeira, que podem ser legais.

          Não incluo nisso aí os que fazem bolões, pelo contrário. É sempre divertido apostar com os amigos sobre quem vencerá, quem fará o primeiro gol, etc.

          E isso tudo é legal porque não existe lógica. Você dá um chute, em alguns casos até com certo critério e usando o conhecimento, e depois vê o que acontece.

          O que tem se multiplicado é o novo hobby de muitos: desafiar os chamados “Deuses” do futebol. Quase descartar resultados menos prováveis e “projetar” o que se passará na cancha.

          Quanta pretensão! Futebol jamais terá lógica, por isso sempre será o esporte Rei. Mas não são raros os que, nesse momento, já estão “eliminando” o Manchester United.”

          O Amaral foi expulso bobamente contra o Leon, o João Paulo tomou bola nas costas infantilmente contra o Bolivar e contra o mesmo Bolivar o Samir fez penalti sobre efeitos da altitude. Provavelmente o Alessandro faria o gol de cabeça e o gol do Paulinho foi mérito do Alessandro que puxou a marcação do Paulinho que se infiltrou como centroavante e Negueba que lançou.

          Abraços a todos

          AK: O que é mais espantoso é que nada tem a ver com previsão, mas com compreensão de uma frase simples. Tá feia a coisa.

  • Roberto

    Torcendo por um Bayern x Barcelona!

MaisRecentes

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo