CAMISA 12



(publicada ontem, no Lance!)

HERÓIS

Chegamos ao ponto em que se permite desrespeitar leis em nome da “paixão” por um clube. No entendimento de um magistrado que trabalha em defesa da justiça, não há problema em invadir uma propriedade particular e agredir pessoas, idosos entre elas, desde que a motivação seja “um futebol melhor”.

Este foi o argumento usado para devolver às ruas os “torcedores” que vandalizaram o centro de treinamentos do Corinthians, conferindo-lhes um tipo de imunidade que nada mais faz do que legitimar a impunidade. Quem estiver disposto a ilegalidades semelhantes tem agora, além da costumeira despreocupação, a sentença de um juiz não como escusa, mas incentivo. Com todo respeito, meritíssimo…

A caixa de emails de um jornalista que trata de futebol em seu ofício diário oferece uma boa amostra do que esse jogo indescritível é capaz. Não, não, o exemplo aqui não é a insanidade que se apodera de cérebros irrecuperáveis, para os quais a agressão é a única ferramenta. Você se assustaria – ou talvez não – com a virulência de certas mensagens, enviadas por gente que raciocina, escreve bem, separa o certo do errado com clareza, mas perde a compostura quando versa sobre seu time ou o adversário. Seria mágico se não fosse trágico.

Pois está liberado, ou melhor, autorizado pela Justiça, o quebra-quebra no local de trabalho de jogadores de futebol. Ou a caça aos vagabundos milionários nas ruas. Centros de treinamentos podem ser anexados ao território de torcidas organizadas, com uso de força se for necessário. Basta que a explicação seja a fidelidade à camisa e, claro, um desejo incontrolável de estimular esses insolentes que as vestem. Quem não quer um futebol melhor?

E assim avançamos, com tudo às claras, sem demagogias. A polícia está desobrigada, por escrito, a prender quem tem de ser preso. Pois se a Justiça já não se esforçava para manter esses “torcedores” trancados, agora os liberta com requintes de impunidade. São os verdadeiros defensores do futebol.

CONFLITO

O caráter propositivo do Bom Senso FC ficou evidente com a divulgação da ideia de calendário do movimento. Percebe-se o estudo que dá base às soluções apresentadas, coisa de quem sabe do que fala. O caráter obscurantista da CBF ficou evidente com a rejeição das propostas, alegando falta de recursos. Coisa de quem deseja que tudo fique como está.

SÁBIO

Os três gols de Robin Van Persie conduziram o Manchester United às quartas de final da Liga dos Campeões. Mas a atuação de máquina do tempo de Ryan Giggs, 40, precisa ser registrada. Sua categoria está presente nos dois primeiros gols, com lançamentos formidáveis. Giggs não é o jogador mais condecorado da história do futebol inglês por acaso.



  • Anna

    André, perfeito!!! Robin Van Persie foi simplesmente espetacular. Agora é secar o United contra o Bayern de Munique. rs Bom final de semana, Anna.

  • Nilson

    Isso posto, temos que concluir que o CBJD agiu certíssimo ao punir com o rigor da lei/regulamento a Portuguesa e o Flamengo. Cada vez mais vemos jornalistas admitindo isso.

    AK: Não há nenhuma relação entre os temas.

    • Nilson

      Isso é porque vc quer. Se não aplica a lei também na 38ª rodada do campeonato de 2013 iria virar bagunça. Já pensou, um regulamento diferente para cada rodada? Ia ser uma maravilha.

      AK: Já escrevi muito sobre essa caso. Vai muito além de aplicação de leis.

      • Nilson

        Numa sociedade organizada, não vejo o que pode ser maior que a aplicação de leis previamente estabelecidas e aceita por todos.

        AK: Esse é o problema.

        • Alisson Sbrana

          Um comentário que deveria ter vindo entre aspas e com o nome do autor da citação: Hamurabi.

  • Helio R. L.

    Caro André,

    O que vc acha que pensaria esse juiz se a população que espera anos por decisão de alguma ação invadisse seu gabinete, quebrasse tudo e ainda lhe desse umas boas pauladas?

    Estaríamos apenas incentivando-o a executar o seu serviço com a presteza e eficácia que deveria fazer em função dos rios de dinheiro que ganha às custas de nossos impostos.

    Ah, e uma correção no seu texto. Esse juiz não merece ser chamado de meritíssimo.No máximo pode ser chamado de

    Abraços.

    PS. Só faltou divulgar o nome da peça para que a população possa fugir dele em demandas futuras.

  • RENATO77

    Quando a sociedade faz sua parte a dá queixa. A polícia faz a sua, investiga e denuncia. A parte mais importante nessa sequencia, rumo à uma sociedade melhor, o judiciário não faz a sua.
    Como dizer que jogador A ou B foi agredido naquele episódio, mas se acovardou na hora de denunciar e isso é um erro?
    Como acusar um jogador de fazer corpo mole numa partida para prejudicar um terceiro, rival, sob risco de perda material ou até física/pessoal, com o comportamento doentio das torcidas avalizado por um juiz de direito?

    O próprio comportamento da torcidas em geral, quando fazem côro pro seu time “entregar” já é, por sí só, uma deformidade ética.

    E vamos pra rua manifestar contra o que mesmo?
    Eu quero um povo padrão FIFA.

    Abraço.

  • Edouard

    Li a sentença e vejo as coisas de modo diferente. Não vi uma legitimiação jurídica dos atos.
    O juiz considerou que – como tem sido habitual – a denúncia oferecida pelo Ministério Público se preocupou mais em “dar uma resposta à sociedade” (de resto, prática odiosa quando se trata de direito penal) e menos em individualizar condutas e esclarecer sua subsunção aos tipos penais.
    Está muito bem explicado porque o juiz não considerou configurado o crime de formação de quadrilha, e porque a ação penal não tem condições de prosseguir em relação aos crimes de dano e de constrangimento ilegal. Há graves problemas de identificação dos acusados, e de atribuição de condutas a eles.
    Quanto à infeliz colocação de que “tudo não passou de um ato (nada abonador) de revolta dos torcedores”, trata-se de opinião pessoal do magistrado e que, segundo se pode notar da leitura da sentença, não é, nem remotamente, o que determinou a rejeição da denúncia.
    Um abraço.

  • Junior

    Concordo plenamente, Giggs foi o melhor do jogo. Ganso pode assistir a fita e aprender.

MaisRecentes

São Paulo joga, Corinthians soma



Continue Lendo

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo