COLUNA DOMINICAL



(publicada ontem, no Lance!)

CULTURA INGLESA

Não é sempre que se tem a oportunidade de entender como um técnico de futebol assistiu a um jogo que interessa a todos, apenas como observador. Não é todo técnico que dispõe do tempo e da gentileza de oferecer suas opiniões. A coluna procurou Tite para ouvi-lo sobre a recente visita a dois estádios ingleses, em noites de Liga dos Campeões da Uefa. O relato do treinador, em período dedicado ao descanso e ao aprimoramento profissional, é material para vários textos. Este se dedicará ao que Tite mais gostou de ver de perto.

A predileção pelo Bayern de Munique, por afinidade de conceitos, é clara. “É o estilo que mais me agrada, pela mobilidade aliada à capacidade de ser incisivo, vertical, agudo. Gostei mais do time que terminou o jogo contra o Arsenal do que do que começou”, diz Tite, impressionado com a quantidade de argumentos de Pep Guardiola para modificar o caráter de seu time, por vezes sem precisar substituir jogadores. “Ele tem Muller, tem Thiago, tem Goetze… são muitas opções”, conta.

Uma das curiosidades saciadas na viagem foi poder observar pessoalmente dois times ingleses que lutam pelo título local. Tite percebeu que falta poderio ao Arsenal para ser campeão nacional. “Acho que vai ficar entre o Manchester City e o Chelsea”, arrisca. “O City tem muita força e qualidade no enfrentamento”, completa. Por essa razão, o mlehor retrato quem deixou foi o Barcelona, pelo nível do adversário superado na terça-feira. “O Barcelona conseguiu, do seu jeito, vencer um time que não é bom, é muito bom. E um time muito intenso, inflamado, em seu estádio”, relata. O City só o decepcionou por permitir o encontro fatal entre Messi e Demichelis, área de desequilíbrio que uma equipe com um orçamento tão generoso não pode tolerar.

Tite viu um Barcelona que se reencontrou com sua maneira particular de atuar (“eles fazem dos passes uma brincadeira de futebol”), mas que ainda sofre para defender jogadas de bola parada. “A marcação atual é mista. Antes era por setor, o que considero melhor”, pondera. A entrada de Neymar representa a nova dificuldade apresentada aos rivais. “Quando você tem um jogador a mais e pode colocar um Neymar em campo, junto com Messi, imagine o problema que você cria”. A baixa expectativa em relação aos catalães se converteu em uma conclusão após a vitória em Manchester: “O Barcelona voltou”, diz. “Eu vi a Espanha jogar no calor (na Copa das Confederações) e fiquei com a impressão de pouca intensidade, mas o Barcelona, naquela noite fria, me mostrou o contrário”.

O antigo e o atual time de Guardiola presentearam Tite com atuações top de linha no meio da semana. Duas equipes que falam idiomas futebolísticos semelhantes. Sem criticar a pronúncia mais cantada dos catalães, o sotaque incisivo dos alemães cai melhor aos ouvidos do técnico gaúcho, que valorizou a experiência na Inglaterra e já visualiza novas expedições. “Gostaria muito de presenciar um Bayern x Barça”, imagina.

Não é só você, professor.

CLEMÊNCIA

Uma orientação do International Board conduz ao pensamento de que o árbitro de Manchester City x Barcelona acertou ao marcar pênalti em Messi. Um movimento faltoso que começa fora da área e continua em seu interior deve ser marcado dessa forma. A questão é identificar qual foi a carga que impediu o atacante de jogar. Ela aconteceu fora ou dentro da área? A simples dúvida já é suficiente para absolver o árbitro, apesar da resistência a fazê-lo. Em lances limítrofes como esse, crucificar – com o auxílio da imagem congelada – o solitário apitador é um ato de covardia.

PUNIÇÃO

O grande problema da violência ligada ao futebol nunca foi falta de investigação ou até mesmo de prisão. Foi, e ainda é, ver os mesmos elementos sorridentes envolvidos em episódios que se repetem. O caso da invasão ao CT do Corinthians gerou uma operação policial e detenções. Será apenas mais um evento temporário?



  • Emerson Cruz

    Tomara que Barça e Bayern inspirem Tite nos seus próximos trabalhos. O maior treinador da história do Timão, tem capacidade e é estudioso o suficiente para abstrair conceitos e colocá-los em prática através dos jogadores que comanda.
    Se me permitem imaginar um pouco, seria bem interessante, por exemplo, ver um time do Tite, competitivo como o Corinthians 2011-2012, incrementado com algumas doses de guardiolismo.

  • “Sem criticar a pronúncia mais cantada dos catalães, o sotaque incisivo dos alemães cai melhor aos ouvidos do técnico gaúcho(…)”. Sensacional a escolha de palavras na construção da frase. E excelente texto, parabéns.

  • Josaurelio Medina

    Será que o Tite vai deixar de ser retranqueiro depois de ver o Bayern? Ou Pep Guardiola vai copiar dele?

    André, você esqueceu de comentar sobre a dancinha alegre do Neymar e Dani Alves diante da Real Sociedad. Ou eles não se divertem mais jogando futebol?

  • Anna

    Tb gostaria muito de ver um duelo Bayern, de Guardiola e Barça, de Messi, Quem sabe na final da Champions se eles não se cruzarem antes!

  • Pedro Henrique

    Gostaria muito de ver o Guardiola comandando um time brasileiro, não para ver se ele é bom, ele é o melhor junto com o Mourinho, mas sim pra ver o trabalho que ele faria num time brasileiro em todos os termos.

    • MARIO

      O Guardiola é um bom técnico,mas só dirigiu os super times do Barça e do Bayern, times com 15/16 jogadores de nivel de seleção. Queria ver se é isso tudo dirigindo o Milan, Manchester City, Borussia, etc…etc…Já o Mourinho foi campeão da Liga Europa com o simples Porto, Inter de Milão.

      AK: Isso. Queria ver ele ganhar o Campeonato Paulista… quanta cegueira, que vergonha.

    • André Luiz

      Pedro, hoje, José Mourinho ainda é mais treinador que o Guardiola, mais vencedor e por todos clubes e países que passou, venceu, não foi pegando times prontos como Guardiola.

      AK: O desconhecimento que você revela sobre o trabalho de Guardiola é constrangedor. Um abraço.

  • Pedro Augustus

    AK, Boa Tarde!

    Gostaria de saber uma opinião sua e até saber se você já fez algum tópico sobre a violência nos estádios,você acha que está diretamente ligada a violência além das partidas de futebol?
    Algumas torcidas organizadas se parecem com quadrilhas formadas articulando assassinatos, o que pode dizer sobre isso?

    Um Abraço

  • MARIO

    André, vc citou aqui no seu blog uma orientação da International Board na marcação de penalti.
    Sou favorável também q a Fifa, deveria acabar com essa polêmica na marcação de penaltis, qdo a bola vai de encontra com o braço, cotovelo, mão, dedo, deveria ser marcado penalti em quaisquer circunstâncias,mesmo q o jogador esteja com o braço recolhido, aberto, colado no corpo, de costas, se teve a intenção ou não, etc…etc…A razão e a motivação principal dos torcedores no futebol é comemorar qdo seu clube faz o gol, não interessa como, e sendo marcado penaltis nessas situações, os jogos vão ficar mais interessantes,mais emocionantes, pois no futebol atual q mais se prioriza é o jogo defensivo. Seria mais um beneficio pr o futebol, e acabaria com mais uma polêmica q só prejudica o jogo.

  • Boa noite, Acho que o Mario está de brincadeira marcar penaltis mesmo quando o braço colado ao corpo é ignorancia porque o jogador não pode tirar o braço fora, agora se abre o braço e muda a direção da bola é outra coisa e as vezes o jogador adversário de proposito já chuta na mão do jogador tem sim que ver as situações.Quanto ao Tite ele está se reciclando porque quer ser o proximo Tecnico da Seleção Brasileira é essa a ambiçaõ dele.

  • RENATO77

    Quais as chances do Tite ser o técnico da seleção brasileira depois da copa?
    Abraço.

    AK: O que dá para dizer: Marin pensou em Tite semanas antes da demissão de Mano Menezes, e até ligou para Mário Gobbi para tratar do assunto. Gobbi vetou. O cargo estará vago após a Copa, independentemente do resultado, como Felipão já deixou claro. Um abraço.

  • Paulo Pinheiro

    André,

    Sobre o caso da invasão da organizada: pode ter certeza que houveram “forças ocultas” no caso. E não são da própria organizada, não. É peixe grande.

MaisRecentes

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo