CAMISA 12



(publicada ontem, no Lance!)

O DOUTOR

Um dos personagens centrais do “caso Héverton” tem se mantido em estranho silêncio desde que as primeiras informações sobre o episódio chegaram à superfície: Valdir Rocha da Silva, o interlocutor de Osvaldo Sestário na conversa telefônica a respeito da suspensão do jogador da Portuguesa.

Doutor Valdir, como o ex-diretor jurídico é conhecido no Canindé, é o único envolvido na história que ainda não deu nenhuma declaração pública. Sua sala na sede do clube permanece vazia e promessas de que haveria um pronunciamento por escrito não foram cumpridas. A atuação de Rocha da Silva no último fim de semana do Campeonato Brasileiro de 2013, desde a noite de sexta-feira até a tarde de domingo, é crucial para o esclarecimento do que aconteceu.

Lembremos que de acordo com Sestário, advogado que representou a Portuguesa no julgamento em que Héverton foi suspenso, as informações foram passadas ao Dr. Valdir na mesma sexta-feira. A comunicação aconteceu cerca de 24 horas antes de o Flamengo escalar André Santos no jogo contra o Cruzeiro.

À luz das teorias conspiratórias que agitam as redes antissociais, a manipulação diabólica teria se dado após o Flamengo perceber a irregularidade que cometeu, de modo que o depoimento de Rocha da Silva é importante para elucidar como foi seu contato com o departamento de futebol. Com quem falou? Quando? Que informação transmitiu? Detalhe de peso: Héverton treinou e se concentrou no sábado, antes de o Flamengo jogar.

O silêncio é companheiro do mistério. Não há motivo para que a Portuguesa não se dedique ao máximo para provar que cometeu uma falha administrativa. A exposição do responsável pelo erro não pode ser mais preocupante do que a situação do clube, prestes a ter o rebaixamento ratificado no julgamento desta sexta-feira.

A não ser que tenha acontecido outro tipo de falha. O Dr.Valdir precisa aparecer.

INFORMAÇÕES…

As declarações mais recentes de Guto Ferreira revelam as disfunções internas da Portuguesa. Segundo o treinador que manteve o clube na Série A, no campo, a comissão técnica não sabia sequer que Héverton seria julgado na sexta-feira. Está evidente que para as pessoas que trabalhavam no time da Portuguesa, Héverton tinha condições de jogar contra o Grêmio.

… DESENCONTRADAS

Corre pelos subterrâneos do Twitter que há um vídeo em que Héverton admite que estava suspenso na última rodada, e que entrou em campo a mando do presidente da Portuguesa, Manuel da Lupa. O jogador e o autor do suposto material – que tentou negociá-lo com meios de comunicação, sem sucesso – trocaram mensagens pouco elegantes no microblog durante o Natal.



MaisRecentes

Vencedores



Continue Lendo

Etiquetas



Continue Lendo

Chefia



Continue Lendo