NO LANCE! DE HOJE



(publicada hoje, no Lance!)

JULGAR

Aconteceu um episódio interessante em um jogo do Campeonato Inglês, anteontem. Um episódio que, respeitadas as distâncias e os impactos, nos ajuda a analisar o caso que será julgado hoje pelo STJD. Claro que é necessário se despir de fanatismo para compreender as relacões, algo que tem se revelado impossível, infelizmente, para os que ignoram contextos e não aceitam a existência de opiniões diferentes. O que se escreve aqui sempre será dedicado a quem se mantém afastado do vale tudo das arquibancadas e seus reflexos em nossa sociedade.

No final do jogo entre Newcastle e Southampton, Moussa Sissoko e o goleiro Paulo Gazzaniga tiveram um pequeno desentendimento. No chão, Gazzaniga empurrou a perna do meia do Newcastle, que, com um gesto ríspido para afastar o braço do adversário, acertou um forte tapa no rosto do árbitro Michael Jones. O apitador caiu no gramado e precisou de atendimento médico em um olho e no nariz. Recuperado e visivelmente irritado, Jones dirigiu algumas palavras a Sissoko antes de reiniciar a partida.

Na visão legalista que clama pela aplicação das regras sem observar outros aspectos, Sissoko deveria ter sido expulso e, depois, banido por vários jogos. É o que acontece com jogadores que agridem árbitros na Premier League. Os mais atentos se lembrarão da suspensão de onze rodadas para Paolo Di Canio, por ter empurrado ao chão um juiz em setembro de 1998. As distinções entre um caso e outro são simples e óbvias: Di Canio teve clara intenção no empurrão, enquanto o tapa de Sissoko foi involuntário. Mas ambos os incidentes invocam a regra que proíbe que se toque no árbitro antes, durante e depois de um jogo. O que os separa é a análise e a apuração das circunstâncias – no evento com Sissoko, feita pelo próprio árbitro – em que os fatos se deram.

A comparação aqui não é entre a “agressão” a um árbitro e a escalação de um jogador em condição irregular. O ponto é em relação à maneira de julgar e produzir justiça. Já vimos jogadores expulsos por faltas violentas em que não fica cristalino o intento de atingir o adversário. Apela-se à imprudência, ou ao uso de força excessiva, para justificar a decisão do árbitro. Certamente há quem entenda que Sissoko mereceu ao menos um cartão amarelo pelo que fez.

Não se discute o erro cometido pela Portuguesa. O que está em questão são as consequências deste erro e, principalmente, as circunstâncias que o produziram. Também é importante que se analise qual é o papel do artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, ou seja, que tipo de transgressão o texto pretende penalizar. Há um clube em risco de ser rebaixado por utilizar um atleta suspenso por cerca de 15 minutos, em um jogo cujo resultado não representou nada.

Julgar é mais do que ler o texto da Lei. É interpretá-lo de acordo com o que aconteceu, como aconteceu, considerar contextos e decidir pelo mais justo. Devemos ser plenamente capazes de fazê-lo. Do contrário, Moussa Sissoko estaria suspenso.

OLHEM BEM

A Portuguesa deveria levar todos os seus jogadores e os membros da comissão técnica ao julgamento no Rio de Janeiro. Os auditores responsáveis por determinar o destino do clube precisam olhar para as pessoas que nada fizeram de errado e conseguiram, em campo, manter o time na Série A. Serão eles os maiores prejudicados por um possível rebaixamento no tribunal.

PENSE BEM

Às vésperas da estreia do Atlético Mineiro no Mundial de Clubes da Fifa, o futebol chinês ofereceu a Cuca a possibilidade de nunca mais se preocupar com dinheiro. E o que começou com a sempre estranha censura ao assunto na entrevista coletiva, terminou com uma conversa informal com repórteres. Cuca admitiu a proposta – e seu tamanho – do Shandong Luneng, mas reforçou que não quer tratar do tema durante o Mundial. Perfeito, mesmo porque as coisas podem mudar. Esconder é sempre pior.



  • Nilson

    Eu ia digitar varias vezes a letra k mas aqui não posso, pois me arrisco a ser tratado como ignorante mas o que se nota nesse texto, é que o autor está tentando transformar o que aconteceu no campeonato inglês uma jurisprudência no caso da Luza e do flamengo (ainda não mencionou nada sobre esse clube). Mas uma coisa eu concordo, deveriam levar todos os jogadores e o técnico da Luza nesse tribunal. Talvez tenham algo a falar e por isso eles “desapareceram” da mídia.

    AK: ATENÇÃO. Trecho da coluna: “A comparação aqui não é entre a “agressão” a um árbitro e a escalação de um jogador em condição irregular. O ponto é em relação à maneira de julgar e produzir justiça.”
    Trecho do comentário: “o que se nota nesse texto, é que o autor está tentando transformar o que aconteceu no campeonato inglês uma jurisprudência no caso da Luza e do flamengo”.
    Difícil, não acham?

    • Diego

      Concordo com AK , o artigo serve como direção cabe aos responsáveis jugar o impacto do ato…

      • Ricardo

        Fluminense é o Aladim do futebol Brasileiro, só vive em cima de um tapetão?
        Que Vergonha !!!!!

        • o fluminense não tem nada a ver com esses comentarios idiotas, que levantou o problema foi a auditoria STJD e não fluminnse pelo meno se informa antes de falar asneiras

          • Tiago

            Se não tem nada a ver, porque mandou um advogado no julgamento?

            • Pelo mesmo motivo que o Flamengo, se a Lusa nao perde os pontos, elemse ffffffffff

            • Rafael

              Porque sao adultos.

              • Alsthon

                Antes de pedir para alguém “se informar”, informe-se. Quem levantou o problema da escalação irregular foi a CBF não o STJD que não tem essa função (não que a CBF tenha… PIADA!). Quem criou o “problema” de comunicação foi o advogado da Lusa provado por fotos ser torcedor do Fluminense. Curioso não? Não estamos aqui discutindo o mérito da escalação irregular mas como o AK bem colocou com sua comparação, faltou bom senso no julgamento da coisa. Aqui a discussão está na esfera civil criminal. O que esse advogado fez é crime e prejudica financeiramente um clube que nada tem a ver com sua preferência clubística. O Fluminense está pagando de santo falando que nada tem a ver com o erro da Portuguesa… parô né? Está intimamente envolvida. Só não vê quem não quer a falcatrua.

          • Alsthon

            Antes de pedir para alguém “se informar”, informe-se. Quem levantou o problema da escalação irregular foi a CBF não o STJD que não tem essa função (não que a CBF tenha… PIADA!). Quem criou o “problema” de comunicação foi o advogado da Lusa provado por fotos ser torcedor do Fluminense. Curioso não? Não estamos aqui discutindo o mérito da escalação irregular mas como o AK bem colocou com sua comparação, faltou bom senso no julgamento da coisa. Aqui a discussão está na esfera civil criminal. O que esse advogado fez é crime e prejudica financeiramente um clube que nada tem a ver com sua preferência clubística. O Fluminense está pagando de santo falando que nada tem a ver com o erro da Portuguesa… parô né? Está intimamente envolvida. Só não vê quem não quer a falcatrua.

    • Renan Teixeira

      AK, você responde os comentários dos complexados???

      TU ÉS UM HERÓI!!!!! MEU HERÓI!!!

      AK: Eu tento… um abraço.

      • Oscar

        É simplesmente inacreditável a campanha desavergonhada e direta que a “maioria” dos jornalistas esportivos estão fazendo contra o cumprimento de leis e normas previamente estabelecidas, chegando ao ponto de fazerem comparações totalmente infelizes como a acima. Os argumentos beiram a infantilidade como em seu parágrafo “OLHEM BEM”. Esta incitação contra o cumprimento de leis e normas mesmo quando não há margem para dúvidas ou interpretações como é o caso é bastante preocupante. Ser a favor de que se faça pressão direta a um tribunal para que não se aplique a lei baseado no que um grupo de pessoas “acha ou não justo” a revelia da lei poderá trazer consequências terríveis para o nosso país, não só para o futebol. Pensem bem antes de escrever suas opiniões baseadas em paixões, um jornalista não pode ser torcedor quando escreve.

        AK: Algumas aulas de interpretação de texto lhe fariam bem. E essa repentina paixão pelas leis é realmente formidável. Um abraço.

    • O que esperar de um ser que escreve Lusa com Z? Só isso já tira toda a credibilidade dele.

  • Alexandro Sarmento Vianna

    Meu amigo, a força que vcs da imprensa estão fazendo para explicar o inexpliclável é impressionante. A portuguesa errou e, pela lei, que serve para todos, indiscriminadamente, tem de que perder os pontos. Tenho certeza que, se fosse o contrário, vcs não estariam matando cachorro a grito para defender o fluminense.

    AK: Aqui só há um jornalista, então o uso de “vocês” é desnecessário. E seu medidor de certeza é falho. Um abraço.

    • Então

      Como é que fica o campeonato brasileiro de vocês tricolores? Aquele ultimo, no qual o Tarta não deveria ter atuado… dois pesos duas medidas meus caros? Vamos nos atentar ao detalhe, de que tudo no código brasileiro (independentemente de ser criminal, civel, trabalhista, transito, desportivo) são passíveis de INTERPRETAÇÂO. Vale a palavra (no caso a do juiz / promotor). Como aqui estamos falando da maior paixão do brasileiro (e quem disse que juiz não tem time é um fanfarrão!), claro que a famosa sardinha vai ser puxada para o lado que interessa.
      Como vascaino, prefiro ver meu time jogar a serie b, a passar esta vergonha nos tribunais. Se não fosse a Lusa, com certeza teriamos outro (pelo que se viu, por falta de um, o Flu deve ter ido atras de cada sumula do brasileiro para evitar a queda.Ficamos por aí vendo o futebol acabar com partidas na 39ª rodada (le tapetão). Abraços de um vascaino revoltado com o rumo do futebol brasileiro.

  • coelho

    entao os caras nao cumprem o regulamento e ta tudo certo?
    E o jogo nao vale nada? Pelo jeito ta valendo muita coisa
    e finalmente:
    O resultado NO CAMPO foi obtido de FORMA IRREGULAR.
    Os jogadores da portuguesa nao podem ser “injusticados”?
    Porque no seu texto nao se fala que o FLA tambem fez o mesmo erro?
    POrque o argumento de “coitados” nao cola? Ou por que a posicao que o FLA termina o campeonato valia dinheiro da ADIDAS?
    Ou o argumento serve pra todos ou nao serve pra nada.
    O ponto e que ambos FLA e LUSA cometeram erros e devem ser punidos por isso.
    A punicao quem deicde e o STJD. Porem, o artigo 214 so preve perda de pontos. Portanto, o obvio e que ambos os times percam pontos.
    E por falar nisso, acho que o jogador deveria ser punido. Assim como o outro que comecou a confusao…. Ou esta certo “mexer o braco” com tant forca que o juiz precisa de atendimento medico??? Obivo nao e atitude desportista…

    • Paulo Pinheiro

      Ele não fala do Flamengo porque o resultado do julgamento do Flamengo é razão direta do que acontecer com a Portuguesa e, portanto, não vai causar rebaixamento nem “salvamento” de ninguém.

      • Bernardo Macvity

        Impressionante como é ignorada por toda mídia e, também pelo AK em sua coluna, a questão da isonomia… O Fluminense na situação exata da Portuguesa não pôde escalar o Felipe contra o Flamengo… jogou com 4 volantes e perdeu o jogo. Com o Felipe em campo teríamos mais criatividade no meio de campo e poderíamos ter empatado, ou até mesmo ganho, um jogo que foi decidido num gol no minuto final da partida.
        Aí eu pergunto nobre AK… Porque o Fluminense tem que cumprir a suspensão e a Portuguesa não??? Onde está a justiça e a isonomia????
        PS: se o Fluminense tivesse empatado esta partida estaria livre da zona de rebaixamento…ou seja… por cumprir o regulamento o Fluminense estava sendo punido com o rebaixamento… mas a Portuguesa pode ignorar só porque é a última rodada… a regra então diz que jogador punido pelo STJD pode jogar na última rodada, caso o seu Clube entenda que a partida não vale nada… ???? Quem define que ela não vale nada???? Pelo amor de Deus … parem com esse “apartheid” ao Fluminense e sejam racionais!!!!!!!!!!!!!!

  • Amaury

    Prezado Kfouri. Você está comparando laranja com banana. Sei da sua necessidade de colunista ter de escrever algo para chamar a atenção… mas a interpretação do árbitro faz parte do problema em campo…ou seja mão na bola ou bola na mão….quantas vezes um time foi prejudicado por essa interpretação da regra do jogo….
    Cuidado com as paixões…. se um ladrão rouba para dar comida para os seus filhos… sera que ele não tem direito de proteger a quem tanto quer bem….mas ele não faz por querer é porque a sociedade não lhe deu oportunidade….diriam alguns sociologos…outros vão lhe querer na prisão, principalmente quem foi assaltado…portanto há varios pontos de vista…isso é justice (ou injustiça)….mas não compare um erro tecnico…ou seja um clube que escalou um jogador por engano (ou incompetencia) tentando justificar que não houve má intenção….como bom cidadão você deveria incentivar o cumprimento da lei, da regra, doa a quem doer…a pena que for aplicada é que deverá ser graduada em proporção aos efeitos da causa…. mas cumpra-se a lei e puna-se flamengo e portuguesa, sob pena de outros clubes serem infringentes em outros aspectos e acharem que tambem estão acima do bem….

    AK: ATENÇÃO. Trecho da coluna: “A comparação aqui não é entre a “agressão” a um árbitro e a escalação de um jogador em condição irregular. O ponto é em relação à maneira de julgar e produzir justiça.”
    Trechos do comentário: “Você está comparando laranja com banana” e “mas não compare um erro tecnico…ou seja um clube que escalou um jogador por engano (ou incompetencia) tentando justificar que não houve má intenção…”.
    Realmente a coisa está difícil.

  • Luis Phillipe

    Então o treinador da Portuguesa colocou o Heverton pra perder a partida. Ele não queria vencer o jogo. Então o Fred está suspenso, o treinador do Flu coloca ele no fim do jogo (pra perder o jogo!), ele não faz gol, mas está tudo ok, o Fred não fez o gol mesmo. né. Ridícula linha de raciocínio. E so o Heverton tivesse feito um gol, tivesse dado um passe pro gol? E se não tivesse trocado ele, e a Lusa tivesse perdido o jogo? LEI É LEI. PONTO FINAL!

    AK: Ridícula, de fato, é sua interpretação. O que está em questão quando se fala no impacto do jogo é seu resultado, inócuo. Tente ler. Um abraço.

    • Luis Phillipe

      Inócuo no seu ponto de vista. O jogo valia muita coisa para Grêmio, e para outros times. Se não punirem a Portuguesa, vai ser abrir um precedente no futebol brasileiro, que todo time vai querer colocar jogador irregular e depois vai se basear nesse caso para tirar proveito. A Lusa sim teve intenção de vencer o jogo ao colocar o Heverton. Não há dúvidas quanto a isso. Mais uma vez, ridícula sua linha de raciocínio. E se fosse o contrário? Será que estariam pensando da mesma maneira? Tem que haver mais responsabilidade no que alguns jornalistas escrevem ou falam. Lei é lei.

      AK: Santo Deus…

      • Marcelo de Castro

        André, não adianta tentar explicar. Grande parte dos torcedores deste “timeco de 2ª” não entenderam nunca. Leis servem para mantar a ordem e a igualdade de condições para todos. Cabe à elas pautarem nossas atitudes perante a sociedade. E, sempre, repito, sempre utilizá-las para o bem comum. Leis existem para punir as infrações e os infratores, punir o dolo e a má-fé. E manter a moralidade. No caso específico dos torcedores do “timeco de 2ª” eles não sabem o que é isso. Parabéns André, você é um entre os três melhores colunistas esportivos do País.

        • Paulo Pinheiro

          Marcelo,

          Para punir o dolo, a má fé e a culpa também.
          Ou pra você o Corinthians teve algum dolo ou má-fé pelo que aconteceu em Oruro? E não tendo dolo nem má-fé tinha que passar em branco?

      • luis muda de time, pq dai em diante vc verá as coisas como se deve, pq enquanto torcer por este time que em tudo vence no tapetão, vc vai ser este cego.

      • João Vitor

        Em 2010 o Fluminense fez a mesma coisa que a Lusa e não foi punido, pois o procurador disse que seria imoral tirar o Titulo do Flu e agora qual seria a o precedente

        • Paulo Pinheiro

          Informe-se melhor. O caso de 2010 foi diferente e o Fluminense interpretou corretamente a lei com relação ao Tartá.

          • Marcos

            Essa questão da interpretação é o interessante da coisa, interpreta-se o que mais nos convém…Discordo algumas vezes de vc AK, mas vc é muito bom, continue na mesma linha…Abraços…

      • Ralph

        Luis Philipe,
        A mais baixa forma de se debater e’ quando o seu debatedor tenta desqualifica-lo antes que o debate comece. Ha muitas maneiras de se fazer isso. Questionar a moral, honestidade, inteligencia ou coerencia sao formas comuns. Isso empobrece de sobremaneira o debate. Infelizmente, AK costuma fazer muito isso. Ele ve um conjunto de afirmacoes que ele considera absurdas, menores, talvez pobres. Em vez de ir derrubando a tese ponto a ponto, ele poe algo tipo: “MInha Nossa Senhora”, “Deus do ceu” ou “Santo Deus”. Voce nao e’ o unico nao. Ele faz isso demais.
        Voce esta certissimo em tudo que escreveu. A unica coisa que acrescentaria e’ que se a Portuguesa queria ou nao ganhar o jogo, e’ absolutamente irrelevante. O regulamento e’ claro e tambem os precedentes que virao caso isso sofra uma reviravolta.

    • leonardo

      O advogado do inter falou domingo que torcia para que a lusa perdesse os 4 pontos, para o inter ir para a sulamericana. O resultado do jogo não valia nada, PARA VOCÊ E MUITOS. Para outros, valia. Para quem pagou para ver no estádio tb valia. simples assim. Se valia, cumpra-se a lei. amistoso é amistoso; jogo oficial é oficial. O que se julgou foi a perda ou não dos pontos e não a queda para a série B. Isso acabou sendo consequência e não a pauta a ser julgada.. Outra: imagina se na próxima decisão aqui no Brasil, seja copa do Brasil, estadual ou Brasileirão, se os times envolvidos não iriam “se coçar” para escalar jogador irregular. “Só vai dar uma multinha mesmo…”. Esse rame-rame é só por causa da simpática lusa. Uma verdadeira comoção na imprensa, sem argumentos palpáveis, partiu para a analogia “David x Golias”. E se fosse, o inverso? Só mais um comentário conspiratórios como vários: não acha MUITA coincidência o jogador da lusa ter entrado quase na mesma hora que o Samuel fez o gol contra o Bahia; nesse momento o flamengo estava sendo rebaixado, pq já tinha escalado André santos no sábado. Saiu no LANCE! de sábado que a direção ainda estava discutindo se valia a pena arriscar a escalação ou não. A discussão deveria ser: houve dolo na escalação do flamengo; Na lusa, na minha opinião, não houve dolo. A punição deveria ser a mesma? Por que os advogados do flamengo e corinthias se prontificaram a “ajudar” a lusa se para os mesmos era interessante a lusa se afundar? Um ataque de bondade? Não acha isso no mínimo conflitante? Tudo muito esquisito…

  • Luciano Lima

    Por que nenhum jornalista comenta sobre a punição ao Flamengo ? É impressionante !!

    • Paulo Pinheiro

      Porque o resultado desse julgamento não salva nem rebaixa ninguém.

  • jefferson

    Nilson, eu acho q vc deveria ter digitado várias vezes a letra k, seria melhor q seu comentario… perfeito AK, é exatamente minha opinião, “Julgar é mais do que ler o texto da Lei. É interpretá-lo de acordo com o que aconteceu, como aconteceu, considerar contextos e decidir pelo mais justo.”

    • Então vcs acham que, um time com o maior patrocinio, e o menor qi para dirigir um time, no qual foram incapazes de produzir no campo, o que fez fla/curit/port/corin/cric/ entre outros e o vasco, flu/p.preta/nautico, verdadeiros incapazes devem agora não ser rebaixados, e quem teve meritos de ficar olhando para vcs ou seja para a parte de baixo vcs uns incapazes, o fluminense que esta deveria ser sua 5ª passagem pela parte de baixo de novo não deve cair, me poupe, vá torcer por um time como palmeiras, botafogo, corintians, que desceram mas subiram por meritos e não por tapetão.

  • André

    Xará..como você tem mais informações do que eu..me diga uma coisa. Quantos clubes no Brasil foram apenados com perca de pontos esse ano? Tivemos o Cruzeiro mas me parece q foi convertido em uma multa e agora parecem que querem tirar os 3 pontos…isso confere?
    Abraço!!

  • Arnaldo

    Boa comparação Kfouri. Sou tricolor e acho que as leis devem ser cumpridas. Sei que as leis são criadas para proteger um bem, para nos dar segurança. Mas também sei que as leis devem observar os princípios que as regem, seja na sua elaboração, seja na sua aplicação.
    A punição da Portuguesa com a perda dos 4 pontos e consequente rebaixamento será uma pena muito dura para uma infração que foi cometida sem dolo e sem prejuízo a terceiros. Pode-se muito bem tirar-se da Lusa o ponto conquistado na partida (o que a deixaria de fora da Sulamericana) e ainda aplicar uma multa. Pronto, o clube seria punido com razoabilidade e proporcionalidade.
    No entanto o que vemos hoje vai muito além do caso do julgamento da Portuguesa no STJD. Até porque a mesma Lusa usou desse expediente ano passado contra o Guarani no Paulistão para tentar herdar sua vaga na série A e não houve esse celeuma.
    O que vemos hoje é a execração pública de um clube centenário que pela terceira vez deu o azar de estar no lugar errado na hora errada. Pela terceira vez o Fluminense corre o risco de ser “prejudicado” com uma decisão extra-campo referente a um problema que não foi o clube que criou. Sim, a palavra é prejudicado. Porque não há qualquer benefício ao Flu permanecer na série A se formos comparar com o prejuízo a sua imagem.
    O resultado desse julgamento é irrelevante. O Tribunal pode mudar sua posição e vir a condenar a Portuguesa e Flamengo com pena mais branda, não faz diferença. Qualquer que seja o resultado no tribunal não mudará a injusta condenação que o Fluminense jé sofreu pela opinião pública inflamada por jornalistas irresponsáveis.
    As massas pedem sangue e escolheram o Fluminense para ser jogado aos leões.
    Parabéns, vocês (a imprensa) conseguiram o que queriam!!!

    AK: Ficção. Um abraço.

    • Ricardo

      Ficcao?? Acredito que nao tenha sido de proposito mas sem duvida, qualquer que seja o resultado, o Fluminense foi punido nesse episodio. Convem lembrar que o Flu nao fez absolutamente nada. Mas tudo em nome da justica. Agora te pergunto Andre. Esse ataque ao Fluminense eh justo? E nao, nao acho que voce faca parte do pelotao.

      AK: Eu apenas creio que um time que foi rebaixado em campo não deveria se sentir vítima de nada além dos próprios defeitos. Um abraço.

      • Ricardo

        AK: Tenho que lhe perguntar para o esclarecimento. Em sua opiniao quais sao esses proprios defeitos? Outro abraco grande.

        AK: ???? O time caiu… Um abraço.

        • Ricardo

          Estamos falando de coisas diferentes. Vc diz que time que caiu nao pode ser vitima de nada pois caiu. Podem achincalhar a instituicao; fazer maldades; injusticas. Fiquem na de vcs ai porque vcs cairam.
          Eu te afirmo que o Flu caiu e deu sorte, nao fez nada, mas foi resgatado de volta por um erro que nao foi dele. Agora ha uma campanha nacional contra a instituicao. Campanha injusta porque nao viramos mesa nenhuma, a cbf denunciou e o stjd julgou. Mas o Brasil inteiro afirma que viramos a mesa. Campanha sordida e nojenta. Mas segundo vc, time que caiu, nao pode ser vitima de nada alem dos proprios defeitos; uma defesa ruim, um meio campo inoperante… etc… Realmente sensacional sua logica!! Outro abraco pra vc.

          AK: Minha “lógica”? Eu não faço campanha, não falo de campanha. Apenas ofereço minhas opiniões e os contextos que considero adequados. Escrevi três colunas sobre este tema, conte quantas vezes aparece a palavra “Fluminense” em cada uma delas. Quando falo de não poder reclamar, é de não poder relacionar um rebaixamento, no campo, a nada mais além dos próprios defeitos. Quem fala de campanha é você, não eu. Um abraço.

          • Ricardo

            Sem duvida. Vc jamais fala de campanha.
            Olha Andre, vou lhe ser muito sincero, palavra de honra.
            Eu preferia 1000 vezes que nada disso tivesse acontecido, que a Portuguesa e o Flamengo nao tivessem feito nada errado e gente fosse disputar a segunda divisao pois com o q jogamos, a merecemos.

            Porem, aconteceu. O Fluminense nao ofereceu denuncia, nao acusou, apenas se credenciou como terceiro interessado para que tivesse voz no julgamento. O que esperavam que fizessemos? Uma declaracao publica do presidente que mesmo com essa irregularidade vamos jogar a segundona? Isso e’ ingenuo e nao existe. Clube nenhum faria isso. Obvio. Dado a irregularidade o presidente do Flu, atraves de seu juridico, tratou de tentar ficar na primeira. Mesmo seu pai Juka Kfoury, a quem admiro muito, declarou hoje que se o presidente do Flu nao tivesse se posicionado como terceiro interessado, deveria ser vitima de um impeachment!!

            Eu, paixoes a parte, realmente acredito que o Fla e a Lusa deveriam perder os pontos previstos. Voce discorda. Ate ai tudo bem. So que quando eu fale em campanha, falo em um ataque a instituicao Fluminense ao qual estamos sendo vitimas. Um ataque brutal, um ataque sem treguas. Ataque esse que nada fizemos para merecer. E disso, estou cansado. De falarem em 1996 como se fosse nossa culpa o caso Ivens Mendez Dualib. Ou em 1999, como se a culpa do caso Sandro Hiroshi, fosse nossa culpa. O Botafogo que foi quem tinha sido rebaixado, ninguem nem sabe. Queriam que recusassemos o convite pra voltar?

            Entao eh isso Andre, adoraria, por exemplo que voce viesse a publico e dissesse que o Flu esta pegando carona, mas nao virou a mesa, nao foi sua culpa. Sei que vc nunca acusou ao Flu mas tambem nunca disse isso; e seria importante; pois jornalistas de seu gabarito fornecem informacao e ajudam a formar opiniao.. E o Flu esta ficando com uma fama que e’ falsa.
            Te escrevo com todo respeito e lhe envio um abraco forte.

      • RENATO77

        Arnaldo e Ricardo, assino embaixo.
        Sou Corinthiano e sei bem o que é ver uma instituição ser linchada em rede nacional sem a menor cerimônia…o Bom Senso FC deveria atuar neste caso, como bem descreveu o Arnaldo em seu comentário bastante equilibrado.
        Assistimos a demonização de mais um clube do futebol brasileiro, o fluminense…o meu já sofre isso há decadas…
        Depois, não sabemos de onde surge o ódio nas arquibancadas.
        Abraço.

        • Rafael

          Pois e’. Essa caça as bruxas vai se refletir nas arquibancadas sem dúvida nenhuma. Uma pena. Pra mim esse processo de demonizacao e’ bastante perigoso…

  • Luis Phillipe

    Valeu por deletarem minha resposta.

    AK: ?

  • lm_rj

    Andre, a melhor fonte sobre o tema.
    Confira diretamente do blog do torcedor da Lusa, comentario 270 de 13/12/2013, 11:49
    link
    http://globoesporte.globo.com/sp/torcedor-portuguesa/platb/2013/12/11/que-porr-e-essa/#comments

  • jefferson

    Ah Luis Philippe, então o treinador da Portuguesa pensou: Ahhhh, estamos caindo (0x0 salva a portuguesa e deixa o gremio na libertadores, nada ia acontecer), vou colocar minha arma secreta Heverton aos 32 min do 2t, vou pro tudo ou nada (mentira, já to salvo), mesmo sabendo q o Heverton ta suspenso, mas ninguem vai perceber…
    Gente… ele não precisa fazer gols, ele ta fugindo com o empate, se o Heverton entrasse e fizesse 5 gols ou se ele entrasse e não fizesse nada (que é o q sempre acontece) não iria mudar nada, pra q eu vou escalar um cara suspenso se não vai mudar nada?
    isso é logico, pensem um pouco…

    • Caro Jefferson,

      Você acredita mesmo que um time como a Portuguesa, que tem uma diretoria, tem advogado, que acompanhou o julgamento do Jefferson, não sabia da situação de seu atleta?
      Tudo bem, vamos dizer que não sabia. Cara, é muita negligência. É como atravessar uma via preferencial, causar um acidente e dizer: “não vi a placa de PARE”. O Motorista habilitado não pode usar essa desculpa que não vai colar. Seria diferente se ele dissesse: “Esse local não tem sinalização”. Aí, tudo bem. Ele pode até se isentar do acidente. Mas a Portuguesa estava sinalizada.
      Amigo, é só meu ponto de vista.
      Abraço.

    • Paulo Pinheiro

      Em outras palavras, a questão não pode ficar somente em torno do dolo. A culpa também é punível. Os atletas? Não, eles não tem culpa. Mas o clube – a Portuguesa – tem culpa, sim. Seja por negligência, imprudência ou imperícia, tem culpa.

  • Paulo

    Patético! Ainda diz que o comentário é isento … por que ele não falou que o Fluminense deveria levar todos os seus jogadores e funcionários à porta da Receita Federal quando ARBITRARIAMENTE um procurador recusou o parcelamento do Fluminense e aprovou o do Flamengo. Cambada de hipócritas!

  • André,

    Você tocou num ponto interessante. Julgar é muito mais que ler um texto da lei. Isso é correto, perfeito. O julgamento passa por vários fatores, desde a gravidade da infração, suas consequências, as provas, a análise do julgador em relação aos fatos, o dolo (intenção deliberada de cometer o delito), ou a culpa (quando ocorre por negligência, imprudência ou imperícia), enfim, seria um debate interminável de conceitos e opiniões.
    É claro que a Portuguesa não merece perder 4 pontos e ser rebaixada. Será que algum julgador maluco vai fazer isso? Acho que não.
    Mas é claro que a Portuguesa e todos os times devem conhecer e cumprir os regulamentos, para evitar os tribunais. É o que eu já disse. A prevenção é o melhor remédio. Senão, para que servem a diretoria e os departamentos jurídicos?
    A Portuguesa não teve a intenção de colocar o jogador suspenso em campo? Certo, mas colocou. Tinha obrigação de saber se o seu jogador estava suspenso ou não? Tinha, mandou até um advogado acompanhar e defender seu atleta. Foi, no mínimo, negligente. Por isso, eu acho que está havendo proteção demais em favor da Portuguesa, e duvido que o STJD vá decidir pela perda dos pontos. Duvido. A infração cometida não é grave o suficiente para isso.
    Agora, crucificar o Fluminense por tentar eu não crucifico, pois qualquer outro time faria.
    E o exemplo do campeonato inglês, no meu ponto de vista, foge um pouco da situação vivida pela Portuguesa. Lá, ficou claro que o jogador não queria acertar o árbitro, foi uma coisa rápida, ocorrida no calor e velocidade de um jogo. Aqui, a Portuguesa conhecia o regulamento desde o início do campeonato, e dificilmente não sabia da decisão que afirma desconhecer, afinal, seu advogado acompanhou o julgamento. Espero não ter falado muita bobagem.
    Abraço.

  • Fabio

    AK, uma pena que a maioria nao entendeu. E continuam falando com paixão….
    FluminenseC cumpridor da lei?! E as viradas de mesa?!? Lei é lei…. no dos outros é refresco!

  • Doalcei

    Li, com preocupação, a coluna do nobre jornalista sobre o caso que envolve Portuguesa e Flamengo. A tentativa de dizer que os fatos devem ser submetidos à interpretação de acordo com as circunstâncias foi extremamente infeliz, o que creio já ser motivo de arrependimento por parte do autor do texto, tal a flagrante tentativa de distorcer os fatos. A Portuguesa não tinha a menor justificativa em escalar o jogador, que já havia sido suspenso na sexta-feira, esse erro é imperdoável; o caso do Flamengo, ainda que eu gostaria de dizer o contrário, é menos grave, pois envolve competições diferentes, o que pode ensejar outras interpretações, o que, mesmo assim, não torna o erro menos amador. Diriam os moralistas: Isso não ocorreria em campeonatos de ponta como o espanhol, a premier league, o alemão, ou italiano… Mas abem porque isso não ocorre lá: porque existe um mínimo de organização, a qual permeia as diversas esferas dessas sociedades, que não permite que erros grosseiros como esses sejam cometidos.
    Todos esses que vociferam contra o regulamento na atual situação, seriam os mesmos que clamariam por moralidade se quem estivesse na situação da Portuguesa fosse o Fluminense. Aí sim veríamos uma enxurrada de mensagens pedindo o cumprimento do regulamento.
    Somos um eterno país em desenvolvimento porque nosso povo não tem, e irá demorar muito tempo, para entender que é preciso maturidade para criar regras e depois cumpri-las tal qual foram elaboradas.

  • Carlos Henrique

    André, será que pessoal faltou as aulas de interpreção de texto ou o “amor” é cego?

    AK: Ou ambos? Um abraço.

  • Carlos Henrique

    Meu Deus, santa ignorância das pessoas. Entendi perfeitamente o que o Jornalista quis dizer. Vão estudar meus filhos!! E sou torcedor do fluminense, mas acho que um não pode pagar por todos entenderam??

  • Selva

    Eu sempre achei esse blog um espaço mais racional, dentro do universo esportivo. Mas pelo visto o local foi dominado pela truculência de torcedores de um único time .Na total falta de moral e argumentos, buscam pressionar o autor do blog. Vamos devolver com a mesma linguagem.

    O lugar do fluminense é a serie B.. Infelizmente o André resolveu esfregar a verdade na cara dos torcedores do fluminense? E a verdade dói, não dói?O fluminense não é um mero“prejudicado”, não é coitado, nem freira carmelita descalça. Novamente o fluminense age politicamente para mudar um resultado legitimo , valendo-se do julgamento subjetivo dos Tribunais. Não é a primeira vez, certo? Como se a verdade fosse algo discutível e variável conforme as circunstâncias

    O lugar do fluminense é a série B, junto aos outros time nem tão medíocre quanto ele. E se houver justiça nesse mundo cairá para a sére C, junto aos time com tanta história quanto a dele. Tomara essa CARIOCADA (aqui empresagado como sinônimo de malandragem) quebre a cara..

    • Ricardo

      “Junto aos outros time nem tão medíocre quanto ele”
      Beleza de construcao de frase.
      Pergunta: E o caso Dualib, o assalto ao Inter em 2005 e a virada de mesa do Palmeiras em 83 sao o que?
      PAULISTADA?(aqui empregado como sinonimo de hipocrisia)

  • Maurício

    Resumo: Pode até ser legal mais com certeza é imoral. Pelo conduta ética que de repente virou sinonimo de um Brasil que eu desconheço, todos os campeonatos deveriam ser revistos e com certeza muitas taças mudariam de mão e muitos times estariam na segunda divisão. São puramente interesses onde só pesa a força política e muita grana.

  • Rafael

    E’ injusto o que esta acontecendo com a Portuguesa. Sem a menor duvida.

    Se ela for absolvida, de agora em diante o STJD tera “espaco” para julgar.

    Poderao decidir o quer e’ justo e o que e’ injusto. Isso podera ser feito de maneira honesta(espera-se) ou de maneira pouco honesta ( e o perigo ai e’ grande)

    Sera que se evitar uma injustica com a Lusa e’ assim tao importante ao ponto de se criar precedentes tao obvios?

    Se meu time tem um jogador suspenso ano que vem, um cabeca de area importante que nao faz gol, mas anula o camisa 10 adversario, eu escalo.

    E depois que venham provar o dolo!!!

  • fernando

    que a portuguesa perda os 4 pontos no campeonato brasileiro de 2014, será uma pena pesada para um time com baixo orçamento, o que não se pode é beneficiar um clube que CAIU DENTRO DE CAMPO como o fluminense pela terceira vez.

    mas como nada disso vai acontecer , o fluminense vencerá no stjd e a portuguesa na justiça comum, e o caos esta instalado novamente no futebol brasileiro que parecia estar livre desse mal, desde que grandes clubes começaram a disputar a serie b quando caíram.

  • Galahad Fernandes

    É mais digno os torcedores aceitarem que o time foi ridículo no ano e mereceu cair do que mandar esses comentários sem completo sentido.

    • antonio luiz

      Também é digno os torcedores aceitarem que os dirigentes do seu clube erraram feio de forma amadora até…

  • Thalles Vinícius

    Engraçado como tem gente aqui falando da aplicação dura e fria das leis. Se a aplicação das leis fosse assim, não haveria a menor necessidade de existirem advogados, juízes, promotores. Uma máquina se encarregaria de tudo.

    Matar é crime? Sim. Em todos os casos, sem exceção, indiscriminadamente, quem matar outra pessoa será punido? Não. Por isso existe a legítima defesa, o estado de necessidade, enfim.

    E esse é apenas um exemplo de como o Direito não é uma ciência exata.

    Foi isso que o André Kfouri, com outras palavras, quis dizer.

    Será que dá pra entender? Depois o corinthiano que é analfabeto!

    • Paulo Pinheiro

      Pois é, Thalles,

      Por isso mesmo que as leis que versam sobre homicídio não são simples nem poucas.

      O artigo 214 é claro, límpido e transparente.

      Novamente: culpa também é punível. Não somente o dolo.

  • jefferson

    Caro Espanhol,

    Basta vc ver as fotos do advogado da Portuguesa abraçado com o Fred nas redes sociais…precisa falar mais?

  • “Julgar é mais do que ler o texto da Lei. É interpretá-lo de acordo com o que aconteceu, como aconteceu, considerar contextos e decidir pelo mais justo”. Isso é fazer justiça. Um rebaixamento pelo tribunal, de qualquer equipe nesse caso, seria ridículo. Quem caiu, caiu no campo, a Portuguesa se salvou NO CAMPO. Quem caiu reclame com os dirigentes, pela falta de planejamento, pelos salários atrasados, com os jogadores pelos gols perdidos, pelas faltas desnecessárias que resultaram em gols adversários, pelos frangos. Pelo amor de DEUS, Tapetão de novo NÃO! Abraço.

  • jefferson

    E ano q vem… brasileirão com 24 times… e tem gente q acha q a copa vai solucionar todos os problemas do Brasil, não soluciona nem os do futebol brasileiro q quando parece q chegou no fundo do poço…continua cavando.

    • Mauricio Jacob

      Querem rebaixar o Fluminense, rebaixem, porém, que rebaixem todos que estiverem abaixo dele, seguindo o regulamento.
      Covardia com Luza, não, incompetência da Luza.
      O Fred com o advogado, que a Luza o demitisse, ou nem o contratasse, é incompetência ou burrice da diretoria da Luza, sou solidário com o novo presidente e com a torcida da Luza, mas a não perda de pontos da Luza e do Flamengo, porque nenhum jornalista da grande imprensa cita o Flamengo neste caso, é só Fluminense x Luza, o Flamengo também é grande interessado no caso, sem os 4 pontos fica atrás do Fluminense.

      AK: Lusa. Um abraço.

  • jefferson

    ué…apagaram meu comentario?

  • Fabio

    Amigo, entendo vocês da imprensa que querem sempre ser os moralistas, e etc, etc, então vamos lá, quando atinge fla e corinthians, não há essa comoção, então, parem de de dizer que 1987 o fla foi campeão, que em 2005 o corinhtinhas não foi beneficiado, sem falar nos brasileiros de 1980, 1982, copa do brasil de 2001, etc… ficaria horas aqui…., então eu te pergunto: Se fosse o erro da portuguesa na 2a. rodada? blá, blá,bla´, o jogo não valia nada, só foram 15 minutos, já estão armando pro flu não cair, blá, blá, blá, o Lance ultimamente tem deixado a desejar… um abraço, continuo sendo seu fá e de seu pai.

  • Yoran Santo

    Na boa alguém que é mais entendedor de futebol do que eu pode me explicar, agora aonde vai esse tal de Bom Senso???
    Aonde anda o bom senso neste futebol esculachado brasileiro, um time que por duas vezes usa da artimanha fragilizada de um grupo que se diz organizar algo, (C.B.F)
    poderia muito bem se chamar (Central de Beneficiamento ao Fluminense).
    Não estou aqui na defesa da portuguesa, mais acho mais digno um time que se julga grande subir de divisão com suas próprias forças como o meu velho Palmeiras por duas vezes caiu, mais subiu em campo não precisou de ninguém a não ser o apoio de sua torcida, acharia também mais valido essa tal C.B.F rebaixar o Flu e a Lusa, e subir o 5º colocado da serie B, mais não eles preferiram privilegiar novamente o clube carioca e rebaixar o mais fraco, os jogadores passaram o ano todo fazendo o tal protesto do Bom Senso Fc, acho que mais do que nunca eles deveriam unir e boicotar essa C.B.F que não serve pra porra nenhuma.
    mais uma vez deixo os meus PARABÉNS A Confederação Brasileira de Futebol e outro ao Fluminense por mais uma vergonha no futebol brasileiro.

  • Como explicar moralidade sem o princípio da legalidade? O resultado do jogo é considerado moral. Conforme alguns jornalistas explicam,” o resultado que vale é o dentro das quatro linhas. Portanto deve-se respeitar o resultado do jogo e não recorrer aos tribunais”. Mas e se houve erro da arbitragem e um time foi claramente prejudicado? Esse resultado ainda é moralmente correto? E se um time, por exemplo, entrega o resultado para prejudicar outro, esse resultado dentro das quatro linhas é considerado moral?
    Pode haver moralidade quando se desrespeita as regras? E se foi sem intenção?
    Só pra lembrar “A comparação aqui não é entre a perda de pontos na carteira e a escalação de um jogador em condição irregular. O ponto é em relação à maneira de julgar e produzir justiça.
    Está no Código de Trânsito Brasileiro: quem alcança a marca dos 20 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) por infrações cometidas tem o documento apreendido e perde o direito de dirigir.
    O infrator diria como nosso ex-presidente: “eu não sabia de nada”, ou “eu não tinha intenção de ultrapassar os 20 pontos” ou “só porque sou pobre estão querendo me tirar os pontos”.
    Quando fiz faculdade de direito, foi explicado no primeiro período: “justiça é a aplicação correta da Lei”. “A lei é dura , mas é a lei”.

  • Robert

    Andre o futebol eh sujo no mundo inteiro juve com titulos itAlianos roubados Chelsea presidido por um mafioso internacional Se o futebol eh assim na europa… Imagina no brasil

  • Willian Ifanger

    André, acho que é a primeira vez que vou discordar de você (bom, acho que vou).

    Pra mim, o regulamento deve ser cumprido. Independente do que possa acontecer com o clube em questão, acho que não punir abriria margem para futuras interpretações particulares da regra.

    (Aliás, convenhamos, que burrice da diretoria da Lusa colocar um atleta sob judice num jogo que não vale nada…tudo bem que não é esse o ponto, mas é muita burrice).

    O problema é que existe além do regulamento do campeonato, as normas do STJD e o CBJD. O que vale? Em que se basear? Uma norma prevalece sobre a outra?

    E é aí que eu estranho: pelo que li de algumas avaliações de , a Lusa está protegida no “cruzamento” entre todas as normas. Por isso, nesse caso particular, a Lusa não deveria ser punida.

    O que eu acho é que está na hora de criar um código único e ponto final. Está na hora das diretorias tomarem conta dos torneios de uma vez por todas. Não perceberam que num ato de má fé podem ser prejudicados?

    Ou aprendem agora, ou realmente não há esperanças para mudanças.

  • Rafael

    Concordo com seu texto André. Nem a Portuguesa se beneficiou da participação do Heverton e nem o Fluminense foi prejudicado. Do que vale o estudo do Direito, se pra muitos basta ser alfabetizado e ler o que está na regra, sem levar em consideração tudo que engloba o assunto?

  • Bruno Basso

    Você que me perdoe André, mas é IMPOSSIVEL acreditar que isso possa acontecer aqui no Brasil. É completamente improvável o STJD ter o bom senso que o pessoal da liga inglesa teve, a história diz isso. Desde o minuto em que essa história do “FluxPor” começou, eu já bem percebi que o fluminense não cairia mais.
    E ver a torcida desse time que se diz grande lá na frente do tribunal comemorando o resultado do julgamento é coisa de outro mundo.

    abs!

  • antonio luiz

    Fantástico esse interesse todo pela ética no futebol,é pena que na prática dificilmente isso acontece.Qual o torcedor não fica feliz com um gol de mão em impedimento do seu time?E aquele penalti claro que o juiz não marcou,mas o torcedor fanático diz que não foi penalti?É… apareceu um monte de éticos e moralistas recentemente no futebol brasileiro e eu tenho certeza absoluta que,caso fosse o contrário,o fluminense tivesse escalado,irregularmente um jogador para um jogo oficial que nada valeria,e se o time fosse denunciado,todo o Brasil diria que seria imoral e antiético o rebaixamento do fluminense,se ele perdesse os pontos em questão.Acho que é assim que deve ser,todos lutando pela ética e pela moral do futebol brasileiro.

  • Rafael

    Comparar um juiz de futebol a um juiz de direito e’ sempre um exercicio perigoso ja que as diferencas sao gritantes. Mas embarquemos nessa.

    Arbitro de futebol aplica as regras do jogo que ao contrario do bordao do Arnaldo nao tem nada de clara. Mas, normalmente, ele julga a intencao do jogador. Houve intencao de se fazer falta ou penalty? Ou de se agredir um juiz? E’ o senhor absoluto do que se passa ali. Tem uma latitude imensa. Vira e mexe faz uma lambanca. Nunca vi nem tenho conhecimento de resultado de jogo que tenha se alterado por erro do juiz. Lembram-se daquele lance do Tinga em 2005. Penalty escandaloso; o juiz interpretou a intencao do Tinga em ludibriar a arbitragem e nao so nao marcou o penalty; mas tambem expulsou o Tinga, praticamente decidindo o Campeonato daquele ano (de maneira contraria a justica).

    O STJD, em contraste, tem muita pouca latitude, e’ obrigado a aplicar as regras e e penalidades quando do nao cumprimento daquelas regras. No caso em questao, nao ha pena minima e maxima. Entao, a habilidade deles de aplicar uma pena diferente da perda de pontos e’ zero. E’ injusto? sem a menor duvida, pois tanto o Fluminense como o Flamengo estao se beneficiando de um erro inocente da lusa.

    Mas e’ melhor do que se dar mais latitude aos homens do STJD, se eles comecarem a julgar itencao, vamos entrar por um cano deslumbrante. Pois nao vivemos na Suica. O que aquele juiz fez em 2005, sera feito corriqueiramente no tribunal e a injustica vai imperar.

  • Mauricio Jacob Filho

    Senhor André,
    Se você acha que a Luza e o Flamengo escalaram o Heverton e André Sanches involuntariamente, peça um presente ao Papai Moel, ao Coelhinho da Páscoa e a Mula Sem-Cabeça também.
    Virada de mesa é ignorar ou mudar o regulamento para prejudicar ou ajudar á qualquer um.

    AK: Lusa. André Santos. Papai Noel. Um abraço.

    • Murilo SC

      Ola Andre, essa foi a pior ou seria a melhor? Voce consegue ler e responder sem dar risada? Abraço.

  • GUILHERME HENRIQUE DA SILVA

    Andre,ótimo texto! é incompreensível que não enxerguem os erros que esse “tribunal” de convidados comete. O futebol está perdendo a graça, todo cartão vermelho tem julgamento, o futebol cada vez mais pobre só para atender as necessidades do poder “GLOBAL”. O caminho é se livrar da CBF e fazer como o basquete, que deu uma guinada no brasil nos últimos anos com o NBB. Quanto ao julgamento havia formar legais e JUSTAS para que a portuguesa pagasse sua pena, como começar o próximo campeonato com menos pontos.
    Parabéns pela imparcialidade.

  • Samir

    odos estão malhando o Fluminense, por causa do julgamento de hoje. O que aconteceu poderia acontecer com qualquer clube, coincidiu que fosse o Flu. A Portuguesa e o Flamengo colocaram jogadores irregulares em campo, sendo assim , perderam quatro pontos cada um…..o Fluminense, não tem nada a ver com isso, apenas, reitero, com a perda dos pontos da Portuguesa, ultrapassou-a em número de pontos. Poderia, ao invés de ser o Fluminense, ser qualquer outro clube, inclusive o seu, meu amigo ou o meu…se a lei foi descumprida e se têm provas disso, todos têm direito a um julgamento com pleno direito de defesa. É uma sacanagem, mas dura lex, sede lex – a lei é dura, mas é a lei e tem que ser cumprida. É justo? Não sei, mas tem que ser cumprida. O Fluminense, que já tem a fama de clube beneficiado por meios lícitos ou não, deveria ser rebaixado, mas já que foi beneficiado, temos que nos resignar e que se cumpra a lei. O torcedor do Flu deve se orgulhar? Não, o clube dele foi rebaixado e deveria jogar a serie B. O torcedor da Lusa deve se revoltar? Sim, mas não com o tribunal e sim com a falta de competência da diretoria que não percebeu que o jogador estava irregular. O caso do Flamengo é a mesma coisa – falta de competência da diretoria. Essa é a minha opinião.

  • Juliano

    Como não tenho nada mais a acrescentar, passo apenas para registrar: mais uma vez, que beleza de texto! Parabéns AK, pela visão clara dos fatos, pelo discernimento, pelo uso correto do nosso idioma. De fato, essa coluna não é para o leitor médio (na boa… eu no teu lugar estaria EXAUSTO e não responderia mais o tanto de asneira que é dita, seja no ataque pessoal, na paixão clubista, na falta de educação, no mau uso do português. Sinceramente, eles, que comemoram o ocorrido hoje e são deveras mal-educados, não merecem réplica).

    Registrando meu profundo ASCO de STJD, CBF e a cartolagem suja. Vergonha, nojo!

    Ao menos, foi em primeira instancia e a Lusa irá recorrer. Se houvesse mais liberdade para agir no meio dessa cartolagem corrupta, ela poderia receber apoio. E a Federação Paulista? NADA?

    Claro, a UNIMED gasta os tubos neste falido Fluminense. A UNIMED quer estar na série A.

    Champagne nas Laranjeiras. A festa não tem hora pra acabar.

    Abraço.

    AK: Outro. Obrigado.

  • o crimi doloso ou sem dolo ele continua crime sujeito a pena

  • Ricardo

    Sou Flamenguista e minha opinião é a seguinte:
    É duro dizer isso, mas infelizmente o Flu ficou na 1ª de forma “legitima” apesar de ter caído em campo, pois como a Lusa e o Flamengo cometeram irregularidades devem ser punidos.
    O Flamengo perdeu pontos por incompetência na interpretação da regra, pois colocaram o jogador para cumprir suspensão no jogo errado.
    A Lusa caiu por má fé de alguém lá de dentro, pois ao ser condenado a 2 jogos de suspensão não tem conversa, cumpriu um jogo, deveria ter cumprido o segundo, agora como muitas coisas no futebol, o que essa “pessoa” ganhou com isso acredito que dificilmente saberemos.

  • Toni Paz

    AK,
    Você minimizou os 15 minutos jogados pelo Heverton, certo?
    Uma pergunta: Algum técnico do mundo coloca alguém em campo para piorar o time ou para fazer seu time perder? Claro que não certo? Então o técnico teve a intenção de fazer o Heverton mudar o panorama do jogo. Se ele não fosse relevante como parte da imprensa está sugerindo, ele não teria entrado.
    Ou será que ele colocou o Heverton para perder, motivado por algum interesse maior que protegesse outro time que cairia, pelo erro crasso cometido no dia anterior (no sábado).
    “Anyway”, o Fluminense não tem nada a ver com isso, nem com leis esdrúxulas. Mas se elas existem, é para serem cumpridas.
    Mas, sinceramente o que me incomoda mesmo é o fato do Fluminense estar sendo apontado por boa parte da Imprensa como o “Weltfeind”, justamente aquilo que faziam com o povo judeu na Europa ao longo do século XIX e que culminou com seu extermínio. Grande parte dos jornalistas estão reunidos para desencadear este verdadeiro “Pogrom do século XXI”. Como ilustração do que digo, anteontem vi um menino de aproximadamente 10 anos, com a camisa do Fluminense, ser hostilizado por dois adultos, CENA QUE LEMBROU-ME O PERÍODO NAZISTA na Alemanha, entre 1933 e 1939, de antes da II Guerra Mundial. Boa parte da Imprensa atiça raivas, endereça violência verbal e incita ódio de todos contra o Fluminense.
    Pelo menos você não é um desses jornalistas irresponsáveis, certo AK?!?
    Abraços, TP

  • GustavoGama

    Tá legal!! Para meus amigos (fla e flu) as lacunas da lei; para meus inimigos, vasco e lusa, os rigores da lei!
    OBS: Jogo sem segurança e suspenso acima de 60 min deve ser anulado! (recurso vascaíno nem conhecido hahahahha, é brincadeira!!!)
    OBS2: Em 2009, o meio-campo Jefferson estava inscrito irregularmente no campeonato carioca, o vasco perdeu pontos e não se classificou para a próxima fase da competição! No campo, o vasco classificaria-se sem problemas!!
    Engana outro!!!
    Justiça Comum já!! STJD só por “nomeação e herança”, e nunca por concurso, só para tolo acreditar!!

  • Moralidade no futebol

    acabaram com o futebol brasileiro. Nunca mais assisto esta palhaçada. Como que no mundo de hoje a condenação de sexta só é publicada na segunda à noite? Como que um jogador que xinga o juiz após o jogo é suspenso por 2 jogos e outros (rafael moura do Inter e Henrique do Palmeiras) quando vão ao mesmo tribunal pelo mesmo motivo pegam apenas uma advertência? Infelizmente ou felizmente, não acompanho mais o futebol brasileiro e cancelei todos os pedidos de ingressos que fiz para jogos da CBF na copa. Futebol agora, só o internacional.

  • Vitor Hugo Sousa

    Olá, André, Boa Noite.
    Tua opinião sobre este assunto é a mesma que a minha.
    Foi muita sacanagem o que fizeram com a Portuguesa, que conseguiu a duras penas permanecer na primeira divisão, os jogadores se esforçaram ao máximo e agora terão que enfrentar uma segunda divisão sem merecer.
    Não penso em complô para ajudar o Fluminense a seguir na primeira divisão, não mesmo, mas, como flamenguista, estranho que estes casos sempre aconteçam quando o Fluminense é rebaixado.
    E, só para terminar, deve ser muito difícil ser colunista de jornal não ?
    Só o que vocês são obrigados a responder de asneiras e baboseiras não está no gibi.
    Saudações rubro negras e parabéns pela visão real dos fatos deste campeonato brasileiro que, a terminar assim, perderá um seguidor fiel.
    Prefiro acompanhar outro esporte, enquanto este pessoal do STJD e da CBF estiverem no poder.

    Um abraço.

    Vitor Hugo

    AK: É muito bom ser colunista de jornal, para lhe ser sincero. Para quem gosta, claro. Quanto à interação nos blogs, nem todos os que os mantém se sentem obrigados a responder. Eu mesmo não me sinto assim, faço porque quero. Há mais prós do que contras, ainda que não pareça. Um abraço.

    • Vitor Hugo Sousa

      André, desculpe novamente por expressar minha indignação com este caso.
      Semana passada, quando este assunto veio à pauta, dei minha opinião no blog do Janca e gostaria de saber qual tua opinião.
      Penso que, da maneira que as coisas estão sendo conduzidas e a Portuguesa entre mesmo com protesto na Justiça comum, a CBF vai acabar com a atual forma do campeonato brasileiro com vinte equipes e faça outra monstruosidade, como foi a Copa João Havelange, para incluir a Portuguesa na primeira divisão e para acomodar o Icasa, caso este se sinta prejudicado também.
      Mesmo que com 24, 28 ou mais equipes, quem perde é o nosso futebol.
      O que você acha a respeito disso ?

      Um abraço.

      Vitor Hugo

      AK: Eu entendo que seria uma desgraça. Um abraço.

  • Robert

    O advogado q defendeu a lusa tem ligação histórica com o corinthiansCaso lusa fosse absolvida, o timão ficaria exposto:http://www.lancenet.com.br/minuto/Absolvicao-Portuguesa-Flamengo-Campeonato-Brasileiro_0_1048095183.htmla péssima atuação dele terá sido por acaso?O futebol brasileiro eh um circo e nós povão, os palhaços

  • Cezar Castro

    Caro André, creio que você tenha sintetizado com extrema propriedade o que muitos pensam, principalmente aqueles, como eu, com formação e informação a respeito do Direito. Não tente explicar para quem não consegue compreender a função do Direito na sociedade humana (em todos os setores), pois confundem Direito com Justiça. O Direito é o mecanismo pelo qual deveríamos almejar a justiça, ou seja, há leis injustas e apesar disso decisões sábias dos magistrados. É o que se espera dos orgãos que existem para tal fim: realizar JUSTIÇA através do DIREITO. É muito para aqueles que não conseguem alcançar a essência do que é MORAL, ÉTICO, JUSTO. Acompanhei atentamente a defesa do advogado do Flamengo e cada voto e pude constatar que a decisão foi MERAMENTE POLÍTICA. Infelizmente não pude acompanhar o julgamento da Lusa, pois estrava trabalhando naquele horário. Um emaranhado de regulamentos com várias interpretações. Esse é o legado de uma CBF falida e de um sistema de Justiça Desportiva arcaico. O pior é que alguns membros do STJD aparentavam juventude mas com uma visão do Direito da era medieval. Sentimento de tristeza. Perdemos todos nós. Perde o futebol brasileiro. Agora seria a hora do Bom Senso Futebol Clube atuar politicamente e propor ações drásticas e pedir JUSTIÇA. GREVE GERAL pelo resultado em campo.
    Um abraço

    AK: Obrigado pelo comentário. Um abraço.

  • Juliano Pacheco

    Caro AK,

    Criciúma e Fluminense terminaram empatados em pontos, o que fez a diferença na posição da tabela dos clubes? Critérios de desempate estabelecidos no regulamento, ou seja, uma vitória a mais do Criciúma. O Flu teve melhor saldo de gols e menor número de gols sofridos, além de ter vencido o Criciúma duas vezes neste mesmo campeonato. Neste caso, qual o resultado do campo melhor define a classificação na tabela? Ser melhor em mais critérios de desempate não seria mais justo ao se definir a colocação na tabela? Talvez sim, mas isto não estava nas regras aceitas pelos clubes no início do campeonato.

    A justiça tem várias vertentes. Saudações…

    AK: A justiça do campo diz que quatro times foram rebaixados no BR-13. O que o tribunal decidiu ontem não altera esse fato. Um abraço.

    • Rodrigo

      Vergonhosa essa campanha da midia para denegrir a imagem do Fluminense. Parabens, estao sendo bem sucedidos. Ano que vem o Fluminense vai ser achincalhado, esculachado, vaiado, cuspido. Torcedores com a camisa do clube serao agredidos. Criancas no colegio sofreram bulying. Tudo isso poderia ser evitado se eles expressassem suas conviccoes com apenas um adendo. “quero deixar claro que o Fluminense nao e’ o culpado por isso que esta ocorrendo”. Mas nao. Nem isso. Ha poucas excessoes.
      Erros da Portuguesa e do Flamengo viraram planos maleficos do fluminense para virar a mesa e alterar os rumos da legalidade. Legalidade esta, que estes “profissionais” acreditam possa ser atingida atraves do nao cumprimento da lei. Caracterizam como nosso “subito interesse pelas leis”. E’ um argumento sensacional: moralidade vs legalidade. Como se eles fossem exclusivos. Ai quando perdem todos argumentos, ja que nao se pode defender o indefensavel, voltam para a teclinha de que a justica e’ o resultado do campo
      Que saudades de quando a imprensa esportiva Brasileira tinha nomes como Sandro Moreira, Armando Nogueira, Joao Saldanha, Ivan Mendez e tantos outros. Agora estamos com esses meninos. Verdadeiros menudinhos, que nao tem o menor senso de responsabilidade quando escrevem.

      AK: Três colunas, nenhuma palavra sobre culpa do Fluminense. O discurso de vítima é desprovido de vergonha. Pare de chorar e cresça. Ou simplesmente pare. Um abraço.

      • Rodrigo – CPQ

        “Ano que vem o Fluminense vai ser achincalhado, esculachado, vaiado, cuspido. Torcedores com a camisa do clube serao agredidos. Criancas no colegio sofreram bulying”.

        Ah, pelamordeDeus… jura que você está falando sério?????????

        Obs.: isso era pra ter saído aqui, mas acho que respondi em lugar errado anteriormente… []s

  • Marcelo

    Andre, o conceito de justiça eh relativo. Eh justo um clube nao cumprir com as regras, mesmo que por incompetência de seus diretores, enquanto outros arcaram com suspensões e seguiram com rigor o regulamento. E justo permitir que um clube amador ao ponto de sequer se comunicar sobre uma decisão judicial dispute um campeonato que envolve tanto dinheiro e paixão como o brasileiro? “Perdoar” esse absurdo que a Portuguesa fez me parece premiar a incompetência, e me parece ainda um retrocesso do futebol. Pode-se discutir se as regras estão propostas da maneira correta, mas isso deve ser feito antes do campeonato, nao durante o mesmo. Porque os mesmos clubes que protestam tanto nao se organizam para discutir isso? Porque no Brasil nao se previne os problemas com antecedência? Honestamente, os jogadores e a torcida da Lusa deveria se revoltar com quem os dirige. Estes sao os responsáveis, nao e o tribunal, nao eh o Fluminense. No Brasil tem-se a estranha mania de passar as responsabilidades para os outros.

    • Carlos

      É justo permitir que um clube que não fez os pontos (em campo) necessários para se manter na série A. Dispute um campeonato que envolve tanto dinheiro e paixão como o brasileiro?

    • Francisco Junior

      A lei não pode ser cumprida friamente. É preciso analisar as circunstâncias e motivações envolvidas. É triste ver um time pequeno que lutou barbaridade pra se manter na 1º divisão ser rebaixada por uma aplicação fria e conveniente da lei. Mas esse episódio serve também para mostrar a necessidade de se rever os regulamentos que regem nosso futebol. É uma vergonha! Futebol está cada vez mais sem credibilidade.

      • Carlos Prates

        Perfeito, Francisco!

        Simples assim!

        Todos sabem que a Portuguesa errou, e que no meu modo de “analisar”, o Fluminense nada tem a ver com isso.
        É óbvio!

        O que estamos discutindo, é por que o Cruzeiro foi multado, e a Portuguesa penalizada com 4 pontos, e consequentemente rebaixada?
        Por que o rigor????
        A lei não só foi cumprida friamente, como com mão de ferro absurda.
        Não houve o “julgamento” do dolo, da má-fé, da sacanagem, da Lei de Gérson…
        Até porque, quem entra aos 32 minutos e nem sequer é titular, num jogo que não valia absolutamente nada, prova claramente que a Lusa é tão despreparada, quanto o STJD para julgar qualquer jogador sem o amparo do famigerado livrinho do CBJD.
        O parágrafo que julga a Portuguesa, não pode interferir na “subida” do Fluminense, nem mesmo do Íbis…

        O que estamos discutindo, foi a FORMA que a Lusa foi julgada.
        Ignorando até… que ela foi merecedora de permanecer na Série A.
        Entendo, que a queda do Fluminense, juntamente com o Vasco, enfraquece drasticamente o já combalido futebol carioca.

        Quando tentamos discutir a suposta reincidência do Fluminense, esquecemos do fator mais preponderante do debate.

        A falência total das centenas de leis que regem o futebol brasileiro, e as eternas conveniências das entrelinhas.

        Pelo visto, o Brasileiro de 2013, deve terminar na 45ª rodada…

        O que é absolutamente lamentável…

        Apenas minha opinião.

    • Arthur

      André, gostaria de um apoio seu para analisar a seguinte situação:

      “Na rodada 28, durante a partida Fluminense x Gremio, o jogador Diego Gama Santos Camilo (mais conhecido como Biro Biro) levou um cartão amarelo (o terceiro cartão acumulado) e, no mesmo jogo, levou o segundo cartão amarelo e, consequentemente o vermelho.

      Diante disso, podemos analisar o artigo 57, parágrafo 2, do Regulamento Geral das Competições de 2013 da CBF que diz:

      1) Quando um atleta for advertido com o cartão amarelo e
      posteriormente for expulso de campo pela exibição direta do cartão
      vermelho, aquele cartão amarelo anteriormente exibido permanecerá
      em vigor para o cômputo dos três cartões que resultarão em
      impedimento automático;
      2) Quando o cartão amarelo a que se refere o item anterior for o terceiro
      da série, o atleta será penalizado com dois impedimentos
      automáticos, sendo um pela sequência dos três cartões amarelos, e
      outro pelo recebimento do cartão vermelho;

      Entretanto, ao verificarmos a sumula do jogo Fluminense x Ponte Preta, pela rodada de número 30 (2 jogos após a expulsão do Biro Biro), é possível notar que o mesmo foi relacionado e jogou esta partida de maneira irregular, visto que o mesmo estava suspenso por 2 jogos…

      E ai??? O FLUMINENSE VAI PERDER PONTOS TAMBÉM??? Seriam 4, já que o jogo acabou empatado

      Por curiosidade, o jogador levou os 2 primeiros amarelos nas rodadas 19 e 21.

      http://www.cbf.com.br/Competições/Série%20A/Tabela/2013

      AK: Biro Biro estava legal. Item 3:
      1) Quando um atleta for advertido com o cartão amarelo e posteriormente for expulso de campo pela exibição direta do cartão vermelho, aquele cartão amarelo anteriormente exibido permanecerá em vigor para o cômputo dos três cartões que resultarão em impedimento automático;
      2) Quando o cartão amarelo a que se refere o item anterior for o terceiro da série, o atleta será penalizado com dois impedimentos automáticos, sendo um pela sequência dos três cartões amarelos, e outro pelo recebimento do cartão vermelho;
      3) Quando, na mesma partida, um atleta recebe um primeiro cartão amarelo e posteriormente recebe um segundo cartão amarelo, do que resulta a exibição do cartão vermelho, os cartões amarelos que precederam ao vermelho não serão considerados para o cômputo dos três cartões amarelos que resultam em impedimento automático.

  • Rafael

    Qualquer dia um cara ta atravessando a rua com a camisa do Fluminense e meia duzia de marginais fantasiados de torcedores espancam o sujeito. Ai ninguem da midia vai aparecer pra fazer uma mea culpa. Hoje vi o sabio Caio Ribeiro proferir as seguintes palavras: O Vasco e o Fluminense que sao quem tao reclamando…….. agora tao usando de um artificio pra se manter.” O cara comparou o q o Vasco fez com o Fluminense. Ele le jornal?? O cara fala isso em rede nacional!!!!! Como eh que pode???? E ele se diz jornalista?? Essa campanha chega a dar nojo. Gente inconsequente!!!

  • Robert

    Otima oportunidade da lusa demonstrar toda sua lisura e devolver a taça de sua maior conquista, o título de 1973, vencido de modo irregular… Que acha da ideia Andre? Abraços

  • MARIANO

    Não gosto do fluminense, mas fica uma pergunta se fosse o no lugar do fluminense a midia teria toda esta “comoção” ??? não foi o julgamento ou a falta dele que “derrubou” a lusa e “consequentemente” livrou os cariocas, pq a lusa errou ??? pq a lusa não tentou ganhar o jogo contra o gremio??? pq a defesa no julgamento foi horrivel ???? aplicaram a lei só isto e LAMENTO MUITO , mas…

  • AK, concordo com você, sou tricolor, mas concordo! A Regra não deve ser levado dessa forma e sim julgada caso a caso. O que questionamos é: Por que agora? Isso deve ser revisto, deve ser mudado, porém com antecedência e antes do inicio do campeonato. Afinal, tanto Flamengo quanto Portuguesa conheciam as regras e sabiam que ela são interpretadas friamente, ao “pé da letra”. Só esse ano foram 13 julgamentos, não houve tal comoção! Se todas essas reivindicações fossem anteriores ai fato, certamente eu estaria aqui com vergonha se ser Fluminense. Mas, não estou!

    • Leandro

      Sanderson, o que não entendo é termos medidas distintas. Provavelmente este caso já “transcreveu”, mas o Fluminense já foi beneficiado de uma ausência de julgamento longe de fria e não seguindo a regra transcrita e clara… http://www.youtube.com/watch?v=vvzICT0QfD8

  • Bruno

    Sou advogado e com a devida vÊnia nosso amigo André Kfouri está repleto de razão… em um crime é necessário observar a conduta, é o que faz um crime de doloso vir a ser culposo, a portuguesa indiscutivelmente errou, sim, mas sem má fé e isso é comprovado por se tratar de um reserva que exaustivamente foi falado, foi utilizado por 13 minutos e sequer influenciou o resultado… Já que a justiça deve ser feita o Vasco também se fundamenta no regulamento nacional e restou praticamente jubilado… detalhe mais importante, existem penas alternativas, o nosso ordenamento juridico permite isso… contudo mais um vez foi o impedimento foi dado ao lado contrario… eu acredito que esse julgado seja o suficiente para causar transtornos maiores que sequer estamos prevendo… futebol já foi futebol amigos.

    • Mario

      Não sou advogado e discordo do senhor, Dr. Bruno.
      Considerar crime o que fizeram Flamengo e Portuguesa não tem sentido. Menos ainda fazer referência a uma situação dolosa ou culposa.
      Nunca a escalação irregular de um jogador será dolosa, pois todos sabem as consequências antes mesmo do início da competição.
      No meu entendimento, Flamengo e Portuguesa têm culpa por não terem cumprido o regulamento que conheciam e portanto, a regra deve ser aplicada.
      Toda essa “comoção” deve-se ao fato de que a aplicação da regra tem como consequência o rebaixamento da Portuguesa. Ocorresse o fato nas rodadas iniciais do campeonato e ninguém estaria lembrando agora.
      E o pior de tudo: cadê os responsáveis pelos erros??? O Fluminense tem poder de interferir nas escalações dos times alheios? Quem autorizou a escalação de André Santos e Héverton? Por quê essas pessoas não são procuradas para se pronunciar?
      Acione algum repórter amigo seu, caro André. Seria uma matéria muito interessante a investigação destes mistérios.
      Um abraço, Dr. Bruno e AK.

  • Rogerio

    Sou Tricolor e NÃO estou comemorando ABSOLUTAMENTE NADA.

    Alias, só tenho a lamentar todo esse episódio PATÉTICO protagonizado pela LUSA.

    O Fluminense talvez tenha perdido muito mais que a Lusa.

    A Instituição Fluminense nunca foi tão humilhada, atacada, xingada e antes mesmo do julgamento já era culpada por tudo de mal que acontece no futebol brasileiro.

    O ódio pelo Fluminense é latente em praticamente todos os veiculos de mídia esportiva.

    O problema é que criou-se um sentimento “Salvem a Lusa” e “Rebaixem o maléfico Fluminense” e para tal, não importa as regras e suas aplicações.

    Absolutamente tudo que não for de acordo com a linha acima, não irá agradar.

    A regra é CLARA nesses erros básicos. Não há INTERPRETAÇÃO. É a simples aplicação da regra.

    Todos os CLUBES aceitaram a REGRA, todos os clubes RESPEITARAM a regra.

    Mas a LUSA pode quebrar a regra ? Pq ?

    Queremos um futebol com regras …mas até a página 2 …quando interessa salva A para rebaixar B…que se mude a regra.

    Se não gostamos da regra ( me incluo nisso!!!) QUE MUDEM para o proximo BR2014. Todos os clubes assinam e vamos jogar dentro das novas/reformadas regras.

    Essa comoção toda pela aplicação “fria”da regra é muito parecida com a reação do PT quando teve seus cumpadres condenados pelo STF.

    Eles queriam e querem que punição seja menor….acreditam que foi o STF foi injusto e rigoroso demais….que o Ze Dirceu mora na mesma casa….tadinho…não merece.

    Pensem nisso

    • Juliano

      Rogério, parabéns! Você tem a sua opinião e é sensato. Outros tricolores já vieram aqui e em redes sociais mandar um “voces vao ter que nos engolir”.

      Apesar de tudo, discordo no seguinte ponto: aplicar a regra (como voce diz) é fácil quando se tira pontos da Portuguesa, ela cai e um grande se beneficia muito disso. Outro irá dizer: “ah, mas tiraram pontos do Flamengo que é grande também”. Ok, mas é fácil tirar pontos de um grande quando ele NÃO cai. Se o Flamengo caísse, não tirariam. Se invertessemos as posições de Lusa e Flu, não tirariam. Eu, você, todo mundo sabe disso. Isso responde o “Mas a LUSA pode quebrar a regra? Pq ?”. A regra seria quebrada, a punição viria mas não dessa forma.

      Defendo que a Lusa seja punida sim pelo erro patético que cometeu (mais patético que isso é o sistema arcaico que leva a um clube a comete-lo). O problema em questão é a medida. A atuação de Heverton valeu mesmo 4 pontos?? E, novamente, sabemos que se fossem invertidos os clubes, seriam pesos diferentes, e a medida do STJD seria diferente SIM.

      O problema do Fluminense ser “odiado” como tu diz é pelo seu passado recente. Novamente, mais um raio no mesmo lugar. O Fluminense não é odiado, mas a cartolagem que manobra as decisões usando de influência e no final estouram o champagne, sim. Ah, os torcedores que comemoraram a decisão do STJD também são dignos de repúdio.

      Concordo contigo quanto à mudança das regras.

      Concordo com a posição PESSOAL do Paulo André em relação a este caso.

      Achei excelente a carta aberta do BSFC ao presidente Marin, onde no final apenas dá uma pincelada no assunto (que tal AK?).

      Abraço!

      PS.: “Grande mesmo é a Portuguesa, que sempre que caiu em campo, subiu em campo!” – Antero Greco, ontem, no SC.

      • Rafael

        Rogerio,
        Lhe garanto que a grande maioria da torcida do Flu pensa exatamente como o Rogerio e nao comemorou decisao do STJD, nao disse vao ter que me engolir, nada disso.
        Eu, por exemplo, preferIa que nada disso tivesse acontecido e que estivessemos a caminho da serie B tranquilamente.
        Agora, no momento que aconteceu, creio que temos o direito de buscarmos o que acreditamos ser direito.
        Acredito que possas ter razao quando falas que o STJD so julga contra a Lusa por ela ser uma equipe menor. Mas de mesma maneira, temos razao quando afirmamos que se fosse qualquer outro clube ali diferente do Flu, a comocao seria praticamente nula.
        A verdade e’ que o Brasil inteiro acha que o Flu deve a serie B. Fomos rebaixados, ficaram todos satisfeitos e ai aconteceu isso, todos ficaram revoltados. Em minha opiniao, muito mais pelo Flu subir do que pela Lusa cair.
        Eu ate entendo o sentimento. Mas que culpa temos se um presidente que era um bocal ha 17 anos atras foi estourar champagne na hora mais inconveniente. O presidente do Corinthians no mesmo ano, foi flagrado falando no telefone em propinas (100), supostamente para resultados. O Corinthians nao ficou marcado. E’ justo um clube cair em um campeonato em que ha suspeitas quase que comprovadas que resultados foram adulterados por compra de arbitros? A virada de mesa em 96 nao foi pra salvar o Flu mas pra salvar o Atletico PR e o Corinthians que haviam fraudado resultados!! So que a imagem da Champagne ficou!
        Entao imagens sao tudo. Meu filho, de 7 anos, apanhou na terca no clube. Disseram que o time dele era a vergonha do Brasil, ficaram zoando ele, ele reagiu e apanhou de 3 moleques. E ai? E’ justo isso? Tive que ligar pros pais dos moleques. Uma situacao constrangedora.
        E o pior pra mim e’ o Flamengo que nao teve problema nenhum de comunicacao, advogado, etc…. nao tem a menor justificativa pra escalar o cara irregularmente. Mas escalou. Eu acho que tem que perder os pontos. regra e’ regra. O Flu ficou sem jogadores durante a competicao, tambem o Vasco, Gremio, Inter…todos… nao pode, ha uma pena. Se a Portuguesa tinha problemas em seu juridico, qual e’ a justificativa do Flamengo?
        Entao a Portuguesa, na verdade, nao esta salvando o Flu mas sim o Flamengo.
        Juliano, pense nisso com carinho…..
        Abracao.

        • Juliano

          Rafael,
          Primeiro é um absurdo o que aconteceu com seu filho. É uma imbecilidade, os mesmos que fizeram isso farão como a batalha de Joinville quando tiverem idade.

          Não concordo quando tu diz que a Lusa estava salvando o Flamengo. Reitero que só retiraram os pontos do Flamengo porque ele não caía. Se os pontos retirados fossem suficientes para a queda, não retirariam. Eu e voce sabemos disso.

          A revolta não é “anti-Flu”. Pra lhe ser bem sincero, seu time não é rival do meu, não me incomoda nem um pouco, inclusive acho bem pouco relevante. A revolta é pelo resultado em campo não ter sido soberano e a classificação (e descenso) ser alterada após o encerramento do campeonato. Tudo isso por que? Por causa de 15 minutos de Heverton em campo! Valeu tudo isso? Não! É regra? Sim, mas, PONDERE-SE. Novamente: fosse o inverso, iriam ponderar e não iriam derrubar o Flu. A Lusa é mais fácil derrubar. Defendo uma punição sim ao erro da Lusa, mas, novamente, na medida do seu erro! E esse pensamento em nada tem a ver com o Fluminense, serviria para qualquer time. Mas sim, a aplicação rígida da regra pelo STJD tem a ver sim com o Fluminense, beneficiado direto. Fosse o Luverdense o beneficiado, como seria o julgamento?

          Ainda, não é nada “anti-Flu”, mas os casos recorrentes de queda-NÃO-queda com o mesmo time podem sim irritar. Faça o seguinte exercício: nacionalmente o Corinthians é “odiado” e dito como time ajudado pela arbitragem, rede Globo, etc… Imagine se no lugar do Flu fosse o Corinthians? Seriam massacrados! (Em tempo: não, não sou corinthiano). O Corinthians caiu e subiu em campo, bem como Gremio, Palmeiras… e segue.

          Sobre a torcida do Fluminense: leia os últimos textos deste blog sobre o tema, leia os comentários e veja o tom, depois me diga se falei bobagem.

          Abraço!

          • Rafael

            Juliano,

            Obrigado pelos seus sentimentos em relacao ao episodio com meu filho.

            Voce me tem em desvantagem nessa discussao pois voce sabe o meu time e eu nao sei o seu; entao nao ha como eu aferir a relevancia do seu time; mas e’ bom para mim saber que voce considera o Flu irrelevante. Ja que somos irrelevantes, voce ha de concordar que essa tese de que temos forca na federacao, qque a CBF e’ CBFlu, sao absurdo, pois times irrelevantes jamais teriam essa forca politica toda. Veja bem, estou argumentando aqui com dados que voce levantou e eu tenho ate que concordar. O Flu nao possui titulos Internacionais entao nao pode ser comparado em termos de relevancia com os que te, Portanto: tese de influencia politica derrubada.

            Quanto as quedas do Flu: sao coincidencias. Coincidencias existem. Acho que ninguem que conheca um minimo de historia va negar que varias partidas do Campeonato Brasileiro de 96, Veja bem ha 17 anos atras, foram adulteradas. Telefonemas dos presidentes do Atletico PR e Corinthians comprando resultados (episodio 100). Portanto nao e’ culpa do Flu se os caras melaram o campeonato. Nao foi o Fluminense. Depois em 99, houve o caso do Sandro Hiroshi, O Gama entoru na justica comum e melou o campeonato. Quem tinha sido rebaixado foi o Botafogo. A CBF resolveu nao organizar campeonato, e o clube dos 13 convidou o Fluminense a jogar. Aceitamos.

            https://www.youtube.com/watch?v=cWvDQLwAZAM

            Entendo a irritacao que deve causar, E agora o Flu nao vai cair de novo??? Mas os clubes que vc cita… o Gremio virou a mesa em 92 depois do rebaixamento de 91, o Palmeiras virou em 82, depois de ser rebaixado, o Corinthias virou em 83, depois de ser rebaixado. So que ninguem conhece a historia

            http://wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2008/06/14/viradas-de-mesa-no-brasileirao-1971-a-2008/

            Quanto a torcida do Fluminense, voce me parece ser uma pessoa inteligencia e ha de concordar comigo, que nao se julga uma torcida por uma amostra tao pequena. Te garanto que a torcida d Flu e’ tranquila, familia, vc pode levar sua esposa sem o menor problema. Uma torcida realmente de alto nivel. Muitos poucos casos de violencia na torcida do Flu. Agora, como em todas torcidas, ha os bocais, os idiotas, energumenos. Qualquer adulto que seja de uma torcida organizada… ha alguma coisa errada com o cidadao…e nos como todas as outras temos torcidas organizadas.

            Para terminar, quero deixar claro que sou a favor da absolvicao da Lusa. Nao era, mas com os argumentos, pensei melhor e esta tudo realmente muito estranho. Acho tambem que a Policia Federal deveria investigar este caso e descobrir exatamente o que se passou la. Em relacao ao Flamengo, deve ser julgado ao extremo da lei. Acho que vais concordar, esse sim e’ um time relevante, e dispoem de todos os meios para que nao cometa um erro dessa magnitute. Fiquei ma impressionado quando li o Michel Assef (advogado do Fla) dizendo que “gracas a Deus pela Portuguesa senao era a gente na serie B”

            http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2013/12/troca-de-e-mails-expoe-discordia-no-flamengo-sobre-caso-do-stjd.html

            Acho que fiz uma resposta a sua mensagem com argumentos baseados em fatos e nao opinioes. Apenas dei minha opiniao no fim, em relacao ao julgamento.

            Um abraco.

            • Juliano

              Rapidamente desta vez:
              Sou santista. O fato de que EU não ache o Fluminense assim tão relevante é uma coisa. A força política dele é outra (principalmente se comparada com a falta de força da Portuguesa). Lembremos ainda do patrocinador do clube das Laranjeiras.

              Sim, a amostra da torcida que passou aqui é pequena, mas ainda é uma amostra. Não falei e nem sei se são violentos, mas comemoraram a decisão.

              Sabemos do histórico de viradas de mesa que tu citou, porém, depois que tínhamos achado que isso havia acabado, que havia o mínimo de moralidade, os times que eu citei caíram e jogaram sem virada de mesa SIM. É o passado mais recente.

              Abraço!!

  • André Garrot

    Após as inúmeras teses (sem o menor fundamento) chego a conclusão que se o SP tivesse empatado o jogo não seria tão gostoso. A imprensa e o moralistas de plantão defendendo que se rasgue o regulamento para rebaixar o Flu é hilário. -Que não se cumpra a lei e se rebaixe o Flu. Mas caso fosse o Flu a estar irregular… Piada esses falsos moralistas. Em um dos clubes que defende que o resultado de campo deve ser mantido, seu presidente deve sofrer de alzheimer. Pois no carioca deste ano o flamengo tentou anular um jogo no tapetão por um gol anulado em que o juiz supostamente teria sofrido influência externa. Fora o passado do clube, em que quando o REGULAMENTO marca um jogo para decidir o campeonato, o clube NEM EM CAMPO ENTRA e ainda quer ser proclamado campeão. Clube envolvido, assumidamente pelo presidente da época, em compra de resultados, juízes. Há o moralista da máfia do apito. Esses são os paladinos da justiça defensores do resultado de campo. Realmente o Brasil não é um país sério.

    AK: Definitivamente não. Se fosse, essa repentina paixão pelas leis já teria dado algum resultado. Nem que fosse para melhorar a capacidade das pessoas de compreender textos. Um abraço.

  • Carlos Silva

    André, existe a possibilidade real da Portuguesa entrar na justiça comum e anular o Brasileirão de 2014? Pergunto isso pois ouvi comentários que o clube não pode entrar com uma ação na justiça comum, com pena de ser desfiliado da Cbf. Existe mesmo essa possibilidade de anulação do Brasileirão 2014?
    Um grande abraço.

    AK: As consequências de uma ação na Justiça Comum são sérias. Possibilidade sempre existe. Um abraço.

  • Lippi

    André, uma dúvida:

    Um jogador com dois cartões amarelos acumulados joga, recebe o amarelo. Pronto, ele está fora do próximo jogo, certo? Se ele levar o segundo amarelo (e obviamente, o vermelho), como fica a punição? Ele fica de fora dos próximos dois jogos?

    Se for este o caso, o próprio Fluminense fez isso com o jogador Biro-Biro, que levou o terceiro amarelo na rodada 28, contra o Grêmio… depois levou o segundo amarelo (e o vermelho) no mesmo jogo… e lá estava ele, jogando como titular na rodada 30, contra a Ponte.

    Minha dúvida é essa: a punição nesse caso seria de dois jogos?

    Abraço

    • Guto

      Lippi, o regulamento da CBF tem o texto confuso mas resumindo é mais ou menos assim. O jogador que entra pendurado, se tomar o terceiro amarelo, cumpre suspensão no próximo jogo. Se o jogador entrar pendurado, tomar o terceiro amarelo e tomar o cartão vermelho direto sem ter tomado outro amarelo (isto é, cometeu uma infração pra cartão vermelho), ele cumpre dois jogos nos jogos seguintes, um pelo terceiro amarelo e outro pelo vermelho. Se o jogador entra pendurado, toma cartão amarelo e no mesmo jogo toma outro amarelo, ocasionando o cartão vermelho, ele é suspenso para o próximo jogo e os dois cartões que ele tomou no jogo da expulsão são anulados, então depois do jogo que ele cumpriu suspensão ele entra pendurado de novo, como se não tivesse tomado os amarelos no jogo anterior. Desculpa, a pergunta não foi pra mim mas acabei de entender como funciona. Abçs

      AK: E é isso. Um abraço.

  • Rodrigo – CPQ

    “Ano que vem o Fluminense vai ser achincalhado, esculachado, vaiado, cuspido. Torcedores com a camisa do clube serao agredidos. Criancas no colegio sofreram bulying”.

    Ah, pelamordeDeus… jura que você está falando sério?????????

  • laura

    E as ondas de ataque ao Fluminense estao cada vez pior.
    Isso nao vai terminar nada bem. Torcedores do Fluminense estao sendo hostilizados; inclusive criancas.
    Logicamente, nao vai tardar muito para que energumenos agridam alguem; ou coisa pior…toc toc toc,,isola…..
    Olha o que ja aconteceu hoje.

    http://globoesporte.globo.com/blogs/especial-blog/bastidores-fc/post/horas-depois-do-julgamento-atacante-do-flu-e-hostilizado-no-galeao.html

    O que fez o Sobis, alem de correr a beca durante todo o campeonato.

  • Fabrício Lopes

    André,

    Se um cidadão bebe duas taças de vinho e pega um carro para dirigir, mas, por sorte, nada no trânsito acontece. Este cidadão, se pego numa blitz, deveria ter seu crime desconsiderado, já que se tratam “apenas” de duas “tacinhas” e, por sorte, nada provocou? Sei que é um exemplo extremo, mas serve tanto para contrapor o seu exemplo do campeonato inglês quanto para pincelar um pouco sobre a moral atual da nossa sociedade.

    Sei que o que escrevo, infelizmente também, será alvo de achincalhes, zoações e todo o espectro de energias negativas que se tem dirigido para torcedores do Flu, no qual me incluo.

    Me desculpe, Assim como todo cidadão brasileiro não pode reivindicar desconhecimento de lei quando pego infringindo-a, nenhum clube pode argumentar desconhecimento de um regulamento que assinou. Comparar a situação do campeonato inglês com a situações de Flamengo e Lusa é tão equivocado quanto a comparação de infração de trânsito que fiz.

    Não sou especialista em direito, mas como interpretar um artigo que diz que, caso uma agremiação escale jogador irregular deverá ser punida com a perda dos pontos que valerem uma vitória no referido campeonato (no caso do brasileirão, 3 pontos) mais os pontos conquistados na partida com jogador irregularmente escalado (no caso de Flamengo e Portuguesa, 1 ponto)? Qual brecha de interpretação há em um artigo tão claro? No regulamento do campeonato não há os atenuantes que a mídia, de um modo geral, quer criar agora, como: “A pena acima citada não se aplicará nos seguintes casos: 1) jogador que tenha jogado menos que 13 minutos; 2) jogador que não tenha influenciado no resultado da partida”. Ou existe algo do gênero? Respondo: Não, não há!

    Casuística é a punição de Portuguesa e Flamengo ou tentar mudar as regras do jogo (o regulamento) aos 46 minutos do 2º tempo para punir o Fluminense a qualquer custo? Como dizer que o jogo não valia nada para a Portuguesa, que, em caso de derrota dela, empate do Criciúma e vitória do Vasco estaria rebaixada. Como assim não valia nada?

    Se a onda da hora é invocar um regulamento que não existe para não punir os dois clubes, então sugiro que os advogados do Fluminense façam o pleito de que se aplique no Brasileiro a regra da Champions League, na qual o critério de desempate é o confronto direto. Desta forma, estaria o Criciúma rebaixado e não o Fluminense. Mas neste caso, vale o regulamento! Para todos os times que cumpriram suas punições, vale o regulamento. Fred pegar 4 jogos de suspensão pelo STJD, vale o regulamento. Mas para a pobre Portuguesa e para o Flamengo, como os jogos “nada valiam”, bem, neste caso abrimos uma exceção. É assim que deve funcionar as leis no Brasil? É assim que elas funcionam, mas precisam mudar urgentemente, para que tanto pobre quanto rico respondam por seus crimes. Não é isso que queremos? Não é uma sociedade justa que queremos?

    Outra coisa que tem sido muito batida, mas é uma mentira! A pena da Portuguesa não foi o rebaixamento, mas sim a perda de 4 pontos, como previa o regulamento. Pode parecer a mesma coisa, mas não é! Se a Portuguesa tivesse 50 pontos, ao invés de 48, ela estaria agora com 46 e não rebaixada. É uma desonestidade se difundir que a pena para a Portuguesa foi o rebaixamento, como se a Portuguesa, independentemente de ter 100 pontos, tivesse sido condenada sumariamente ao rebaixamento.

    Por fim, é muito triste ver o comportamento de manada provocado pela opinião publicada. Opiniões devem ser emitidas e respeitadas, como respeito a sua. Há que, no entanto, se ter respeito e responsabilidade com aquilo que se fala e escreve. Excluo você deste rol de irresponsáveis da opinião, mas, infelizmente, você é minoria. Não concordei com uma linha do que escreveu, mas também não me senti esculachado por você, como tenho me sentido nos últimos dias, desde a eclosão do episódio. É muito triste sentir na pele o preconceito descabido e o desrespeito diário de meus semelhantes. Mas o que se esperar de uma sociedade como a brasileira, que os valores são invertidos? Sociedade do “jeitinho”, na qual o “esperto” é o certo, e o cidadão correto é “otário”, o que se esperar? Pensando bem, em uma sociedade como a nossa, dá até um pouco de alento estar na minoria em que me encontro no momento.

    Saudações Tricolores.

    AK: Uma vez mais (quantas serão necessárias?). Trecho da coluna: “A comparação aqui não é entre a “agressão” a um árbitro e a escalação de um jogador em condição irregular. O ponto é em relação à maneira de julgar e produzir justiça.”
    Trecho do comentário: “mas é uma desonestidade intelectual você comparar uma colisão acidental entre jogador e árbitro no campeonato inglês com a situação da Portuguesa e do Flamengo.”
    E a “desonestidade intelectual” é minha? Como diz o outro, pelamordedeus… Um abraço.

    • Fabrício Lopes

      Me desculpe a insistência André, sei que, até por sua resposta, você já deve estar cansado dos questionamentos a sua opinião, mas, como opinador, deve estar preparado para isto. Entendo o que quis dizer, sobre a “maneira de julgar e produzir justiça”, apesar de não concordar com o que diz e continuar achando a comparação inadequada. Você também se ofendeu quando disse que usar de tal argumento era desonestidade intelectual. Observe que estava criticando sua comparação, inclusive eu mesmo dei outro exemplo hipotético que também apontei como desonesto intelectualmente. Estava me referindo ao uso da comparação, que serviu de base para sua argumentação.

      Mas voltando ao tema, me esclareça uma coisa. Por seu entendimento, como deveria ser a interpretação a este item do regulamento?

      AK: Não me ofendi. Apenas acho estranho ser acusado de desonestidade intelectual por uma comparação que não fiz. E a relação entre as duas situações não é inadequada, uma vez que estamos falando de análise de contexto. Esse é o ponto. E eu acho que minha posição está clara. É a pena desproporcional. Há um equívoco muito grande sendo cometido neste episódio, que é a confusão entre o STJD e o Poder Judiciário. O caso foi visto como se um crime tivesse sido cometido. O tribunal é apenas o órgão disciplinar da CBF, tem o mesmo valor jurídico que o conselho de um prédio de apartamentos. E tem a função de decidir de modo a proteger o resultado do campo. Escrevi várias vezes que o erro da Portuguesa não se discute, mas sim a pena, que, para ela, resultaria em rebaixamento. Por causa da escalação durante 15 minutos de um jogador irregular em uma partida cujo placar não alterou nada? Me parece um exagero. Por isso não concordo com a ótica legalista (“cumpra-se a lei”), sem que sejam levadas em conta as circunstâncias e as consequências. Mesmo porque não estamos diante de um crime e de um criminoso que deve ser preso. Entendo que a coluna é bem clara quanto a isso. Julgar é mais do que ler o texto “da lei”. Um abraço.

    • Ailton

      Caro Fabricio

      O Vasco teria que ter um saldo de gols maior que a Portuguesa e o Fluminense teria que vencer mais que o Criciuma.
      O que você e as outras pessoas não entendem é o caráter punitivo do STJD. Concordo com você se fosse na minha rodada teria passado despercebido os 4 pontos, o que se questiona agora é se punição que pode rebaixar um time é pesada demais ou não? Se fará justiça rebaixando a Portuguesa?

      Abraços

  • Rene

    Nessa confusao ha uma coisa que ainda nao consegui entender.
    Por que o Flamengo escalou o Andre Santos sem condicoes de jogo?
    A Lusa tem toda essa estoria do advogado e houve uma falha de comunicacao. OK Perfeito.
    Mas e o Fla? Tem sede no RJ, obviamente estava no julgamento e devidamente notificado.
    Ouvi dizer que trata-se de um caso mais complexo juridicamente, coisa e tal. So que o Flamengo tomou de 5 a o e esta longe de ser time pequeno. E o pior, tem um departamento juridico com estrutura de time grande. Nao pode comer uma mosca dessa!
    Sou contra a Portuguesa perder pontos ja que pra mim, foi um erro de um time medio que deve ter um departamento juridico bem primario, sem recursos.
    Mas o Flamengo, se escalou jogador irregular, nao vejo justificativas pra que nao perca os pontos. Se o meu Goias la disputando lugar na Libertadores, teve q cumprir as suspencoes, por que o Flamengo nao precisa?
    Cada caso eh um caso, pra mim a lusa deveria manter os pontos e o Flamengo perder. Minha opiniao.
    Antes que digam alguma coisa, sou neutro. Sou de Goiania e torco pro Goias!

    AK: O “tamanho” do clube não deve interferir na decisão, para o bem ou para o mal. E o Flamengo, assim como a Portuguesa, perdeu 4 pontos. Um abraço.

    • Ailton

      Caro Rene

      O entendimento do Flamengo é que o André Santos não foi escalado contra o Vitória, então teria ali cumprido a suspensão automática, alega o STJD que não há suspensão automática em final de campeonato, então teria que ser paga em campeonato subsequente, que não é o caso do Brasileiro que é concomitante a Copa do Brasil.
      Com todo respeito ao mediador (Kfouri) parece que o Flamengo entrou como boi de piranha e provavelmente será absolvido no pleno.
      Não sei se o AK tem alguma informação a respeito, mas ele poderia nos elucidar sobre o caso Flamengo

    • Ailton

      AK,
      Perfeito, sem duvida. O que eu quis dizer e’ que a Lusa alega um erro de comunicacao haja visto a precariedade de seu departamento juridico, no caso do Flamengo, isso nao pode ser alegado. Alem de estar na cidade do julgamento, conta com um juridico, supostamente, competente. Em um erro de comunicacao acho razoavel que o STJD seja benevolente e nao tire os pontos. No caso do Flamengo, se o jogador estava irregular, tem mesmo que perder os pontos.
      Isso porque, se meu time tivesse escalado jogador irregular durante o campeonato teria perdido os pontos, entao nao acho justo que seja diferente; mesmo que seja na ultima rodada. Todos os outros clubes estavam sendo cuidadosos.

      • Rene

        KKK comentário foi feito como uma réplica ao comentário do AK por mim Rene e não pelo Ailton. Peço desculpas, eu estava mandando uma réplica ao Ailton também e acho q por distração coloquei o nome dele.
        Ailton, lhe mandei uma réplica q não foi publicada ainda, se não entrar em umas 2 horas eu mando outra.
        Abraços

        AK: Não há nenhum comentário esperando aprovação. Um abraço.

        • Rene

          AK, Obrigado por me informar.

          Ailton,
          Fiz uma pequena operacao ha 2 semanas. Gracas a Deus, estou me recuperando muito bem. Mas ha vantagens em convalecer. Nao tenho nada pra fazer e passo os meus interminaveis dias lendo e pesquisando sobre futebol 🙂
          Pelo que tenho lido de advogados do esporte assim como nos videos que assisto, o caso do Flamengo e’ complicadissmo. A grande maioria, nao ve como o Flamengo foi capaz de um erro tao grande. Parece que no dia do jogo, o Lance dizia que o AS estava fora do jogo. Ai ele jogou.
          Nao disponho de conhecimento juridico para lhe dar uma explicacao do porque, ja que o caso e’ complicado; mas a grande maioria afirma que e’ pule de dez, que nao tem como o Flamengo ganhar isso ai. So vi um advogado dizendo que a situacao do Flamengo e’ tranquila mas ele era o advogado do Flamengo.
          Outra coisa, parece que ha um praxe entre os deptos juridicos de quando em duvida se o jogador esta apto ou nao, a instrucao e’ para que nao jogue, ou se faca uma consulta pois o risco de perda de pontos e’ enorme
          E como eu falei antes, e ai ja e’ opinao minha, se o Fla realmente escalou o jogador de forma irregular, ai eu acho que tem que ser punido mesmo, ja que nao houve erro de comunicacao, nem advogado tercerizado da CBF, nada disso. A culpa ai teria sido apenas do Flamengo. E todos os outros times do campeonato tomaram cuidado e nao escalaram jogadores suspensos.
          Parece que o Fla comeu uma mosca enorme, e ai se o aargumento que o jogo nao valia nada e’ o unico que sobrar, e’ pouco, pelo menos pra mim. Se fosse meu Goias, perderia os pontos sem piedade nem pena!
          Desculpe se me alonguei, disponho de muito tempo esses dias 🙂
          Grande abraco,

          • Ailton

            Caro Rene

            O que eu falei foi alegação do Flamengo. Como você mesmo disse a questão do Flamengo é muito complicada e pelo que li é que todos estão indo pela mesma leitura da Portuguesa, se o jogador foi escalado irregularmente perca-se os pontos.
            A Portuguesa errou, mas será que final do campeonato um rebaixamento não é uma pena cruel e o Flamengo alega que o mregulamento não pé claro

  • Marcos

    O mais lamentável neste episódio são alguns jornalistas, em sua maioria formadores de opinião, que desprovidos de isenção, emitem comentários sem embasamento legal, insuflando uma mior revolta por parte dos verdadeiros infratores e seus simpatizantes.

    AK: “emitem comentários sem embasamento legal”. De quem o senhor está falando, meritíssimo? Que comédia que virou isso aqui…

  • Marcos

    Quem é você para afirmar que o jogo da Portuguesa não valia nada? Não era com o GrÊmio, que disputava libertadores com outros times? Não influenciava a Sul-Americana, que vários disputavam vaga? Jornalismo esportivo do “eu acho”. Sou colorado e acho um absurdo essa perseguição ao Fluminense. Não fez nada demais.

    AK: Na próxima vez, tente ler a coluna. Um abraço.

  • Laura

    E a hostilidade aos torcedores do Fluminense so vai aumentando.

    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/fluminense/noticia/2013/12/torcedores-do-flu-relatam-casos-de-hostilidade-apos-julgamento-no-stjd.html

    Peco aos que tem odio ao Fluminense, que por favor, saibam diferenciar as coisas e nao ataquem torcedores nas ruas.

    Por favor, se “justica” e’ o motivo da revolta , nao agridam fisica ou verbalmente torcedores apenas por estar vestindo a camisa do Fluminense. ESPECIALMENTE CRIANCAS.

    Vivemos em uma sociedade democratica e as regras dessa sociedade nos obriga a conviver pacificamente, principalmente, com as pessoas que tem outro ponto de vista.

    E no frigir dos ovos, isso e’ apenas futebol. Ha coisas mais importantes na vida. Pessoas sensatas nao brigam fisicamente por isso.

    Andre, perdao pelas maiusculas, sei que nao e’ de seu gosto mas penso que como pai, vai estar de acordo que era importante dar destaque nesse caso.

    AK: De total acordo. Imbecilidade. Um abraço.

  • Juliano

    A quem interessar possa:

    “A situação ficou ainda mais complicada para a entidade (CBF) já que o BID (Boletim Informativo Diário) da CBF informava que o meia Héverton tinha condições de jogo contra o Grêmio e não estava suspenso. A alteração no boletim, comunicando da suspensão, só foi feita segunda-feira, um dia após a partida, quando o clube também foi notificado oficialmente de que o atleta não poderia jogar.

    Na Portuguesa é dado como certo que na esfera esportiva o clube sofrerá novo revés e a partir daí torcedores/consumidores, inclusive de outros clubes, entrarão na Justiça comum, acionando a própria CBF como organizadora do campeonato e também por não ter atualizado o BID a tempo. Fora que a notificação oficial, repito, só foi feita segunda-feira, quando a competição já tinha encerrado.”

    Fonte: http://blogs.lancenet.com.br/blogdojanca/2013/12/19/marin-faz-apelo-a-lusa/

    Alguém duvida que não houve dolo? No fim das contas, a Lusa é muito vítima! Não é nada “anti-Flu”, é apenas pró-justiça.

    Abraços!

MaisRecentes

Dilema



Continue Lendo

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo