CAMISA 12



(publicada ontem, no Lance!)

ESTRAGA PRAZER

Com seu jeito atrapalhado de fazer as coisas, a Fifa conseguiu se meter na noite que talvez tenha sido a mais sublime da carreira de Cristiano Ronaldo. A atuação de super herói que classificou Portugal para a Copa do Mundo pode estar no centro de uma controvérsia desnecessária e, pior, injusta.

Tão logo terminou o jogo em Estocolmo, meios de comunicação europeus divulgaram que o prazo de votação para o prêmio Bola de Ouro tinha sido prorrogado. A eleição deveria estar concluída no último dia 15, mas, de acordo com o comunicado da Fifa, foi estendida até o dia 29 porque poucos votos chegaram. Diante da coincidência entre o que Ronaldo aprontou contra os suecos e o anúncio da nova data para escolher o melhor jogador do ano, é praticamente automático ligar os pontos e dizer “sei…”.

Quem quiser decidir que há uma conspiração em curso para dar ao atacante português mais uma Bola de Ouro já tem os motivos. As críticas de Ronaldo, que se julga vítima da “adoração a Messi”; o ano anormal do argentino, que abre a possibilidade de premiar outro jogador; a declaração de Joseph Blatter sobre o tempo que Ronaldo gasta cuidando do cabelo e, por fim, o adiamento da eleição. Partes de um plano para a reconciliação do português com a Fifa.

Mas é importante observar que, segundo alguns jogadores e técnicos que votam, o email da Fifa chegou na terça-feira, mas antes de Suécia x Portugal. Ninguém poderia saber que Ronaldo – com colaboração brilhante de João Moutinho – faria um jogo descomunal e reforçaria sua candidatura de maneira tão enfática. Talvez estivéssemos agora falando da classificação da Suécia e da maravilhosa noite de Ibrahimovic, que se converteria no objeto da tese de conspiração.

É muito mais provável que tenha sido só mais uma trapalhada da Fifa. Uma pena, pois, se Ronaldo ganhar, haverá quem veja como uma trapalhada suspeita.

TOPS

Pete Sampras era o mestre da “direita em corrida”, golpe que, quando bem sucedido, transformava uma bola difícil em uma paralela vencedora. Cristiano Ronaldo é o mestre da “finalização em alta velocidade”. Nenhum outro jogador se move, se coloca, controla, dribla e chuta tão bem nessas condições. O português é o atacante de contra-ataque perfeito.

ATRASO

Os ataques dos dirigentes de federações estaduais às linhas gerais do calendário que será proposto pelo Bom Senso FC eram esperados. São cartolas, preocupados apenas com os próprios feudos, defendendo sua sobrevivência. O silêncio e a inércia da CBF em relação às reivindicações dos jogadores levarão a mais manifestações nos jogos do fim de semana.



  • Emerson Cruz

    CBF e cartolagem em geral continuam brincando com fogo, são incapazes de perceber que quanto maior desprezo for dado ao Bom Senso FC, mais este movimento ganhará força. A lógica de agradar determinados currais em detrimento dos reais interesses e necessidades do futebol brasileiro pode ser um tiro no pé de quem comanda o futebol brasileiro.

  • O Cristiano Ronaldo joga demais. Se considerarmos que o Real Madrid nunca conseguiu um padrão de jogo igual ao Barcelona, que funciona como uma máquina e cada jogador uma engrenagem, no bom sentido, quero dizer que no Barcelona tudo funciona bem, pelo menos funcionou na era Guardiola, assim, o Messi sempre teve melhores condições de se destacar em razão do “coletivo” do Barcelona ter sido o melhor dos últimos tempos.
    Além do mais, o Messi trabalha pelo meio de campo, onde pode construir melhor as jogadas, além de fazer muitos gols, ele atua onde os craques podem aparecer mais, em razão da armação das jogadas, tudo passa pelos pés dos craques do meio de campo, enquanto o CR7, atuando como atacante.
    São craques com características diferentes, modos de jogar diferente, por isso essa história de melhor do mundo fica meio estranha. Não dá para comparar de modo justo e dizer que este ou aquele é o melhor.

  • Nelson Luís Bertoni

    Vendo e revendo os de CR7 tenho a impressão que ele se move um flash de tempo antes que outros. Tens a mesma impressão? Demorou para a Argentina jogar com e para Messi, parece que Portugal demorou mas segue o mesmo caminho. Um braço

  • Eddie The Head

    Messi caiu de produção,mas não acho que seja algo anormal. Para alguém no nível dele chegar ao auge era questão de tempo,pouco tempo. Se manter lá é que é o problema. passamos a exigir de Messi que ele sempre atue em altíssimo nível,quando,na verdade,essa queda de produção é mais do que normal,era até previsível.

    Concordo que foi uma bobagem essa especulação,que esse adiamento poderia,e apenas poderia,beneficiar o luso. Por dois pontos:

    1- Um jogo,seja ele decisivo ou não,não é o suficiente para dar o título de melhor do mundo para determinado jogador.

    2- Esqueceram do ano perfeito do Ribèry?

  • Cesar

    Olá André, não é sobre o tema do post, mas…. Acho um perigo o Felipão levar o Robinho para a Copa. Primeiro que não o vejo como um jogador indispensável para o grupo, muito pelo contrário. Segundo, e pior. Acredito que a presença dele possa contaminar o Neymar (esse sim indispensável) e instalar na seleção um clima de bagunça, pagode, já ganhou, firulas desnecessárias, toque de lado, provocações aos adversários e pouco futebol. Se o Robinho for, pode chamar também o André (Vasco) e o Zé Love, e ai a bagunça estará completa….

    Abraço.

  • André, essa história da FIFA só faz mais propaganda contra esse prêmio da bola de ouro.

    A coisa era muito mais elegante e parecia ser muito mais séria quando organizada somente pela France Football.

    Ridículo.

  • Joao CWB

    CR7 é um mala, porém joga muito.

    Tem um lado egocêntrico, vaidoso, metrossexual mas que não o torna um “fresco” em campo. Ele é determinado, vai pra cima e quanto mais gols faz, mais ele quer.

    Acho que esse ano merece ganhar a Bola de Ouro. Na minha opinião não porque apresentou um futebol genial, mas porque os demais concorrentes deixaram a desejar.

    Abraço.

  • Thiago Rievers

    André,

    Boa tarde.

    Acho sinceramente que o ano “anormal” que Lionel Messi vem tendo, credencia CR7 ao prêmio de melhor do mundo, uma vez que a minha opinião pessoal é que o Argentino é superior.

    Entretanto, não acho nem um pouco absurda a opinião totalmente inversa a minha.

    Cristiano Ronaldo é um montro do futebol moderno, e se o prêmio é para o melhor jogador do ano, o gajo já era favorito antes mesmo da partida primorosa que fez contra a Suécia.

    Pra mim o cara joga tanto, que Português e Argentino poderiam se alternar no prêmio de melhor do mundo, até que apareça um terceiro para fazer frente, e este homem não é Franck Ribery.

    um abraço,

    Thiago Rievers

MaisRecentes

São Paulo joga, Corinthians soma



Continue Lendo

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo