NOTAS PÓS-RODADA



Das Copas:

* Após dois chutaços impressionantes, o Flamengo (1 x 1 com o Atlético Paranaense: Marcelo e Amaral – 15.494 pagantes no Durival de Britto) está a um 0 x 0 de ser campeão no Maracanã.

* Parece simples. Não será.

* Felipe poderia ter defendido o chute de Marcelo? Essa foi a impressão.

* Passaram-se quatro segundos entre a bola chegar a Amaral e ele disparar da intermediária. No futebol de hoje, é liberdade exagerada. Pareceu que o volante do Flamengo carregava o crachá de “deixa chutar”.

* O Flamengo está mais próximo do título da Copa do Brasil por causa de mais uma demonstração de controle e maturidade. Mas o Atlético não é um time contra o qual se deva apostar.

* Não creio que Jayme de Almeida permita que o oba-oba que já atrapalhou o Flamengo entre em campo desta vez.

* Termos como “histórico” e “épico” são frequentemente usados para episódios que não merecem tal qualificação. A vitória da Ponte Preta (3 x 1 no São Paulo: Ganso, Antônio Carlos-contra, Leonardo e Uendel – 53.302 pagantes no Morumbi) não é um desses episódios.

* Vale dizer que a campanha da Ponte nesta Copa Sul-Americana é épica. Venceu o Vélez Sarsfield fora de casa, também.

* Em jogos eliminatórios, em que erros e acertos são magnificados, não é comum o time visitante não apenas construir a virada como aumentar a diferença de gols. O São Paulo permitiu um resultado dificílimo de apagar.

* Como explicar a postura do São Paulo no intervalo entre o 1 x 0 e o 1 x 1?

* É preciso considerar o estímulo extra que a briga nos bastidores em torno da capacidade do Moisés Lucarelli deu ao time de Campinas. Não é interessante presentear o adversário com motivos a mais para vencer.

* Muitas coisas precisam acontecer – todas elas contra a Ponte Preta – para que o São Paulo alcance a final. Extremamente improvável.



  • André,

    falando em oba-oba, achei exagerada a reclamação do Ernani quando seu companheiro deixou de cruzar a bola após fazer uma linda jogada pela direita e chutou por cima do gol. Claro, se tivesse passado poderia ter saído o gol da virada, mas o cara se empolgou e chutou. O goleador flamenguista adotou uma postura meio “estrela” na reclamação tão exagerada. Depois, deu uma declaração dizendo “ser difícil tirar a taça do Flamengo”. Você não acha que ele precisa repensar essa postura?

    Quanto à Ponte Preta, viva a Macaca. No entanto, é outro caso de se manter com os pés no chão, é só olhar o exemplo da Ucrânia que permitiu a virada da França, que precisava fazer 3X0. Tá certo, os franceses jogaram em casa. Mas prudência é muito bom nestes casos, o “já ganhou” costuma decepcionar. Quero ver (e torcer) para a Ponte Preta na final da Sul Americana.

    Abraço.

    • Paulo Pinheiro

      Considero natural mostrar confiança após conseguir um bom resultado. Isso não pode ser confundido com soberba.
      E a reclamação dele com o Luís Antônio tinha razão de ser, embora o passe de um lado a outro na área, com um marcador no meio do caminho não fosse lá muito fácil de se executar. Acho que no lugar do L.A. eu também tentaria o chute… e aceitaria a bronca, rsrsrs

      André, é fácil explicar a liberdade que o Amaral teve. Primeiro porque o Atlético-PR joga em função do Paulo Baier, que não precisa marcar ninguém (e seria ele o homem a marcar o Amaral naquela jogada). Segundo que o Flamengo estava postado no ataque, exigindo todos os outros homens de defesa do CAP pra marcar. Difícil alguém se “dar ao luxo” de largar um atacante e marcar o volante de contenção. Faltou bom senso ao Paulo Baier mesmo. Ele mesmo admitiu após o jogo.

    • Carlos Prates

      Amigo Espanhol,

      A jogada mais certa, seria o Luiz Antonio passar para o Hernane, que estava na cara do gol, absolutamente desmarcado.
      Acontece, que este garoto é oriundo da base do Flamengo. Portanto, dotado de uma colossal marra.
      Na minha opinião, o Brocador reclamou, como qualquer um faria.
      Era ele e o goleiro do Atlético.
      De onde o garoto chutou, dificilmente a bola entraria.
      Julgar o futebol do Luiz Antonio, é a coisa mais difícil que existe. Tecnicamente fraquíssimo.
      Mas taticamente aceitável.
      É o pulmão do Léo Moura, na sobra…
      Jamais seria meu titular!
      Ao comparar com Paulinho pelo outro lado, chegaremos a evidente conclusão, que o jogador do XV é um dos jogadores mais modernos do nosso futebol atualmente.
      Time nenhum, numa decisão, pode apostar no individualismo. Entender que existem mais 10 camisas iguais, é o sucesso pra vitória.

      SRN’s

      • Smith

        Prates, concordo inteiramente com a colocação, mas que a reclamação foi exagerada, isso foi!
        Até porque o próprio Hernane, várias vezes prefere chutar mal, tendo um companheiro melhor colocado…
        Mostrar confiança sim, soberba, não!!!

      • Smith

        Prates, concordo inteiramente com a colocação, mas que a reclamação foi exagerada, isso foi!
        Até porque o próprio Hernane, várias vezes prefere chutar mal, tendo um companheiro melhor colocado…
        Mostrar confiança sim, soberba, não!!!

        • Carlos Prates

          Na verdade, caro Smith, ambos precisam aparecer.
          Hernane não sabe dar mais que um toque na bola. Dois…. cai sentado.
          Comparo o goleador ao goleiro. Um não pode deixar passar, o outro, tem que meter pra dentro.
          Entendo, que o Hernane tem que tentar sempre. Vive disso!!
          Combinamos que o passe deveria ter sido dado. Perfeito!
          Aqui pra nós, grande Smith!
          Hernane com crise de soberba, é duro!!! KKKKKKKK
          Um cara que tem o apelido de Brocador…não combina!!! KKKKKKK
          Juro que vou me esmerar mais, para “entender” Luiz Antonio…
          Acho que no lance faltou maturidade, e sobrou uma suposta consagração…
          Se fosse o Léo Moura, Hernane tinha feito mais um.

          PS – Por que a afirmação?
          Na minha vida de torcedor, vi poucos centroavantes que perdem poucos gols.
          Hernane…mesmo de canela, e apenas com um único toque, faz chover…

          Abraço, irmão.

          SRN’s

  • Willian Ifanger

    Foi uma noite complicada no Morumbi. Não sei o que o Muricy quis inventar, mas a escalação foi estranha, assim como as alterações.

    Aliás, impressionante a quantidade de gols que a defesa do São Paulo ofereceu nessa competição. Só que dessa vez acho que não tem como reverter não.

    E quer saber, melhor assim. Esse título e a consequente vaga na Libertadores poderia encobrir o ano desastroso da diretoria. Escapar do perigo de rebaixamento já valeu e espero não passar novamente por esse friozinho na barriga.

    • Marcelo Morais

      Tambem nao entendi a escalacao no inicio do jogo. Acho que foi por saber que o time, com o Luiz Fabiano, tem na pratica 10 jogadores. Mas o que nao consigo explicar eh o marasmo do time apos o 1×0.

      O ano termina da maneira como comecou: melancolico e com derrotas vexaminosas.
      Para ser esquecido.

  • Eddie The Head

    Tá bem,eu sei que retrospecto não ganha jogo,que números são para matemáticos,que história e coisa de museu. Sei de tudo isso. Maaaaasss….

    No primeiro vice campeonato da Copa do Brasil,contra o Grêmio,no Olímpico,o Flamengo empatou o jogo por 0x0. Na volta um novo empate em 2×2 deu o título aos gremistas.

    No segundo vice campeonato,contra o Santo André,empate no primeiro jogo,fora de casa,por 2×2. Na volta,vitória do Santo André em pleno Maracanã,por 2×0. Paulistas campeões.

    No terceiro vice campeonato,contra o Cruzeiro,empate no primeiro jogo,desta vez em casa,no Maracanã,em 1×1. Na volta,no Mineirão,3×0 para o Cruzeiro.

    Nas duas vezes em que o Flamengo foi campeão,contra Goiás e Vasco,ganhou o primeiro jogo,1×0 contra o Goiás e empate na volta; 2×0 contra o Vasco no primeiro jogo e,se não me engano,2×1 no segundo jogo.

    Em suma: Nas vezes que o Flamengo chegou à final da Copa do Brasil e empatou o primeiro jogo,ficou com o vice .

    Nesta edição veremos o mesmo roteiro,só mudam os atores. Atlético-PR campeão e Flamengo vice.

    Pode cobrar na quinta que vem.

    • Ned Flanders

      Caro amigo,
      Só resta a vcs atleticanos ou arco-íris usarem o argumento da superstição para o atlético, épocas diferentes times diferentes situações diferentes…. Até porque esse time do FLA tem mostrado uma maturidade que poucas vezes vi, ao contrário do atlético que tem jogado um bom futebol, mas ao ter uma partida tão decisiva, demonstrou um nervosismo absurdo … FLA tricampeão X atlético vice ( que e bom demais vide o tamanho do clube)

      • É Ned! tomara que O CABEÇA também esteja enganado, como no placar contra o Cruzeiro, o jogo de ida foi 3 X 1 no Mineirão com o velocista Jean perdendo algumas e boas oportunidades de gols no 2º tempo. SRN

        • Eddie The Head

          Prezado Paulo Lima:

          Na verdade o nome Eddie the Head é uma alusão à caveira que simboliza o Iron Maiden,de quem sou fá. O nome da caveira é Eddie e também é conhecida como The Head. Segue abaixo um texto que colei,apenas para esclarecimento:

          “Eddie the Head é seu nome

          O mascote da banda é um morto-vivo e se chama Eddie the Head. Ele aparece nas capas de todos os álbuns da banda. Eddie é desenhado por Derek Riggs, mas já teve traços de Melvyn Grant no álbum Fear of the Dark. Ele também estrelou um jogo de tiro chamado Ed Hunter, além de diversas histórias em quadrinhos.

          A banda tinha originalmente uma grande máscara (Kapuki) de uma carriola que ficava embaixo das baterias nas apresentações, e que por tubos soltava sangue falso (tinta vermelha) pelo nariz, sujando todo o cabelo do baterista Doug Sampson. A máscara foi batizada de “Eddie, a Cabeça” (Eddie the Head) e acabou se transformando no mascote da banda. Acabaria ganhando um corpo somente a partir da capa dos primeiros compactos.”

          Caso você seja um pagodeiro,duvido que soubesse disso.

          • Não meu prezado!!! não sou pagodeiro e nem gosto de pagode, também nunca fui de apreciar esse gênero de musica me parece ser, “heavy metal”. Mas valeu, foi uma aula de conhecimento. Abraços

            • Carlos Prates

              kkkkkkkkkkk

              PAULÃO!!!

              Vou mudar meu nome pra “Carlos Prates Sertanejo”….

              Gosto é disso!!! Ainda mais agora morando em Angra dos Reis…

              • É muito bom amigo C. Prates!! eu era uns daqueles garotos que amava o Beatles, apesar de nunca ter visto ao vivo, mas me emocionei muito com Nando e Rafael, interpretando em dueto “Eleanor Rigby” de Lenno e Mc.Cartiney, no THEVOICE; lindo nome lindo lugar é Angra, pena que nossa casinha foi condenada e tomada pela Prefeitura ai na praia do Bonfim. SRN

                • Carlos Prates

                  Grande Paulão,

                  Na verdade, nasci em Angra. Minha família inteira mora no Rio.
                  O máximo que consegui aturar o Rio, foi quando fiz faculdade….
                  Fui o último moicano, que não abriu mão do meu amor por esta mulher: Angra…
                  Na verdade, uma cidade litorânea, que existem 365 ilhas (1 por ano) e não tem turismo. Fica claro, que Angra NUNCA teve prefeito.
                  Por isso, o problema com sua casa no Bonfim…
                  Fique certo, que se você tentar, o amigo do amigo do amigo, irá resolver seu problema.
                  Angra é isso. Onde tem peixe nadando pelas ruas, e cachaça barata, tudo acontece e ninguém faz nada.
                  Paraty, que fica a 100 kms de Angra, perto de nós, parece New York…

                  Uma pena, e por razões óbvias, não posso te passar meu e-mail.
                  Tentaria te ajudar.
                  Sou muito amigo do filho da prefeita e da própria.

                  Grande abraço no irmão.

                  SRN’s

      • Perdão! foi o jogo da volta, em que o Alex jogou muita bola e desequilibrou no 1º. tempo.

    • Mumu

      Conseguimos eliminar equipes como Cruzeiro, Botafogo e Goiás com vitórias convincentes e incontestáveis, quanto mais agora começando o jogo campeão e com o Maraca lotado…
      A taça da Copa do Brasil esse ano já tem destino certo: a Gávea!
      Só não vai se for por causa de um problema, a falta de espaço na nossa sala de troféus!

      • Eddie The Head

        Então quem não é flamenguista é arco íris? Então uma brincadeira com números é vista como uma afronta?

        Caro Ned,talvez lhe falte um Homer para ocupar mais seu tempo,ou quem sabe um Milhouse. Se isso acontecesse tenho certeza que não perderia seu precioso tempo com a forma infeliz como colocou seu parecer.

        Achei que pelo menos esperariam até quinta para bravatear.

        Mas se agissem assim não seriam flamenguistas.

        Por favor,depois de quinta postem o que quiserem. Até lá,é só esperar.

        • HEXA

          Eddie, também esperamos a sua postagem na quinta-feira ok?

          • Eddie The Head

            Meu jovem,pelo menos você não devaneou. Claro que volto na quinta. Mas só disse o que acho,e não deveria,na minha opinião,ter a reação que teve por parte de algumas pessoas.

            P.S: Não esqueça que em o campeão foi o Sport,e que nem a Libertadores do ano seguinte o Flamengo disputou. Tudo o que aconteceu depois foi manobra política.

            Ai,meu Deus…vai começar tudo de novo.

            • Paulo Pinheiro

              Esse assunto de 87 realmente cansa. Principalmente porque todo mundo acha a CBF uma bagunça, um bando de corruptos, etc.
              Mas quando se trata de 87 essa parcela do “todo mundo” (que tem aquele famoso sentimento) acha que a “entidade máxima do futebol tem que ser respeitada”. Quem eterniza o futebol é o povo, não a CBF. O futebol já existia antes da CBF. E aquele foi o melhor campeonato brasileiro já disputado.
              Se a CBF não dá o título, azar da CBF. Coisa do país do tapetão. Em todas as instâncias desportivas deu Flamengo. O órgão máximo do desporto do Brasil na época declarou o Flamengo campeão. No tapetão da justiça comum (pernambucana) é que houve o inconformismo e o autoritarismo que artificialmente deu o título ao Sport. O resto é coisa daquele “famoso sentimento”.

              Onde você viu afronta ali? Eu não vi afronta alguma. Aliás, a sua “brincadeira” foi respondida a um nível excelente. Você é que quer forçar uma história de que flamenguista é soberbo, é marrento, é metido, etc. Isso não existe. Torcida é torcida. Um aglomerado de todo tipo de gente.

              • Eddie The Head

                • Marcos Paulo

                  Enquanto Parmeiras é campeão brasileiros duas vezes no mesmo ano e todos consideram normal, o Flamengo campeão na bola da primeira divisão em 1987 é questionado pela turma do arco-íris.
                  A exceção da mídia paulistana mais bairrista e de ‘Tilambuco’, ninguém trata Flamengo como Penta, só vocês os doentes.
                  São só números, mas quem esteve lá pouco se importa com a transformação de campeão da segundona em campeão brasileiro de 1987 pelo isento tribunal de onde? “Tilambuco” kkkkkkkkk
                  Certa vez li artigo publicado no Sul dando declarações do antigo presidente do Grêmio, acho que o Fábio Koff, não lembro, dizendo que o Flamengo mesmo todo enrolado, zoeado, sem estrutura foi campeão tantas vezes e de tantos campeonatos nacionais e até internacionais que se sentia preocupado o dia que uma diretoria comprometida organizasse a casa, isto é, o clube seria quase imbatível.
                  Nós estamos notando a ‘profecia’ se realizando com uma diretoria séria e antis pirando e tentando até o absurdo para atrapalhar como questionar valor de ingresso, inventar punição da Fifa pro Paulista, dizer que Elias fechou com Inter ou vai voltar para o Porto, que a renda do jogo foi retida, que tem uma maldição no jogo de volta assim como falaram contra o Goiás.
                  Já li que até que todos os títulos do Flamengo foram roubados, que a Gávea é favela, só besteira. E vejo aí esse time que tem estádio, estrutura, CT, e que ganhou o que até hoje? Quem tem que baixar a bola é quem não tem história para contar. O Flamengo poderia doar um título desse aí para 80% dos times e continuaria muito acima de muitos deles.

                  • Muito legal excelente!! como é bom ler um comentário com esse conteúdo. Parabéns Marcos Paulo. SRN

                  • Carlos Prates

                    Grande Marcos,

                    Palavras do Júlio Batista, no decorrer do jogo de ontem entre Vasco x Cruzeiro…

                    “Faz logo outro, p… faz logo outro gol!”.

                    Marlone, a estrela do Vasco no Brasileiro, descartou o Santos e o Corinthians, e já assinou um pré-contrato com a Raposa…

                    O zagueiro Dedé se negou a jogar, porque não quer ver o Vasco rebaixado…

                    Fabio, Borges e Dagoberto…idem…

                    Sabe de onde saiu Marcelo Oliveira, quando foi contratado pelo Cruzeiro?
                    Vasco…

                    Imagina se fosse o Flamengo lutando pra não cair…

                    Capaz de sair na capa do The New York Times…

            • Carlos Prates

              Grande Eddie!!!

              “P.S: Não esqueça que em o campeão foi o Sport,e que nem a Libertadores do ano seguinte o Flamengo disputou. Tudo o que aconteceu depois foi manobra política”…

              Apenas 5 pitaquinhos sobre “isso”…

              1 – O Brasileiro de 1987 não foi bancado pela CBF. Foi bancado pelo clube dos 13…

              2 – A CBF estava sem grana por causa da má fase da Loteria Esportiva.
              Otávio Pinto Guimarães lavou as mãos.
              Ficou então, no colo do Clube dos 13 e da Coca-Cola. O regulamento rezava, que só a nata (+ o Bahia) participaria. Assim aconteceu!!!!

              3 – NO MEIO DA COMPETIÇÃO, a CBF entrou no circuito, e MUDOU o regulamento. A barangada de 2ª (Módulo Amarelo), entrou então… de penetra na festa.
              Aquela coisinha que todos conhecem pelo nome de: panela das federações…

              4 – O Clube dos 13 e a Coca-Cola, NÃO aceitaram a virada de mesa da CBF, e o enterro seguiu em frente.
              Lembro, que o campeonato começou, sem nenhuma obrigação do confronto entre o Módulo Verde x Módulo Amarelo….

              5 – Nunca demos uma volta olímpica tão festejada!
              Em 87, entre os picas dos picas… Nós fomos O CARA…

              “No dia 07/07/1987 o presidente da CBF, Octávio Pinto Guimarães, declarou que a entidade não tinha condições de bancar as despesas dos clubes no Campeonato Brasileiro de 1987 (como a CBF havia feito em 1986).”

              SRN’S

    • Carlos Prates

      Amigo Eddie,

      Pelo visto, você sabe tudo! Mas o que não sabe, é que futebol é o único esporte que pode dar qualquer coisa. Principalmente em decisões.
      Fosse uma final de basquete entre os EUA x Brasil, te daria completa razão.

      90% da mídia apostava numa sapatada do Atlético ontem.
      O que vimos, foi o Flamengo perder uma belíssima oportunidade de voltar da Vila Capanema com a taça debaixo dos braços…

      Portanto amigo, entendo perfeitamente sua previsão “otimista”. Mas lamento informar, que até mesmo a matemática já é questionada como ciência exata.

      Em se tratando de Flamengo, tudo pode acontecer.
      Em relação a outros clubes, não podemos afirmar o mesmo…

      Estatística só é válida, quando acontece.

      Assim como a conjunção SE..
      No passado é cadáver, no presente e futuro, é expectativa…

      Não esqueça do Fluminense em 2009! Com 99,9% de chances pra cair, na última rodada contrariou todos os matemáticos e as irmãs Dinás…

      SRN’s

      • Ailton

        Caros Eddie e Carlos

        Você interpretou mal o arco-íris, nós, rubro-negros, chamamos os torcedores de arco-íris, porque todos torcem contra o FLAMENGO constituindo assim um arco-íris de cores de torcida.
        Em pleno século 21 não cabe mais homofobismo.
        Sobre a matémática ela não mente quem mente são os matemáticos, 0, infinito 01, não é 100%. É o tão falado enq

        • Carlos Prates

          Perfeito!!!

          SOMOS TODOS MENOS ALGUNS….

          KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

        • Eddie The Head

          Prezado Aílton,em nenhum momento entendi “arco íris” como homofobia ou coisa do gênero. Entendi como sendo uma afirmação de que o torcedor ou é flamenguista ou é antiflamenguista. E isso,meu caro,é um enorme absurdo. Me faz lembrar os Testemunhas de Jeová,que dizem que só eles são salvos,e que se você não for TJ você é um perdido.

          Não sou flamenguista,tenho meu time,e não torço contra o Flamengo,um dos maiores clubes do Brasil.

          Mas que tem uma parte da sua torcida que sofre de megalomania.

          • Carlos Prates

            “em nenhum momento entendi “arco íris” como homofobia ou coisa do gênero. Entendi como sendo uma afirmação de que o torcedor ou é flamenguista ou é antiflamenguista”.

            PERFEITO!

            SIMPLES ASSIM…

            “Mas que tem uma parte da sua torcida que sofre de megalomania”.

            TAMBÉM É VERDADE!

            O QUE É ABSOLUTAMENTE NORMAL EM SE TRATANDO DE GRANDES TORCIDAS.

            EM SÃO PAULO TEM UMA UM POUQUINHO PIOR… KKKKK

      • Eddie The Head

        E não se esqueça que o caso da “virada” do Fluminense foi uma enorme armação.

        Não sei de tudo,fiz uma brincadeira com números reais,não foi chute,não foi média,foi assim mesmo.

        E é impressionante a capacidade de alguns flamenguistas,e felizmente só alguns,de menosprezarem adversários,estatísticas e até mesmo a realidade.

        É realmente impressionante.

        • Mumu

          Caro Eddie, não te aconselho a querer entrar no mérito de ”virada de mesa”. Pois mesmo depois do que aconteceu na final da Copa de 98, ninguém parou de acompanhar futebol ou boicotou o futebol brasileiro, quanto mais seu clube de coração.
          Agora você querer usar o espaço de comentário de um jogo do Flamengo para atacar seus torcedores com seus ”achismos” e tal passou um pouco do limite, não acha?
          Se é declarado como ”arco-íris” tá tudo certo. Só respeite um pouco mais a NAÇÃO, pois ela é maior que você e até que a população de muitos países.
          RESPEITO!

          • Eddie The Head

            Caro Mumu:

            Não pedi seus conselhos;logo,eles são dispensáveis;

            Não falei sobre 98;na verdade,ninguém falou,só você;

            Em nenhum momento manifestei qual o meu clube de coração,tampouco postei algo sobre ele;logo,nada lhe dá o direito de deduzir,tampouco de opinar sobre algo que você desconhece por completo,já que,como disse,não manifestei minha escolha clubística em nenhum momento;

            O espaço não é do jogo do Flamengo,é da rodada,e a expressão aqui,como a maioria dos espaços,é livre,ninguém é obrigado a falar apenas de determinado assunto,pode-se postar sobre o que quiser,desde que com educação e respeito ao próximo e sua opinião;

            Não pedi para você interpretar meu comentário,mas,já que o fez,pelo menos o faça corretamente,e não baseado,você sim,em “achismo”;

            Não ataquei ninguém nem nada;

            O que é,na sua “ilustre” opinião,”passar do limite”? Qual é o limite? E,se há,quem o impôs? Você?

            Não desrespeitei nada nem ninguém;

            Se você acha que a “nação” é maior que outros países,ou que suas respectivas populações,problema seu. Megalomania pura.

            • Carlos Prates

              Amigo Eddie,

              Não vou entrar no mérito da questão, entre você e Mumu.

              Mas convenhamos! Como negar o óbvio….

              Não é megalomania nenhuma, negar fatos…

              Você pode até não gostar. Mas deve admitir.
              A Nação, é maior do que o número de habitantes do maior estado da Federação: São Paulo.

              Com 40 milhões de torcedores, e sendo a maior torcida do mundo (Flamengo, Chivas do México, América do México e Corinthians), com certeza, é muito maior que o número de habitantes de milhares de países do universo.

              Isso, é fato…

              Nossa “megalomania” está, em vencer o Íbis, e brincar com o “Rumo a Tokio”…

              É verdade!!! KKKKKK

              SRN’s

            • Mumu

              Você não falou sobre a copa de 98 mas mencionou sobre ”virada de mesa” caro Eddie. E quer um exemplo maior de escândalo no futebol a nível internacional do que esse? E o que retruquei foi que, mesmo sabendo das manobras por trás das cortinas, é que nenhum amante do futebol consegue deixar essa paixão de lado. Eu mesmo como rubro-negro assumido(diferentemente de você que continua enrustido como mesmo disse, só atacando para gerar provocações por aqui) já tentei mas não consegui.
              E não te dei conselhos amigo, até porque para quem é soberbo e se acha o dono da verdade isso não funciona. O ”não te aconselho” usado no comentário anterior foi apenas uma maneira figurada de ser usada em uma conversa.Só não pude ficar calado diante de um comentário mal intencionado só para gerar ira por aqui.
              E quanto a ser megalomaníaco amigo, explica o fato de nunca termos saídos da elite do futebol brasileiro, leia-se PRIMEIRA DIVISÃO. Pois se nos conformássemos em sermos pequenos ou medianos, talvez não tínhamos sido, depois do Santos de Pelé, o primeiro do Brasil campeão Mundial de clubes, Hexa do brasileiro, recordista do RJ em Estaduais, Bi(a partir de quinta tri) da Copa do Brasil, possuísse a maior torcida do mundo, e por aí vai, melhor parar por aqui.
              Saudações rubro-negras caro Ediie!

  • Emerson Cruz

    Esperava mais do jogo em Curitiba. De qualquer forma a final da Copa do Brasil está em aberto e promete muito o jogo de volta no Maracanã.
    No Morumbi, a Ponte conseguiu uma das maiores vitórias de sua história. Quanto ao SPFC, a atuação da equipe fez lembrar alguns meses atrás.

  • Thiago Mariz

    O indivíduo pode até não acreditar em Deus, mas é impossível duvidar da existência dos deuses do futebol, prontos a impedir que atitudes como a do São Paulo passem impunes. A bola pune.

    • Rodrigo-CPQ

      Pensei o mesmo. Mas ainda tem uma semana pra bola analisar o comportamento da equipe da Ponte (rs). É bom ter os pés no chão, porque não é nada difícil o SPFC colocar três ou quatro gols na Macaca. Tomara que não, mas esperemos!

      • Marcelo Morais

        Para o atual SPFC, nao eh dificil – eh impossivel.
        Mais facil eh o SPFC tomar uma goleada na proxima 4a feira – embora nao ache que vah acontecer.

        O ano futebolistico para nos termina como comecou: melancolico.

  • Gustavo Xavier Almeida

    André, sou SPFC até morrer, mas a soberba da diretoria fez com que a classificação da PONTE PRETA seja merecida…NADA MAIS JUSTO que fazer o jogo mais importante de sua história dentro de tua CASA.
    abraço

    • Carlos Prates

      GUSTAVO,

      Isso é que é ser torcedor sensato.

      Mandou muito bem, meu camarada…

      De A a Z…

      PS – Em SP gostava muito do Juventus (acho que era a camisa). Hoje, estou dando a maior força para a Macaquinha.
      Absolutamente nada contra o São Paulo.

  • JOSÉ LEONARDO

    Boa matéria, excelentes os comentários! Embora tenham divergências de opiniões por conta de torcerem para times diferentes, vi discussões sadias entre torcedores de times diferentes e por conta disso acabei por ler todos os comentários que ficaram assim interessantes!!!

MaisRecentes

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo