NOTINHAS PÓS-RODADA



Seis times já estão nas quartas-de-final da Copa do Brasil, após a interessante rodada desta quarta-feira:

* Botafogo a Atlético Mineiro (2 x 2: Marcos Rocha, Rafael Marques, Fernandinho e Dória – 16.048 pagantes no Independência) proporcionaram 10 gols em dois ótimos jogos.

* A classificação do Botafogo, buscando o resultado que lhe interessava na casa do campeão da América, diz muito sobre a capacidade do time.

* Com duas assistências, Walter conduziu o Goiás na vitória (2 x 0: Renan Oliveira e William Matheus) sobre o Fluminense.

* Ele cometeu falta no lance do segundo gol.

* O Atlético Paranaense (3 x 0 no Palmeiras: Éderson-2 e Paulo Baier – 10.789 pagantes no Durival de Brito) é um dos melhores times do país no momento.

* O Palmeiras é o mesmo time que recentemente virou um jogo contra o Paysandu, com 3 gols em 20 minutos. As dificuldades contra um adversário como o Atlético Paranaense é que são muito maiores.

* Terceira nota: Paulo Nobre errou ao se pronunciar de forma tão inflamada e precipitada após o jogo. O discurso pareceu moldado para o consumo do torcedor, mas evidentemente criou dificuldades para o ambiente interno. Se havia a expectativa de que o Palmeiras poderia conquistar a Copa do Brasil com o time atual, o equívoco é ainda maior.

* Duas movimentações ofensivas muito bem feitas, uma por cada lado do campo, levaram o Grêmio (2 x 0 no Santos: Souza e Werley – 25.871 pagantes na Arena do Grêmio) adiante.

* O Santos certamente lamenta algumas chances desperdiçadas em Porto Alegre.

* Elias era dúvida para enfrentar o Cruzeiro. No segundo tempo, recusou a substituição oferecida por Mano Menezes e fez o gol da classificação do Flamengo (1 x 0 – 47.103 pagantes no Maracanã).

* O Cruzeiro experimentou o que acontece quando um time vai a um estádio inflamado e opta por especular.

* A atuação do Corinthians (2 x 0 no Luverdense: Alexandre Pato e Fábio Santos – 28.576 pagantes no Pacaembu) não foi boa, mas suficiente para eliminar uma equipe muito inferior. Se houve um destaque, foi Douglas.

* Interessante declaração de Alexandre Pato (que não chegou a jogar bem, diga-se): “Hoje eu queria a bola, estava inspirado”. O que houve nos outros jogos?



MaisRecentes

Vencedores



Continue Lendo

Etiquetas



Continue Lendo

Chefia



Continue Lendo