NOTINHAS PÓS-RODADA



E já foram 16 rodadas no BR-13:

* A quarta vitória seguida do Grêmio (1 x 0 no Flamengo: Pará – 20.580 pagantes no Mané Garrincha) aconteceu em um jogo em que o time teve 27% de posse de bola.

* Após o jogo, falando sobre arbitragem, Mano Menezes declarou que “está muito fácil” errar contra o Flamengo.

* Gabigol, 16, marcou mais um na vitória do Santos (Cícero fez o outro – 8.520 pagantes na Vila Belmiro), a primeira em seis rodadas.

* Fica aqui a sugestão de nos referirmos a ele apenas como Gabriel.

* O Cruzeiro venceu (2 x 0 na Ponte Preta: Dedé e Borges – 5.974 pagantes no Moisés Lucarelli) em Campinas e lidera com dois pontos de folga.

* Após a segunda derrota seguida em casa, a Ponte está no U-4.

* Quem deixou o calabouço da tabela foi o Criciúma (2 x 1 no Coritiba: Sueliton, Fabinho e Julio Cesar – 6.204 presentes no Heriberto Hulse).

* Após vencer o Grêmio em Porto Alegre, o Coritiba teve quatro derrotas e um empate.

* Uma beleza o passe de Ganso para Luis Fabiano, encaminhando a primeira vitória do São Paulo (2 x 1 no Fluminense – Luis Fabiano, Reinaldo e Eduardo – 55.256 pagantes no Morumbi) em três meses.

* Bonita resposta da torcida são-paulina à situação do time.

* O Atlético Mineiro virou (2 x 1 na Portuguesa: Bruno Henrique, Diego Tardelli e Dátolo – 8.555 pagantes no Independência) e já se aproxima do meio da tabela.

* A Portuguesa levou outro gol após os 40 do segundo tempo? Sim, a Portuguesa levou outro gol após os 40 do segundo tempo.

* Após quatro rodadas de seca, o Bahia venceu (2 x 0 no Náutico: Hélder e Fernandão – 10.614 pagantes na Fonte Nova) o lanterna.

* A distância do Náutico para a saída da zona do rebaixamento já é igual à pontuação do time.

* Após um início promissor, o Corinthians não jogou o suficiente para vencer o Vasco (1 x 1: Guerrero e André – 21.627 pagantes no Mané Garrincha) em Brasília. O time carioca foi mais merecedor.

* O gramado do novo Mané Garrincha é um escândalo.

* A subida do Atlético Paranaense (2 x 0 no Botafogo: Éderson-2 – 12.124 pagantes no Durival de Britto) alcançou o G-4.

* Éderson, 10 gols, é um dos artilheiros (William Batoré) do campeonato.

* Duas assistências de Walter, no empate do Goiás (3 x 3: D’Alessandro, Renan Oliveira, William Matheus, Ramon, Dudu Cearense-contra e Leandro Damião – 1.815 pagantes no Estádio do Vale) com o Internacional.

* O Internacional é um dos dois times (Corinthians) que mais empataram no campeonato: 8 vezes.



  • Juliano

    AK, a direção do Santos já havia feito este pedido. Sai o Gabigol e fica GABRIEL. Isso já tem algum tempo. Não é coerente que voce o chame de Gabigol e em seguida sugira Gabriel. Colocasse GABRIEL no início, e sempre, e ninguém irá se referir a ele como Gabigol. Juca cometeu o mesmo deslize.

    Engraçado é que quando a direção pediu que o chamassem de GABRIEL todos elogiaram, para que o guri não fique mascarado – eu inclusive. E agora leio a grafia “Gabigol” nos meus 2 blogues preferidos…

    Abraço!

    PS: Rola pitacos sobre a Copa-BR, quem avança nos mata-matas?

    AK: Todo mundo o chama de Gabigol. Eu apenas gostaria que fosse Gabriel. Um abraço.

    • Hey André!

      Creio que, neste espaço, TALVEZ, a única “voz” que possa fazer frente à sua vontade seja o Lance!. Portanto, se você instituir, neste espaço, que o Gabigol seja chamado de Gabriel, teremos que respeitar.

      Por mim, sem problemas!

      Abraço!

    • Juliano

      Voce, eu, o Santos FC e o próprio Gabriel.

      http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2013/06/03/revelacao-do-santos-pede-fim-do-apelido-gabigol-e-ameniza-ordem-de-dracena.htm

      Data de junho. Deve ser chamado Gabriel, “Gabigol” não deveria ter sido utilizado desde então.

      E voce, AK, se me permite, não é “todo mundo”. Está muito acima!

      Abraço!

      AK: Eu me recordo do pedido. A questão é que não foi aceito, vide o que houve após o gol contra o Grêmio na semana passada. Eu só chamarei de Gabriel. Um abraço.

    • kiojkdv

      no inicio chamaram ele de gabigol mas ai pararam porque….. ele nao fazia gol

  • LUCAS

    o meu destaque nessa Rodada foi o vacilo que o Goiás deu diante do Inter.
    pô chegou no final do jogo o time, o resultado da favorecendo a sua equipe fura a bola.

    • rafael mateus

      Tem que contratar e o pimentinha do sampaio correa-MA da serie c .o dirigente do vasco tem que vem esse garoto jogar bola .boa noite. rafael

  • Anna

    André, o Corinthians jogou melhor os primeiros vinte minutos. Depois, parou, e o Vasco jogou melhor, merecendo ganhar. Eu gosto de Gabigol, mas te entendo. Boa semana, Anna.

  • Paulo Pinheiro

    * Sobre o comentário do Mano Menezes, ele tem razão. Erra contra o Atlético-MG em BH pra você ver só o barulho! Nesse ponto a diretoria está meio omissa mesmo, e já foram 4 erros absurdos contra o Flamengo nas últimas 6 rodadas.

    * Nessa partida de sábado o árbitro não teve critério. No primeiro tempo um lance da falta que originou o gol do Grêmio. No segundo tempo um lance de mesma natureza (atacante forçando passagem, zagueiro deixando o corpo) – na entrada da área do Grêmio – e ele não só não deu a falta como deu cartão amarelo por simulação para o rubro-negro. Vale lembrar que o Chicão estava em campo para cobrar.

    * Fora isso os acréscimos também foram absurdos. No segundo tempo, com 5 substituições e alguns atendimentos de jogadores em campo e ele deu só 3 minutos. No primeiro tempo estava com tanta pressa que apitou 2s antes de fechar os 45! E poderia ter acrescentado ao menos uns 2 min.

    * Sobre a partida em si, o Grêmio passou todo se defendendo com 10 atrás da linha da bola e saindo pro contra-ataque. Achou aquele gol de falta num golpe-de-vista BEM falho do Felipe.

    * O resultado foi esse que o André falou: 63% de posse de bola para o Flamengo, 27% para o Grêmio. 7 finalizações de cada lado (sendo que o Grêmio pegava no contra-ataque só uns 2 ou 3 zagueiros na sobra).

    * Não foi uma “grande superioridade” gaúcha, como alguns comentaristas avaliaram. Foi competência na marcação mesmo. E incompetência da arbitragem também.

  • Matheus Brito

    AK, gostaria de fazer uma “obs” apenas: ” Após um início promissor, o Corinthians não jogou o suficiente para vencer o Vasco”. Não seria: ” O Corinthians não jogou o suficiente nem para empatar, o Vasco não venceu por azar, pois foi melhor em cerca de 70% do jogo.

    AK: Não, não seria. O Corinthians teve uma bola na trave, que seria o 2 x 0, e a chance clara do Romarinho no fim. Um abraço.

  • Francisco Carlos Pereira da Costa

    Enquanto tivermos a figura do empresário nas hostes do mais querido do mundo. Não me associo e nem vou aos estádios! Fóóóóóóóóraaa Paulo Pelaipe; Mano Menezes; Carlos Eduardo; Val; Bruninho; Paulinho; Nixon; Marcos Gonzales; Walace; João Paulo; Gabriel; Victor Cáceres Luiz Antônio e todos os empresários de jogadores que andam por lá!

  • Cleyner

    Rapaz no fluminense todo mundo se machuca menos o edinho putz ta difícil esse ano

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo