NO LANCE! DE HOJE



(publicada no Lance! deste sábado e, aqui, a pedido dos editores do jornal)

MENTE INSANA

A declaração mais interessante sobre o atual momento do São Paulo não fez parte do sintomático debate entre Rogério Ceni e Adalberto Baptista. Quem a ofereceu foi Denílson, em entrevista recente que não recebeu a atenção que deveria. Talvez porque o volante não seja um jogador do qual se espere esse tipo de análise. Ou talvez porque sua intenção tenha sido dizer algo menos profundo. Não importa.

“Primeiramente a gente tem de estar de bem com a gente. O problema é principalmente psicológico”, disse Denílson, dias atrás, ainda esperançoso de que o São Paulo pudesse vencer a Recopa Sul-Americana e conquistar um período de tranquilidade. Deu-se o contrário e, mesmo que o time tivesse superado o Corinthians, o benefício seria mínimo. O título atacaria o sintoma, não a doença.

Como Denílson frisou, a questão é psicológica. Ele se referiu ao time, mas acertaria em cheio se ampliasse a visão. O São Paulo é dirigido de forma centralizada e autoritária, modelo que já se provou trágico em outros clubes. Juvenal Juvêncio julga possuir um conhecimento de futebol maior do que um Morumbi lotado, e se vê tão acima de todas as questões que é capaz de transformar a apresentação de um técnico em um espetáculo tragicômico em que se isentou de tudo o que está errado no clube. Mais: Juvêncio, orgulhoso, mandou fazer DVDs de sua atuação na coletiva ao lado de Paulo Autuori e os distribuiu na última segunda-feira.

O principal sinal de que a cabeça são-paulina está ruim é a exposição pública de problemas internos, algo que não acontece em clubes bem administrados. Os atores em cena são reveladores. O maior ídolo da história do clube e um dirigente neófito. A história de Rogério Ceni no São Paulo não lhe confere um atestado de razão eterna ou licença para criticar seus superiores, mas Adalberto Baptista escolheu um caminho pouco inteligente para confrontá-lo. Em essência, Baptista disse que Rogério está atrapalhando o São Paulo ao jogar machucado e sem foco. Equívoco duplo: 1) os problemas do time não estão nas atuações do goleiro; 2) se fosse o caso, a obrigação do diretor de futebol seria fazer algo a respeito. Fazer, não falar.

A tensão entre Rogério e Baptista não é recente. Esta coluna revelou, em novembro do ano passado, que o comando do São Paulo estava dividido a respeito da renovação do contrato do capitão do time. Havia quem torcesse para que Rogério não fosse capaz de se recuperar totalmente da lesão no ombro e decidisse se aposentar. Cerca de oito meses depois da renovação, Baptista usa a aposentadoria – anunciada publicamente – de Rogério para atacá-lo e se distanciar das próprias responsabilidades.

Conflitos dessa natureza não se resolvem, mesmo porque Ceni se despedirá em dezembro. Dependendo do nível de paciência de ambos os lados, pode ficar feio. Autuori terá de gerenciar a situação com o máximo de suas habilidades, e, voltando à frase de Denílson, talvez a ajuda de um psicólogo fosse útil. O último que trabalhou no São Paulo foi dispensado por falar demais com jornalistas.

CAMPEÃO DE NOVO

Para ganhar a Recopa no Pacaembu, o Corinthians mostrou a forma e a postura que o caracterizaram em 2012. Um time que domina, oprime, não perdoa falhas do adversário. O jogo aconteceu três dias depois de uma derrota em casa para o Atlético Mineiro, que jogou com escalação alternativa. O Corinthians estabeleceu um padrão de atuação que faz o torcedor supor que pode acontecer sempre. Não pode. A irregularidade é um oponente poderoso.

JOGO DA VIDA

Chelsea, Manchester United, Manchester City, PSG, Bayern Munique, Real Madrid e Barcelona. Todos começarão a próxima temporada com novos treinadores. Para a maioria, a troca se deu por razões comuns no futebol. Mudanças de rumo, ofertas, aposentadoria. Para o Barcelona, por uma razão muito mais importante do que o futebol. Tito Vilanova deixou o clube para enfrentar o câncer. Que vença.



  • VICTOR HONDA

    Prezado André,

    Gosto muito de seu blog, acompanho desde sempre e pela primeira vez posto um comentário nele, incentivado pelo tópico sobre comentários não recebidos. Queria deixar um pouco da minha visão sobre a situação e quem sabe até mudá-la.

    Vejo a torcida em massa apedrejando alguns alvos mais específicos como Juvenal Juvêncio, Luis Fabiano, Lúcio e Ganso.

    Ok, considerando apenas eles, esclareço logo de cara que entendo que os 4 citados acima tem sua parcela de culpa. E não a culpa toda como andam vendendo.

    Acho complicado falar em pipoqueiro quando se pratica um esporte coletivo. O Luis Fabiano até resolveu alguns jogos (lembrando rapidamente de cabeça agora a la PVC : São Paulo x LDU, São Paulo e Corinthians, gols em finais, mesmo que perdendo… seleção brasileira? Penúltima Copa das Confederações Brasil x USA, 2 gols do LF e 1 do Lúcio, justamente 2 alvos do momento. E a Copa em si que ele fez que a meu ver foi muito boa!

    Assim, para mim , os que o chamam de pipoqueiro somente o fazem quando convém. Não acho que resolveu sozinho nada, assim como não perde nada sozinho. Até acho que ele tem uma parcela de colaboração no sucesso do Lucas, não imagino o Lucas explodindo como foi tendo seu companheiro de ataque o Ademilson (ou William José…) é fato que o LF atrai mais marcação, como consequência sobra de espaço e…..

    Apenas considero errado e isso sim, culpa exclusiva dele, o temperamento explosivo que tanto prejudica a equipe. Prejudica principalmente pela falta que a qualidade dele faz nos demais jogos. Parecem que os críticos se esquecem disso.

    Quanto ao Lúcio, claramente não vive uma fase boa, assim como quase toda equipe, mas será que ninguém comenta o quão exposta é a defesa do São Paulo? Se os laterais, volantes ou melhor, o resto do time não deixasse tanto espaço como o vem fazendo, estou certo que parte dessa “má fase” do Lúcio passaria. Andre, pode colocar o Thiago Silva e o David Luiz na zaga do São Paulo hoje que vão continuar tomando gol aos montes!!!

    Ganso? Esse realmente anda devendo. O que me irrita mais é a falta de esforço (Ao menos a aparente falta dela) lentidão não tem relação alguma com esforço , vide Danilo (Zidanilo).

    Por fim, nosso JJ, que comete alguns erros, atentados a democracia, soberba. Brigas com todo mundo, teimosia. Perder peças importantes nos departamentos (Turibio, Carlinhos Neves..). Inserir pessoas amadoras como Adalberto Batista também vem na lista de erros do JJ.

    Agora fica um pouco estranho criticar tanto a pessoa que era endeusada poucos anos atrás… e principalmente : Se o time tivesse bem, continuaria sendo endeusado!

    E para isso não mediu muitos esforços… só observar o quanto foi gasto em contratações nos últios tempos! Jadson, Ganso, Luis Fabiano, Osvaldo, Cortez, Cañete, Tolói… só para citar alguns. Contratações livres como Lúcio, Fabricio, Aloisio entre outros..

    Treinadores? Tirando o período em que a diretoria errou de longe em apostas arriscadas, Ney Franco foi uma boa pedida. Claramente perdeu o vestiário e como sabemos, jogador derruba treinador. Agora ainda trouxe Autuori, velho conhecido da torcida.

    Agora toda má fase é fruto de resultados (que não estão aparecendo). Se o time não vem rendendo, porque apontar o dedo para o Juvenal como se fosse o maior culpado?

    Se o Ganso desse 1 passe para gol do Luis Fabiano em todo jogo, a torcida do São Paulo estaria endeusando o Juvenal. Você tem duvida disso? Agora o Rogerio Ceni em fim de carreira e numa fase não muito boa. Lúcio (achei bela aposta no começo do ano), Toloi, Fabricio, Cortez, Douglas, Wallison, entre varios nomes e apostas que não vem bem ou até já se foram, foi de boa intenção da diretoria e que por motivos alheios não deram certo.

    Outra coisa, investir em cotia é errado?

    Enfim, o problema é psicológico mesmo. Ate em pelada as vezes sentimos isso, vc ate ve que esta em um time melhorzinho, porem as coisas parecem meio travadas, sem muita saída.

    estou certo que uma ou duas vitórias seguidas e a coisa volta pro trilho.

    Em tempo : Sou a favor da substituição do Juvenal. Uma mudança faria bem, continuísmo não.

    Obrigado André.

MaisRecentes

São Paulo joga, Corinthians soma



Continue Lendo

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo