CAMISA 12



(publicada ontem, no Lance!)

COPEIRO

1 – O jogo começa com a materialização de um sonho. O sonho de Bernard. O passe de Ronaldinho que ele desperdiçou em Rosario reapareceu no Independência. Um lance mais difícil, mas mais direto. A infiltração do meio para a direita não permitia outra resolução que não o chute de primeira. A bola que Guzmán roubou na Argentina passou entre as pernas dele. O que vai, volta.

2 – O gol é resultado da pressão na saída de bola argentina. Passe errado, recuperação de Diego Tardelli, solução de Ronaldinho. Com tempo e espaço à disposição, eis um jogador que vê luz onde para os outros só existe breu.

3 – Os garotos velhos honram o nome e resistem à tentação de abrir a guarda. Times argentinos de boa qualidade são assim, quase que imunes ao descontrole que já encerrou torneios de equipes que parecem até melhores. O Newell’s não incomoda e sofre. Mas aguenta.

4 – Tardelli deixa Josué diante da cara ensanguentada, enfaixada, de Guzmán. A defesa é dessas que produzem odes à coragem e ao heroísmo. A dramática pena portenha não deixará passar.

5 – Pênalti em Jô. Paciência de Jó.

6 – O segundo tempo traz um convidado inconveniente: o contra-ataque do Newell’s, que também consegue construir seu jogo a partir da defesa. O encontro adquire um ritmo convencional que não interessa ao Atlético. É tudo o que o time argentino, ciente de que haverá espaço, deseja.

7 – Exibição de Máxi Rodríguez. Sereno, ele conduz seu time com a experiência de quem sabe que, ao contrário do parece, é o Newell’s quem está vencendo. Trinta minutos. As expressões de apreensão contagiam as cadeiras do Independência quando Cuca chama Luan.

8 – Alecsandro e Guilherme em campo. Reinaldo e Dadá Maravilha também entrariam se fosse possível. O tudo nunca foi tão grande, o nada nunca esteve tão perto.

9 – GUILHERME!

10 – Quatro pênaltis perdidos seguidos. Como é difícil ganhar.

11 – Victor. Vitória. História.

POLÍTICOS

Na semana passada, escrevemos aqui que o que leva um político a usar um voo da FAB para levar a família para ver a Seleção é a mais absoluta falta de preocupação. E o que leva um cartola a convidar este mesmo político para ser chefe de delegação? Foi o que José Maria Marin ofereceu ao deputado Henrique Eduardo Alves. Há poucas diferenças entre eles.

ESCOLAS

Na eterna dança de treinadores brasileiros, está certo o Santos ao buscar técnicos estrangeiros para trabalhar aqui. O futebol no Brasil se beneficiaria muito da presença de profissionais com outra formação e métodos diferentes. O Santos procura uma mudança de conceitos que já deveria ter acontecido. Pena ainda não ter conseguido encontrá-la.



  • Emerson Cruz

    1- O Galo, mais uma vez sem fazer um grande jogo, passou, e de novo de forma épica. Tomara que esta epopeia seja concluída com o título continental.
    2- Quanto ao referido cartola, quando ele tomar uma decisão que não me enoje ficarei surpreso.
    3- Se fosse diretor do Santos tentaria agora contratar o Ricardo Gareca do Vélez Sarsfield. Ele tem conseguido montar times bem interessantes utilizando jogadores jovens. Aliás, o Vélez tem sido o grande time argentino dos últimos anos. Em que pese o último semestre ruim, creio que dos treinadores possíveis, Gareca seria aquele cujo perfil mais se adéqua a politica que o SFC tenta implantar.

  • Gustavo

    André,

    Não faltou o 8,5? Apagão!

    Abç.

    Gustavo

    • Teobaldo

      Realmente faltou o item falar sobre o apagão. Inclusive, faltou falar dos culpados pelo apagão, os cruzeirenses despeitados, que ligaram, todos ao mesmo tempo, os respectivos secadores de cabelo, fato esse inexorável, que sobrecarregou o sistema da CEMIG. Um abraço!

    • Fernando

      Concordo Andre. Faltou o 8,5 e se fosse na Argentina todo mundo estaria chamando o adversário de timinho catimbeiro. Apagar a luz do estádio é um capitulo feio nessa história.

  • Rodrigo – CPQ

    Parabéns ao Galo! Sou corinthiano, mas torci como nunca para o Atlético. E continuo na torcida!

  • Douglas Murta

    O cara teve praticamente 24 horas para escrever isso???? O Mauro Beting precisou de 24 minutos para escrever uma das crônicas mais lindas e emocionantes que vi na vida. Mas também querer comparar um mestre com um amador é querer demais né?

    AK: Se você soubesse ler, não faria a pergunta. E talvez não fizesse o comentário depois dela. O texto foi escrito DURANTE o jogo, einstein. Foi publicado no jornal DE ONTEM. Mas querer que você saiba ler é demais. Só lhe resta processar a escola que você foi alfabetizado. Um abraço.

    • Rodrigo – CPQ

      Jura que esse cara tinha que vir escrever isso?? Meu Deus… como diria o outro, tem muita âncora e pouca vela nesse mundo mesmo…. pelamor…

      AK: Perdoe os infelizes. Um abraço.

  • Teobaldo

    12 – Drible antológico, digno das melhores peladas que joguei na vida, do Maxi Rodrigues no Josué

    No item 9 faltou o complemento HERÓI MAIS IMPROVÁVEL, IMPOSSÍVEL

    Depois de termos perdido o 2º pênalti desejei do fundo da minha alma, de joelho e aos prantos, que não tivéssemos feito o 2º gol no tempo normal. Eu já via, no meu imagináio, o cavalo vindo em minha direção (cavalo paraguaio, naturalmente) sorridente e faceiro, já com a cela, para que eu o montasse e ficasse ouvindo as gozações, os foguetes invejosos, sedentos pela doce vingança… De repente, como bem disse o felldesign num post lá longe: Ah, futebol, seu lindão, eu te amo!!!!

    POLÍTICOS: Você já leu Animal Farm (A Revolução dos Bichos, em português) de George Orwell? Foi escrito em 1945, portanto, há quase 70 anos, mas explica facilamente a sua assertiva “Há poucas diferenças entre eles”.

    Ganhamos, é verdade, e por isso, essa é a hora de protestar: Parece que a tal Conmebol faz de tudo um muito para não ver um time brasileiro ganhar novamente. Se cuida, Kalil, infelizmente não é possível um árbitro europeu para essa final! Em tempo: o regulamento tirou-nos o direito de jogar no Independência (particularmente prefiro o Mineirão) sob a alegação de não serem permitidas partidas finais em estádios com capacidade menor que 40.000 lugares. Tudo bem, mas o Defensores del Chaco, oficialmente, só cabe 36.000 pessoas… Ora, a regra não é clara?

    Um abraço!

  • Joao

    O Atlético-PR apostou em um técnico uruguaio ano passado e não deu certo. Não tanto pelo fato de ele colocar o Manoel (zagueiro) de centro avante em um jogo, mas porque a diretoria queria impor ao treinador a forma como ele treinaria o time.

    Seria ótimo para o futebol brasileiro quebrar alguns paradigmas, mudar alguns conceitos tão arraigados em sua forma de jogar.

    Abraço – Joao CWB

  • carlos leite

    Oras, tem que informar a Comenbol que não podem disputar as finais times do mesmo país: Olimpia x Atrético Paraguaio…

    Nunca serão….kkk

    • Marcelo Henrique

      Não sei qual o seu time e ninguém está interessado em saber,mas seja qual for, que pena que ele não teve competência de estar vivendo esse momento!

  • Rubens

    Relaxa

    Pessoal o Galo vai ser campeão. Deixa a gente curtir o sol nasceu para todos. Deixa a gente ser feliz e curtir.

    Abraços a todos

    Vamo pra cima deles galooooo

  • Rita

    Parabéns ao Guilherme, ao Victor, ao Galo.

    De “azarão” a finalista.
    Eu me comovo com o Cuca e sua súplica à beira do gramado.

    Vai Cuca!

  • Somente torço p\ o Corinthians e tenho uma grande simpatia pela Ponte Preta, para onde seu Ernesto queria me levar p\ treinar nos juvenis cheguei lá e vi que eu não saco p\ suportar chatices, horário, treinos, enfim continuei o time do Colégio, como só torço p\ o corinthians me reservo o direito de achar que essa diretoria parou no tempo uma equipe deve ser reformulada e essa do Timão ja passou da hora tem uma leva de selos de validade vencidos e um Pato que não nada na lagoa do P. S. Jorge, aliás acho que o Pato é bonde isso é falta de visão falta olheiros ou foi uma jogada de Marketing furada, gente ha no mercado Scoco, Kleber, Maxi Rodrigues entre outros, afinal o Corinthians necessita de um lat.direito ( Edenílson nunca ssrá o substituto do ale.), e lá na frente falta meia armador, centro-avante de verdade, enfim é hora de reformulação, acorda gente.

MaisRecentes

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo