PASSAPORTE



No “Linha de Passe” de ontem, na Espn Brasil, o comentarista Leo Bertozzi levantou uma questão interessante.

Ao falar sobre o título, mais um, da seleção espanhola sub-21 no Campeonato Europeu, Leo revelou um exercício feito por ele: quantos jogadores da atual Seleção Brasileira seriam titulares na Espanha (time principal) de hoje?

Thiago Silva?

Marcelo?

Dani Alves?

Neymar?

É meio cruel, eu sei. A Espanha é um time estabelecido e laureado, enquanto o Brasil, este Brasil, está em processo acelerado de construção.

Então me ocorreu algo ainda mais cruel.

Além dos títulos colecionados nos últimos anos (a Espanha é a atual BICAMPEÃ europeia sub-19, sub-21 e adulto, sempre praticando um futebol chato, claro), a seleção espanhola tem feito um trabalho formidável nas categorias de base.

As características do futebol do time adulto também se encontram nas equipes de formação. No caso, é um trabalho de baixo para cima, mas essa é uma outra conversa.

Se é inegável que o período que começou em 2008 se deve à geração de jogadores que conquistou a Copa de 2010, os resultados dos times de base indicam que existem novas safras em amadurecimento.

O tempo dirá.

Enquanto isso, olhe para a foto abaixo:

Thiago-Alcantra-Espanha-Jack-GuezAFP_LANIMA20130618_0100_47

(Foto: Jack Guez/AFP)

Aí está o meia hispano-brasileiro Thiago Alcântara, comemorando um dos três gols marcados na final (4 x 2 na Itália) da Euro sub-21.

Agora é tarde, mas Thiago poderia jogar pela Seleção Brasileira.

A história é conhecida: procurado pela Espanha, Thiago teve de tomar uma decisão. Mazinho, pai dele, consultou pessoas na CBF e não sentiu interesse. O resultado está aí em cima.

Como se sabe, Thiago é jogador do Barcelona, mas não está satisfeito. Quer jogar mais, Xavi e Iniesta estão no caminho, é preciso ter uma quantidade de paciência que parece ter se esgotado.

As propostas que chegaram do Manchester United e do Bayern Munique são sedutoras.

Ele pode procurar um novo clube e encontrar mais minutos em campo, mas a situação na seleção permanecerá idêntica à do Barcelona.

Thiago tem qualidade para estar no grupo que virá para a Copa do Mundo no ano que vem, mas dificilmente entre os 11 escolhidos por Vicente Del Bosque.

Seria mais fácil, por ironia, jogar na Seleção Brasileira.

Talvez ele fosse titular no meio de campo de Felipão.

______

PS: O link postado acima é do jogo entre Espanha e Rússia, na Euro sub-21. Veja como os russos pressionam no início, aí se percebem feitos de bobos, desistem e recuam. Não dá para culpá-los.



MaisRecentes

Vencedores



Continue Lendo

Etiquetas



Continue Lendo

Chefia



Continue Lendo