PASSAPORTE



No “Linha de Passe” de ontem, na Espn Brasil, o comentarista Leo Bertozzi levantou uma questão interessante.

Ao falar sobre o título, mais um, da seleção espanhola sub-21 no Campeonato Europeu, Leo revelou um exercício feito por ele: quantos jogadores da atual Seleção Brasileira seriam titulares na Espanha (time principal) de hoje?

Thiago Silva?

Marcelo?

Dani Alves?

Neymar?

É meio cruel, eu sei. A Espanha é um time estabelecido e laureado, enquanto o Brasil, este Brasil, está em processo acelerado de construção.

Então me ocorreu algo ainda mais cruel.

Além dos títulos colecionados nos últimos anos (a Espanha é a atual BICAMPEÃ europeia sub-19, sub-21 e adulto, sempre praticando um futebol chato, claro), a seleção espanhola tem feito um trabalho formidável nas categorias de base.

As características do futebol do time adulto também se encontram nas equipes de formação. No caso, é um trabalho de baixo para cima, mas essa é uma outra conversa.

Se é inegável que o período que começou em 2008 se deve à geração de jogadores que conquistou a Copa de 2010, os resultados dos times de base indicam que existem novas safras em amadurecimento.

O tempo dirá.

Enquanto isso, olhe para a foto abaixo:

Thiago-Alcantra-Espanha-Jack-GuezAFP_LANIMA20130618_0100_47

(Foto: Jack Guez/AFP)

Aí está o meia hispano-brasileiro Thiago Alcântara, comemorando um dos três gols marcados na final (4 x 2 na Itália) da Euro sub-21.

Agora é tarde, mas Thiago poderia jogar pela Seleção Brasileira.

A história é conhecida: procurado pela Espanha, Thiago teve de tomar uma decisão. Mazinho, pai dele, consultou pessoas na CBF e não sentiu interesse. O resultado está aí em cima.

Como se sabe, Thiago é jogador do Barcelona, mas não está satisfeito. Quer jogar mais, Xavi e Iniesta estão no caminho, é preciso ter uma quantidade de paciência que parece ter se esgotado.

As propostas que chegaram do Manchester United e do Bayern Munique são sedutoras.

Ele pode procurar um novo clube e encontrar mais minutos em campo, mas a situação na seleção permanecerá idêntica à do Barcelona.

Thiago tem qualidade para estar no grupo que virá para a Copa do Mundo no ano que vem, mas dificilmente entre os 11 escolhidos por Vicente Del Bosque.

Seria mais fácil, por ironia, jogar na Seleção Brasileira.

Talvez ele fosse titular no meio de campo de Felipão.

______

PS: O link postado acima é do jogo entre Espanha e Rússia, na Euro sub-21. Veja como os russos pressionam no início, aí se percebem feitos de bobos, desistem e recuam. Não dá para culpá-los.



  • Anna

    Bacana, André. Para mim, Neymar e Thiago silva seriam titulares da seleção espanhola. Uma pena, mesmo, Thiago Alcantara jogar pela Espanha sub-21. Grande abraço e ótima quarta, Anna

  • Lucas Fagundes

    Não sei se titular da seleção brasileira, mas no grupo com certeza.
    A diferença do grupo espanhol para o nosso é tão grande q o Luiz Gustavo é titular no Brasil
    sendo reserva no clube de um reserva da Espanha.

  • David

    Andre, tenho uma curiosidade sobre o futebol espanhol, nao sei se vc teria a resposta, mas nunca ouvi ninguem mencionar esse fator ao falar sobre esse tema. Vc sabe se os jogadores de la tem tb o mesmo tipo (mto frequente no Brasil) de formacao no futsal? Tipo se eh mto comum as criancas na escola comecarem em quadras de salao ou se os proprios times tem times de futsal de onde mta gente dessa safra veio?

    Pensei nisso pq 1, os espanhois sempre tem bons times de futsal e por mto tempo foram os adversarios mais fortes do Brasil, e 2, o manejo de bola dos espanhois, a maneira como a matam junto do pe, o rodizio de posicoes e rodagem do jogo, tudo parece mto com uma versao tamanho GG do toque de bola de futsal no campo adversario.

    AK: Muitos deles têm essa formação, assim como aqui no Brasil. Iniesta, por exemplo. Um abraço.

  • Leandro Azevedo

    O jogo foi 4×2 – sem contar que a Espanha tem o “luxo” de deixar de lado o goleiro titular do Man U. O processo de renovação e o que vem por ai vai manter a Espanha no topo por um tempo ainda. Acho que a Alemanha tem uma safra boa tb, mas pro resto do mundo está complicado.

  • Gabriel Manhães

    Com certeza teria lugar. No 4-2-3-1, seria o Paulinho – “segundo-volante que marca, rouba, lança, sai e chuta pro gol”; mas tem qualidade de sobra pra ser o trequartista que não temos há anos e Oscar, Neymar e Hulk não são.

  • Vitor Araruna Carvalho

    Na Arena Pernambuco, um amigo cadeirante passou por sérios problemas de acessibilidade. As rampas para cadeirantes não existiam. Eram degraus e muita ladeira até se chegar ao estádio. Os policiais foram arrogantes conosco.Ninguém ajudava. Veja o que passamos no vídeo que elaborei:

    http://www.youtube.com/watch?v=TYSAzipbGpo&feature=youtu.be

  • Emerson Cruz

    A Espanha vai dando mais uma lição aos países que menosprezam bom planejamento e boa execução na forma de trabalhar suas categorias de bases. Há alguns anos ninguém diria que a escola de futebol espanhola – desde a base até os profissionais – superaria a brasileira e a argentina, por exemplo.
    É, talento nem sempre surgirá em grande quantidade apenas pelo fato de aqui, ou acolá, craques brotarem por geração espotânea

  • João Felipe

    Olá André,

    1. Na pergunta: “Quantos jogadores da atual Seleção Brasileira seriam titulares na Espanha (time principal) de hoje?”, você colocou uma interrogação no Thiago Silva, Marcelo, Dani Alves e Neymar.

    São novas perguntas ou você acha acha que eles seriam titulares na Espanha? Juntando os jogadores das duas seleções, qual seria o seu time ideal?

    Valeu pelo post. Abraço.

  • rodrigo

    Na minha opiniao so o Thiago Silva. Alias eu so considero o Thiago Silva “world class” na selecao.
    Os outros sem chance. Neymar talvez e mesmo assim no banco. Tem que parar de ser um diver, parar com as dancinhas retardadas e aprender a se comportar taticamente num time. Ele tem um potencial enorme mas precisa resolver o que se passa na sua cabeca.
    Ta na hora de voce dar uma aliviada nas ironias a respeito do “futebol chato” da Espanha. Nao sao todos que tem a mesma opiniao que a sua. Eu sou uns do que acham chato mas respeito o jeito que jogam. Os titulos estao ai para provar e nao desmereco. So nao curto, apenas isso. Eh errado?
    Concordo plenamente com o resto do texto. Tenho uma curiosidade. A Espanha ficou forte no futsal porque naturalizou diversos jogadores brasileiros?
    No que diz respeito a Thiago Alcantara….elementar meu caro. Se fosse filho do Bebeto, Romario, Ronaldo, ou qualquer jogador filial da Globo ele teria espaco certo no Brasil para se desenvolver. Infelizmente, para a selecao claro, ele eh filho do Mazinho. Um dos jogadores menos valorizados no pais.

  • Luciano Teixeira

    Lembremos que a geração de Lucas, Oscar, Fernando e Neymar venceu o mundial sub-20 contra a seleção da Espanha.

    AK: O Brasil venceu a Espanha nas quartas de final, nos pênaltis, num jogo em que teve menos posse, menos finalizações e trocou menos passes. Título é título e não se discute. Mas podemos falar sobre jogo, e, nesse aspecto, os trabalhos lá e aqui são incomparáveis. Um abraço.

    • Paula

      No mundial, que eu lembre, nem Lucas nem Neymar estavam….

  • Willian Ifanger

    Vendo esse lance com a Rússia, vou tentar fazer uma comparação cinematográfica:

    Futebol da Espanha: são como aqueles filmes clássicos antigos, com um take longo, sem cortes brutais de câmeras ou montagens. Você assisti à cena com paciência, presta atenção aos diálogos, o desenrolar da cena. Coppola, Scorcese, Kubrick, Robert Altman, entre outros, treinariam muito bem essa seleção.

    Outra Seleções: filmes modernos, blockbusters, que presam pela câmera nervosa, cortes contínuos, montagens excessivas…filmes que dão mais importância aos efeitos especiais e engenharia de som, do que propriamente ao roteiro. Qualquer um pode fazer isso.

MaisRecentes

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo