NOTINHAS PÓS-RODADA



A jornada número 1 do BR-13 já está nos livros:

* O Vasco apresentou sua nova camisa no jogo em que venceu a Portuguesa (1 x 0: Tenório – 8.229 pagantes em São Januário), em casa.

* Os dois times não têm objetivos ousados no campeonato, o que não diminui a importância dos pontos conquistados pelo time carioca na estreia.

* No encontro dos campeões da Bahia e do Rio Grande do Sul, o Vitória abriu 2 x 0 no Internacional, mas os gaúchos buscaram (2 x 2: Maxi Biancucchi, Gabriel Paulista, Forlán e Fred – 8.955 pagantes no Barradão) o empate.

* Grande partida de Fred.

* E no encontro dos campeões de São Paulo e do Rio de Janeiro, Corinthians e Botafogo (1 x 1: Rafael Marques e Paulinho – 29.295 pagantes no Pacaembu).

* Seedorf, este jogador.

* O São Paulo conseguiu a única vitória (2 x 0 na Ponte Preta: Lucio e Jadson – 6.267 pagantes no Moisés Lucarelli) de um visitante na rodada.

* Foi o primeiro jogo de Campeonato Brasileiro na carreira de Lucio em 13 anos.

* O retorno do Criciúma à Série A, após 9 anos, foi premiado com uma vitória (3 x 1 no Bahia: Matheus Ferraz, Lins, Diones e João Vitor – 10.587 presentes no Heriberto Hulse).

* A ampulheta já pressiona o time baiano.

* Reedição da “Batalha dos Aflitos” em Caxias do Sul, e o Grêmio ganhou (2 x 0: Zé Roberto e Elano – 9.560 pagantes no Alfredo Jaconi) do Náutico.

* Qual é o limite de Zé Roberto?

* O empate (0 x 0 no Novo Mané Garrincha) entre Santos e Flamengo não ficará marcado apenas pela despedida de Neymar.

* O jogo estabeleceu o recorde de arrecadação da história do futebol brasileiro: 6,9 milhões de reais.

* A goleada da rodada foi obra do Cruzeiro (5 x 0 no Goiás: Diego Souza, Bruno Rodrigo, Nilton-2 e Borges – 12.018 pagantes no Independência), líder do campeonato.

* Nilton é o artilheiro.

* Um gol nos acréscimos de Arthur, que tinha acabado de entrar no jogo, decretou a virada do Coritiba (2 x 1: Tardelli, Deivid e Arthur – 14.981 pagantes no Couto Pereira) sobre o Atlético Mineiro.

* Ronaldinho e Jô não jogaram.

* O Fluminense venceu (2 x 1 no Atlético Paranaense: Rafael Sóbis, Manoel e Samuel – 2.386 pagantes no Moacyrzão) com escalação alternativa.

* Por estar na Libertadores e ter poupado titulares na vitória, o campeão brasileiro foi quem se deu melhor na rodada.



  • Anna

    Linda a camisa nova do Vasco! Esse jogo foi de seis pontos! Grande abraço, Anna

    • Matheus Brito

      Que é isso Anna, não sejas tão pessimista. Do time que venceu a Copa do Brasil só ficou o….o…o… Éder Luis. Não briga pra cair, mas comemorará muito a conquista de uma vaga na sulamericana.

      • Cesar

        Não sei se alteraram o regulamente, mas não são 8 classificados para Sul-americana? No ano passado apenas 2 times ficaram numa situação de não se classificar para Sul-Americana e não ser rebaixado. Se o time comemora a vaga no torneio continental é porque esteve bem próximo do rebaixamento.

      • Mateus Faria

        nao existe mais vaga pra sulamericana, todos vao pra CB14 e quem cair nas fases iniciais vai pra sulamerica

  • Fernando

    Oi Andre, parabéns pela coluna e pelo blog. Tenho uma dúvida que mão se relaciona com o assunto do post, mas não encontrei outro espaço para te perguntar, desculpe se saio do tema: lembro que na mudança de Lebron James de Cleveland para Miami você disse que o Heat seria sempre o time de Wade e Lebron estava abrindo mão de ser o franchise player do Cavaliers. Depois de 3 anos e a performance absurda dele, você ainda acha que Miami é o time do Wade? Abraço.

    AK: Eu entendia que o Heat seria sempre o time do Wade por uma questão hierárquica, relacionada ao tempo de casa. Pode ser o caso ainda hoje, mas é óbvio que LeBron James “se libertou” de muita coisa no ano passado. Agora tudo é diferente. Um abraço.

  • Daniel

    André, sua notinhas pós rodada é bem legal, ia ficar mais legal se fosse uma nota menos superficial, que tal? Abraço.

    AK: Para tratar de todos os jogos, não dá para ser de outro jeito. Um abraço.

  • Willian Ifanger

    Aê……..as Notinhas voltaram!

    Uma coisa: como podem liberar um estádio pruma partida de futebol em que espaço reservado pra torcida adversária esteja em reformas? Mal começa o campeonato e já temos insanidades.

    E como é bom ter o Brasileirão de volta.

    PS.: 2013 está sendo bondoso com o Futebol….a final do “Tequilão” foi mais um momento épico da maior invenção da humanidade.

  • Anna,acho que você não esta de todo errada,porque eu acho que apesar da imprensa especializada,ter o prazer de criticar nosso Vasco,(acho que porque não tem nomes famosos),tenho certeza de que teremos muitas surpresas agradáveis e o críticos terão que se curvar e admitir que nosso time não tem famosos mais tem jogadores que podem vestir a camisa de qualquer clube no Brasil ou em outro pais.

    • Matheus

      Acho que precisa ler o comentário de novo.

      • É,agora que você deu a dica,foi que li com atenção e vi que cometi um pequeno engano,mas o não tem problema;doravante vou ler com muita atenção antes de qualquer comentário.

  • O rebaixamento que ocorreu no passado foi um acidente de pergurso e não ocorrerá mais,porque o Vasco é grande demais e certamente acabará por disputar o título do
    brasileiro de 2013 porque esta formando um bom elenco(sem famosos é verdade)com jogadores que irão mostrar que quem ganha jogo não é fama,mas sim muita garra ,futebol simples,mas objetivo.

  • Lucas Costa

    com o perdão da minha falta de educação,

    e as caxirolas, enfia onde agora?

  • oda

    Levantei pra buscar café na cozinha, gol do cruzeiro, coloquei café na xicara, gol do cruzeiro, voltei pra sala, gol do cruzeiro, sentei-me no sofá, gol do cruzeiro, kkkkk foi tão íncrivel qto o Nilton fazer 2 gols em uma só partida….

  • Emerson Cruz

    Campeonato que todos esperam para começar, principalmente quando temos que aturar os estaduais, se inicia mal promovido,com pouco futebol,pouca gente nos estádios (exceções feitas ao Mané Garrincha e ao Pacaembú) em resumo, começa vilipendiado e marginalizado o que deveria ser o principal torneio de futebol do país mais vezes campeão do mundo.
    Parabéns CBF e cartolagem em geral!

  • cantidio

    Caro Andre, bom dia, suas notinhas estão certas, porem falta uma observação, o Atletico foi o que mais perdeu nesta rodada inicial, pois jogou praticamente com todos os titulares, realmente faltou seu principal jogador (Ronaldinho) e o atacante Jo, porem time para ser campeão em um campeonato de pontos corridos tem que ter reservas a altura dos titulares, e neste inicio o Fluminense mostrou isto, porque realmente jogou com o time totalmente de reservas, exatamente como fez no no inicio do brasileiro de 2012.

    AK: Não é possível comparar. Adversários e situações diferentes. Um abraço.

  • Da mesma maneira que existem os ANTI-CRISTO,existem os ANTI-VASCO.O Vasco pode jogar o futebol mais bonito e eficiente que mesmo assim nossos eternos adversários(me refiro a torcedores),estarão sempre dizendo as mesmas coisas e como sempre,tetando desmerecer e desqualificar nossos jogadores;é melhor que continuem assim,porque enquanto falam besteiras o Vasco continua fazendo seu melhor e mostrando que foi,é e sempre será motivo de orgulho de todos os brasileiros que amam o esporte,independentemente de ser ou não VASCAINO.

    • Felipe Lima

      Quanto ódio no coração, amigo…

      • O que é isso FELIPE LIMA,nunca odiei,não odeio e nem odiarei ninguem,porque o ódio um sentimento muito negativo;posso até me espressar der maneira incorreta e parecer que estou com algum rancor;mas podes crer:Será sempre apenas um desabafo e nunca qualquer tipo de rancor ou ÓDIO.

  • Renato Mello

    Só uma “pequena” correção, André: No jogo do GALO, na verdade não jogaram: Ronaldinho, Jô, Marcos Rocha, Richarlyson (pelo amor de DEUS, Carlos César e Júnior César são RESERVAS,amigo, se informe…), e ainda o Gilberto Silva, que tem sido o titular nos últimos 7,8 jogos do GALO em sequida, seja por suspensão ou lesão do Léo Silva (que ainda se recupera da fratura do dedo na mão direita, jogando com uma proteção), estando este último, portanto, sem o menor ritmo de jogo, Mas ok, vamos deixar um “crédito”, se for o caso, e ficar só com 4 baixas. Não entendi foi o fato de você não comentar que o 2ºgol do coritiba foi proveniente de uma falta que NÃO existiu… mas ok. De qualquer forma, estamos aí para informar. Saudações Atleticanas, Renato Mello 😉

    • Renato Mello,concordo e você tem mesmo toda razão;mas não acho que o fato de um ou varios jogadores que são titulares não terem jogado tenha tido influência no resultado;mesmo porque todos são profissionais e se jogam em time grande como é o caso do ATLÉTICO MINEIRO,tem que estar à altura daquele quem vem jogando e por algum motivo não foi escalado para o jogo.

      • Renato Mello

        Roberto, concordo com vc 100% quando diz que “todos são profissionais e se jogam em time grande como é o caso do ATLÉTICO MINEIRO,tem que estar à altura daquele quem vem jogando e por algum motivo não foi escalado para o jogo”; só UM detalhe, amigo: isso vale quando é um jogo em condições “normais”. Veja bem: o GALO, em 1 semana, participou de 3 jogos, e nas seguintes condições:

        1 – Clássico do Mineiro, decidindo o título, com o maior rival, no DOMINGO;
        2 – Na SEGUNDA à noite, realizou uma viagem de mais de 20 HORAS até o México, para jogar na QUINTA, e em um gramado sintético ainda por cima (sim, faz diferença, é mais duro,desgasta mais quem não está acostumado, principalmente)
        3 – Na SEXTA de manhã,viagem de volta ao Brasil…mais 20 HORAS de viagem de volta,chegando no SÁBADO para jogar no DOMINGO!

        Aí, amigo, sinto muito, mas por mais reservas à altura que você tenha, complica. Até porque, os próprios reservas participaram de todo esse roteiro desgastante também, à exceção de outros 3 que Cuca mandou chamar emergencialmente em BH para irem direto para Curitiba.
        Junte agora todos esses fatos com o fato ainda de jogar FORA de casa,contra um time pressionado (sim, o coritiba está pressionado, durante a semana foi eliminado na copa’BR pelo nacional de MANAUS!), e você tem a “receita perfeita” para o resultado que ocorreu. E olhe que dava para vencer ou empatar, pois por pior que o GALO tenha jogado tecnicamente, taticamente jogou certinho. Não fosse o erro do juiz em marcar aquela falta no fim, e teria sido um empate fora de casa. Mas sem grilo… prefiro perder esse jogo agora, ainda mais fora, e concentrar as forças na Liberta, do que se acontecesse a eliminação nesta.
        Só pra concluir: pra quem pergunta “Ah, mas e o fluminense, que jogou com reservas e venceu?” É simples: Basta lembrar que o Fluminense, tanto na Libertadores quanto no BR’13, jogou EM CASA. Aó, observemos: contra o Olimpia, pela LA, não fez um mísero gol. E contra o Atlético-PR, venceu com os reservas sim, ok, parabéns… só que não custa lembrar que esse time do furacão só jogou 3 vezes junto esse ano, pois o estadual foi TODO jogado pelo time sub-23. Então, digamos que, não tendo sido uma goleada (sendo o time muito fraco), mesmo com reservas não foi uma vitória tãããããão maravilhosa assim, que, neste caso, era MAIS que obrigatória. São 2 casos mais que distintos, sem a menor comparação, os jogos de GALO e Flu.
        No mais, um abraço, Roberto!
        Renato Mello 😉

MaisRecentes

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo

Inglaterra 0 x 0 Brasil



Continue Lendo