DANILO, O SÁBIO



20130520-191210.jpg
(imagem: Ivan Storti/LANCE!Press)

Antigamente se dizia que jogadores como Danilo “conhecem os atalhos do campo”.

Está na hora de uma atualização.

Danilo e seus semelhantes são jogadores que conhecem as áreas mais valorizadas do campo, e navegam entre elas por estradas bem pavimentadas.

Não há atalhos.

São as estradas que representam a carreira de um futebolista bem sucedido, que entende o futebol como algo superior a todos nós, que se determinou a vencer a seu modo.

Danilo cultiva um tipo diferente de humildade, que só quem presta muita atenção consegue detectar.

Ele não é o sujeito subserviente, que se recolhe diante de quem lhe parece melhor, com um introvertido abaixar da cabeça.

Não. Ele só parece ser assim, à distância.

Ao contrário das aparências, ele é o lutador tinhoso que estuda o oponente em silêncio, alcança o fundo dos seus olhos e identifica o medo que existe em todas as pessoas.

E procede a um nocaute lento, porém impiedoso. Violento, porém majestoso.

Danilo vence porque sua enganosa lentidão é um disfarce para sua eficiência. Porque a frieza que incomoda aos neuróticos é companheira de sua inteligência.

Quando o adversário, aquele que não lhe mostrou respeito, está finalmente no chão, Danilo apenas sorri.

Já reparou como ele reage aos gols que marca?

Não há raiva, não há loucura, não há palavrões.

Só felicidade.

É o triunfo dos que jamais dobram as pernas, dos que não aceitam as portas que se fecham, dos que acreditam que não há força capaz de deter o talento.

Danilo sabe o que quer, sabe como encontrar, sabe como chegar.

Sua estrada é feita de sabedoria.



MaisRecentes

Porte



Continue Lendo

Segunda vez



Continue Lendo

Paralelos



Continue Lendo