CONTROLE AMBIENTAL



(o jornal pediu um comentário sobre a convocação para a Copa das Confederações. Na edição de hoje do Lance! você encontra as análises dos colunistas sobre a lista de Scolari)

Sai Ronaldinho, entra Bernard. A substituição exemplifica os conceitos de Scolari na formação de um grupo. O antigo pelo moderno, o rebelde pelo obediente, o talento instável pelo talento emergente.

No início da semana passada, o técnico da Seleção Brasileira disse a pessoas próximas que não convocaria Ronaldinho. Isso, importante frisar, foi antes das atuações do meia do Atlético Mineiro contra o São Paulo e o Cruzeiro. Entre os que o ouviram, houve quem imaginasse que duas partidas fossem capazes de fazer o técnico mudar de ideia. Mas Felipão não trabalha assim.

A ausência de Ronaldinho numa lista em que a juventude é evidente também indica que ganhar a Copa das Confederações não é prioridade. Em vez de recorrer à experiência para compor um time mais “preparado” para disputar o torneio em casa, optou-se pelo acúmulo de experiência com vistas ao que é, obviamente, muito mais importante: a Copa do Mundo.

Mas descartar Ronaldinho não é a questão mais interessante da convocação. É Ramires. O fato de ele não aparecer na relação não pode ser explicado com argumentos técnicos. Ramires está em plena atividade no Chelsea, e com destaque. Tudo aponta para o ambiente e para os conceitos de um treinador que não tolera certas posturas. Ramires não se apresentou para jogar o amistoso contra a Itália, em Genebra, por lesão. Dias depois, apareceu no hotel em Londres para uma rápida visita, na véspera do jogo contra a Rússia. Enquanto isso, Lucas, também machucado, fazia tratamento na concentração.

Scolari monta seus grupos com convicções futebolísticas e comportamentais que são conhecidas. Elas podem gerar críticas, mas não surpresas. Ontem foi o dia 1 da “nova família”. Nessa ótica, a lista diz tanto a respeito de quem foi chamado quanto de quem não foi.



MaisRecentes

Poupe



Continue Lendo

Pertencimento



Continue Lendo

Vitória com bônus



Continue Lendo