COLUNA DA TERÇA



(publicada ontem, no Lance!)

SORRISO AMARELO

O clássico:

1 – São Paulo em controle. A soma da postura menos agressiva da primeira linha corintiana com a qualidade do trato de Jadson e Ganso resulta num início em que o dono da casa propõe os movimentos. O São Paulo também não pressiona com a mesma verve que se viu contra o Atlético, talvez por causa do desgaste excessivo sofrido na quinta-feira.

2 – É um mistério o recuo do Corinthians em relação a uma de suas características mais marcantes em 2012. A trégua oferecida à saída de jogo do adversário compromete a recuperação da bola no campo de ataque. Ao mesmo tempo, não se vê um time perigoso ao esperar o oponente para surpreendê-lo na transição. Assim como na Bombonera, é um Corinthians que conversa ao invés de discutir.

3 – A posse do São Paulo leva o jogo às portas da área corintiana. O último passe para Luis Fabiano se converte na maior ameaça, o que obriga a última linha alvinegra a viver no limite do precipício. Acionado em condições de marcar, a maior competição do 9 são-paulino é a linha de impedimento, que o vence – uma jogada, milimétrica, deveria ter seguido – durante o primeiro tempo.

4 – Osvaldo no hospital. Dores no osso do quadril o retiram do jogo e exigem um raio-x. Mais um problema médico para um time que perdeu dois jogadores no meio de semana, com lesões musculares. A ausência de Osvaldo torna o ataque do São Paulo mais previsível. Enquanto a semifinal do Campeonato Paulista se desenvolve, a missão de quarta-feira no Independência fica mais difícil.

5 – Poderia se esperar uma queda física do São Paulo no segundo tempo. Reflexo do esforço excessivo por jogar cerca de uma hora com um homem a menos contra o Atlético Mineiro, na noite de quinta-feira. O Corinthians atuou na noite anterior. Mas não é o que se percebe no Morumbi, talvez porque o visitante não acelerou o passo na segunda metade do clássico.

6 – O jogo se deteriora rapidamente. Um clipe de melhores momentos da etapa final se transforma em tarefa inglória até para o mais otimista dos editores. Para um observador desatento, nada indicaria que se trata de uma semifinal, um passo para a decisão de um título. Nível de vibração que revela o prestígio do torneio. Nem a rivalidade é estímulo. Os dois times carregam o jogo para a disputa de pênaltis, em que uma derrota e sua repercussão doem menos.

7 – Dois dos jogadores mais importantes do São Paulo falham. Ganso perde o alvo, Cássio rejeita Luis Fabiano. Erros que ficarão na memória de quem conseguir se lembrar deste domingo. A cobrança desperdiçada por Alessandro, o mais condecorado dos atuais jogadores do Corinthians, será esquecida.

8 – O que ficará na história: antes de levar o Corinthians à final, Alexandre Pato cobrou um pênalti com barreira.

9 – O Campeonato Paulista é uma companhia oportunista para a Copa Libertadores. Atrapalha quem sustenta as duas frentes, não consola quem perde o que é mais importante e mais desejado. Quem fica pelo caminho no estadual pode se concentrar no principal objetivo, como fez o Corinthians em 2012. É o que o São Paulo quer, mas não será fácil.

SUPREMO GLORIOSO

Não haverá final no Rio de Janeiro neste ano, porque a superioridade do Botafogo decidiu o campeonato antes. No futebol, não há campeão sem merecimento, mas há torneios em que não sobra absolutamente nada para os outros. Quando se contar a história deste estadual, só se falará sobre o Botafogo. O time que venceu o primeiro turno e todos os jogos do segundo. O time que mostrou trabalho, desempenho e resultado. O time que tem um treinador competente, um líder internacional e um elenco que permite ao torcedor sonhar com uma temporada orgulhosa. O estadual carioca de 2013 foi o campeonato que já não tinha o Maracanã e perdeu o Engenhão. Um campeonato decidido fora do Rio de Janeiro, por falta de estádios. Um campeonato sem público. Mas foi o campeonato do Botafogo e dos botafoguenses, que não têm nada a lamentar. Apenas a comemorar.



  • Emerson Cruz

    O Botafogo merece e muito ser parabenizado pelo título, ainda mais da forma inconteste que o conquistou. Entretanto, o Glorioso deve ao seu torcedor algo mais importante e já faz tempo, pois tem sido relativamente comum o time ir bem no estadual e ser coadjuvante na Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, aliás, já são 17 anos sem disputar a Libertadores. De qualquer forma o elenco atual é bom, e espero que enfim o Bota tenha um ano de definitiva redenção. Será ótimo para o futebol brasileiro se isto de fato ocorrer.

    • Thiago

      Seria ótimo para os botafoguenses pararem de se contentar com falidos estaduais e cobrarem um título de expressão,que não vem a 18 anos. O time é bom,o elenco não. Não tem peças de reposição à altura dos titulares,e campeonato longo como o Brasileiro precisa ter elenco. Se alguém acha que com esse time vai longe,boa sorte.

      No Estadual desse ano,o Fluminense priorizou a Libertadores,e colocou o Estadual em segundo plano. Vasco e Flamengo são elencos em formação,e não brigaram por nada até agora. O Botafogo,que não tem nada a ver com isso,fez sua parte e levou o “almejado” caneco.

  • Edouard

    Preocupa-me a postura do time do Corinthians diante da necessidade de construir um resultado no próximo jogo contra o Boca. O time “pré-título” era assim na Libertadores: o Corinthians faz 2×0 e recua; toma um gol ao 36′ do segundo tempo; a torcida fica irada e quebra tudo; o time não reage e depois não sabe explicar o resultado; vêm as declarações do tipo “agora é levantar a cabeça e trabalhar”.

    Quanto às finais do Paulista, não estou nem aí.
    Foi um pênalti com barreira adiantada, ainda por cima. Se correta a medição do tira-teima da Globo, Ceni estava a 8,5m da bola, dado que a marca do pênalti fica a 11m do gol e o goleiro adiantou-se 2,5m da linha de meta.

    Feliz pela conquista capitaneada por Seedorf. É, sobretudo, uma vitória do futebol. Parabéns ao Botafogo.

    Um abraço.

    • Jota

      Nada e Nada. Sem pé nem cabeça

    • ricardo

      faltou falar da inexplicável tolerância do juiz com romarinho e sheik. não é?

      • Edouard

        Não é inexplicável. Nós subornamos o árbitro. Ainda estamos discutindo o pagamento do bônus pelo pênalti defendido pelo Cássio porque ele não precisou violar a regra. Foi tudo custeado via crowd funding. Um abraço.

        • Thiago

          Edouard,ironias à parte o Cássio violou sim a regra. Um,dois,cinco,dez passos,a quantidade não importa. O que acontece é que nossos árbitros,e os de fora também,se acostumaram a tolerar um passo à frente. mas que violou,violou.

          • Edouard

            Isto não é, segundo me parece, o que diz a regra. O goleiro pode avançar uma das pernas desde que a outra esteja sobre a linha. Um abraço.

            • Thiago

              Primeiro: Leia o texto que colei das regras do futebol,que segue abaixo.

              Segundo: Se você me disser que o Cássio manteve um dos pés sobre a linha durante a cobrança vou começar a duvidar de sua imparcialidade.

              Segue o texto:

              “Regra 14 – O tiro penal

              Será concedido um tiro penal contra a equipe que cometer uma das dez faltas que levam a um tiro direto, dentro de sua própria área penal enquanto a bola está em jogo.
              Um gol poderá ser marcado diretamente de um tiro penal.
              Será concedido tempo adicional para poder executar um tiro penal ao final de cada tempo ou ao final dos períodos suplementares.

              Posição da bola e dos jogadores

              A bola:

              Será colocada no ponto penal.
              O executor do tiro penal:

              Deverá ser devidamente identificado.
              O goleiro defensor:

              Deverá permanecer sobre sua própria linha de meta, frente ao executor do tiro penal, entre os postes de meta até que a bola esteja em jogo.”

              Independente do que você ache,tente,pelo menos tente,se manter imparcial.

              AK: Quinze anos de atraso…
              http://sportv.globo.com/platb/blog-do-gaciba/2013/05/06/penalti-o-que-e-permitido-ao-goleiro/

              • Thiago

                Li o blog do Gaciba. Mas gostaria de levantar duas questões:

                1) A foto do momento da batida do penal pelo L. Fabiano mostra que o goleiro está saindo da linha,está colocando os pés fora da mesma,já tinha colocado o primeiro e em seguida colocaria o segundo. Só com o replay,com a imagem congelada para detectar isso. O bandeirinha não tinha,no momento da cobrança do sãopaulino,acesso à imagem congelada. Logo,era impossível ele detectar que o goleiro estava com um pé na linha no exato momento que o atacante batia o penal.

                2) No blog o ex-árbitro Gaciba diz que FIFA permite o passo em diagonal,EMBORA NÃO TENHA PUBLICADO ISSO. Gaciba faz uma explicação física,dizendo que é normal o goleiro dar um passo em diagonal para ganhar impulsão,mas não diz que essa explicação está na regra. Na verdade,ela não está.

                No mais,qualquer colocação com ironia ou desdém é desnecessária e inconveniente.

                AK: A estranha reação ao conhecimento é questão particular sua. A leitura confusa, também. Quanto ao que é desnecessário e inconveniente, aqui, não é você quem decide. Um abraço.

                • Thiago

                  Amigo,coloquei as coisas da forma como aconteceram,claro e cristalino. Fatos,tanto no primeiro quanto no segundo parágrafo. Principalmente no segundo,que coloquei o que está escrito no blog do Gaciba. Mas,estranhamente,as duas primeiras frases da sua resposta não disseram absolutamente nada,foram evasivas e dispersas. Quanto a terceira frase…

                  A forma mais fácil de sair de uma situação onde o erro no trato é gritante é dizer que “quem manda aqui sou eu”.

                  AK: É urgente a necessidade de um “Bolsa Interpretação de Texto”. Um abraço.

                  • Alisson Sbrana

                    Discordo de tudo que o Thiago escreveu.

                    Tudo. Principalmente quando ele fala que a ironia e o desdém são desnecessários e inconvenientes. Que absurdo! Não há nada mais importante do que a ironia e o desdém. Deus nos livre de uma resposta do AK a comentários como o dele (e os meus) sem ironia, sem desdém! Aliás, penso que um comentário sem ironia, caro Thiago, lhe faria chorar. (Como pode acontecer comigo nos próximos minutos).

                    Quem manda aqui não sou eu?

                • Edouard

                  Pelo que compreendo do texto postado pelo Gaciba – e que só li depois que o AK disponibilizou o link – a leitura que ele faz da mudança da regra é a mesma que a minha: a FIFA passou a admitir que o goleiro remova um dos pés da linha antes de a bola entrar em jogo. O cotejo da redação antiga com a atual, me parece, deixa clara a motivação da mudança.

                  Não me acuse de parcialidade apenas porque não concordo com suas conclusões. Você não me conhece e não tem como saber o que me leva a pensar de uma ou outra forma.
                  Você parece ser incapaz de debater um tema como esse sem agredir o interlocutor. Baixe o tom; você está passando vergonha.
                  Um abraço.

                  • Thiago

                    Muito grato por não publicar o comentário,que seguiu a mesma linha do que foi postado para mim. E disseram que isso tinha acabado nos anos 80…

          • marc

            Thiago…

            Ambos os goleiros se adiantaram em todas as cobranças… Vai fazer o que? Voltar todos? Não sei porque o amigo somente cita o penalty do LF. No penalty do Alessandro, por exemplo, lá estava o senhor RC tb se adiantando um pouco. Para mim ficou claro o uso de pesos e medidas diferentes em sua opinião, centrada somente pela paixão ao seu clube.

            Já ficou bastante claro que é legal “dar um passo a frente” em penaltys, apesar de esta ser uma regra oficiosa, e não oficial. O que não pode é quase “dividir” a bola com o batedor, como o sr. RC vergonhosamente fez.

            O senhor continuou em está discussão tola, e, curiosamente, ardilosamente evitou esclarecer o mais óbvio: Que ambos os goleiros se adiantaram em todas as cobranças.

            Reflita a respeito…

            Sem mais

  • Sem duvida nenhuma o botafogo se mostrou muito superior aos demais times do rio, mas como será que estao os times do rio perante ao grandes do brasil, sao paulo, corintians, gremio, cruzeiro, internacional entre outros. Isto sem contar o Atletico – MG que hoje vem mostrando um futebol bonito de se ver. Nao sabemos se vai ser campeao, pois o futebol nem sempre coroa os melhores, um unico erro pode fazer com que o time perca um titulo. Mas ainda assim os times do Rio precisam de mais um pouco se quizerem participar de um campeonato com os grandes do Brasil.

  • Mureb de Azevedo Mureb

    Prezado André
    Lhe escrevo afim de fazer um questionamento ao lance, porém não encontrei um local apropriado, no site, para tanto. Desculpe-me, pois, por utilizar o seu blog. O escolhi por ser leitor antigo do seu pai e apreciar a escrita do mesmo e agora também aprecio a sua escrita.
    No último domingo, ocorreu, na cidade do Rio de Janeiro, a competição Rei e Rainha da Praia, onde meu filho, xará seu, por sinal, foi o 4º colocado, e este diário, do qual sou leitor assíduo, não divulgou nada sobre o evento! Nadinha! Nem no impresso e nem no site. Se puderes e for da sua alçada, peço a gentileza de comunicar aos editores a minha observação, que irá engrandecer ainda mais este ótimo diário esportivo.

    • Pirulitro Fadronho Pirulitro

      Prezado André
      Lhe escrevo afim de fazer um questionamento ao lance, porém não encontrei um local apropriado, no site, para tanto. Desculpe-me, pois, por utilizar o seu blog. O escolhi por ser leitor antigo do seu pai e apreciar a escrita do mesmo e agora também aprecio a sua escrita.
      No último domingo, ocorreu, na cidade de Rio das Pedras, a Copa Bar do Fiapo de Pebolim, onde meu filho, xará seu, por sinal, foi o 4º colocado, e este diário, do qual sou leitor assíduo, não divulgou nada sobre o evento! Nadinha! Nem no impresso e nem no site. Se puderes e for da sua alçada, peço a gentileza de comunicar aos editores a minha observação, que irá engrandecer ainda mais este ótimo diário esportivo.

  • Anna

    O Botafogo sobrou e o melhor do campeonato foi Seedorf, sem duvida. Agora, o Glorioso tem que alcar desafios maiores e com esse bom time, pode. Pensar com mais carinho num titulo nacional ou Copa do Brasil ou Brasileiro. Deve ser, a partir de agora, prioridade em General Severiano. Grande abraco, Anna

  • Joao

    O Pato bateu um penalti com barreira, e o Luis Fabiano também mas o juiz não mandou voltar. Os jogadores do Mogi também bateram penalti com barreira, mas o juiz não mandou voltar.

    Por que essa politica de que com outros goleiros não pode mandar voltar, mas com Rogerio Ceni é obrigatório mandar voltar ???

    Abraço,

    AK: Política? Acho que está claro que praticamente todos os goleiros se adiantam. O limite para mandar voltar (um passo? Dois? Três?) fica a critério de cada árbitro. No domingo, Rogério Ceni exagerou e o árbitro – corretamente – mandou voltar. Mas se você acha que é algo com ele, procure no YouTube como foi decidida a disputa de pênaltis entre São Paulo e Estudiantes, pela Libertadores de 2006. Um abraço.

    • Marcos Nowosad

      Joao, mostre um video em que outro goleiro tenha se adiantado 2 metros e meio e o juiz nao tenha voltado a cobranca, para fundamentar a sua tese.

      • Danilo Xis

        Veja os penais que o Dida pegou na final da Champions League.

        Principalmente o do Montero…

        • Marcos Nowosad

          Danilo, esse jogo aconteceu ha’ 10 (!) anos atras e na Europa…

          Voce quer usar isso como prova que existe uma politica atual no futebol brasileiro de “proibir” o Ceni de se adiantar nos penaltis e permitir outros goleiros de se adiantar quase 2 metros e meio???

    • Fabricio Macedo

      São paulino é muito recalcado…vc acha mesmo voltaram o penalti por perseguição contra o aposentado Rogerio Ceni? ridiculos!!!!

    • Rodrigo

      Memória de torcedor é seletiva, e citar São Paulo x Estudiantes matou a pau.

    • Thiago

      Na verdade não deveria existir limite para mandar voltar. Um passo é o suficiente para caracterizar que o goleiro se adiantou,mas a maioria absoluta dos árbitros,para não dizer todos,toleram que o goleiro dê um passo à frente. Rogério Ceni deu SEIS passos à frente,e o camarada vem dizer que o homem é perseguido. Provavelmente ele se adiantou porque viu Cássio fazer o mesmo e o juiz aceitou,mas o sãopaulino exagerou.

      Nada a ver usar como exemplo fato ocorrido a sete anos.

    • Rodrigo-CPQ

      João, é sério: olha o quanto ele se adiantou. Nada mais normal, sinto muito. Ele se adiantou DEMAIS, muito além da conta. Dá até vergonha alheia de ver o lance.

  • Matheus Brito

    AK, “Pato cobrou um pênalti com barreira”, tá difícil parar de rir. Muito boa essa. Só vi essa cobrança, não vi o jogo nem as outras. Falaram que a reclamação do São Paulo é porque o Cássio teria se adiantado na cobrança do Luis Fabiano. Procede?

    AK: Não. O São Paulo reclamou mais dos critérios do árbitro durante o jogo. O Cássio fez o que todos os goleiros fazem. O Rogério foi um pouco além. Um abraço.

    • Marcos Nowosad

      Eu diria que o Ceni foi, na verdade, *muito* alem da adiantada que todos os goleiros fazem. Deixar passar seria um escarnio total.

  • Marcelo Morais

    Vendo pela TV, imaginei que Rogerio Ceni estava saindo do gol para disputar a bola na marca do penalti. O juiz tinha que mandar voltar, sem discussao. Ceni quis, literalmente, jogar pra torcida, mas o artificio nao funcionou.

    Pergunta tecnica: se o cobrador do penalti marca o gol, o que deveria acontecer quando o goleiro se adianta? O juiz deveria mandar voltar a cobranca ou enxergar uma lei da vantagem? Minha opiniao (nao baseada em leitura de regras ou discussoes) eh que o gol deveria ser validado porque o goleiro nao se aproveitou da situacao.

    AK: Gol. Um abraço.

  • Fala Andre!

    Curioso observar como o RC acabou saindo como o vilao da historia quando geralmente os goleiros se sagram os herois em cobranca de penalties, pois nao tem a minima responsabilidade de defender as cobrancas. Atribuo ao fato duas razoes:

    1) RC nao tem o minimo carisma, o que ajuda muito nessas horas. Imagine o Marcao na mesma situacao.

    2) A representatividade do atleta junto a torcida.

    Ou voce sugere outros fatores que possam explicar esse fenomeno?

    Abs!

    • Rodrigo

      Penso que o Rogério mandou bem na cobrança dele – uma das melhores da série – pra dar moral pros companheiros, mas eles não retribuíram – estou olhando pra vocês Ganso e L. Fabiano – e isso provavelmente deve ter mexido com ele. Adiantar parece ter sido uma espécie de “carteirada” pra cima do juiz, que não deu certo. Migué idêntico ele tentou tempos atrás naquela cobrança de pênalty contra o Santos em que tentou dar paradinha e se embanonou todo.

  • RENATO77

    Caso o SCCP tivesse vencido o jogo no tempo normal, decidiria o paulista no Pacaembu. Isso seria motivo suficiente para que o Corinthians procurasse mais a vitoria, sobretudo no segundo tempo.
    Do jeito que a coisa ficou, o SCCP tem a semana livre para fazer o primeiro jogo no Pacaembu no domingo, enquanto o SFC tem um jogo “chato” pela CB em Sta Catarina. Até que não ficou ruim…
    Quanto ao critério da arbitragem durante o jogo, foi realmente um pouco confuso. Tanto que, salvo engano meu, ele deu apenas UM cartão amarelo para o tricolor, Toloi. O SCCP recebeu tres amarelos.
    Abraço.

  • Rita

    Confesso que a adiantada do nosso Ceni causou v.a..
    Ao invés de ter causado vergonha alheia, Rogério poderia ter se concentrado para tão somente tentar defender o pênalti e não ter pago esse mico.

    E ainda por cima teve que ver o tal do Pato – que não sabe simplesmente comemorar com brio e tal – se especializando em gestinhos após mais um gol contra o São Paulo.

  • Michel Araújo

    André, qual foi mais (ou menos) pênalti? O marcado para o Atlético-MG no domingo, ou o não marcado para o Flamengo na Semi-final da Taça Guanabara?
    Dois pesos e duas medidas?
    Abraços!

  • O Botafogo, time do coração dos tios e do primo minha esposa, foi Campeão e lá estava o Osvaldo com seu sorriso e sotaque chato, lembrei-me dele ao final do Mundial de Clubes abraçando a torcida corinthiana, aquele foi um dia inesquecível e aquela grande equipe ainda não foi reeditada pelo Timão. Ao Botafogo parabéns pelo feito e meus tios ( por afinidade) devem estar felizes lá no céu e eles nem brasileiros eram, eram alemães, mas o Botafogo deles tinha Garrincha, Didi entre outros cobrões. Será que voltaremos a ter craques como aqueles, não sei.

  • O,O,O, o Ceni não adiantou ele saltou na frente do Pato conscientemente, pois tinha certeza que´o árbitro não mandaria voltar e se deu mal, apesar disso ele e outros jogadores do São Paulo, armaram um circo como se o árbitro fosse culpado pela atitude anti-esportiva do ” mito “, é brincadeira. Essa atitude não de mito é de matusquela. Fui.

  • pedro nilton

    e tão bom a gente ver uns chorando outros rindo felizes e tudo o mais gente vamos exquecer o jogo com o são paulo isto ja era e como conversa saiu não volta ele ja perderão não tem como voltar o resultado o jogo contra o santo o corinthians e outra historia vmos jogar para ganhar e pronto e vamos ser campeão paulista e grande chance de ser campeão da libertadores e outros mais e so o corinthians voces ja era vão chorar na cama que e quentinho voçes ja teve esta alegria estão lembrado não estão não voces so fala em tele mal voçes sabem quem montou aquele time foi o sr. Cilinho estão lembrado .

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo