KALIL, JUVENAL E SANCHEZ



O encontro entre Atlético Mineiro e São Paulo, pela fase de oitavas de final da Copa Libertadores, é o pano de fundo para uma movimentação importante nos bastidores do futebol brasileiro.

Causou interesse entre dirigentes paulistas o fato de Alexandre Kalil, presidente do Atlético, ter acompanhado Marco Polo Del Nero e José Maria Marin na viagem a Assunção, por conta da renúncia de Nicolas Leoz.

Apenas presidentes de Associações Nacionais foram chamados à sede da Conmebol.

A notícia de que os jogos entre Atlético e São Paulo terão arbitragem internacional (o que, por norma, depende da solicitação de apenas um dos clubes envolvidos em confrontos domésticos) começou a esclarecer o propósito da presença de Kalil no Paraguai.

Nesta quinta-feira, uma informação gerou convulsões no São Paulo: o pedido do Atlético de apito estrangeiro teria contado com o apoio do presidente da CBF.

Além de desprestigiar os árbitros brasileiros, o envolvimento de José Maria Marin foi digerido como traição pelo clube do Morumbi, que até há algum tempo o considerava um aliado. A relação pode azedar de vez.

Os dois jogos anteriores entre ambos foram mediados por juízes brasileiros, sem maiores problemas. O clube paulista não se opõe a um apitador de outro país, mas aparentemente se incomoda com o que enxerga como
influência de Marco Polo Del Nero – este sim desafeto – na questão.

O episódio pode concretizar uma aproximação improvável com vistas à sucessão de Marin na CBF. Juvenal Juvêncio e Andrés Sanchez têm se falado com frequência ultimamente.



  • Incrível como esses posicionamentos refletem a preocupação dos digníssimos dirigentes com o futebol. QUase nada influenciado por picuinhas e vaidades pessoais.

    Mas, André, a eleição da CBF não é feita só com os representantes das Federações? Se for, o apoio do Juvenal não significaria muito, já que o voto estaria na mão do Del Nero. Se bem que li em algum outro blog que o Juvenal pode vir a ser o próximo presidente da FPF, numa possível aliança pra pôr o Andrés na CBF.

    E nós que sonhávamos com Guardiola de técnico e Leonardo de presidente da CBF…

    • Vinicius Lemos

      Cada clube da Serie A tem um voto igual as Federações.

  • Gildo

    Pelo que li por ai, qualquer pessoa pode ser candidatar a presidência da CBF, desde que, tenha apoio de 8 Federações e 5 times da série A do Brasileiro.

  • Edouard

    Incrível, no sentido literal da palavra. Um abraço.

  • Mario

    esse mundo do futebol não vale nada

    • VILTON

      Não se trata do mundo do futebol e sim do futebol no Brasil, outrora decantado e hoje, vilipendiado em sua colocação no seio mundial. Quem assiste jogos de fora, principalmente da Europa e os do Brasil, deveria sentir vergonha em saber que um dia nosso principal esporte, não atrai com os jogadores mais preocupados em se exibir para se possível sair do país a fim de faturar em US$ ou Euros. Qdo aparece um meia boca ficam elogiando-o pq se trata de caso raro qdo em outros tempos a situação era comum. Essa nossa imprensa com seus interlocutores para se agarrar em seus empregos fazem alarde de determinadas jogadas que fora do País seriam comum. Pobre ex País do futebol…

      AK: Seu conhecimento sobre o trabalho “da imprensa” me parece equivocado. Um abraço.

      • Antônio

        André Kfouri: depois de toda essa pilha que os “cronistas” paulistas fizeram em torno do jogo de ontem, no Morumbi, você quer que pensemos o que? que vocês são isentos? que essas redes “nacionais” (ESPN, SPORTV, FOX) , jornais “nacionais” (LANCE, por ex) são de fato nacionais? Vocês não conseguem esconder o bairrismo e o clubismo que os dirigem, e depois ficam taxando os colegas de outros estados que não SP e RJ de bairrista… Ora convenhamos, vão contar essa estória de carochinha para outros ouvidos!

        AK: Eu? Eu não quero que se pense nada. Mas seria bom apenas pensar. Um abraço.

  • Marcelo Morais

    E eu ainda perco meu precioso tempo acompanhando partidas de futebol e noticias sobre o tema.

    O alento eh o meu tempo gasto com noticias sobre o tema estar restrito a este blog, que transforma em cronicas o futebol e seus meandros.

    AK: Obrigado pela leitura. Um abraço.

    • Beto Canada

      Texto poderia ser assinado pelo Nelson Rubens ou Sonia Abraao na boa André hahahaha parece coluna de fofoca da Caras mas versão boleiros !!!

      AK: Acho que já deu para perceber que este blog não é para você, né? Um abraço.

    • Jorge

      Gosta de futebol e não quer saber dos rumos que ele vai tomar. Imagina quando vai eleger seus representantes…

  • Andre Luis

    Prezado Andre Kfouri não entendi o que vocês quis dizer com “Desrespeitando os árbitros brasileiros”, estavam lhe faltando palavras e você simplesmente vomitou isso no seu texto?

    Se o Alexandre Kalil exigiu um árbitro internacional é porque o Clube Atlético Mineiro não confia na arbitragem brasileira e tem motivos pra isso, basta buscar na história do futebol que você vai encontrar o motivo, vocês da ESPN que adoram uma história pesquisem.

    Aquele árbitro do segundo jogo Atletico x São Paulo é extremamente fraco. E desde quando optar por um árbitro internacional é desrespeitar o árbitro brasileiro?

    AK: Tente ler o que está escrito. Não é tão difícil.

    • Esse é um exemplo clássico de que tem gente que lê uma coisa, e entende outra.

      Se pelo menos tivesse usado o bom e velho “Ctrl+C, Ctrl+V”, daria pra disfarçar…

      Hunpf!

    • Carlos

      Andre Luis vc tem razão o arbitro do segundo jogo é tão fraco que no pênalti que o Leonardo Silva fez ele não o expulsou.

      • augusto t s

        No jogo do Morumbi, de tão fraco que é, o juiz não teve coragem de dar cartão amarelo para o Aloísio, no início do primeiro tempo, quando o jogador chutou a bola pra dentro do gol em impedimento, depois do apito do juiz.

    • Edgard Arruda

      Andre Luis antes de comentar leia direito o texto. O AK escreveu “desprestigiando os árbitros brasileiros”, desprestigiar é muito diferente de desrespeitar. O Kalil pedir para um árbrito estrageiro apitar é normal, agora é muito estranho o presidente da CBF apoiar o pedido, o cara está simplesmente admitindo que os arbritos que trabalham para a entidade que dirige são menos competentes.Como fica a imagem do árbitros indicados para o quadro da FIFA pela CBF se a mesma não confia neles para apitar um jogo entre dois clubes associados a ela?

    • olha não sei o que se passa com os atleticanos, o jogo no Morumbi a arbitragem foi muito boa, a bronca de voceis é que o dentuco não conseguiu jogar,pois foi dominado na bola, e ainda bateu; e se nãomefalha a memória o único erro do arbitro foi não expulsar o zagueiro do Atlético, no penalti sofrido pelo Aluizio, que era jogada nítida de gol, o que achava seu presidente é que viriam aqui pra dar show, e não aconteceu, a temeraria clasificacão do São Paulo aconteceu com méritos e dentro do campo; não precisamos de manobras!!

    • SOBERANO

      andré luis vc. tem razão, o richarlisson que já tinha um amarelo, fez uma falta no garoto do são paulo, que o mesmo saiu chorando machucado, e nem o vermelho o atleticano levou.

  • J.Martins

    Parece que os arrogantes da vila sonia já preparam uma justificativa para eventual eliminação…Acho que não confiam no próprio time, mesmo enfrentando adversário comandado pelo melancólico/pé-frio/chorão Cuca. Enquanto isso, Juvencio, o herói do sertão/aliciador das categorias de base, sonha com a presidência da CBF!!!!!!!

    Este país está surrealista, a começar de Brasília onde presidiários ainda à solta fazem parte da Comissão de Constituição e Justiça.

  • Sérgio Viana

    “Os dois jogos anteriores entre ambos foram mediados por juízes brasileiros, sem maiores problemas”??? Você deve estar de brincadeira. Aquele pseudoárbitro Wilton Pereira foi péssimo. A péssima atuação do Atlético ofuscou a péssima atuação do árbitro, sem critério nenhum na marcação de faltas e cartões. Parece que as arbitragens do campeonato brasileiro do ano passado já foram deletadas da memória do eixo RJ/SP.

    AK: Isso. Estou brincando aqui.

    • O Galo Mineiro como vcs gostam de falar sempre foi no minimo atrapalhado por arbitragens tendencioas e atrapalhadas . O termo brincadeira foi usado como vc bem sabe de forma ironica. Mas o amigo que escreveu tem razao. A impresa Carioca e Paulista olham so para o proprio umbico.

      • Digo umbigo!!!

        • E agora Jose,desculpe Andre, viu como uma arbitragem livre de vicios faz uma diferenca num jogo de futebol. Galo 2 Sao Paulo 1.

          AK: Quem acha que Marcos Rocha deveria ter sido expulso discordará de você. Como sempre, cada um vê o que lhe interessa. Um abraço.

    • Anderson

      KKKKKKKKKKKKKK

      André Kfouri é o melhor… adorei as tiradas dadas nesses . Vou voltar mais vezes ao blog….

      • Valdir P.Ferreira

        As tiradas são realmente muito inteligentes!

    • Flávio

      Realmente, o Atlético Mineiro vem sendo prejudicado há 42 anos, tempo exato sem nenhuma conquista expressiva… E o pior é que os torcedores se portam como se fosse o maior time do Brasil… Não se dão conta que estão no mesmo nível do Guarani, Sport, Atlético-PR, Bahia, Coritiba, Botafogo… Todos times médios do futebol brasileiro… Quando conquistarem outro título brasileiro ou uma Libertadores, aí a conversa muda de rumo, mas por enquanto não passa de um clube que não sabe o que é vencer, apenas fala de um passado distante e de jogadores que passaram pelo clube… Títulos que é bom, só num campeonato que jogam dois clubes e meio (América), pq o resto…

      • Vc tem razão !! São de fato 42 anos sem conquistas relevantes, mesmo tendo chegado várias vezes as semi finais..até 2003 erá o segundo ou terceiro no ranking de pontuação a partir de 71, foi o primeiro clube a marcar 1000 gols no brasileirão; em resumo; nos últimos 20 anos ( mesmo não tendo conquistas anteriores ) o time foi definhando com direções pífias a culminar com a queda para segunda e ainda assim a torcida é fiel !! Basta dizer que foi até 2010 o segundo que mais vezes foi campeão de publico do brasileirão,atrás do Flamengo e na frente do agora campeoníssimo Corinthians !! Se irá vencer agora não posso afirmar, mais o cenário é outro, o time é de certa forma competitivo. embora treinado por um perdedor !! São cenários distintos, não com o propósito de comparação, mais o Corinthians ficou 23 anos sem ganhar estadual.. é o maior vencedor hoje.. ficou 11 anos sem vencer o SFC.. só perde em confrontos para o Pameiras… levou 19 anos para ganhar o brasileirão.. tem 05 títulos, não havia ganhado a Libertadores… ganhou de forma invicta e o mundial.. Portanto; ratificando o que você disse, falta ganhar um título de expressão para começar a escrever uma nova história…

  • Leonardo

    Puxa, o Atlético se sentiu prejudicado pela arbitragem, no segundo jogo!?

    No pênalti ficou barato o cartão amarelo; fora que os mineiros apelaram para violência (que foi consentida pelo apitador nacional) no final da peleja.

    Acho, mais uma vez, que os mineiros querem levar qualquer vantagem psicológica, pois a vantagem de decidir em casa é deles, mas que vem motivado é o São Paulo (3×2 na soma dos jogos da primeira fase, com gol fora para os paulistas). Isso é corroborado pelas declarações desnorteadas e desconexas de lógica do Ronaldinho no final do jogo (ninguém entra em campo pra jogar mais ou menos, sem interesse).

    Agora qualquer troco é lucro para os mineiros tentarem reverter no psicológico. As intrigas políticas e o árbitro são panos de fundo.

    Abraço.

    • Lincoln FTS

      O Atlético não se sentiu prejudicado pelo juiz….só que o cara é ruim!
      Como você disse o cartão amarelo ficou barato, e o Aloísio que continuou uma jogada no 1º tempo mesmo depois do apito de impedimento e chutou no gol?? Na regra isso é cartão amarelo, e ele não tomou! O juiz não ‘robou’ pra time nenhum, mas a falta de critérios foi gritante! Teve faltas marcadas para o Galo que não foram marcadas para o SPFC, e vice-versa!
      E há de concordar que um arbitro estrangeiro trás um pouco mais de “justiça” para os jogos, assim ninguém pode alegar que um juíz é torcedor de time A ou B e prejudicou o outro time de próposito.

    • Ronei

      Falar sobre UM JOGO é fácil.
      Historicamente, principalmente considerando o São Paulo, a arbitragem mete a mão a favor dos . Isso é histórico. Certíssimo o Atlético.

  • no campo será o encontro de dois ex grandes do futebol, que faz tempo que nao ganham nada….. que estao desesperados por um titulo e os torcedores ficam pagando pau, se emocionam, vibram sofrem,,,,enquanto os dirigentes dos dois clubes só querem é fazer politica e assuimir o poder….. nunca mudam as coisas…. por isso o nosso futebol é hoje apenas o 18o. no ranking de seleções…. futebol tecnicamente pobre e times falidos…e a quadrilha do mensalão que esta no poder, querem isentar os clubes devedores….é o fundo do fundo do poço… é o minimo que posso dizer de tudo isto

    • Leonardo

      Sulamericana 2012 e 2005, 2006, 2007 e 2008 faz tanto tempo assim?

      1971, realmente, faz muito tempo!

      Mais tempo ainda são 101 anos para ganhar um título internacional.

      Abaixa a bola…

      • Dafner

        Vcs são engraçados, quando vcs eram eliminados precocemente da sul-americana o torneio era de segunda, não valia nada, foi só ganharem (ainda por cima de de w.o) já tem uns torcedores modinhas de internet colocando o nick “Bambi 6.3.3.1”, bando de pela saco. Titulo importante vcs não ganham desde 2008 isso é FATO!!!

        • Leonardo

          Muito tempo é 20 anos na fila. Pouco tempo é morgar um ano na série B, né?

          Eu num sei!

          Por falar em 20 anos, recomendo que entre no site da tal da FIFA (que vcs tanto veneram) e consultem no Instituto de história e estatística do futebol o melhor time brasileiro das décadas de 90/99 e 00/09. Tá lá!

          E desse aí que vcs enchem a boca, nós temos 3, só pra lembrar.

          E a sulamericana serviu para encher mais a nossa sala de troféus e consolidar o SPFC como maior campeão brasileiro em títulos sulamericanos e internacionais.

          Isso é engraçado!

          • Ronei

            Comente da história mesmo, amigo.
            Porque no presente, vocês não vão ganhar NADA, não tem competência, e principalmente TIME pra isso. Cuidado, hein ! Os fatos da história se envelhecem, como você mesmo disse, com o passar dos anos.

            • Leonardo

              Respeita o tricampeão, maior campeão brasileiro em títulos sulamericanos e maior participante brasileiro na libertadores! Não ganhamos isso ontem ou depois de 13 anos voltamos e achamos que pode dar pitacos absolutos sobre a competição.

              Ouvi mta gente falando que o TRIcolor somente se classificaria o dia que galinha criasse dentes. Cuidado penosas (galinhas pretas) e penosos (galinho garnisé) para não morderem a língua.

              Por falar em passado, cuidado! Pois 1971 até hoje tem 42 anos, direto do túnel do tempo!

              Eu não sei o que é passado, presente ou futuro, mas conheço muito bem as glórias!

              6-3-3.

              • hugolino

                Amigo vc conta seu titula de sulamericana e nao conta os nossos. O galo foi campeao em 92 e 97 da commenbol que era mais forte que atual sulamericana pois eram os terceiros, quartos e quintos colocados de cada pais.. se o criterio fosse esse ate hj SP e Gremio disputariam a sulamenricana e nao libertadores desse ano.. seu time tem historia o meu tb tem.. e o meu nao ganhou estadio do governo noa foi rebaixado no estadual e foi roubado durante anos pelos times do eixo rio-SP.

                • X

                  O seu time não ganhou estádio do governo, é verdade… aliás, não ganhou estádio de ninguem, nem construiu um… Coisa que até o América fez! Não foi rebaixado tb, pois no seu estado só tem 2 times e meio… se caisse tb seria o fim do mundo! E se seu time foi roubado por times do Rio e SP, peça para que contratem seguranças para protegê-lo! Chupa…

                  • Mozkamel

                    quem construiu estádio? vc tá ficando doido cara…

          • Bernardo

            Sulamericana é Série B da América Latina. Pra quem já disputou a série B do Paulistinha em 90, ou 91, como bem reconheceu o telê santana, tá bom demais. O são paulo tá para o Corinthians como o tigre tá para o Boca. Bi Campeão do Mundo, só o Todo Poderoso e o Barça. O time da vila sonia só tem um Mundial (aquele que anularam TRES gols legitimos do liverpool) e dois “tipo Mundial”. Chato , né?
            Freguesia, fui!

            • Leonardo

              Parei, quer falar de série B?

              Boi, boi, boi, boi-da-cara-preta, segunda divisão tem camisa violeta…

              Lembra?

              #eu nunca vou parar de rir.

              #para conquistar o mundo é preciso atravessá-lo (6-3-3).

              • RENATO77

                Para conquistar um sampaulino também.

                • Bernardo

                  Gostei dessa! Kkkkkkkkkk! Pra conquistar um é preciso atravessá-lo! Kkkkkk! Boa!

                  • Mozkamel

                    kkkkkkkkkkkkkkk! foi a melhor de todas! parei por aqui pq to rachando de tanto rir do. hahahahahahaha

  • Paulo Pinheiro

    1. No lugar do SPFC eu também ficaria com a “flea behind my ear” em ver o Kahlil viajando com o Del Nero no estilo “amiguinho”, poucos dias antes da decisão.
    2. No lugar do Atlético-MG eu também solicitaria arbitragem estrangeira.
    3. No lugar do SPFC eu estaria pouco me lixando se tal pedido teve ou não o apoio da CBF. Isso é mero simbolismo, posto que para ser atendido o Atlético-MG não precisa desse apoio – como bem informou o AK.
    A questão do prestígio do árbitro brasileiro não passa pela minha cabeça. Os árbitros brasileiros têm se “desprestigiado” sozinhos. Se apitassem com qualidade, sem tendência caseira ou bairrista, tenho certeza de que seriam a escolha natural.

    • Ronei

      Isso somado à SÃO PAULO + EM CASA + LIBERTADORES + CENI APOSENTANDO + GLOBO…
      Meu amigo, isso sim é pra ficar com pulga atrás da orelha.

  • Emerson Cruz

    Acordos, jogos de (e pelo) poder, politicagem… Não sei quem apoiará quem, nem qual o futuro presidente da CBF. Aliás, nem sei quem se classifica entre Galo X SPFC, tomara que não haja influência da arbitragem no resultado final. A minha única certeza é que o futebol brasileiro continuará afundado em seu lodo de imoralidade, sem um um modelo de administração ético, inteligente e que por consequência fosse capaz de trabalhar seu potencial de maneira adequada.

  • Marcos

    …Aliado de primeiro momento era o São Paulo, pela ligação com o Zé das Medalhas, mas, quem viaja para o Paraguai é o Kalil, que tenta esta semana detonar o “AMIGO” Andrés Sanches em relação ao ARENA PETROBRAS CORINTHIANS, tem jogo pela Libertadores entre os dois times……..

    HUM……….esta me cheirando TRUTA

    VAI CORINTHIANS

  • ancar

    quando o spfc ganhou libertadores,o vice presidente do clube dos 13 (juvenal juvencio),visitava sempre o NICOLAS LEOZ em busca do que?ele conseguiu escalar muitos juizes nos jogos que o spfc comprou?

  • ancar

    EI o cara dizer que pode aliciar porque tem clube devendo impostos é mesmo coisa de impostor que acha que faz bem ao futebol.É sim presença nefasta como RICARDO TEIXEIRA,MARIN LADRÃO DE MEDALHAS E OUTROS SUJOS COMO PRESIDENTE DE CLUBE EM EXERCÍCIO COM LIMINAR DA JUSTIÇA!!!

  • Marcelo Silva Carvalho

    “Os dois jogos anteriores entre ambos foram mediados por juízes brasileiros, sem maiores problemas” – olha André, neste ponto discordo de vc. No jogo em São Paulo, o juiz deu um penalti em Aloisio que com certeza não foi. Um juiz estrangeiro não teria dado aquele penalti; isso, só para ilustrar como os árbitros brasileiros são facilmente influenciados por campo cheio, pressão da cartolagem, dos jogadores envolvidos. E mais: essa decisão de colocar juiz de fora nos jogos galo x SP pode beneficiar inclusive a equipe paulista, que no jogo de volta enfrentará um verdadeiro inferno no Horto. Um juiz, que deve ser neutro até no confronto de equipes de mesmo país, deve ser a figura mais neutra possível. Nada melhor que um juiz estrangeiro para apitar;assim, estaria imune às pressões inerentes a um jogo dessa magnitude que é Galo x SP

    • vic sanches

      Amigo, se aquilo não foi penalti, então não sei o que é. Foi tão penalti que o proprio jogador do Atletico não esboçou nenhuma reclamação. Alias, deveria ter sido expulso. Mas o juiz era ruim, não é?

      • Ronei

        Interessante que o gol do Aloísio em BH, no qual ele fez FALTA CLARA no Junior César vc se esquece…mas o que convém…

  • Nathan

    O Kalil está super certo em pedir uma arbitragem estrangeira, o Galo é o time mais prejudicado na história do futebol brasileiro, foi prejudico no brasileiro de 77 quando tiraram Reinaldo da final, na Libertadores de 81 quando o carioca Sr. José Roberto Ramiz Wright expulsou 5 jogadores do Galo contra o Flamengo, em 99 na final do brasileiro quando não deram um pênalti claro contra o Corinthians, pela Copa do Brasil de 2007 contra o Botafogo e no brasileiro do ano passado quando a arbitragem deu o título para o Fluminense. Querem ganhar, que ganhem no campo, com arbitragem imparcial.

  • caio

    Corinthians e SPFC unidos = maior força politica do futebol Brasileiro.
    Andres e JJ não são bobos. JJ na FPF e Andres na CBF.

    • Rogerio

      Vão as figuras, ficam as personalidades… a cartolagem politiqueira só troca de nomes…

      • Clayton Ricardo

        Olha só quem é oposição a CBF: Sanches e Juvêncio! Inacreditável.

  • Douglas Murta

    Engraçado que o contrário disso tudo que está acontecendo, paulistas irem até Assunção acompanhados do presidente da CBF pedir juiz estrangeiro contra o Galo não geraria esta polêmica toda e nem uma crônica deste jornalista. É repugnante até ler sobre futebol pela imprensa do eixo. Eu até admirava esse jornalista, mas lendo essa matéria, pude ter certeza que são todos farinha do mesmo saco. Se o Galo protesta contra a CBF, tá errado. Se o Galo viaja para pedir juiz de fora, tem algo estranho. Porque o contrário não teria nada de estranho? Porque estes anos todos essa prática é normal por times paulistas e cariocas, agora é de se estranhar??? Outra coisa: você menosprezou a capacidade do Kalil ao afirmar a seguinte frase: “O clube paulista não se opõe a um apitador de outro país, mas aparentemente se incomoda com o que enxerga como influência de Marco Polo Del Nero – este sim desafeto – na questão.” Quis dizer que o Kalil foi influenciado pelo Del Nero??? Você não conhece nem um 1/3 do que pode este Alexandre Kalil. Mas é lógico, é estranho um presidente de um clube fora do eixo reinvidicar seus direitos… E pior ainda… ser prontamente atendido… Você como jornalista devia era apoiar essa iniciativa do Kalil e enxergar e admitir que o futebol fora do eixo VIVE e pede PASSAGEM.

    AK: O que é estranho é alguém conseguir ver uma crítica ao Kalil, ou ao Atlético, no texto. Mas não surpreende, já que você conseguiu entender que eu quis dizer que o influenciado foi o Kalil, quando está claro que foi o Marin. Você tem muito a progredir. Um abraço.

    • Anderson

      Deus do céu, o pessoal não consegue interpretar um texto. Mais triste que a podridão dos bastidores do futebol brasileiro é o analfabetismo funcional que mascara o quanto nós brasileiros ainda somos pobres. Só a educação salva.

  • washington

    boa noite,

    Com este timinho do SPFC nao vai chegar em lugar nenhum.
    Vitoria do Galaooooooooooooooo por 3×1 dentro do chiqueiro deles.
    Caiu no Horto ta Morto 3×0 para o GALAOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

    • Clayton

      Caiu no Morumba, tá na tumba!

      Sou mais São Paulo…

  • Junior

    Sempre desconfiei que por traz das “brigas” de J J E ANDRES tinha algum interesse politico em aumentar a popularidade de ambas equipes ..Esses 2 sempre forão grandes amigos e tem um so interesse > Comandar o Futebol Brasileiro <
    Parabens pelo BLOG e Parabens pelo Texto com uma visão ampla que alguns ainda não enxergou que é a aproximidade dos ultimos tempos de JJ E ANDRES eu tinha notado isso e desconfiei que em breve haveria um ataque de ambos e esse ataque tarda mais nao falha e visto que sao as 2 maiores pontencias do Futebol Brasileiro isso esta me cheirando Dominio dos 2 Maiores clubes Brasileiros !

  • Hugo Lealdini Luis

    É André, o futebol virou um circo que pode ser cada vez mais visualizado. Abraços e belo texto !

  • Leonardo

    Tem gente aqui falando de JJ e Andrés juntos? Não acredito nisso, nem se fosse como Jacobinos e Girondinos ou Mencheviques e Bolcheviques.

    Para, é muita teoria da conspiração para o dito “eixo”…

  • Rodrigo

    O que mais me preocupa não é a atitude do Kalil. É clara, límpida e insofismável. Ele está a defender seu próprio clube, tem total direito de reivindicar um árbitro internacional, qual é o problema? Por outro lado, aproveitadores que querem virar a mesa e prejudicar o Galo, podem oportunamente criar um clima de tensão e hostil ao clube mineiro. É esperar para ver.

    AK: Me espanta que não se perceba que o texto não é sobre a atitude do Kalil. Um abraço.

    • Rodrigo

      Meu comentário não foi específicamente sobre o texto, e sim sobre a generalidade que ele representa.

      • Rogerio

        Cara, desculpe-me, mas o que eu entendi é que não há uma crítica direcionada ao Atlético-MG, São Paulo ou Corinthians. O que se mostra é a forma com a qual essas pessoas, que controlam a maior paixão do brasileiro, agem nos bastidores. Dois que eram inimigos mortais se aproximam, assim como dois ex-presidentes que sempre foram rivais desde nosso primeiro pleito. Kalil, que até então não estava em cena, aparece junto com 2 caras questionáveis, sendo que um é acusado de inúmeras torturas e mortes na época da ditadura. Quando for comentar algo, seja menos torcedor e olhe mais para os meandros políticos.

  • Antonio Santos

    André, tenho 54 anos, sou Atleticano e por causa do meu Pai (falecido) sou torcedor e acompanho futebol desde meus 5 anos de idade. Voce não imagina quantas vezes já “chorei de ódio” por ver meu Time perder jogos e Títulos para arbitragens. Por coincidência a minha idade é a mesma do Alexandre Kalil, portanto imagino que o sentimento dele deve ser o mesmo meu. Me desculpe a sinceridade mas penso que esse seu texto tem somente a visão Paulista de um fato. Durante esses meus quase 50 anos de Futebol você pode ter certeza que muitos e muitos Fatos também “Causaram interesse na imensa torcida Atleticana”.

    AK: Meu texto não tem visão alguma. Tem informações bem claras a respeito de algo que está acontecendo. Um abraço.

  • Teobaldo

    Sem nenhuma crítica, causa-me espanto como pode um texto escrito num linguagem tão simples e direta produzir tantas interpretações e ilações totalmente fora do contexto.

  • Valdir P.Ferreira

    Kalil tá coberto de razão, basta qualquer cidadão de boa fé rever o jogo do GALOXflamengo pela libertadores em 1981 no serra dourada, onde o GALO foi garfado escandalosamente e a mídia brasileira se encolheu diante do fato. O Juiz da partida sr.José Roberto Whrit entrou para apitar só para um lado, segundo ele mesmo disse ao Kajuru que deixou de expulsar um jogador do framengo. Uma verdadeira vergonha nacional. O GALO não quer ser ajudado, ele não quer é ser prejudicado.

    AK: É formidável perceber a fixação com a perseguição da arbitragem. É como se houvesse um desejo incontrolável pela exclusividade, por ser “o clube mais prejudicado do Brasil”. Um dia alguém explica. Um abraço.

    • Paulo Pinheiro

      Amiguinho,

      Durante muitos anos os torcedores do Atlético-MG podiam entoar aos quatro cantos essa farsa de “fui garfado”. Mas hoje o vídeo está por aí pra quem quer ver mais do que a súmula da partida. O Reinaldo – um craque, diga-se de passagem – entrou de carrrinho por trás no Zico e foi merecidamente expulso. Dali em diante o Atlético-MG boicotou a partida. Simples assim. O Éder Aleixo agrediu o árbitro e também foi expulso, depois a confusão se formou e os vermelhos foram surgindo à medida que os atletas, descontrolados, foram partindo pra cima do árbitro. Dirigentes entrando em campo, jogadores simulando contusão pra terminar a partida…

      Na realidade, foi o maior papelão que um clube brasileiro já representou na Libertadores. Uma pena, porque na época era um grande clássico.

      Quando o Flamengo levantou a taça em Tóquio essa “meia-partida” em Brasília se tornou apenas mais uma na caminhada vitoriosa, apenas uma lembrança distante. O mundo se rendeu ao rubro-negro.

      • aquele árbitro que foi banido do futebol por fazer resultado disse em um programa do milton neves que o godoy tb estava, que o presidente da arbitragem ligava para os árbitros antes das partidas dizendo qual seria o beneficiado, ele lembrou o godoy de uma vez na granja comari sobre uma ligação e o godoy gaguejou
        quando perceberam que times pequenos estavam eliminando grandes em mata-mata mudaram a fórmula de disputa do campeonato brasileiro, onde nenhum pequeno consegue mais chegar, e é mais facil fazer o campeão sem levantar muita suspeita, VIDE FLUMINENSE ANO 2012

      • Valdir P.Ferreira

        Naquela época não existia esse negócio de expulsar jogador por dar carrinho, e aquela entrada não foi carrinho, Reinaldo não tinha recebido cartão amarelo antes. Assista a entrevista do Juiz com o Kajuru quando ele mesmo admite que deixou de expulsar um jogador do flamengo. O adiamento da partida na décima quarta rodada do brasileirão de 2012 também foi uma manobra de um time despedaçado, a cbf acatou um pedido do flamengo marcando o jogo para Volta Redonda para quase 60 dias depois e na véspera voltou o jogo para o Engenhão, se não bastasse o flamengo ocupou o vestiário do visitante, numa atitude clara de tumultuar o jogo. Estes são os fatos, e se isso não for manobra sinceramente eu não sei o que é manobra.

      • ricardo bergamini ribeiro

        vc ta louco,todo mundo sabe que aquela partida teve alguns ´´aditivos´´que aquele mediocre juiz nunca falou,claro,motivos obvios,mais o seu comentario caí por terra quando vc disse que o jogo foi em brasilia…a partida foi no serra dourada …..

  • PIMENTA.

    Resumindo todos 171, eles se entendem é malando querendo passar esperto pra trás.

  • Antonio Chaves

    André, qualquer referência a Alexandre Kalil é adrenalina e combustível para o atleticano, por tudo que ele representa para o clube, especialmente nesse momento. Por mais que o seu ótimo texto seja meramente jornalístico e, na essência, informativo, a fina ironia em suas respostas não disfarça, todavia, a soberba e uma certa intolerância a opiniões de uma massa desportiva nada erudita, mas que se sentiu, mesmo que irracionalmente, provocada e estimulada a reagir. Não há como fugir de polêmicas e de insensatezes que a generalização de seu texto produz, tantas emoções, boas e más lembranças que desperta. E “formidável” não é perceber a fixação com a perseguição da arbitragem, no caso. Formidável, no caso, é compreender as emoções e os limites dos seus interlocutores-torcedores e se divertir na discussão de um tema tão apaixonante como o futebol. Relaxe!

    AK: Tentarei. Um abraço.

  • futebol e política, andam juntos, não se pode confiar em nada, como disse o Murici não sabemos 10% do que se passa, mas de uma coisa eu sei: a maoiria dos títulos brasileiros se concentram no eixo RJ / SP, porque é tudo armado pra ficar lá, juntando uma conversa aqui outra ali, vai montando um quebra cabeça. Compra de resultado, acordo entre clubes, árbitros designados a favorecer determinado clube, só que existe um pacto, e ninguem pode falar nada (jogadores, dirigentes).
    Umas armações aí: a batalha dos aflitos, gremio e naltico, negociaram antes daquela pênalti pro gremio subir. Corinthians x brasiliense 2º jogo copa do brasil, negociaram vitória do timão antes do jogo.Vasco x são caetano copa joão havelange, e por aí vai.
    Eu duvido de tudo, principalmente quando um time está bem e não joga nada, perdendo jogo de interesse somente, para outro de capacidade inferior no momento, ex: cruzeiro 6 x1 galo, para o cruzeiro não cair, são paulo 2 x 0 galo, para o são paulo não ser pior que o palmeiras sendo eliminado, títulos da libertadores e mundial do corinthians, alguem pagou pq os adversários não mostraram nenhuma vontade de ganhar, quando não eram inferiores

    • Joao

      Marcio, te recomendo menos palanque e mais leitura. Ta duro de ler seu texto, acho que você deve voltar à escola. Que tal?

  • Alguém pode explicar aos anos, que o texto não trata do kalil, apenas mostra a imbecilidade da cbf, que inclui em suas viagens dirigentes de clubes que nada deveriam fazer ali…
    Kalil bem ou mal se posiciona a favor do seu clube… manobra essa que assusta, pois demonstra que o mesmo já procura uma desculpa caso seja eliminado… Estranho pra quem diz ter o melhor elenco do brasil…
    O mineiro mais uma vez demonstra que pipoca nas decisões, um exemplo foi o ultimo jogo com o tricolor…
    Bom, segundo o dentuço, foi apenas um jogo treino…
    Enfim… quinta feira vamos ver se sera atlético, ou mais uma vez patético…

  • Joel Martins

    Caraca!!!!!!!!!!!! Andrés e juvenal conversando frequentemente!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Isso é incriveLLL!!!! Prova que futebol, assim como o Brasil, não é sério!!!!

  • ricardo bergamini ribeiro

    depois do que aconteceu ano passado,dificil mesmo é acreditar nos arbitros brasileiros……
    mais dificil é acreditar na cbf,kaliu fez o certo,se fosse arbitro nacional o galo seria eliminado.
    mais como não é arbitro nacional,vamos passar pelo são paulo que ta falando demais …

  • Prezado André,

    sou atleticano e sempre gostei muito de sua atuação como jornalista na ESPN/BR. Também imagino que pelos anos de cobertura “in loco”, você tem uma ligação muito forte com o tricolor paulista.

    Entretanto gostaria que você reconsiderasse a forma como responde as pessoas que discordam de voce.

    Para quem não vive em Minas Gerais, tudo parece choradeira, mas se um Corintiano, Palmeirense, São-Paulino ou Santista já tivesse vivido na pele o calvário Atleticano, saberia que esta decisão do Presidente Kalil nada mais é do que uma tentativa de impedir que o time continue sendo prejudicado como foi no passado.

    Gostaria de salientar que erros de arbitragem não estão inclusos nos “prejuízos” aos quais me refiro. Márcio Resende, ao expulsar o Tinga no Corinthians e Inter de 2005 errou por ser ruim, mas nunca teve a má intenção de tirar o título do clube gaúcho. Como quando o mesmo Márcio não marcou impedimento do Túlio em 95, não teve a intenção de prejudicar o Santos.

    Agora com o Galo, o buraco é mais embaixo e nós citamos por nome: José de Assis Aragão, em 1980 permitiu que os zagueiros do Flamengo espacassem Reinaldo sem punir ninguém, mas decidiu expulsar o craque alvinegro por este ter comemorado de maneira exfusiante o gol da virada atleticana. Peraí, bater pode, comemorar gol , não pode ? com 1 a mais o Fla empatou o jogo e foi campeão.

    Em 1981 José Roberto Wright nem tentou esconder suas más intenções.

    E isso foi só pra citar os dois casos mais emblemáticos, porque no ano passado os “erros” a favor do Fluminense em momentos capitais beirou as situações já descritas.

    Se você concorda ou não é irrelevante, mais saiba reconhecer que em questões de arbitragem o peso da mão é um pro Galo e outro pros clubes de RJ e SP, e isso é fato.

    Lamento que o trabalho de um jornalista que eu sempre admirei, como admiro seu pai, seja manchado por meia dúzia de respostas atravessadas pra torcedores apaixonados e pode definição irracionais.

    Espero que não o tenha ofendido, mas caso o tenha, é bom pra vc saber como se sente o torcedor quando é respondido de maneira atravessada.

    AK: Seu comentário é lamentável em vários aspectos. O último parágrafo é a pior parte, pois apaga qualquer argumento que você possa ter. Mas o que lamento mais é que você não tenha compreendido a intenção do texto e o tenha lido – assim como leu as minhas respostas – apenas pela ótica desequilibrada do clubismo. Um abraço.

    • Valdir P.Ferreira

      Não adianta Thiago, as respostas dele são “intelectuais” e tem o “domínio” da verdade. Nunca comentei neste blog mas, todas as vezes que citar o CAM eu me sinto no direito de manifestar.

      AK: Poderia fazê-lo de outra forma. Referir-se ao assunto do post seria um bom começo, não acha? Um abraço.

      • Mozkamel

        Certa vez eu torci pro Atlético ganhar do Corínthians só pra ver seu pai ia cortar o braço mesmo… vocês falam cada coisa às vezes!

        AK: Você não viu quando ele cortou?

  • Paulo Silva

    André, excelente texto.
    É impressionante como as pessoas só leem o que querem.
    Vc começa o texto falando sobre movimentações nos bastidores do futebol e termina falando da recente aproximação do JJ com o Andres Sanchez. Texto claro. Mais claro que isso, impossível.
    Vc acredita que essa aproximação pode realmente resultar em alguma coisa concreta? O JJ está realmente disposto a “esquecer” implosão do clube dos 13, Itaquerão, etc???
    Abraços e continue com o excelente trabalho…

    AK: Obrigado por captar a mensagem. Dirigentes, assim como políticos, são movidos por alinhamento de interesses. Quando esse alinhamento existe, o passado pouco importa. Um abraço.

  • André,

    Eu li o texto. Concordo com ele e sei que todos , não só dirigentes de clube são movidos por seus próprios interesses, neste caso nem sempre o mais legítimo.

    Meu comentário não foi sobre o texto propriamente dito e sim sobre como você respondeu os atleticanos que, como eu, são absolutamente traumatizados com a arbitragem nacional.

    Expus o Atlético por ser o clube do meu coração e por ser aquele cuja realidade me é mais familiar.

    Fico triste de você ter me incluído na chamada “veia clubística”, pois realmente nunca enxerguei o futebol por esta ótica.

    Só quis te atentar para o fato que torcedores apaixonados são irracionais e se ofendem com a maneira com a qual vc os ironiza.

    P.S. Este não é o meu caso.

    Meu mau interpretado conselho foi, não responda a estas pessoas, deixe-as digitando pras paredes e responda a quem tem coisas a dizer.

    Lamento ter sido mau interpretado e espero que no futuro você dê aos foristas respostas objetivas como fez comigo ao descrever em quantos níveis meu comentário foi “lamentável”.

    Pelo menos no meu caso, talvez pelo baque direto, você tenha sentido esta necessidade.

    Respeito nosso direito de discordar, mas agradeço o fato de pelo menos comigo, você ter sido direto e economizado na ironia.

  • Leonardo

    Porque será que Andrés e JJ se incomodam tanto com a proximidade de Del Nero e a CBF?
    Vê-se que o eixo político do futebol brasileiro se rotaciona, lentamente, e com ele também a percepção da crítica… Até que um novo equilíbrio seja alcançado teremos que conviver com a noção de que terceiros envolvidos são mero coadjuvantes… Como bom mineiro vou ficar quietinho só “oiando”…

  • aranha

    “O clube paulista não se opõe a um apitador de outro país”

    esta frase justifica você não ter escrito esse arremedo de artigo.

    O São Paulo que se cuide: Tardelli vai matar o jogo.

    AK: Nada justifica seus conflitos com o idioma.

  • Fernando Nascimento

    Grande Andrezão.
    Acho que há muito tempo o futebol perdeu o encanto, existe muita politica e pouco pelo futebol.
    Com essa mudança na Conmenbol seria de extrema importância a modernização da gestão.
    O futebol Sul Americano precisa ser mais valorizado e mais visto no mundo.
    Não há como comparar a Champions League com a Libertadores.
    Precisamos de dirigentes para “colocar pra frente” nosso futebol.
    Abraço Andre

    Fernando Nascimento

  • Leandro Morales

    JJ vai cair do cavalo… passarinho que acompanha morcego dorme de cango pra baixo!
    Difícil saber quem é o morcego dessa história.

  • Marcelo

    Na minha opinião o Kalil está fazendo o seguinte. Se não pode vencê-los, junte-se a eles. O que no Brasil e no mundo do futebol eu creio que é o que funciona. De que adianta bancar o herói e ver seu time (o meu também no caso) ser prejudicado nos momentos cruciais das disputas.
    Na abertura do Programa Bola da Vez da ESPN, com o Alexandre Kalil, a emissora disse: Presidente do clube que não ganha um título a 42 anos. Mas seriam 42 anos senão fosse a vexatória decisão de 1977? Seriam 42 anos sem José Roberto Rato na história? Seriam 42 anos sem a vergonha da decisão de 1999 contra o Corinthians? Seriam 42 anos se ano passado o Flu não tivesse sido tão ajudado?
    Repito, Kalil está mais do que certo, pois ele percebeu que futebol e ética não podem andar lado a lado, infelizmente.
    Este mundo é podre e eu não acredito em mocinhos e bandidos.
    Então esses jornalistas que falam que Atleticanos sentem mania de perseguição, deviam enfiar a viola no saco e aprender a respeitar os outros além do EIXO.
    Isso mesmo Kalil, tem que fazer isso mesmo, porque o que importa é ganhar, acima de qualquer coisa, como o Lance Armstrong fez na sua vida toda e virou HERÓI, inclusive da ESPN. O importante é ganhar!

    AK: Temos um apologista do “rouba mas faz”, vejam só. Mas um apologista mal informado e baseado em premissas que não duram dez segundos de argumentação. Não era o objetivo do post gerar um debate sobre quem vai ganhar o confronto da Libertadores, ou revisar a história de reclamações de torcedores do Atlético Mineiro. Mas, vejamos: Há uma longa lista de clubes de “fora do eixo” (apenas repito a abominável expressão aqui, não a endosso) que já conquistaram títulos nacionais e internacionais. Cruzeiro, Internacional, Grêmio, Atlético Paranaense…. sem falar no Criciúma, no Santo André e até no Paulista de Jundiaí. De modo que o discurso da perseguição é conveniente, mas falido. Mais falido ainda é o “argumento” usando Lance Armstrong. Revela total desconhecimento da realidade. Um abraço.

    • Marcelo

      O Atlético foi durante muitos anos, muito mal administrado, por esse motivo não chegou mais vezes a decisões, só que é totalmente irracional ignorar o fato de “erros” históricos terem sido cometidos contra o clube. Isso não é discurso de perdedor perseguido não, isso é um FATO HISTÓRICO.
      Se você reclama tanto que o pessoal não sabe interpretar o seu “texto”, devia aprender a interpretar ironias também.
      Sobre o Lance Armstrong, usei de ironia para falar que no mundo do esporte, só é lembrado quem vence, por esse motivo, os “esportistas” em geral fazem de tudo pra ganhar, usando até de maneiras ilegais.
      Quem foi o campeão mundial de 1978? Argentina, num é! Vocês jornalistas não vivem dizendo isso? A Seleção Bi-Campeã do Mundo! E como ela fez pra conseguir esse feito?
      Alguém fala que o Campeão Brasileiro de 2005 é o Internacional? Você fala, seu pai fala?
      NINGUÉM fala, pois o objetivo é ganhar. E a abertura do Bola da Vez deixou isso bem claro: “Presidente do Clube que não vence há 42 anos”. Mas são 42 anos a custa de quê? Só de incompetência do clube?

      AK: Cara, procure entrar em acordo com suas próprias ideias. Um abraço.

  • Marcelo

    Uma outra coisa é essa mania de de querer desvalorizar nosso futebol. Sempre escuto dizerem que a Libertadores não vale nada, que é desvalorizada. Querem empurrar times europeus guela abaixo dos brasileiros. Algo me diz que tem dedo da TV nisso tudo.
    Se os Europeus fossem tão superiores assim ganhavam todas as disputas no Mundial no final do ano. Mas quando eles ganham é porque são superiores e quando perdem é porque não dão importância. Isso tudo dito por gente daqui. A festa que eles fazem quando ganham o título mundial é gigantesca, mas nossos grandes pensadores da mídia vira-latas brasileira fazem de tudo pra jogar pra baixo nosso futebol. Se tem uma coisa que eu tenho inveja dos Europeus é como eles fazem pra levantar o futebol deles, aqui tudo é ruim.
    Fazem tudo lá parecer uma maravilha, o que não é verdade, inclusive com diversas cenas de racismo em diversos estádios.
    Eu não gosto da Seleção da CBF, nunca gostei, gosto do Galo e pronto. Mas agora tô até torcendo pra seleção ganhar a copa 2014, só pra calar a boca da mídia vira-latas.
    Temos diversos problemas, mas não estamos no inferno completo como querem induzir alguns, só por puro interesse de transmissão de TV.
    E só pra terminar, como a ESPN dá um charme todo especial pra Copa do Brasil, e menospreza os demais torneios. É um caso a se pensar.

    AK: Isso. Pensar é bom. Um abraço.

  • Ricardo

    Sr. André Kfouri. Para começar, como jornalista, que se “beneficia” com o direito à liberdade de expressão, deveria, ao menos, respeitar a opinião dos leitores e evitar respostas irônicas e agressivas.

    Sobre o assunto do post, assim como o favorecimento histórico a clubes de Rio e São Paulo, é evidente que a imprensa atua da mesma forma, manipulando, corrompendo, ludibriando, distorcendo e criando os “monstros” do futebol brasileiro (Flamengo, Corinthias, São Paulo etc.). Quer alguns exemplos? Suspensão do Reinaldo em 77, Brasileiro de 1980 e 1982 e Libertadores de 81 (o que seria o Flamengo sem esses títulos?), inversão de mando em 74, Copa do Brasil de 2002, Brasileiros de 2000, 1999, 2005 e 2012. Só nessa brincadeira de memória, são 10 títulos a menos para o eixo. E sabe o que a imprensa diz sobre o assunto? O mesmo que você fará ao ler meu comentário… Nada, que tudo não passa de uma “teoria da conspiração”!

    O jornalista, antes de tudo, é um historiador, e a história é feita de fatos, que até podem ser esquecidos, mas nunca negados.

    André Kfouri, exerça seu papel de jornalista! “Jogar no ar” essa matéria sensacionalista é esquecer a história do futebol brasileiro. Por que não usa seu tempo para escrever um post sobre esses títulos duvidosos que citei acima? Seja profissional e não venha com resposta irônica! Leia, reflita e, talvez assim, tente ser um pouco diferente da imprensa esportiva amadora do nosso país…

    AK: Vamos combinar o seguinte: eu uso meu tempo para escrever o que acho que devo, e você usa o seu para tentar entender o que está escrito. Combinado? Quanto à liberdade de expressão, tenha um mínimo de noção. Os comentários estão aqui, publicados e respondidos. Um abraço.

    • Ricardo

      Entender o que está escrito? Especulações e sensacionalismo não merecem entendimento. O que discuto é a omissão da imprensa sobre os maiores escândalos da história do nosso futebol, e a euforia sobre assuntos inventados…

      Citei a liberdade de expressão para lembrá-lo que como jornalista você escreve o que quer, onde quer, mas isso não o exima de respeitar as opiniões.

      “Nesta quinta-feira, uma informação gerou convulsões no São Paulo: o pedido do Atlético de apito estrangeiro teria contado com o apoio do presidente da CBF.” Informação? Por acaso você estudou sobre os procedimentos da Comenbol? Se isso não é sensacionalismo, o que é?

      Continuo com a minha sugestão: Utilize seu tempo sendo um profissional melhor, investigativo (de fatos), historiador, imparcial. Especular na semana do jogo, mesmo que nas entrelinhas, que existe um protecionismo da CBF com o Atlético não é jornalismo…

      AK: Caro, você demonstra não fazer a mais pálida ideia do que seja jornalismo. O texto não passa nem perto de sugerir que há protecionismo ao Atlético. Seu campo para evolução é farto. Tente aproveitar. Um abraço.
      PS: Aos vários leitores que entenderam a mensagem do post: eis alguém que precisa de ajuda. Agradeço a quem tiver disponibilidade. Abs.

      • Ricardo

        Realmente, você sabe o que é jornalismo! Por acaso você lembra o slogan da emissora de TV que trabalha?

        Seu proximo post poderia ser: Uniforme pretos com detalhes brancos dos árbitros geram convulsões no São Paulo antes do jogo com o Atlético.

        P.S: A metade dos leitores, que como eu, entederam essa matéria como tendenciosa e sensacionalista: eis um jornalista que não sabe o que informação. Agradeço a quem tiver disponibilidade.

        AK: Vejam, um papagaio. Entrando no território da fixação… um pouco mais complicado.

  • Sandra lins

    Coberto de razão o Presidente do Atletico Mineiro,CERTÍSSIMO EM pedir arbitragem internacional,alem de nossos arbitros serem fraquissimos,(com raras exeções,uns 2 bons)são caseiros ,e marcam penalty até quando o jogador espirra,ou tosse,uma piada,por isso q o neymar não anda fazendo sucesso nos jogos internacionais sa seleção,l,e com relação ao jogo de sp x Galo,que seja um jogo justo,sem puxa saquismo de arbitragem ,de duas das maiores e mais estruturas equipes do brasil,e que vença o melhor,sem interferência,se não tiver uma ajudinha extra campo e se o galo jogar só um pouquinho,tenho certeza que dá Atletico mineiro,vitoria nos dois jogos,tá no papo,o galo passa para as semi finais com o pé nas costas,com tranquillidade com certeza,o sãp paulo,só passa, se vencer por mais de dois gols de diferença e se o Galo entrar em campo,com chinelinho de dedo,óculos escuro e bebebdo agua de coco como na derrota por 2×0,por que se o Galo jogar 50% de sua capacidade,è atletico nas semi,sem dificuldades

  • Esse é o futebol brasileiro, com um futuro presidente analfabeto e com um apoio de um bebum. Parabéns senhores jornalistas pela conivência.

    AK: Tudo o que você sabe sobre eles é resultado do trabalho de jornalistas. Pense um pouquinho. Um abraço.

  • Valdir P.Ferreira

    AK assistiu o jogo GALOXSPAULO? o que achou do juiz paraguaio que apitou? Sinceramente, diga a verdade, você acha que se fosse juiz brasileiro, tipo aquele goiano tinha peito para expulsar o Lúcio? Entende, procura entender nosso sentimento durante mais de 40 anos, são esses detalhes que nos tiraram da disputa por várias vezes e somente os atleticanos tem isso na pele. Isso aconteceu num jogo entre GALOX SPAULO no mineirão, chicão jogador do são paulo quebrou a perna do jogador do GALO e não foi expulso, um detalhe desse muda completamente o comportamento dos atletas em campo. É isso que a maioria bitolada não querem nunca entender! Se você é são paulino, vê se agora entende, são paulo pode ainda ganhar, mas se fosse uma partida só? Já estaria eliminado.

    AK: “se você é são paulino”… Gostei dessa. Já escrevi sobre o jogo. Curioso você não dizer nada sobre o lance de Marcos Rocha com Carleto. Um abraço.

  • Mário

    O São Paulo não vai para frente porque o Ney Franco está sempre tirando a culpa de quem é culpado e dizendo que o seu time jogou bem, quando na verdade não jogou nada. Presta atenção Ney. Seu time não tem jogadas ensaiadas; são desorganizados em campo; não tem estabilidade em suas apresentações. Não sei o que ele vê em Paulo Miranda, Lúcio, Carleto. Tá de brincadeira.

MaisRecentes

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo

Inglaterra 0 x 0 Brasil



Continue Lendo