SUPER CASA



20130128-041158.jpg

Você não está vendo o Superdome de Nova Orleans (atualmente o Mercedes-Benz Superdome) por dentro, por causa de Beyoncé. A culpa é dela.

Quando chegamos ao estádio, a cantora pop americana estava ensaiando o espetáculo que apresentará no intervalo do Super Bowl XLVII. O serviço de som e os telões fizeram questão de deixar claro que era proibido captar imagens do ensaio.

O veto às câmeras incluiu quem estava ali para mostrar o Superdome por dentro, sem absolutamente nenhum interesse pelo repertório ou pelas coreografias de Beyoncé. Nada feito.

Mas acredite, o lugar é assustadoramente grande. Alto, amplo, profundo. Não à toa está preparado para receber mais de 76 mil pessoas, na configuração para jogos de futebol americano.

O Super Bowl XVLII será o sétimo realizado no Superdome. Nenhum outro estádio recebeu tantos. E talvez nenhum outro estádio americano tenha tanto significado para os moradores da cidade em que se encontra.

A destruição provocada pelo furacão Katrina, em agosto de 2005, desalojou o New Orleans Saints e transformou o Superdome em abrigo para milhares de pessoas que perderam tudo na catástrofe.

O furacão fez sérios estragos no teto e em outras partes do estádio, que ficou quase um ano fechado para reformas. Alterações no lado externo em 2009 e 2010 o deixaram como é hoje: uma enorme cúpula de parede dourada e teto branco.

O último Super Bowl em Nova Orleans foi em fevereiro de 2002, quase cinco meses depois dos ataques terroristas de 11 de setembro. O U2 cantou no intervalo, com homenagens às vítimas no telão. No jogo, o New England Patriots venceu o Saint Louis Rams por 20 a 17.

A história de 38 anos do Superdome está repleta de momentos especiais. Vem aí mais um, no próximo domingo.



  • Willian Ifanger

    Bela foto…..lindo estádio.

    Vai ser mais um domingo inesquecível.

    E deram até uma aulinha pra vocês aprenderem os passinhos da Beyoncé.

  • Alexandre

    Parece um gigantesco “flying saucer”, daqueles bem cliché…

MaisRecentes

Abraçados



Continue Lendo

A diferença aumentou



Continue Lendo

Sabotagem



Continue Lendo