ELEMENTO COMUM



Francisco Carlos do Nascimento é o árbitro (FIFA/AL) que não viu o gol de mão de Barcos, no sábado.

Se você está acompanhando o caso, provavelmente ligou o nome ao fato.

Mas talvez você não saiba que não é a primeira vez que uma decisão tomada por ele, em campo, termina por ser modificada em circunstâncias misteriosas.

No dia 28 de agosto, em jogo entre Atlético Paranaense e Joinville, pelo Campeonato Brasileiro da Série B, Nascimento marcou como pênalti uma falta que aconteceu fora da área.

Após mais de 3 minutos de deliberações, a marcação foi corrigida sem que a explicação ficasse clara. Escrevi uma coluna sobre o episódio.

Alguns dias depois do jogo, o quarto árbitro se apresentou como a pessoa que percebeu o erro e o corrigiu. Certo.

Agora, o mesmo Francisco Nascimento se envolve na polêmica de Internacional x Palmeiras.

Dá para afirmar que ele é a favor da utilização da tecnologia na arbitragem de futebol.

Ou é extremamente azarado.

Ou ambos.



MaisRecentes

Plano B?



Continue Lendo

Pendurado



Continue Lendo

Porte



Continue Lendo