COLUNA DA TERÇA



(publicada ontem, no Lance!)

ENTREGA TOTAL

Lucas impressionou a comissão técnica da Seleção Brasileira nos quatro amistosos realizados em maio e junho. Pelos motivos errados. Tinha pouco em comum com o jogador que foi convocado para a Copa América de 2011, que dava trabalho nos treinos usando a perigosa combinação de velocidade e atrevimento. Durante o torneio na Argentina, o atacante do São Paulo mostrou a atitude e o desempenho de quem quer seu espaço, de quem chegou para ficar. No recente giro da Seleção pela Europa e Estados Unidos, implorava por uma bússola.

À época, não por coincidência, as atuações de Lucas no São Paulo foram assunto de intenso debate, especialmente por causa das divergências entre o técnico Émerson Leão e o agente do jogador, Wagner Ribeiro. Leão via um jogador confuso, incapaz de escolher a hora certa para ser individualista. Ribeiro acusava o treinador de não saber dirigir. De cabeça baixa, tanto dentro do campo quanto fora, Lucas exibia a imagem da desorientação.

Quando se apresentou à Seleção para os amistosos, tinha perdido a noção de quem era e de quem pretendia ser. Parecia desacostumado a situações corriqueiras, como ser perguntado de que lado do ataque preferia jogar. Respondia dizendo que, no clube, não usufruia desse tipo de consideração. Em campo, não identificava objetivos. Era como se não estivesse ali. Um vestibulando que desconhecia a própria vocação.

As ofertas milionárias pelo futebol de Lucas poderiam tê-lo desestabilizado de uma vez. As descabidas comparações com Neymar já tinham ampliado as dificuldades naturais de um jovem talentoso, mas com o currículo a ser preenchido. Só faltava o tilintar dos euros para atrapalhar-lhe a cabeça. E quando o São Paulo decidiu negociar Lucas com o Paris St. Germain, mas entregá-lo somente ao final do ano, a solução pareceu ainda mais complicada. Como se dedicar integralmente ao presente, sabendo que um contrato valioso e uma nova vida o aguardam na França, em 2013?

Lucas tem respondido as perguntas desde que voltou a jogar pelo São Paulo, após os Jogos Olímpicos. Não se poupa no que diz respeito ao esforço, único aspecto do jogo que está inteiramente sob o controle do atleta. Não se esconde atrás do status, pois sabe que faz diferença. Dá a impressão de atuar para mostrar que merece a proposta que recebeu. E de que reencontrou seu caminho.

No São Paulo atual, quando estão juntos em campo, Lucas e Luis Fabiano representam a possibilidade de vitória. Seja qual for o adversário ou a situação, deles se pode esperar a faísca, o lance que muda o rumo de um jogo. Por suas características e áreas de atuação, Lucas é o agente transformador. Sem ele, o time é conservador, previsível.

Num ambiente que cobra maturidade e excelência de um jovem de 20 anos, Lucas tem dado um exemplo de profissionalismo. Redescobriu como disponibilizar suas qualidades. O terceiro gol do São Paulo contra a Portuguesa é um desenho significativo. O avanço pela direita, a noção da posição de Luis Fabiano, a gentileza do passe. Senso individual e coletivo, na mesma jogada.



  • Willian Ifanger

    Bela coluna André.

    Eu sempre disse que, se Lucas driblar 10 jogadores e fizer um gol, será tratado sempre como gênio por todos…….agora, se ele driblar 10 jogadores e tocar pro companheiro fazer o gol será elevado ao patamar de Mito pela torcida.

    Ele vai fazer falta ao time ano que vem. Se fosse a diretoria, pegava o dinheiro que querem pagar ao Santos pelo Ganso e dava ao PSG por um ano de empréstimo do Lucas….hehehe

  • André, urgente: vai ter ou já teve palpites pra fase de grupos da champions por aqui? Eu não lembro de ter visto nada e essa já é uma tradição do blog, não? Abraços.

  • Eduardo Junior

    Lucas se perdeu por que não tinha um técnico de verdade que o orientasse, agora com o Ney Franco reencontrou seu futebol.

  • Acho o Lucas um bom jogador e uma boa pessoa, e considero absolutamente normal esses altos e baixos dentro do seu futebol, pois ainda está se formando.

    Especificamente como jogador, tem um prazo de validade, uma vez que sua maior e mais importante característica é o de romper as defesas com explosão muscular e agilidade. Infelizmente, essa explosão e agilidade têm uma vida útil, e o que ficará depois disso é a técnica e a maturidade, coisas que ele ainda não tem.

    Um exemplo parecido é o Kaká que, mesmo sendo extremamente técnico, ao perder a sua característica principal que era o arranque em direção ao gol, parou de ser considerado um dos melhores do mundo. Natural, afinal, pois nenhuma musculatura aguenta tanto tempo.

    Por fim, acho que o SPFC fez um ótimo negócio ao vender o jogador agora. Mais pra frente, talvez, ele poderia não valer tanto.

    Abs!

  • Guilherme Gios

    O Lucas, não por acaso, é da mesma linhagem do Kaká. Vieram da mesma base e são extremamente profissionais, quem dera o futebol fosse de mais Lucas e menos chinelinhos.

    AK: É a mesma base do Breno, do Oscar e do Casemiro, certo? Um abraço.

  • Ailton de Souza

    Caro André
    Será Cristiano Ronaldo está triste porque ele pensa se não consegue ser melhor da Europa como será o melhor do mundo? O Messi provavelmente será pela 4a vez ou a chances para Xavi?
    Porque dizem que o Flamengo é considerado um time limitado? Este é o time que jogou ontem.
    Felipe – sempre foi considerado um bom jogador
    Wellington Silva
    Frauches
    González – seleção chilena
    Ramon
    Luiz Antonio
    Cáceres – seleção paraguaia
    Ibson – sempre foi considerado um bom jogador
    Léo Moura – várias vezes convocado para seleção brasileira
    Liedson – várias vezes convocado para seleção portuguesa
    Vagner Love – várias vezes convocado para seleção brasileira
    Uma fase adversa pode determinar se um time é bom ou ruim?
    O Real Madri é o 11º colocado de um campeonato que só tem ele e o Barcelona, o time do Real é limitado ou está numa má fase?

  • Teobaldo

    “É da mesma base do Breno, do Oscar e do Casemiro, certo?” Realmente, os dedos das mãos não são iguais!

    Prezado André Kfouri, ontem num programa de esportes, o jornalista Celso Unzelte (não sei se grafia correta é essa) informou uma estatística que deixou-me pasmo: Com o Neymar o aproveitamento do Santos é de 78%; com o Lucas o aproveitamento do São Paulo é 68%. Existe alguma explicação minimamente razoável para a CBF desfalcar os clubes durante o Brasileirão?

    Um abraço.

  • Marcio

    Sim. É a mesma base de todos eles…
    Só que o Breno perdeu a cabeça por conta de mulher. E isso não quer dizer que a base está errada.
    Enquanto estava no São Paulo, o Breno era exemplo de profissionalismo.
    Tanto que foi vendido pelo valor que sabemos. Mulher vira a cabeça de qualquer homem…

    O Oscar pode ser mal caracter mas não me lembro de ser chinelinho ou pouco profissional
    Pelo contrário, enquanto não havia uma definição quanto ao seu futuro, ele treinou normalmente no São Paulo e depois no Inter.
    Não vi falta de profissionalismo da parte dele. Assim que se resolveu a situação dele, no jogo seguinte ele jogou pelo Inter normalmente.

    Apenas o Casemiro eu concordo contigo mas não podemos fazer de uma exceção a regra, ok?

    Lembre-se que esta base é também do Júlio Batista, Fábio Santos, Fábio Aurélio, Lucas Piazon e tantos outros…

    AK: Acho que você não entendeu. Meu ponto é que é um equívoco relacionar o comportamento de dois jogadores ao clube em que foram formados. O mesmo clube formou atletas que têm diferentes atitudes, diferentes conceitos de profissionalismo. Não estou tratando de caráter (e não creio que Oscar tenha problemas nesse sentido). Um abraço.

  • Murilo SC

    Ola Andre, a escolha do tatu-bola para mascote da Copa 2014 foi muito bacana, agora os velhinhos não conseguem da uma dentro mesmo, os nomes para batiza-lo são de muito mau gosto voce não acha? Abraços.

    AK: Péssimos. Um abraço.

  • Revelações do São Paulo ( algumas ) Kaká , Denílson , Kleber ( Gladiador ) , Emerson Sheik , Lucas , Casemiro , Bruno Uvine, Lucas Piazon , Julio Baptista , Hernanes , Fabio Santos , Jean , Rogerio Ceni , Caio Ribeiro , Rai m Muryci Ramalho e entre outros … Glorioso Tricolor !!

    AK: O que corrobora o meu ponto.

  • M. Silva

    Prezados Murilo SC e André,

    ainda não tinha visto os nomes sugeridos para a mascote. Não dá para acreditar nas escolhas feitas pelo dito comitê (seguramente não de notáveis, infelizmente). E é difícil acreditar que não houvessem possibilidades menos piores.

    Mas depois do inacreditável nome da bola (no qual gentilmente vingamos nossos irmãos portugueses), não deveríamos estranhar nada.

    Um abraço,

    M. Silva

  • Marcos Vinícius

    Prezado Ailton de Souza:

    O time do Flamengo não é limitado,como alguns sugerem.É ruim pra caramba!

    Felipe-Falhou seguidamente em jogos contra times grandes.Tanto foi que perdeu a vaga para Paulo Victor.

    Wellington Silva-Você viu o jogo contra o Coritiba? A matada de Gamarra e a saída de bola de Wellington Silva,e gol do Coxa.

    Frauches-Quem é Frauches?

    Gonzalez-Bom jogador,falta se encaixar naquele time.

    Ramon-Só está no Flamengo porque o time precisava de um lateral esquerdo imediatamente,e ele era um dos poucos razoáveis no mercado.Será que você não lembra que ele estava na reserva do Corinthians?

    Luiz Antonio-é um biatleta nato.Corre,corre e nada.

    Cáceres-O Paraguai é um dos lanternas da Eliminatória-14,você sabia?

    Ibson-De fato bom jogador,mas desde que voltou ao Brasil,pelo Santos,não é mais o mesmo.Irreconhecível.

    Léo Moura-Foi convocado pela última vez em 2008.Você não acha que quatro anos é muito tempo? E,mesmo assim,foram poucas vezes.

    Liedson-Reserva no Corinthians,faz tempo pra caramba que não é convocado,está próximo de encerrar a carreira.

    Vagner Love-Esse sim é bom.Um dos melhores em sua posição no Brasil

    A “fase” a que você se refere vem desde o Estadual desse ano,onde o time não conseguiu chegar nem a final de um turno.Na Libertadores conseguiu a proeza de ser eliminado numa chave que tinha Emelec,Olímpia e Lanús.

    Além de a si mesmo,a quem mais você quer enganar?Ou o time acorda ou ano que vem sua principal competição não será a série A do nosso campeonato.

  • Ailton

    Prezado Marcos Vinícius

    Você está confundido de Wellingtons um é lateral e o outro é zagueiro. O Felipe se machucou, não perdeu a vaga por deficiência técnica e sim por opção do treinador.
    Eu pontuei 7 jogadores do Flamengo que tem bagagem e foram várias vezes campeões ou jogam em seleções dos seus países. Existe algum time que tem um timaço?
    Se o time do Flamengo é ruim pra caramba, como você afirmar, você não acha que faltando 13 rodadas, para o flamengo 14 jogos ele já está rebaixado? Se o Flamengo pode acordar e sair desta situação ele não é tão ruim como você afirma. Sua opinião é contraditória.
    Fluminense de quase rebaixado em 2009 para campeão em 2010. Este é o time do Fluminense em 2009 Rafael, Gum, Dalton e Cássio; Mariano, Diogo, Maurício, Conca e Marquinho (Dieguinho); Alan (Adeílson)(Equi González ) e Fred, destes estes foram campeões em 2010 Goleiros Fernando Henrique, Rafael e Ricardo Berna Zagueiros Cássio, Gum e Digão Laterais Mariano Volantes Diguinho e Diogo Meias Conca, Marquinho, Tartá (teve uma breve passagem pelo Atlético-PR em 2010) e Equi González Atacante Fred.
    Flu de 2009 a exceção do Conca e do Fred era um time ruim e mesmo sendo um time ruim não foi rebaixado.
    Campeão o Flamengo não será, vaga na Libertadores pouco provável, mas entre o 6o e o 10o lugar o Flamengo estará.

  • Ailton

    E o Corinthians que não passou da pré-Libertadores em 2011 a campeão em 2012.

  • Marcos Vinícius

    Bem,se talvez você se informasse um pouco mais sobre o time que torce essa discussão não se prolongaria.

    Só para se ter uma noção,Paulo Victor e Felipe eram amigos antes do primeiro assumir o gol rubro negro.Depois disso azedou entre os dois e Felipe disse que se não fosse aproveitado procuraria outros ares.Tem certeza que o Felipe a quem você se refere é mesmo o goleiro de quem falo? Se for você está redondamente e muito enganado.

    No Brasil eu acho que,salvo algumas exceções dos anos 80 e 90,mais o Santos de Pelé,nunca tivemos timaços.

    Matematicamente nem o Atlético-GO,lanterna,está rebaixado nem o Fluminense,líder,está garantido na Libertadores do ano que vem.Matematicamente nada está decidido.

    Acredite em uma coisa: times medianos podem ter campanhas ótimas e times bons podem ter campanhas ruins.O que muda entre eles é a atitude dentro de campo.E o que se vê hoje no lado rubro negro é um time sem padrão e inseguro.Ou o time muda de atitude,se é assim que você prefere,e passa a jogar como time grande,coisa que não está fazendo,ou tem grandes chances de disputar a série B do ano que vem.O Fluminense que você citou é um exemplo disso.A base do time de 2009 foi mantida,mudaram alguns jogadores e veio um técnico com um currículo invejável,sério e seguro,que contou com o apoio de uma diretoria eficiente.Igualzinho ao Flamengo,não é?

    Ou o Flamengo passa a jogar como time grande ou cai,quer você goste e concorde ou não. E se,com esse time,terminar o campeonato em 15o está de muito bom tamanho.

  • Marcos Vinícius

    E não se preocupe.Se cair treinador o Flamengo já tem.Em caso de dúvida,pergunte ao Dorival Júnior como é ganhar a série B.

  • Paula

    “Tatuapara” é o nome em tupi-guarani, se não me engano. Melhor que esse com certeza!

MaisRecentes

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo

Troféu



Continue Lendo