NOTINHAS PÓS-RODADA



A vigésima-quinta jornada do BR-12:

* No Campeonato Brasileiro, o líder perde em casa (Fluminense 1 x 2 Atlético Goianiense, no Raulino de Oliveira: Giaretta, Reniê e Michael) para o lanterna. Evento raro em outros países.

* Ao final da rodada, até que a derrota não pesou tanto para o Fluminense.

* Grande atuação de Lucas, que participou dos três gols da vitória do São Paulo (3 x 1 na Portuguesa, no Morumbi: Osvaldo, Bruno Mineiro, Cortez e Luis Fabiano).

* Para quem imaginava que, negociado, Lucas “tiraria o pé”, ele está mostrando o contrário.

* Empate ruim para o Cruzeiro (1 x 1 com o Vasco, no Melão: Renato Silva-contra e Nilton), que se descolou do G-4.

* O lance do gol anulado de Tenório é difícil, ainda mais para quem tem de decidir no instante. Mas a arbitragem errou. O passe de Dedé não era para Tenório, que só participa da jogada após o toque de Tinga.

* O Coritiba (Santos 2 x 1, no Couto Pereira: Deivid e Neymar-2) é, de longe, o time mais irregular do campeonato.

* Ridículo cartão amarelo para Neymar. Ridículo.

* O Náutico (1 x 0 no Atlético Mineiro, nos Aflitos: Souza) é forte em casa, por isso está 7 pontos acima da ZR.

* Jogo e chance perdidos pelo Atlético, que poderia ter recuperado a ponta.

* O Bahia (2 x 1 no Figueirense, no Pituaçu: Julio Cesar, Hélder e Claudio Pitbull) está invicto há sete rodadas, ganhou 14 pontos no returno.

* Não houve nada de errado no segundo gol baiano.

* A derrota para o Corinthians (2 x 0, no Pacaembu: Romarinho e Paulinho) deixou o Palmeiras empatado em pontos com o lanterna do campeonato. Se o alarme ainda não tinha soado…

* Num Pacaembu com maioria de palmeirenses, exigir que Romarinho corresse para o outro lado do campo é um absurdo exagero. Sentir-se ofendido pela comemoração dele é outro.

* O Sport (2 x 2 com o Internacional, no Beira-Rio: Rithely, Gilsinho, Cassiano e Leandro Damião) fez 2 x 0, no primeiro tempo, como se estivesse treinando.

* Fernandão foi duro com o time, publicamente. Expediente perigoso para treinadores iniciantes.

* Pouco a dizer sobre o 0 x 0 (no Moisés Lucarelli) entre Ponte Preta e Botafogo, além do gol incrível que Roger perdeu.

* O Flamengo (1 x 1 com o Grêmio, no Engenhão: Marcelo Moreno e Adryan) está a quatro pontos da linha d’água da tabela. A última vitória foi no clássico contra o Vasco, lembra?

* Linda finalização de Marcelo Moreno, no gol gremista.



  • Raposo

    Totalmente de acordo com o Roarinho. Não fez nada chulo. Não se pode mais comemorar depois de fazer um gol. O Remato Gaúcho cansou de fazer sinal de silencio para a torcida adversaria e nunca levou cartão. Vamos parar com isso!! O gol êh a alegria do futebol. O pior para mim foi o palmeirense que queria partir pra briga….

  • Fabio

    Coplementando (se me permite) a nota do Fluminense, além do lider perder para o lanterna, dos 10 primeiros somente 3 venceram, e dos 5 primeiros só 1, o que é ainda mais raro. O pior é que ainda tem gente que fala da emoçao do campeonato

  • Marcos Vinícius

    Acho que a arbitragem,que não foi boa,acertou quando anulou o gol do Vasco.Tenório estava na área,e (pareceu que) o passe foi para ele,que estava impedido no momento do mesmo.O desvio em Tinga,e a furada bisonhíssima do jovem Lucas não tiram o impedimento de Tenório.

    A campanha do Atlético-MG no segundo turno é de time que briga para não cair.Cinco pontos em seis jogos. Gostaria muito que os fanáticos que diziam,a poucas semanas,que o time já estava com a mão na taça aparecessem agora e explicassem o que todo mundo já sabia que ia acontecer: O time caiu de produção. Daqui a puco Alexandre Kallil manda o treinador e meio time embora e foi-se o ano.

    Dos oito primeiros só o São Paulo venceu.Só falta o time engrenar.

    Acho que Luan já deveria ter sido expulso quando provocou a confusão no gol do Romarinho. Provocações,sem falta de respeito ou ofensas,como o garoto fez,fazem parte do futebol. Romário fazia seus gols e mandava a torcida fazer silêncio,Neymar fez um na Libertadores e comemorou se apresentando ao treinador adversário,que disse que não o conhecia.Gente,que mal há nisso? O rapaz não ofendeu nem atacou ninguém,comemorou o gol,e o palmeirense,totalmente descontrolado,foi tirar satisfações com o garoto por que? Se ele fizesse o que dele se espera,os gols,com certeza o time não estaria na penúltima colocação.

    O time do Flamengo não é bom.Na verdade é bem ruinzinho.Mas se a torcida agir como agiu ontem,apoiando e aplaudindo,o time o caminho para sair de próximo da zona de degola fica bem mais fácil.

    Pode escrever aí: O Atlético-MG não vai para a Libertadores-2013.

  • Rita

    Grande atuação do Lucas. Sinceramente espero que, futebolisticamente falando, ele seja feliz em Paris.

    Se o Romarinho se fizesse de estátua, ainda assim os pseudo-torcedores palmeirenses iriam fazer o que fizeram.

    Sobre o lance de Tenório, segundo o “maior” (mais aspas!!!) comentarista de arbitragem do país, o gol foi bem anulado e até agora não entendi a explicação dele.

  • Teobaldo

    Classificação do Turno – 10 primeiros (Atlético 43; Fluminense 42; Grêmio 37; Vasco 35; São Paulo 31; Inter 31; Botafogo 28; Cruzeiro 210 8; Flamengo 26 e Santos 26).

    Classificação do Returno – 10 primeiros (Bahia 14; Fluminense 11; Corinthians 11; Grêmio 11; Botafogo 11; Ponte Preta; 10; Coritiba 9; Sport 9; São Paulo 8; Atlético 8).

    Apenas 5 dos 10 primeiros no Turno continuam entre os 10 primeiros do Returno. Dos quatro primeiros, todos jogaram 3 em casa e três fora, com o seguinte retrospecto: Fluminense em casa (1V; 1E; 1D) e 3 fora (2V e 1 E); o Atlético em casa (2V e 1 E) e 3 fora (2D e 1E); Grêmio em casa (3V) e fora (2E e 1 D); o Vasco em casa (2V e 1D) e fora (2E e 1D).

    Pode até ser a constatação do óbvio, mas o título ficará entre Grêmio, Fluminense e Atlético, com o favoritismo nessa ordem, de acordo com o meu “achismo”. O Fluminense tem o melhor elenco, mas a condição física dos principais jogadores é questionável, além de ter que disputar 3 clássicos locais e jogar contra o Atlético fora de casa, o que não deixa de ser uma desvantagem. Já o Grêmio jogará o clássico regional contra o Inter em casa (90% da torcida do mandante) e sairá contra Atlético e Fluminense, mas tradicionalmente isso não é problema para o tricolor gaúcho, além do fato de o time estar “embalado”, muito auto-confiante e com o seu treinador finalmente focado em apenas trabalhar o time (essa é a minha impressão) e nisso, ainda considero o Luxemburgo entre os melhores, dos poucos que consegue “mudar um time” durante o jogo. Se o Atlético quiser realmente disputar a taça deve melhorar, e muito, o rendimento fora de casa. Leva a vantagem de jogar em seu campo contra Grêmio e Fluminense, além do clássico local (torcida única). Pesa contra o Galo, o fantasma do “cavalo paraguaio”, uma vez que os atleticanos são bi-polares (quando vencem são os melhores do mundo e quando perdem, parece que o mundo acabou e está tudo errado, além do IUPST, é claro).

    Marcus Vinícius, eu escrevi a sua última frase!

    Um abraço a todos!

  • Matheus Brito

    Marcos Vinícuis,

    O passe não foi para o Tenório, não há ninguém no mundo que ache isso, agora o árbitro pode ter interpretado que o Tinga apenas cortou a bola e não tentou tocar para trás. Eu acho que ele corta tentando tocar para o Zagueiro, portanto a posição seria legal. Mais como não dá para o Juiz debater o lance com ninguém então senhor Juiz, eu o absolvo, vá e não peque mais.

    AK: Sobre o destinatário do passe, esse é o aspecto mais simples de todo o lance. A questão é a subjetividade do toque de Tinga. Se a bola tivesse apenas desviado nele, ok. Mas ele teve todas as intenções de tocá-la. Um abraço.

  • Matheus Brito

    Marcos Vinícius,

    Com relação ao Galo, escrevi. Como tenho certeza de que ele irá para a Liberta, vou te cobrar lá no fim do campeonato, olha que minha memória é boa.

  • menos mal que nessa rodada o flamengo empatou né .

  • Claudio

    VC foi feliz no pos rodada mas vc teve a infelicidade de não dar credito ao Adryan pela primordial cobrança de falta na qual teve votação em primeiro lugar ontem no Linha de Passe no qual assisto toda segunda..As vezes falta isso nos colunistas da casa não reconhecer o talento do garoto mas como o Flamengo ta mal das pernas isso não me surpreende em nada.

  • Marcos Vinícius

    Teobaldo:

    Foi uma coincidência de opiniões,não sabia que você também tinha escrito isso.Bem,como você não patenteou a frase,não a retiro.

    Matheus

    Antes de qualquer coisa: Sou vascaíno,e me dói dizer que o gol anulado foi bem anulado.Tento ser imparcial,mesmo quando falo do meu time. Na hora do lance,não vi outro jogador do Vasco na área,apenas o Tenório.Ok,o Dedé pode ter rolado a bola para trás,mas não há como saber se foi essa a intenção dele,o fato é que na área estavam apenas Tenório e dois cruzeirenses,com Tenória a frente de ambos,e (supostamente) a bola foi para o equatoriano.Se isso aconteceu o impedimento foi bem marcado.

    Em relação ao Atlético,fique à vontade para cobrar mais a frente.Disse que acho que o Galo não vai pra Liberta porque essa queda de rendimento é normal durante um campeonato longo e desgastante como o nosso. Mas a paciência da torcida e de Alexandre Kallil com os maus resultados é que não é normal.Daqui a pouco a panela ferve,o caldo entorna e a boa campanha do Galo vai por água abaixo. O time já deu nítidas demonstrações de desgaste e inconstância no empate com o Atlético-GO e na derrota para o Náutico.

    Digo e repito: O Atlético-MG não vai pra Liberta de 2013.E pode cobrar!!!

  • Michel Araújo

    André, nada de errado no segundo gol do Bahia. Concordo.
    Mas me lembrei de um lance (não sei onde, quando ou com quem) em que o atacante, após um choque de seu companheiro com o goleiro, chutou, propositalmente, para fora com o gol aberto, pois o goleiro se machucara no lance.
    É ser muito exigente sonhar com um fair play desses no Brasil?
    Abraços!!

    AK: Di Canio, quando jogava no West Ham, em 2001. O lance foi um pouco diferente. Mas, sim, creio que é pedir demais. Um abraço

  • Teobaldo

    Prezado Marcos Vinícius, eu escrevi a última frase do seu post, COMO VOCÊ DETERMINOU (Ah, Ah, Ah). A autoria da frase é sua mesmo e, como autor, você tem todo o direito de uso… e de levar o chumbo no final…. se for o caso.

    Brincadeiras à parte, observe: O Atlético tem 51 pontos e se mantiver a média do segundo turno (44% de aproveitamento; baixa se considerarmos 80% no Turno) encerrará o campeonato com 68 pontos. Se assim for, o São Paulo, em 5º com 39 pontos teria que atingir 78% de aproveitamento nos 13 jogos restantes para chegar a 69 pontos. Eu sei que o Galo já conseguiu proezas fantásticas (vice-campeão invicto é a cereja do bolo), mas mesmo que ele ajude bastante acho difícil o São Paulo conseguir superá-lo… mas, como dizemos aqui em Minas, “o jogo é jogado e o lambarí é pescado”. Um abraço!

  • Marcos Vinícius

    Valeu,Teobaldo. Colherei os louros ou levarei no couro pela “profecia”.

    Acho que o Atlético não consegue manter a média do primeiro turno,que foi muito acima dos outros times campeões nos anos anteriores. Acho que o São Paulo se azeita e entra no G-4,que,na minha opinião,será formado por Fluminense (campeão),Grêmio,Vasco e São Paulo. O time do Galo é bom,mas tem sucesso nesse campeonato o time mais regular. Sem alguns titulares e time não engrena,e isso já foi visto em alguns jogos.

    Pra fechar: Acho que foi Ayrton Senna que disse,e se não foi me perdoe,pois não tenho certeza. Mas uma cara desses aí falou uma vez:”O segundo colocado é o primeiro dos últimos”.

    Amigo,ser vice não é a cereja do bolo.Ser vice azeda o bolo. E digo isso com pleno conhecimento de causa.

    Abraço.

  • Teobaldo

    “Proezas”…. às avessas… sacou?

  • Bruno – SP

    Analisando a atual tabela de classificação, além da necessidade de somar ao menos 24 pontos, o Palmeiras vai precisar torcer para que Flamengo, Coritiba e Portuguesa, times pertos do Z-4, não somem mais do que 16 pontos. A situação realmente é complicada.

  • Matheus Brito

    Marcos Vinícius, não sei se você viu, mas uma comissão aí de entendidos e especialistas, a pedido da comissão de arbitragem, analisou e disse que o gol do Tenório não deveria ter sido anulado, pois segundo eles a bola podia ter sido dominada pelos defensores que, por deficiência técnica, a tocaram para trás. Segue o LINK:
    http://www.netvasco.com.br/n/116478/presidente-da-comissao-de-arbitragem-da-cbf-diz-que-gol-de-tenorio-contra-o-cruzeiro-deveria-ter-sido-validado

MaisRecentes

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo

Inglaterra 0 x 0 Brasil



Continue Lendo