NOTINHAS PÓS-RODADA



Décima-oitava (menos para o líder e para o Flamengo) do BR-12:

* O Fluminense vence (1 x 0 no Sport, no Raulino de Oliveira: Samuel)  até quando não joga bem. No sábado, eram muitos desfalques.

* O gol da vitória saiu três minutos após Tobi, do Sport, ser expulso.

* Belo gol de Martinez, chutaço de fora da área, para dar a vitória ao Náutico (1 x 0, nos Aflitos) sobre o Bahia.

* Segunda vitória seguida do Náutico em casa.

* Golaço de Osvaldo, em jogada individual, na goleada do São Paulo (3 x 0, no Morumbi: Rogério Ceni, Lucas e Osvaldo) sobre a Ponte Preta.

* Boa partida de Lucas.

* Marcelo Moreno não fez nenhum gol, mas passou para três no passeio que manteve o Grêmio (4 x 0 no Figueirense, no Olímpico: Elano, Leandro-2 e André Lima) no G4.

* O Grêmio (1) é o time que menos empatou no campeonato.

* Já vimos times fazerem excelentes começos de campeonato, no Brasileirão de pontos corridos. Ainda não tínhamos visto um time disputar todas as rodadas como se fossem a última, com o título em jogo, como o Atlético Mineiro (3 x 2 no Botafogo, no Independência: Andrezinho-2, Escudero, Jô e Neto Berola) tem feito.

* A comemoração dos jogadores ao final de cada vitória é mais um sinal da eletricidade do time.

* A goleada sobre o Cruzeiro (4 x 0, no Couto Pereira: Lucas Mendes, Ayrton, Roberto e Anderson Aquino) fez o Coritiba quebrar a marca dos 100 gols (103) em 2012.

* Como disse Celso Roth, o Cruzeiro foi totalmente superado e não esboçou reação.

* Foi muito bom o clássico entre Santos (3 x 2, na Vila Belmiro: Danilo, André-2, Martinez e Bruno Rodrigo), com ótimas atuações dos dois lados.

* No lance do “triplo” impedimento, não é justo condenar o assistente pelos dois primeiros. Questão de centímetros para um lado ou para o outro. O terceiro, toque de André para o gol, é um lance absolutamente claro. Erro básico.

* Sétimo empate de Portuguesa e Internacional (1 x 1, no Canindé: Juan e Marcelo Cordeiro) no campeonato.

*Só o Santos (8) empatou mais.

* O Atlético Goianiense (2 x 1 no Palmeiras, no Serra Dourada: Eron, Barcos e Rayllan) parece ter despertado.

* Ótimo retrospecto contra paulistas: empate com Corinthians, Ponte Preta e Santos. Vitórias sobre São Paulo e Palmeiras.

* Com o gol da vitória do Flamengo (1 x 0 no Vasco, no Engenhão), Vágner Love divide da artilharia do campeonato com Fred. Ambos têm 9 gols.

* Terceira rodada sem vitória do Vasco.

______

Os campeonatos europeus estão de volta.

Aqui, um clipe com gols bonitos do fim de semana.

Preste atenção ao gol de Pedro, nos 5 x 1 do Barcelona sobre a Real Sociedad.

Tem gente que chama esse tipo de futebol de “jogo de toquinhos para o lado, sem objetividade”…



  • Nilton

    A Direção do Atletico-GO, poderiam começar a se organizar para disputar o Paulistão de 2013 tem grande chance de ser campeão (rrrrrrrrrrrrrrsssssssssss). Vai ser mais facil que tentar uma vaga na Sul Americana de 2013.
    Com relação ao Triplo Impedimento, é caso para geladeira de pelo menos 01 ano.

  • Edouard

    “Triplo impedimento”, não! Foram três impedimentos sucessivos, o que é diferente (e mais grave)…
    Podiam estudar isso nas bancas de Direito. Eu não sei se configura concurso material ou crime continuado.
    Um abraço.

  • Rodrigo CPQ

    – sobre o gol do Pedro: me lembrou muito um dos gols da seleção de 1982, com a conclusão (acho) que do Falcão… ou seria o Sócrates? Acho que foi o Falcão mesmo…
    – sobre o triplo impedimento: será que agora o pessoal consegue entender que a arbitragem é ruim mesmo? que não existe esquema pró A ou pró B? que passou da hora da arbitragem utilizar recursos eletrônicos?

    Só acho engraçado que esse erro vem sendo tratado mais como comédia do que com raiva (e deveria ser sempre assim). Agora, imagine se o time prejudicado no mesmo lance fosse o Santos? Nussss… iam inventar um monte de esquema, ligações escusas, malas pretas, brancas, azuis, beges e cinzas… ia ser um “forfé”…

  • Manuel

    Na sua referência ao futebol de “toquinhos de lado”, fico com uma dúvida. Para defender a forma de jogar da Seleção Espanhola, muitos jornalistas citam exatamente o Barcelona. Mas, ao menos a meu ver, há uma diferença fundamental entre um e outro. Talvez pela presença de Messi e Daniel Alves, talvez por ter 3 jogadores no meio campo (Bousquets, Xavi e Iniesta, enquanto na Seleção há também Xabi Alonso), não há reclamação de que o jogo do Barcelona seja monótono. Exatamente porque não é. Mas você não acha que a Espanha seja, sim, muitas vezes entediante?

    AK: Não. Vejo um futebol de virtudes, que utilizou a posse de bola primordialmente como mecanismo de defesa na Euro 2012, por causa da carência de atacantes. Se Villa estivesse apto, provavelmente seria diferente. Quanto ao Barcelona, é outro time, outro sistema, outra conversa. Mas há quem considere o jogo do time “pouco objetivo”, acredite se quiser. Um abraço.

  • Matheus Brito

    AK,

    Quanto ao triplo impedimento, acho que você foi generoso com o bandeira. É um absurdo. Você também tem a impressão que esse time do Vasco virou o fio?

    AK: Não tenho essa impressão. Times estão sujeitos a oscilações. Um abraço.

  • Marcos Vinícius

    Guilherme,do Corinthians,foi chutado por Neymar quando estava caído.Covardia pura.

    Seedorf levou um pisão (involuntário) de Leonardo Silva.Involuntário ou não,foi pênalti,pois o zagueiro do Atlético impediu o meia botafoguense de dar prosseguimento a jogada. Fora isso,o Atlético é,disparado,o time que está jogando o melhor futebol dentre os 20 do nosso campeonato.

    Tite reclamar da arbitragem chega a ser engraçado. Por que ele não disse,ano passado,que o Corinthians era beneficiado pela mesma?

  • Que belo estádio parece ser o Independência. Ao menos lotado fica bonito. Já esteve por lá? Tem opinião sobre?

    AK: Ainda não. Sim, parece bem bonito. Um abraço.

  • Juliano

    O Peixe voltou! (finalmente, ufa!). As duas últimas vitórias, da forma que foram, dão moral que estava faltando ao time.

    O bandeira foi mal. Bisonhamente. MAS… quantos erros já aconteceram a favor do Corinthians? Ontem foi contra. Amanha tudo muda. Ou não muda, afinal, está ruim pra todo mundo, estão errando para todos os lados…

    Tem todo o segundo turno para o Santos beliscar a vaga da Liberta’13. Afinal, não justifica manter Neymar pra jogar apenas Paulistinha e Brasileirão (a Sulamericana ainda nao tem este nível técnico e também de prestígio e não sei se o time jogará a Copa do Brasil. Sabes, AK?). De todo modo, ficará novamente muito ausente, é o ano que antecede a Copa, e terá a Copa das Confederaçoes… vejo mais sofrimento no futuro…

    Abraço!

  • André, lembrei de você ontem, às 17h21, quando a Estadao-ESPN trouxe a informação de que, segundos após o gol do Santos, o erro já teria chegado ao pessoal à beira do campo, e que possivelmente o árbitro já teria sido informado também.

    Tsc, tsc, tsc…

    Abraço!

  • Bruno – SP

    Entendo que erro de arbitragem sempre existiu, existe e vai continuar existindo. No entanto, não é tolerável erro grosseiro de arbitragem, como no segundo gol do Santos. Esse erro causa indignação, por não se tratar de erro comum, aceitável, valendo destacar que o último impedimento foi escandaloso. Existência manifesta de interferência da arbitragem no resultado do jogo. Erro grave que culminou no correto afastamento temporário do assistente. André, concorda com a suspensão do auxiliar? Abrs

    AK: Não. Afastamento tem efeito inócuo. Um abraço.

  • Sérgio

    André, se houveram dois lances de impedimento dificeis, mas que deveriam ser dados, ainda sim são erros. Se eles vem acompanhado de um lance rídiculo como a cabeçada de André, se torna então um erro inadmissivel. O que aconteceu na Vila está longe de ser “mais um errinho” de arbitragem. O PVC ontem pedia por dicas ou memórias dos ouvintes sobre um lance similar, com três impedimentos no mesmo lance, tamanha a originalidade proporcionada por aquele bandeira. Essa é a enfase que o lance merece. Foi patético.

    AK: As duas primeiras possibilidades de impedimento são milimétricas. Erros em situações como essas só são verificados pela televisão, por isso não se pode condenar o assistente. No terceiro, é diferente. Um abraço.

  • Edouard

    Mesmo sendo corintiano, acho um erro recriminar o assistente. Exige-se dele uma precisão que o olho humano não está acostumado a oferecer. Dos esportes que conheço, talvez apenas os unpires sejam tão exigidos nos julgamento de “strike” ou “ball” no beisebol como são os bandeirinhas no futebol.
    Mesmo o erro no terceiro impedimento, mais clamoroso, pode acontecer. Foram lances rápidos e sucessivos e ele disse ter pensado que os jogadores estivessem na mesma linha.
    Eles precisam de ajuda. O recurso eletrônico está aí para ajudar. O mundo todo sabia da irregularidade, inclusive o árbitro, mas não havia nada que se pudesse fazer a respeito.
    Século XXI e nós ainda precisamos suportar esse tipo de problema.

    No mais, acho correta a decisão de afastá-lo. Não como uma punição, mas para aliviar a pressão. Se ele fosse apitar no fds que vem, os jogadores iam cobrar qualquer coisa com o “bandeirinha do triplo impedimento”. Não deve ser fácil ver seu nome na imprensa internacional, tachando a sua decisão como a pior de todos os tempos.

    Vamos copiar o que funciona em outros esportes. Pano amarelo, desafio, imagens de TV, tudo como na NFL. Desafio perdido, substituição perdida.

    Um abraço.

  • danival

    No terceiro lance o Andre não está na mesma linha da bola???Quero ver melhor o replay mas tive esta impressão…acho que não foi algo tão bizarro assim…..realmente o primeiro lance seria mais fácil de marcar o impedimento pela pouca mobilidade dos jogadores tanto atacantes quanto defensores…ou meu lado santista está falando mais alto???

  • Junior

    Depois de ouvir (ler) que o Corinthians foi beneficiado contra o Vasco na Libertadores por causa do gol do Alecsandro – onde físicos do mundo inteiro discorreram sobre a paralaxe, o tira-teima foi contestado e até houve o agurmento do “acertou querendo errar” – estou curioso para saber onde se encaixa o lance do triplo impedimento no plan universal que existe para beneficiar o Corinthians. Claro que por hora, estamos todos vendo que foi um erro grosseiro, mas isso deve ter uma razão oculta, para que no futuro o Corinthians consiga alguma coisa. Vamos ver, logo os iluminados aparacem com as devidas explicações.

    O lance em si é tão bizarro, que outras jogadas foram completamente esquecidas, como a discutível falta que o atacante Guerrero sofre antes do primeiro gol do Santos (discutível porque no futebol é comum entender que não existe nenhuma relação entre um jogador se apoiar no ombro do adversário para disputar uma bola de cabeça e subir mais alto/antecipar o lance e vencer a disputa). Ou ainda o escanteio marcado no terceiro gol do Santos, onde o Neymar (já falo dele) chutou a bola pela linha de fundo, sem desviar em ninguém.

    Neymar já tem muita história no futebol brasileiro, e por incrivel que pareça, ainda não tem o devido reconhecimento de seus feitos, ao menos de um deles. No âmbito do futebol existem dois tipos de jogadores que possuem amplo reconhecimento pelos seus feitos. Existem os jogadores que foram capazes de inventar uma jogada verdadeiramente eficiênte para o esporte, e por isso, tiveram merecidamente, seus nomes gravados na história – é o caso de Leônidas da Silva e sua bicicleta. Também existem aqueles jogadores que dominam de forma única os fundamentos do esporte, e por conta disso são capazes de feitos incríveis, e claro, também tiveram seus nomes marcados na história – caso do Maradona, por exemplo.
    Mas e o Neymar? Muitos acreditam (e com razão) que o jovem atacante do Santos tem tudo para fazer parte do segundo grupo, grupo no qual Messi (sempre utilizado de parâmetro para jogadores da atualidade) está se firmando cada dia mais (se é que já não tem uma cadeira cativa lá). Porém, a grande injustiça com o menino da Vila, é que ele já pertence ao primeiro grupo também. Neymar já inventou uma jogada nova no futebol, ele é capaz de cair duas vezes na mesma falta. A jogada é fantástica e possui uma plasticidade incrível, sem falar da inteligência empregada pelo autor a criá-la, seria algo mais ou menos assim:

    Neymar, ao ser cruelmente atingido por um adversário desleal – que poderia muito bem ser indiciado por tentativa de homicidio doloso – ele aproveita o forte impacto da agressão e pula alto, ainda no ar é possível ver a expressão de dor da vítima. Em seguida ele toca o solo e imediatamente começa a rolar por três ou quatro vezes, novamente é possível verificar toda a dor que o tremendo impacto lhe causou. Sei o que você deve estar pensando “outros jogadores já fizeram isso, ou ainda fazem” e você tem razão, mas é ai que a magia acontece, quando Neymar está terminando seu quarto giro no chão, quando ele já está desacelerando de uma tal forma que quase se encontra parado, eis que o grande craque surge, como num passe de mágica o menino deitado aplica outro salto, como se tivesse sofrido um novo golpe do agressor, e voa e cai novamente, sua expressão agora demonstra ainda mais dor, e ele ainda consegue proporcionar mais dois ou três giros no campo.

    Claro que a narrativa da jogada não é suficiente, basta o caro leitor (e olha que to chupinzando o blog alheio) observar a jogada do talentoso atacante nas próximas partidas (ou ver as antigas no toutube mesmo). Espero que logo venha o reconhecimento tão merecido.

    P.S. se alguém não entendeu que isso tudo é uma piada, eu desisto.

  • RICARDO

    aí tão dizendo que o santos voltou…voltou de onde?da goleada imposta pelo barcelona na final do mundial kkk…outra coisa!o santos com esse time que têm durval,léo velho,ganso que não consegue andar em campo kkk…ganharam um jogo do meu timão da forma mais vergonhosa no domingo e ficam achando que o time voltou kkk…como disse romário uma vez…o pelé com a boka fechada é um poeta…então vcs devem ser poetas tb dizendo que os sardinhas voltaram…então por favor fikem de bocas fechadas kkk…e pra vcs antis…

  • Miguel Angelo

    É mesmo incrível como a imprensa em geral se nega a investigar profundamente os casos absurdos atribuidos como erro, tais quais alguns ocorridos neste final de semana. Pra não dizer q estou legislando em causa própria, vou falar do jodo do Palmeiras. Se aquele lance no qual o zagueiro levantou as mãos para impedir o gol não for penalti qual mais seria? Os três impedimentos então, o q é aquilo?
    São lances que não podem ser simplesmente atribuídos ao erro. Não se trata de prejudicar um time, trata-se de algo invisível aos olhos humanos, ou seria um Extra-Terrestre abdusindo a capacidade de visão dos árbritos e de seus assistentes, naqueles discos voadores com os símbolos da Rede Globo, da CBF e das federações estaduais?
    Pra mim, o futebol deixou de ser um esporte pra se tornar um negócio de muito dinheiro e de muito interesse. Ligando as coisas: num país como o Brasil, cuja seriedade política, principalmente qdo se envolve a Rede Globo, passa longe do entendimento e da exposição exata dos fatos, a gente vê somente o que nos deixam vê. Isso é Brasil…

  • guilherme moreira

    Alias ao invés de ficarem discutindo baboseiras do futebol, que a muito tempo anda meio sem moral,deveriamos ficar preocupados meditando que no próximo mês vamos ter uma GRANDE festa CÍVICA ou seja estaremos recebendo o DIPLOMA DE IMBECÍS,OTÁRIOS, ENERGUMENOS estaremos dando o direito de políticos safados continuarem no poder nos sacaneando de tudo que e jeito, eu particularmente perdi a esperança e a paciencia com eles (A OPOSIÇÃO SISTEMÁTICA DE HOJE E O SAFADO DE AMANHÃ) alguem já disse isso ? pensem bem em quem votar, o caso e muito sério…fui.

  • Paula

    André, concordo com vc sobre a questão do impedimento. Ainda acho que o segundo estava na mesma linha (parei o lance no computador e foi essa a impressão que eu tive) e o último lance me parece realmente impedido, mas o Durval se estiva bem e não tá apoiado no chão – o que pode dar uma má impressão de impedimento escandaloso.

  • Edouard

    Miguel Angelo,

    Sou corintiano.
    Os estudos baseados em casos conhecidos de manipulação de resultados (incluindo o famoso caso Edilson Pereira de Carvalho) mostram que a interferência não é feita tanto em cima de lances capitais como esses, mas mais na forma de conduzir o jogo, marcando faltas que paralisam um contra-ataque, invertendo as infrações próximas da área, etc. Em suma, os árbitros comprados costumam dar ao time favorecido a chance de marcar mais gols com aspecto de legalidade. Se eu tivesse que falar em esquema naquele jogo – o que não é o caso -, me lembraria da falta não marcada sobre o Guerrero quando saiu o primeiro gol do Santos, por exemplo.
    Acho que o lance dos impedimentos sucessivos aconteceu por falha técnica do assistente mesmo. Você já tentou bandeirar um jogo? É pretensão contrária às habilidades humanas.
    Um abraço.

  • Fabricio

    Andre,

    Apesar do primeiro impedimento ter sido por pouco, foi uma bola parada, com 3 jogadores impedidos. Nunca fui bandeira, mas acredito que seja bem mais facil de saber quando o jogador vai chutar ao contrario de um lance de bola rolando. Achei o primeiro impedimento tao facil de marcar quanto o terceiro. Ja o segundo sim, esse muito dificil e totalmente perdoavel.

  • nico gomes

    AK
    Me revolta estes tira teimas de TV , imagens congeladas .
    Tudo é muito duvidoso .Esta fração de segundos ao olho humano não existe .
    Todas as analises sobre este tipo de impedimentos deveriam ser feitas com
    a imagem em tempo real , sem freezes , sem linhas , sem slow motion .
    Pois é isto que ocorre na realidade . e mesmo assim a camera não estará na mesma linha .,
    dos jogadores

    Te garanto que todos estariam em duvida sobre os 2 primeiros impedimentos ,
    e ate do terceiro , pois a regra , diz que o jogador tem que estar atraz da linha da bola
    e de novo ai estariamos falando de centimetros em uma fração de segundo ao olho nu .

    Entendo que depois da cena ridicula do Tite , e sendo o Corintians a repercussão é maior
    mas menos né ,

    passe esta idea pra frente aos seus colegas das TVs …analises somente em velocidade normal
    sem congelar imagens ou linhas , tenho certeza estariamos todos em duvida aqui .

    abs

  • SERA que ninguem ve o que esta acontecendo no meu palmeiras…… enquanto ficarmos com felipão e valdivia, vamos continuar assim, lutando para nao cair, jogando feio e dando vexame atras de vexame…. ACORDA DIRETORIA, vamos colocar um tecnico de verdade e um time decente e voltarmos ao futebol arte dos tempos de academia…ate quando………

  • Miguel Angelo

    Edouard, até concordo com vc. Vi isto em jogos q ninguém disse nada sobre a arbritagem. Porém, ontem, no jogo do Grêmio ficou claro, como eu imaginava, q não foi um erro técnico apenas. O lance foi mais difícil, único e ele acertou precisamente, aliás como sempre. Já na Vila… Parece q ele queria corrigir o q o juiz não conseguiu e se transformou no “bode espiatório”.

  • Manuel

    Interessante seu ponto de vista. Mas, mesmo com Villa, não consigo sentir empolgação com a Seleção Espanhola. Como você bem disse, na Seleção da Espanha a posse de bola serve como arma defensiva. Uma prova é que o time foi campeão do mundo com a menor média de gols da história (me corrija se eu estiver errado). E com o Villa em campo, e fazendo quase todos os gols.
    Acho admirável a competência com que eles retêm a bola e, com isso, tenham total domínio do jogo. Mas, cá entre nós, se estas qualidades fossem utilizadas para fazer gols, seria muito mais divertido.

    AK: Elas são utilizadas para fazer gols. Um abraço.

MaisRecentes

Futilidade



Continue Lendo

Incoerente



Continue Lendo

Sozinho



Continue Lendo