COLUNA DOMINICAL



(publicada ontem, no Lance!)

GLUTÕES

Um terço do Campeonato Brasileiro já está nos livros, e há casos graves de sobrepeso na chamada zona da Libertadores. Índices que deixariam qualquer endocrinologista com os cabelos em pé, considerando seriamente a internação de quatro pacientes: Atlético Mineiro, Vasco, Fluminense e Grêmio.

Os quatro primeiros colocados na tabela estão em descarado regime de engorda. A voracidade faria aquele sujeito que viveu só de comida rápida por um mês comer ainda mais, por depressão causada pela inveja. Ou aquele amigo seu que termina as refeições com a camisa molhada de suor parecer um esotérico que se alimenta de energia. É muita gordura.

Todos eles navegam bem acima da curva de índice de massa corporal. Líder e vice, os mais gulosos, já entraram no território da obesidade. Até mesmo o Grêmio, o “pior” dos quatro, pisa na balança e assusta a todos com seus 67% de aproveitamento até o momento. Cinco pontos percentuais acima do desempenho final dos campeões brasileiros de 2011 e 2010. Atenção: estamos falando do quarto colocado do atual campeonato.

O Fluminense, um pouquinho mais pesado, crava 69% de pontos conquistados. A marca o mantém em terceiro lugar, mas é terrivelmente injusta em comparação com o histórico do campeonato desde 2006, primeiro ano em que o formato com 20 clubes foi adotado. Prepare-se para o peso da informação: o melhor campeão brasileiro de lá para cá foi o São Paulo, no primeiro ano do tri, com aproveitamento geral de 68,4%.

O Vasco já é aquele troglodita capaz de levar rodízios de pizza à falência (conheço alguém que deglutiu 36 pedaços, na fase pré-cirurgia de estômago), o cara que se senta à mesa e faz a cadeira desaparecer. Tem consumido uma quantidade de calorias muito superior ao que se considera alarmante. Um exercício: ao programar o campeonato, técnicos de bons times entendem como ideal ganhar 62% dos pontos disponíveis em cada jogo. Obviamente, não é possível fazê-lo em uma só rodada, mas em duas. Com quatro pontos a cada dois jogos, o percentual é atingido com alguma sobra. O Vasco tem feito mais, ao abocanhar quase cinco pontos a cada seis que disputa, 81% do cardápio. Insano.

E mesmo assim, o Atlético Mineiro é o comensal que exige mais dos garçons. O que entra na churrascaria distribuindo relaxante muscular para os cortadores de picanha. O time de Cuca inverteu a lógica dos exames. Nele, só é possível medir a taxa de sangue no colesterol. Com desempenho de 86%, o Atlético só não ganhou cinco pontos (uma derrota e um empate) até agora. E se não parece possível manter esse ritmo, eis o que deve aterrorizar a concorrência: se o líder somar apenas metade dos pontos que faltam, terminará o campeonato com 70. Nos últimos dois anos, Corinthians e Fluminense foram campeões com 71.

Sim, o resultado final não depende só do desempenho de um único time. E sim, ainda estamos degustando os aperitivos do grande banquete que se estenderá até dezembro. Mas os canapés já acabaram. Os donos da festa temem pelo pior.



  • Anna

    Excelente coluna, como sempre!

  • Ivan Mello

    Olha, eu li a crônica devido ao estilo.
    Mas de forma alguma posso concordar.
    Tem que comer sim.
    Quem não comer agora, comerá de madrugada!
    E se não comer morre!
    Não vamos pedir para Gremio, Fluminense ou Vasco jogem com as estatísticas no sovaco!
    E mais, ainda digo mais, quem não comer agora não chega na Libertadores.
    Será que esse Cafouri também é impregnado pela Corinthísse do pai?
    Fique sabendo q

    AK: Seus problemas com a língua portuguesa são gravíssimos. Procure ajuda.

  • Marcelo David Macedo

    Por textos assim, seu blog é, há anos, leitura obrigatória pra mim.

    Parabéns e obrigado.

    AK: Eu que agradeço. Um abraço.

  • Alberto Pereira

    Ao contrário de anos anteriores, este ano, não existe uma homogeineidade entre os diversos times.Existem times muito fracos, pontuando muito pouco, logo teremos uns 6 times disputando o título, e uns 6 times disputando a descida de divisão, ficando os demais numa zona de relativo conforto.Sorte do flamengo, por exemplo, que com o time atual, se fosse há 2 ou 3 anos, correria sério risco de rabaixamento.

  • CANTIDIO LUIZ ULIVI NETO

    André, vc sabe muito bem que o calculo não é este.O certo é pegar este indice inicial, e comparar com a curva descendente, que qualquer time tem ao longo do campeonato.Comparar inicio de um time com o final de outro , não é matematico, e se for feito ele é estatisco, e não formula final.Pois se existe uma coisa certa no futebol, é a inconstancia,o imponderavel, a incompreensão, a incerta, in,in,in…,in.. , in…

    AK: Não é cálculo, nem exercício. Mesmo porque os times têm várias oscilações ao longo do campeonato. É apenas uma maneira de dizer que os 4 primeiros estão acumulando mais pontos do que é “normal”. E que isso faz com que o Atlético, por exemplo, possa ter um aproveitamento de 50%, a partir de agora, e terminar com uma pontuação que deve levá-lo a disputar o título. Um abraço.

  • Teobaldo

    É fácil explicar a fome do meu time, uma vez que a base é formada por jogadores em fase de crescimento. Veja bem: Marcos Rocha, Jr César, Danilinho, Neto Berola, Bernard, Guilherme. Como (não é do verbo comer, bem entendido) já deixamos de comer a sobremesa em banquetes muito mais fáceis, continuarei com as minhas barbas de molho.

    Seu último parágrafo foi emblemático e a a última frase, muito perspicaz. E ela só serviu para aguçar o meu receio de que os donos da festa (aqueles que se acham os únicos donos, naturalmente) já estejam se mexendo para expulsar o intruso (vide a dificuldade que tivemos para comer o último canapé).

    Um abraço!

  • Matheus Brito

    Quando você fala que “Os donos da festa temem pelo pior”,está falando sobre os times acostumados a chegar e que dificilmente chegarão esse ano, da mídia que pode ter que transmitir mais para o fim do campeonato, jogos sem muito “apelo midíatico”, ou está falando de pessoas que se beneficiam com a chegada constante de determinados times(dirigentes, claro) e já perceberam que estes não chegarão?

    AK: Calma. Estou falando apenas que, com quatro convidados consumindo tanto, a comida pode acabar. Um abraço.

  • Fred

    André, só pra continuar o raciocínio – para aqueles que comentaram a comparação “início de um campeonato com o final de outro”. Após a 13ª rodada, em :

    2009
    1º Atlético 25 pts
    2º Palmeiras 25 pts

    2010
    1º Corínthinas 28 pts
    2º Flamengo 27 pts
    2011
    1º Fluminense 29 pts
    2º Corínthians 28 pts

    2012
    1º Atlético 32 pts
    2º Vasco 30 pts

    ou seja, os times estão mesmo bem mais gulosos esse ano!

  • Danny

    André, acompanho seu blog desde a primeira postagem no ig. Seus textos são sensacionais. Tem uns que eu sou obrigado a recortar das páginas do lance e guardar para sempre ter boas coisas para ler. Mas, por favor, vc podia aumentar o número de portagens para uma por dia. Sei que tem outras atividades, mas vc acostumou mal seus leitores. Não existem tão bons blogs bons para ler como o seu! Vc não tem projetos de escrever livros? Fariam grande sucesso… E para finalizar, a gordura está ficando grande mas tem um time que consegue tirar… O São Paulo já tirou 11 pontos de vantagem em apenas 1 turno. Abraço

  • Lígia Maria

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk muito bom!!
    Mas como a Danny bem lembrou, o São Paulo tirou 11 pontos no ínicio “daquele 2º turno”, tirar 10 em +-um turno e meio, é menos difícil ainda!!! E sempre pode bater uma seca ou uma geada, e a “comida ficar escassa ” e o organismo dos obesos aí citados, ter que queimar gordura!!!Fora os cavalos paragauios que sempre participam do campeonato!! hehe

    saudações e parabéns pelo ótimo texto

  • André, você não acha que os times de cima estão somando pontos demais porque também há muitas equipes ruins na parte debaixo da tabela? Faz muito tempo que não temos tantos candidatos a rebaixamento reais como Atlético-GO, Náutico, Portuguesa, Bahia, Figueirense, Sport… fora as surpresas que vez ou outra ocorrem…

  • André parabéns pelo texto. Estranho mas apetitoso. Será que o Galo será campeão, dadas as informações alarmantes? se ganhar metade dos pontos que faltam e é campeão, está na média campeã dos últimos anos. vamos ver.. o vasco e flu vem forte… os que perderam a liberta nas semifinais me impressionam mais, o vasco se recuperou rápido, flu vem junto mas caiu nas quartas.
    Atlético Mineiro tem pinta de campeão e um Ronaldinho Gaúcho de vantagem, sem contar que comem como se estivessem amarrados desde que são campeões do primeiro brasileiro da história, em 1971.

    Nosso Timão vai usar o brasileiro pra treinar para o mundial, visar ali o G4 e chegar forte contra o Chelsea, que nunca ganhou um mundial, nem disputou. Vamos buscar o BI.

  • Marcos

    Parabens cara,achei sensacional as belas comparações

    VAI CORINTHIANS – CAMPEÃO DA LIBERTADORES INVICTO -2012

  • Sérgio

    André,

    Seus textos estão cada vez melhores, mas você poderia pegar mais leve com os leitores com comentários negativos…ou nem comentá-los!

    Excelente texto, achei muito legal a forma de abordar o tema de uma forma diferente…me fez lembrar quando você “contou” a história de Ronaldo como um triângulo amoroso entre Corinthians, Flamengo e ele.

    Abraços,

  • Eduardo

    Ótimo texto.

  • Matheus Brito

    Bom dia AK,

    Agora entendi. Só uma coisinha, o Teobaldo, que escreveu dia 29 às 15:38, voltará ainda a falar em conspiração anti Galo e pró “eixo” RJ-SP após esse “deslize” da arbitragem no jogo do Engenhão?

  • Marcel de Souza

    Muito boa coluna, sensacional! Rachei de rir com a frase “O que entra na churrascaria distribuindo relaxante muscular para os cortadores de picanha. ” 🙂

    A análise também faz todo sentido. Corre-se o risco do campeonato ficar polarizado muito cedo.

    O que me chama atenção é esse sentimento que os líderes são sempre “cavalos paraguaios”, a maioria das pessoas parece que não estão levando a sério essa campanha sensacional do Atlético e do Vasco. Será que a campanha do Corinthians do ano passado não ensinou nada pra ninguém?!

    1 abraço!

  • Fred

    André,

    Bom texto, criativo e inteligente! Como análise do futebol, vale uma ressalva, as pessoas estão se acostumando, cada vez mais, a se prender somente aos resultados. Sinceramente, não vejo essa superioridade no futebol jogado pelos primeiros colocados. Vários jogos estão se decidindo por erros de arbitragem, vitórias “injustas” com os adversários jogando melhor ou por lances isolados em jogos muito equilibrados.

    A questão do acúmulo de gordura de pontos, com certeza, é importante e pode ser decisiva no final. Mas, o futebol jogado, não apresenta essa gordura técnica e consistente pra dizer que a pontuação corresponde a “realidade” dos times.

  • Reinerio Dantas

    Confesso que a linguagem não me agradou muito, as metáforas deixaram o texto um pouco truncado. Porém, fiquei abismado com a questão de fundo! O último parágrafo me deixou atordoado, principalmente, porque não consigo enxerga o CAM tão superior assim ao resto da tabela. É certo que esse ano estão com um time bem montado, algo que não acontecia, as contratações casaram muito bem com os jogadores vindo da base, mas nada que levasse alguém a apostar nesse brilhante êxito. O resultado impressiona, vez que, a bem da verdade, nenhum dos 4 primeiros NO PAPEL parece ser tão superior assim aos outros grandes times do campeonato. Aliás, pela lógica, o melhor elenco do G4 é do Fluminense… Paradoxalmente não sei se fica corroborada a tese de que “futebol é futebol, não é basquete” ou se estamos vendo exatamente o contrário!

  • Teobaldo

    Prezado Matheus Brito, em relaçao ao meu comentário parece-me óbvio que você “leu o que não está escrito”. (Ah, Ah, Ah). Certamente você, como um grande conhecedor das regras do futebol (e das recomendações da FIFA, também) sabe (???) que o bandeirinha, com o erro dele, salvou o árbitro que não poderia ter dado continuidade ao jogo, pois estava aplicando o cartão amarelo no jogador do Atlético. O lance foi tão absurdo que deveria ter sido totalmente anulado e a bola votado ao Fluminense para que ele cobrasse a falta. Consulte a página 88 do livro de regras e depois volte aqui para o debate. Um abraço.

MaisRecentes

Invasões bárbaras



Continue Lendo

Flamengo 1 x 1 Independiente



Continue Lendo

Relíquia



Continue Lendo