NOTINHAS PÓS-RODADA



Abrindo a décima-segunda…

* O goleiro Magrão foi o maior responsável pelo empate do Sport (1 x 1, no Moisés Lucarelli: André Luis e Marquinhos Gabriel), com duas intervenções espetaculares no segundo tempo.

* Ponte e Sport não vencem há 3 rodadas.

* A rotina de derrotas (Figueirense 0 x 1 Internacional, no Orlando Scarpelli: Dagoberto) do técnico Hélio dos Anjos, ex-Atlético Goianiense, só mudou de endereço.

* Boa partida do jovem Fred, 19 anos, do Inter.

* Uma vitória de virada sobre o Náutico, nos Aflitos (Coritiba 4 x 3: Souza, Robinho, Kieza, Leonardo-2, Pereira e Rico), e com 3 gols no segundo tempo, deve ser suficiente para dizer que o Coritiba está recuperando seu caminho.

* Segunda derrota seguida em casa do Náutico.

* Aos 41 minutos do segundo tempo, Juninho estava na área adversária, jogando-se no chão para deixar Alecsandro em condições de fazer o gol da vitória do Vasco (1 x 0 no Botafogo, no Engenhão). Ídolo.

* Preocupante o número de ocasiões em que a defesa botafoguense, que falhou na jogada do gol, ficou exposta durante o clássico.

* Com um toque de muita categoria, que encontrou a rede lateral, Kleber deu a quarta vitória seguida ao Grêmio (1 x 0 no Fluminense, no Olímpico), e o BR-12 perdeu seu último time invicto.

* A expulsão do atacante gremista foi injusta. Excesso de rigor do árbitro.

* Com 4 gols no primeiro tempo, o Atlético Goianiense (4 x 3 no São Paulo, no Serra Dourada: Marino, Márcio, Patric, Ademilson, Wesley, Jadson e Rafael Tolói) deixou a lanterna.

* Equivocada a marcação do pênalti que originou o segundo gol do Atlético, o que não atenua a atuação inexplicável do São Paulo no primeiro tempo.

* O lance mais bonito da terceira vitória do Corinthians (2 x 0 no Cruzeiro, no Pacaembu: Chicão e Paulinho) em quatro rodadas foi o gol de Paulinho, já nos acréscimos.

* Não entendo que Sandro Silva deveria ter sido expulso pelo pênalti em Jorge Henrique. A falta não merecia cartão amarelo (e essa prática de amarelar todos os que cometem pênaltis é pouco inteligente).



  • Lucas Costa

    André, desculpa fugir do assunto, mas queria entender se a ESPN Brasil HD já esta no ar e como consigo obtê-la. Acabo de ver o Everaldo anunciando durante a programação.

    Está difícil achar alguma informação na internet, e a minha conversa com a operadora já virou conversa de louco!

    Agradeço se puder esclarecer!

    PS: Não vai cobrir as Olimpiadas in loco?

    AK: A informação que tenho é que já está disponível, dependendo da operadora. Sei que não é agradável, mas é preciso insistir. Um abraço.

  • Doug

    Esse Fred do internacional era da base do Galo. Saiu aliciado, por ironia, pelo Assis, irmão do R49, que o levou para o seu time como ponte para o inter. Parecido com o Oscar do SP.

  • Sérgio

    Poxa André, volante dando carrinho pegando só jogador com possiblidade de chute a gol é para cartão amarelo! Sei que é interpretativo e concordo que não se deve nem amarelar só pelo penâlti ou só pelo carrinho, mas a composição do lance me fez acreditar que nada seria mais justo que mais um cartão. Discordâncias a parte, não dá pra entender um lance daquele de um jogador que 12 minutos antes tinha tomado o primeiro cartão!

  • jose roberto

    Sou fã de sua coluna. Sempre leio. Uma coisa a dizer sobre o lance do penalti no Jorge. Se fosse contra o Timão na casa do adversário, tenho certeza que o juiz teria expulsado nosso zagueiro. Abraços.

  • Murilo SC

    Ola Andre, fantastico o juninho no lance do gol do Vasco, mas mais incrivel é a torcida vaiando o Cristovão. Abraços.

  • Edouard

    Fora de assunto: AK, você percebe mudança no seu jornalismo, em termos de maturidade e capacidade de flutuar por vários assuntos diferentes, desde que assumiu o posto de âncora do SC?
    O seu post sobre o Basquete nos Jogos Olímpicos foi impressionantemente bem embasado, assim como algumas abordagens sobre futebol, que têm fugido do lugar comum. Uma resposta sua sobre a forma de jogar do Bernard (do Galo) evidenciou que você “conhece” muito mais do que escreve, quer por falta de tempo, quer por falta de paciência.
    E são qualidades que eu (que acompanho o Blog desde o Blogol…) não notava antes.
    Você poderia escrever sobre F1.

    Um abraço.

    AK: Antes de qualquer coisa, obrigado pela mensagem. Eu acho que é o processo natural de quem gosta muito do que faz e, acima de tudo, dos temas que envolvem o trabalho. Lamento realmente não ter mais tempo, mas esse é um problema que pretendo resolver. Novamente obrigado. Um abraço.

  • anna

    Faltou dizer que o Vasco e lider momentaneamente, Andre. 🙂 grande abraco, anna

  • Concordo plenamente com o Edouard.

    Sobre Juninho, muito ídolo. FATO!

  • santos

    o flamengo so tera conserto se o tecnico Dorival tiver coragem de colocar Vagner love e Renato no banco ,estes dois são os principais problemas no momento do flamengo ,eles não estão acertando nada, e Vagner love so cai, o cara e se jogando o tempo todo, e renovar com os novos jogadores do elenco.

  • Matheus Brito

    Uma das coisas para se prestar atenção no Juninho é que ele podia estar sentado em um baita salário, mas faz questão de receber por jogo. E a impressão que tenho é que seus jogos valem cada centavo pago(atrasado como sempre).
    O pofexô pode estar voltando a velha forma ou é prematuro?

  • Gustavo

    Concordo, Sandro Silva não deveria ser expulso. Afinal, ele não fez pênalti algum.

    O mergulho de Jorge Henrique é evidente pela TV – embora possa não ter sido tão claro assim ao juiz, pelo ângulo em que se encontrava.

    Não podemos sequer cogitar de um futebol no nível europeu enquanto os atletas de saltos ornamentais foram tolerados, legitimados pela imprensa (“fulano cavou o pênalti, foi esperto”) e aplaudidos.

    AK: O pênalti foi claro.

  • Michel

    Acho que nem os jogadores do Cruzeiro reclamaram da marcação da penalidade…

  • Marcos Vinícius

    Acho que o Vasco teve a grata surpresa de descobrir que Cristóvão Borges é um excelente treinador.Mas não dá para entender a torcida. O Vasco se mantém a 37 rodadas do campeonato brasileiro na zona da libertadores,o time é homogêneo,tem padrão de jogo,e só poque ele não tirou o jogador que a torcida queria que saísse (Éder Luis) o homem foi vaiado.Burro,ele? Decididamente não.Mostrou que é uma pessoa equilibrada,inteligente e sensata. Por ter vindo da comissão liderada por Ricardo Gomes e nunca ter treinado time nenhum antes a torcida,parte dela,acha que ele não tem respaldo.Tem sim,e muito.

    Desculpe,mas o que o leva a crer que Juninho “jogou-se no chão”? Houve o contato (legal) com Fábio Ferreira,ele caiu e,sentado,disputou a bola com Antônio Carlos,que falhou duplamente na jogada,pois o ataque nasceu de uma saída de bola errada dele,ganhou a disputa,e,ainda sentado,a passou para Alecsandro escolher o canto e selar a vitória.

    Impressionante a identificação da torcida do Vasco com Juninho,e a recíproca do mesmo.A cena da torcida o ovacionando e ele retribuindo após o fim do jogo foi belíssima. Tomara que ele repense sobre encerrar a carreira no fim do ano.

  • Rodrigo CPQ

    Uai, o Juninho se jogou para dar o passe para o gol… não foi isso?

    AK: !!!!

  • Fred

    André,

    No jogo com o Vasco, a zaga do Botafogo ficou desarrumada no primeiro tempo, mas não levou gol. No segundo, ficou bem, acho que o Bota estava melhor que o Vasco no final do jogo. A vitória do Vasco, justa pelo que foi o jogo todo, saiu de falha individual do Antonio Carlos, não do sistema defensivo. Ele perdeu a saída de bola, num lugar crítico, e depois perdeu dividida pro Juninho caído.

    O problema atual do Botafogo é que quase todos os seus meias, que estavam jogando bem, caíram de produção….Parece que o Osvaldo não sabe, ou não está acostumado, a preparar o time para jogos seguidos. O sistema dele só funciona bem se o time estiver completamente inteiro.

  • alex

    Só uma coisa, o gol do Vasco foi ilegal. O Juninho prendeu a bola com as duas pernas, isso não pode.

MaisRecentes

Acordo



Continue Lendo

Futilidade



Continue Lendo

Incoerente



Continue Lendo