LIBERTADO



Texto editado para a primeira edição do SportsCenter da Espn Brasil, nesta quinta-feira.

______

Qual o sentido de ser livre?

O dicionário fala em “desacorrentado”. E o corintiano entende.

O torcedor mais antigo, aquele que viveu o jejum de títulos que durou 23 anos e acabou numa noite mágica em 1977, entende melhor.

Mas as gerações que não sonharam com o fim do pesadelo, acostumadas a ver o Corinthians campeão, amargaram um outro tipo de seca: faltava-lhes a Copa Libertadores.

Desde 1999, o Corinthians era o único time de São Paulo iludido por um título continental.

Milhões de corintianos sufocados por algo que parecia não ser seu direito. Uma classe que não os aceitava, um altar proibido.

Ser livre é poder sorrir sem restrições, gritar sem condições, sentar-se à qualquer mesa e ter o que dizer, sem medo de ser obrigado a recorrer ao silêncio quando o assunto for… a Copa.

Esta Copa. A Copa do Corinthians libertado, que se livrou da dor de quem quer mas não tem.

Não tinha.

Sim, a Copa se olha e se toca. se ganha, se levanta, se beija, se mostra.

O sentido de ser livre é não precisar de mais nada, para simplesmente ser.

Isso, o corintiano também entende.



MaisRecentes

O início



Continue Lendo

Desconforto



Continue Lendo

Irmãos



Continue Lendo