MAIS LINKS DA LIGA



O técnico Roberto Di Matteo disse que somente “duas partidas perfeitas” classificariam o Chelsea para a final da UCL.

Uma já aconteceu. Em Londres, os ingleses venceram por 1 x 0 e terão a vantagem do empate na próxima terça-feira, no Camp Nou.

As estatísticas da partida estão aqui, e mostram completa superioridade do Barcelona em todos os aspectos do jogo, menos o único que aparece no placar. Futebol é assim.

Mais do que os 72% de posse de bola na casa do adversário, impressiona o número passes (que não estão no site da Uefa) trocados pelos visitantes: 803, quase quatro vezes mais do que o Chelsea (250).

O time inglês foi escalado de forma a povoar o meio de campo, Messi recebeu excelente – às vezes tripla – marcação e a dupla de zaga formada por Terry e Cahill quase não falhou.

Era incrível a parede azul formada na frente da área de Cech, exemplo do que se chama de “estacionar o ônibus” na defesa.

O gol de Drogba, finalizando um contra-ataque (Messi perdeu a bola) em que Lampard e Ramires foram perfeitos, saiu no único chute no alvo do Chelsea em todo o jogo.

Não há nada de errado em assumir uma postura totalmente defensiva diante de um adversário como o Barcelona. Desde que se entenda que não há como enfrentá-lo – ou seja, que um time não possui jogadores para tanto – de igual para igual.

O Real Madrid merece ser criticado por atuar assim. O Chelsea, não.

A estratégia é arriscadíssima, mas de quando em quando funciona. Foi o que aconteceu nesta quarta, quando o Barcelona chutou duas bolas na trave, perdeu chances por preciosismo e mostrou-se impaciente.

No conceito de “partidas perfeitas” de Di Matteo, é evidente que há uma esperança de que o Barcelona não consiga produzir como de costume.

Não apenas uma vez, como vimos. Mas duas. E a segunda, no Camp Nou, onde é mais difícil “estacionar o ônibus” do que em Stamford Bridge.

E onde o Barcelona só não fez gols em um jogo nesta temporada.



  • Marcos Vinícius

    Não acho que o Chelsea tenha feito uma partida perfeita. O que aconteceu foi que o Barcelona não foi tão eficiente,perdeu gols que normalmente não perderia. Só um time fez sua parte hoje.

    AK: Perceba a diferença entre uma “partida perfeita” e “fazer uma partida perfeita”. Um abraço.

  • Sidney

    André,

    Além do ótimo jogo de defesa o Chelsea o fator sorte foi predominante. Os erros da defesa foram compensados por azar nas bolas jogadas na trave e também na incompetência na finalização como nos casos de Busquets e Sanches. Acho muito difícil isso acontecer novamente, pro Barça atual o jogo perfeito as vezes não significa nada sem uma boa porção de sorte, como foi hoje.

    Abraço

  • Thiago Mariz

    André,

    assisti apenas ao segundo tempo do jogo e algo me chamou atenção, embora não seja minha intenção justificar a derrota do Barcelona ou nada disso. Foi apenas a reflexão de um torcedor irritado. A defesa do Chelsea estava perfeita, sim. O bloqueio no meio-de-campo foi absoluto. Mas me incomodou a “estratégia” utilizada pelos jogadores do Chelsea (desde Drogba até os zagueiros) quando Messi tentava as suas arrancadas: derrubá-lo. Ao menos para mim, era visível que era essa a estratégia. Ficou visível que isso era proposital quando, numa das tentativas, dois marcadores chegaram muito atrasados, mas mesmo assim deram o carrinho, sendo que um deles chutou duas ou três vezes Messi, até derrubá-lo. E ele estava no meio-de-campo, com vários jogadores do Chelsea ocupando a região.

    A minha reflexão foi: existe algum outro esporte em que o infrator seja tão beneficiado como no futebol? Incomoda-me a atitude de jogo do Chelsea, incomoda-me o time abdicar de ter a bola, incomoda-me a aparente “covardia”, mas tudo isso tem um sentido e eu, talvez, faria o mesmo em tal situação. Mas me TIRA DO SÉRIO a utilização da infração como, praticamente, o único meio de interromper uma determinada jogada da equipe adversária. Isso acontece apenas, porque, ou a regra não contempla esse tipo de atitude, ou os árbitros são extremamente coniventes e acabam auxiliando a perpetuação de tais “táticas”.

    Mais uma vez, não tenho intenção de justificar a derrota do Barcelona. Fiquei apenas com essa dúvida e gostaria, se possível, que você manifestasse sua opinião, André. Existe algum esporte mais benéfico ao infrator?

    Perdoe o comentário longo.

  • Alessandro Quitério

    André, achei o texto excelente.

    Mas, em defesa do amigo Marcus Vinicius acima, existe diferença entre “Roberto Di Matteo disse que somente “duas partidas perfeitas”…” e a primeira frase do parágrafo seguinte “Uma já aconteceu” ???

    Um abraço.

    AK: O fato de uma partida ter sido perfeita para você não significa, necessariamente, que VOCÊ FEZ uma partida perfeita. Um abraço.

  • Rafael Wuthrich

    E sobre o puxão de Puyol em Terry, nada?

    AK: Nada.

  • Marcos Vinícius
  • Marcos Vinícius

    Não há diferença. É só ler a frase toda,e interpretar corretamente.

    AK: Meu Deus do céu….

  • Juliano

    Bom… pra vir aqui comentar agora depois do resultado dos primeiros jogos é fácil! Mas, ficou bem menos impossível um final entre ingleses e alemães, contrariando a lógica e o melhor futebol.

    O Chelsea não tomou gol, e essa vantagem é muito boa! “Achar” um gol no Camp Nou pode classificar de vez os azuis e, se o Barça não conseguir logo seus gols, o fator tempo vai pesar obrigando o time se lançar ainda mais ao ataque. O Chelsea já provou que é bom de contra-ataque.

    Porém, como bem lembrou o AK, o Barça só ficou sem marcar uma vez em seu território este ano. Vou além, acho difícil esse time ficar duas partidas seguidas sem balançar as redes, independente de onde seja a disputa. Felizmente temos duas semi-finais completamente abertas. Os jogos de volta serão de arrepiar. Sempre lembrando que, dois dos semifinalistas se encontram neste fim de semana em jogo que vale muito no seu campeonato nacional, no que é hoje o maior clássico do futebol de clubes. Irão com força máxima? Belo momento da temporada, este.

    Olhando para o elenco dos quatro semi-finalistas do que é a maior competição de clubes do planeta, vemos poucos brasileiros, nenhum deles é protagonista. Luiz Gustavo no Bayern, Ramires no Chelsea, Daniel Alves no Barça e Marcelo + Kaká no Real Madrid não são os principais jogadores de seus clubes. Titulares sim, mas não insubstituíveis. Pode não significar nada, mas pode significar uma lacuna de uma geração que teve Rivaldo, Ronaldo, depois R. Gaúcho e Kaká, para esta geração ainda promissora de Neymar, Ganso e Lucas.
    Qual foi o último brasileiro “dono do time” em um clube europeu no passado recente? R. Gaúcho no seu auge no Barça, certamente, Kaká no Milan, talvez. Mais alguém?

    Dito isso, me impressionam aqueles que negam a qualidade diferenciada de PHG, que pode sim, amanhã, ter uma posição muito importante em um grande clube europeu.

    Se Kaká não entrar em campo no fim de semana ou no jogo da volta, penso que deverá procurar novos ares. Ele precisa é jogar. Claro que o futebol francês não é o ideal, não é a tal “vitrine”. Mas isso não importa, não importa mesmo. O PSG é um bom time e, MM convoca jogadores que atuam em escolas muito menos expressivas e times muito menos importantes, onde o nível é bastante fraco. O próprio R. Gaúcho está cansado de ser convocado, por suas atuações contra os potentes times do campeonato carioca. Ficar no banco, tanto tempo, não dá mais.

    Abraço!

  • Bruno

    André, como disse anteriormente, o Barça esta num Declinio técnico os outros times aprenderam a jogar contra ele, suas jogadas ofensivas se tornaram muito “caprichosas”, ou como Casagrande disse, ás vezes, eles enfeitam demais um lance, por isso, digo, o Barça se passar pelo Chelsea o que acho dificil, naõ deverá conseguir o Bicampeonato da Liga…
    Tenho como base os ultimos resultados: Eliminou o Real Madrid na Copa do rei, MAS, passou o maior sufoco no Camp Nou, e a arbitragem foi muito criticada…
    Eliminou o Milan na Champions, MAS, novamente a arbitragem foi muito questionada e com um agravante o Barça mostrou-se muito inseguro na defesa…Vide que no primeiro ataque produtivo o Milan conseguiu o empate, fato que repetiu-se hoje contra o Chelsea..

  • Bruno

    Em minha opinião, falta ao Barça, um centroavante de área que possa aproveitar as inumeras jogadas de linha de fundo de Daniel Alves e Iniesta, alem de um lateral esquerdo porque com Adriano não dá.
    No inicio da temporada falava se em Lorente do Bilbao, acabou não se concretizando, uma pena, pois, se encaixaria muito bem nesse time que está carente de um centroavante alto que seja bom cabceador.

  • Athila Marques

    o jogo foi feio, hoje… houve um blitz azul… o time do chelsea achou aquele gol…
    mas não creio que irão suportar a pressão. Qnd o barça abrir o placar no camp nou, tudo munda.. a partida ficar aberta, e ai onde vai aparecer falhar no sistema defensivo do time inglês, ai companheiro já era…

    Uma ressalva, o time do barça merece um ataque ao menos com 50% da categoria do MESSI, pq Alex e o villa… são fracos…

  • Paulo Pinheiro

    O erro de Messi, que gerou o contra-ataque do Chelsea deve fazer alguns críticos refletirem.

    Lembro quando no jogo Olímpia 3 x 2 Flamengo o R10 foi criticado por ter perdido uma bola no meio campo, que gerou um contra-ataque, que gerou um escanteio, que gerou um gol (ufa… cansa falar isso tudo pra ligar uma falha de um craque a um revés). Na época o R10 foi crucificado.

    Hora de refletir se esse tipo de jogada é sinal de quem “não está jogando nada” ou se é simplesmente o preço de ser o principal articulador da equipe. Tendo que iniciar a maioria das jogadas, é natural que você perca mais a bola do que seus companheiros.

  • Edney

    Olá Andre,
    Sua avaliação foi precisa. O Barça pecou pelo preciosismo em alguns lances, e outros ficam na conta da sorte…mas ela também existe e até as vezes acompanha o próprio Barça… veja que aquele cruzamento do Ramirez passou pelo único trajeto possível para encontrar o Drogba.. eram 3 do Barça..
    Ainda assim, acho que tanto Barça como o Madrid tem plenas condições de reverter.
    Duas coisas que queria comentar. Falamos muito sobre aquele penalti polêmico contra o Milan e a situação de que ele não interferiria no resultado final, dada a superioridade do Barça. Pois bem, ontem tivemos um exemplo claro do que é o futebol. Mesmo superior, perdeu. Se o árbitro tivesse apitado um penalti inexistente, isso não traria a Justiça à situação.
    Outra coisa é que as vezes acho que alguns jogadores do Barça exageram nas reclamações. Messi sofre muitas faltas, é verdade. Mas jogadores como Dani Alves, Puyol, Mascherano, Busquets, em qualquer lance estão erguendo os braços, gritando, pedindo faltas, cartões.. e NUNCA admitem suas entradas violentas ou faltosas..
    Enfim, o Barça é o fenômeno recente e é o time a ser batido, mas por causa de alguns correm o risco de se tornarem tão chatos como o Mourinho e alguns dos seus comandados… deveriam aprender com a elegância do Guardiola.
    Um abraço,
    Edney

  • Acredito que o Barcelona tera que fazer 3 gols, porque tenho a impressao que o Chelsea ira marcar um gol

    Abs

    Cleber

  • Caio

    Acho difícil o Chelsea ter outra partida perfeita como a de ontem. O Barça criou chances claríssimas (pelo menos 3) e as desperdiçou. Imaginando que semana que vem eles criarão mais ainda, é pouco provável que a bola não entre de novo.

    Mas, a pesar de ontem ter parecido xadrez, é um jogo de futebol.
    É esperar pra ver. E meu palpite ainda é Barça.

  • Magnus

    Impossível imaginar outros placares que deixassem as partidas de volta mais interessantes.

    Foi pênalti naquele drible lindo do Iniesta?

  • Foi um jogaço. Parabéns ao Chelsea pela aplicação.

  • Dyl Blanco

    Estatísticas não podem traduzir realidades. Mas podem levar a fenomenais enganos. Hitler foi um exímio manipulador de estatísticas. Talvez o que aconteceu ontem com o Barcelona sirva para se aprimorar alguma coisa. Contabilizar aquela infinidade de passes trocados monotonamente antes de partir para a ação efetiva é um grande engano. O Chelsea ficou olhando esse passes inúteis sem se abalar, com todos os jogadores concentrados em ocupar seus espaços defensivos, aguardando o início do combate. Traduzir isso em superioridade foi um desses fenomenais enganos, como comprova o placar do jogo.

    AK: Entendimento equivocado do tipo de futebol que o Barcelona pratica, e do que aconteceu ontem. Um time que chuta 24 vezes ao gol (duas na trave) consegue marcar na gigantesca maioria das partidas. Um gol, e a conversa sobre monotonia ou falta de eficiência estaria dormindo. Falar sobre isso é analisar simplesmente o resultado. Um abraço.

  • leonardoatleticano

    André, o Barça é fantástico, não há dúvidas, mas não está exgerando na idéia de só fazer gol de placa? Não se vê um chute de longa distância, não se vê uma finalização de bico, não se vê uma trombada com os zagueiros. Pode não ser plástico e agradavel, mas ter todos os recursos é necessário para um grande atacante e um grande time.
    Quantas bombas de fora da área e gols de bico ja decidiram jogos fantásticos, o barça está se limitando a dar show, só ganhar não basta, e as vezes a coisa tem que ser na marra.

    AK: Fato. Um abraço.

  • Honestamente não me lembro de ter visto o Messi jogar tão mal como ontem…

    Nem na Seleção Argentina ele teve atuação tão pífia…

    E quando não é pra p*##@ da bola entrar, não tem jeito! (Né Sánchez?)

    Que saudade do Villa!

  • Massara

    Drogba descascou o time do Barça o jogo todo. Ele, Lampard e Terry sabem jogar esses jogos.

    Gosto muito do futebol do Ashley Cole.

    Ramires fora da seleção? Sério?

    Do lado catalão ninguém se destacou.

    Promessa de jogaço na volta.

    Abs.

  • Daniel

    Olá André, bem o assunto não é o do tópico, e sei que você trabalha para a Espn, mas a questão é que estou “desesperado”, você sabe dizer se algum canal vai transmitir Barcelona X Real Madrid esse sábado (21/04)?
    Abcs.

    AK: Sky. VT na ESPN Brasil, no domingo às 23h15. Um abraço.

  • Ramon

    Espero que o jogo da semana que vem não seja outro Barcelona X Inter de Milão na mesma semi da UCL em que apenas o Bacelona jogoou(embora não tenha se classificado). Esse tipo de jogo é uma chatice.

  • RENATO

    Concordo com Leonardoatleticano, o Barça é fantástico mas não é perfeito.
    Um clube com o potencial financeiro como esse, tinha que ter no banco uma opção para quando “a bola não entra”…um pivozão(top) bom na bola aérea e no jogo de porte físico.
    Abraço.

  • Anna

    Muito boa essa definição do ônibus estacionado. Era a única maneira de se tentar parar o Barça que esteve num dia em que tudo deu errado. Pode ser que o Chelsea não consiga no Camp Nou essa façanha, mas vale a tentativa. Quem sabe o raio não cai duas vezes no mesmo lugar?

  • Marcelo Morais

    Destaque-se a precisao cirurgica do Chelsea. Um chute a gol, um gol. E na ultima jogada do primeiro tempo. Jogo eletrizante. Estava tenso ateh o ultimo instante dos acrescimos do segundo tempo – mesmo nao sendo torcedor (admirador certamente) do FCB. Aquela bola na trave serah uma das jogadas que marcarao minha memoria futebolistica. Muito bom poder testemunhar esse time do Barcelona. Um daqueles esquadroes que ficarao em nossa memoria mesmo (ou principalmente) quando perdem uma partida.

    Acho dificil o Chelsea ser tao preciso quanto ontem no jogo de volta. Certamente, o caminho do FCB ateh a final serah mais tortuoso do que eu imaginava.

  • Teobaldo

    “Quer saber de uma coisa? Eu sempre achei esse tal de Barcelona fraquíssimo… pura invenção da imprensa, em especial o AK associado a um bando de jornalistazinhos comprometidos em nos enganar; nós que temos os melhores jogadores, os melhores times e o campeonato mais equilibrado do mundo. E o resultado de ontem prova tudo que eu escrevi”.

    Bem, como ninguém escreveu algo parecido com isso aí em cima, tomei a liberdade de fazê-lo. Não precisa nem comentar…

    Um abraço a todos!

  • leonardoatleticano

    André, o Brasil tem bons goleiros, no jogo de ontem vimos dois bons laterais, um volante moderno e no chelsea ainda tem um renomado David Luís, o Thiago Silva é um monstro na Itália. no meio temos o festejado Ganso, o renascido Kaka, no ataque temos o Neymar que muitos já o estão comparando com Messi ( eu nunca) , temos ainda o Damião, Hulk, e outros muito bem falados. Você não acha que a paciência com o Mano está em níveis jamais vistos? Fosse ele treinador de um clube médio no Brasil, com seus resultados, já teria rodado.

  • Conforme dito acima, falta ao Barcelona um chutador de meia distância, similar ao Alex (Corinthians)…

    Por D10S, não disse o o Alex jogaria no Barça, hein?

    Mas fiquei imaginado o goleiro adversário, com aquele monte de gente à sua frente, companheiros e adversários… e alguém dá um petardo de fora da área…

    Não tem Santo que chegue na bola! Visão totalmente bloqueada!

    Acontece que Xavi é o cara que pega essa bola de frente à grande área, geralmente… e ele sempre prioriza a assistência…

    TALVEZ seja por esse motivo que o Barça está atrás do Van Persie, concorda André?

    AK: É por aí. Um abraço.

  • Paulo

    Belo post André!
    Te acompanho sempre que posso e digo que tens muita qualidade..parabéns!
    Agora..achei um belo jogo e fiquei triste pelo placar…rs mas é futebol.
    Mas de tudo mesmo o que eu lamentei mais foi que o Messi não teve uma chance de gol no jogo; todos em que tentou chutar foi bloqueado. Estou certo?
    Abraço!

  • Ado Marcelo

    André tem duas maneiras de enfrentar o Barcelona.

    Uma maneira vimos ontem, jogar como time pequeno especulando uma bola parada ou gol achado, e, como você mesmo disse, vez ou outra dá certo.

    A outra é adiantar a marcação para um combate frenético no meio de campo, o esquema seria 4-6-0. O Barça gosta de jogar no campo do adversário e para compactar o time a defesa deles precisa subir até a linha de meio campo, setor onde moram xavi e iniesta. O combate tem que ser feito ali para ter essa roubada mais próximo do gol deles, a zaga do barça é lenta.
    O que os times erram ao fazer é recuar demais, pois aí quando conseguem roubar a bola o time todo do barça abafa a jogada para não ter contra ataque. Não é nem difícil esse abafa já que estão todos ali mesmo no campo adversário.
    Tente sair jogando da defesa quando 21 jogadores estão numa metade do gramado.
    É identificar o que o adversário gosta de fazer e inibir, tirar eles da zona de conforto que é o passe no meio campo.

  • Marcos Vinícius

    “Temos que fazer duas partidas perfeitas” (O time)

    “Uma foi feita hoje” (Pelo time)

    ” O fato de uma partida ter sido perfeita para você não significa, necessariamente, que VOCÊ FEZ uma partida perfeita.” (Futebol é esporte coletivo)

    Rapaz,estou começando a achar que o significado de algumas frases suas transcende o conhecimento humano.

    AK: Meu Deus do céu… (Estranho…muito estranho…)

    AK: Por favor, leia o que EU escrevi mais uma vez. Se a ficha não cair, desista. Um abraço.

  • Thiago Mariz

    Ado Marcelo,

    na minha opinião, é uma tática suicida. Tudo bem, imaginemos que os 6 do meio de campo façam marcação pressão no campo do Barcelona (afinal, se for menos, não é pressão). Realmente, tornaria difícil a saída. Entretanto, não seria impossível. E, na hora que passasse, você teria um time com menos jogadores de marcação do que do ataque do Barcelona. Eles fazem um estrago quando tem 5, 6, marcando 2, imagine “mano a mano”. Não, o Barcelona não iria trazer todos para o campo de defesa para sair jogando, pois eles não precisam disso. Se você observar, eles jogam com aproximadamente 3 jogadores ao redor da bola e movimentando-se com passes curtos. Saindo dessa barreira, fim.

    Outro engano: imaginar que a defesa do Barcelona não sabe sair jogando. Às vezes gostaria que mostrassem jogos do Barcelona de Rijkaard para rever Puyol. É outro zagueiro, em termos técnicos.

  • Bruno

    É impressionante como alguns jornalistas conseguem ser tão parciais na análises de jogos…Especialmente quando o Barcelona joga….
    Segundo as análises desse jornalista o Barça nunca joga mal (time perfeito), quando perde é porque o adversario fez uma excelente partida, não tem ponto fracos e o mais importante para ser derrotado os adversarios necessitam de partidas perfeitas…a que ponto nós chegamos…Lamentavel…o nível do jornalismo brasileiro..

    AK: Só há uma coisa pior: o nível de certos comentários em blogs. Não sei de quem você está falando. Se é de mim, recomendo um novo processo de alfabetização. Se não é, comentou no blog errado. Um abraço.

  • Magnus

    A diferença entre ter e fazer uma partida perfeita é mais do que simples: um time pode ter uma partida perfeita (ganhando de um a zero do Barcelona), contando com erros do adversário, erros da arbitragem, etc.

    Digamos que o árbitro tivesse marcado um pênalti naquele lance do Iniesta. Messi cobrasse e o goleiro defendesse. O Chelsea teria feito a partida perfeita? Não, pois errou ao cometer o pênalti. Teria tido uma partida perfeita? Sim, ganhou de um a zero do melhor time do planeta.

    AK: Gênio!!!!!! Um abraço.

  • Bruno

    Um Blog é um espaço ideal para vc expor suas opiniões e conhecer opiniões alheias as suas contrarias ou não, se vc não está preparado para opiniões contrarias as suas, sugiro que não utilize o blog, pois, o objetivo dele é exatamente esse, que ocorra uma interatividade maior com o leitor..
    Sugiro que vc faça terapias para diminuir ser nivel de agressividade.
    Abraço.

    AK: Vamos combinar o seguinte: eu faço a terapia e você resolve seu problema de memória. Passei boa parte da manhã do último sábado respondendo uns 10 comentários seus, todos discordantes (apesar das mudanças de assunto e ausência de argumentos). VOCÊ é testemunha de que o que escreveu acima não é verdade. Acostume-se ao debate ou deixe, você, de utilizar blog. A opção é sua, não minha. Um abraço.

  • michel gama

    André,

    Onde compra essa tonelada de paciência?
    Porque não é possível que ela tenha nascido contigo.
    Preciso da fonte, não tenho 10% da sua capacidade de repetir explicações de textos tão claros.
    Continue o trabalho, não desanime, é um dos melhores a tratar de futebol no país.

    Abraço.

    AK: Eu não deveria revelar, mas ela vem do Tibet, por contrabando. Obrigado e um abraço.

  • Bruno

    “Passei boa parte da manhã do último sábado respondendo uns 10 comentários seus, todos discordantes (apesar das mudanças de assunto e ausência de argumentos). ”
    Um Blog serve exatamente para que? Para tratar de assuntos variados não???
    Não são exatamente vcs jornalistas, que dizem que uma informação importante, não precisa necessariamente ter sua FONTE revelada?
    Abraço, André, admiro muito seu trabalho.

MaisRecentes

Feliz Natal



Continue Lendo

Mudar o meio



Continue Lendo

“O PF dos caras”



Continue Lendo