OS LINKS DA LIGA



O Bayern impôs ao Real Madrid de José Mourinho sua segunda derrota em 23 jogos de UCL: 2 x 1.

O resultado significa que o time espanhol terá de vencer o jogo de volta por 1 x 0, ou, se sofrer gol, por dois de vantagem.

Franck Ribéry, autor do primeiro gol alemão, resumiu bem a situação do Bayern no Santiago Bernabéu: “temos de marcar quantos gols o Real Madrid marcar”.

Falando nisso, um empate com gols era exatamente o que o Madrid pretendia em Munique. Em termos de escalação e postura, a ideia ficou evidente.

Tudo ia nos conformes para os espanhóis até os 44 minutos do segundo tempo, quando Lahm tirou Coentrão (inexplicável) para dançar do lado direito e cruzou para o gol de Mario Gomez.

Boa atuação do árbitro inglês Howard Webb. Mas é lógico que o jogo teve lances questionáveis (afinal, a presença de Mourinho é garantia de reclamação).

O Madrid fala de impedimento de Luiz Gustavo no primeiro gol. O Bayern reclama de um pênalti em Gomez e da não expulsão de Marcelo.

Os lances estão aqui e, de todos, entendo que Webb falhou apenas ao não mostrar o vermelho para o lateral brasileiro.

Para quem gosta do Bayern, otimismo contido. Para simpatizantes do Real Madrid, confiança na virada. Para quem simplesmente quer ver um jogão na próxima quarta-feira, o placar da ida não poderia ter sido melhor.

Já me arriscando, não acredito num 1 x 0 para o Real Madrid em casa. A defesa pouco confiável cedeu 20 gols em 26 jogos no Bernabéu nesta temporada.

Na quarta que vem, o problema dos merengues não será fazer gols (eles fazem, e muitos).

Será não levar.



  • Paulo

    A escalação e a postura do Real Madrid devem mudar para a partida de volta. O time precisa ter mais a bola, agredir o adversário e ter os melhores jogadores em campo. Coentrão é um fenômeno inexplicável neste time, sem falar em Arbeloa e Khedira. Ambos não sabem o que fazer quando tem a bola e são lentos demais. É utópico, mas como eu gostaria de ver Marcelo e Sahin ou Granero na partida de volta. Apesar de não ser um gênio, o espanhol foi muito bem quando jogou como titular pelo time merengue, no período que Khedira esteve contundido.

  • Roberto Junior

    André, antes o jogador brasileiro era o que decidia. Agora é o que bate. Lamentável a entrada do Marcelo no Müller. E, por não ser atitude inédita, ele deveria ser advertido por Mourinho.

    Para a volta, creio que tudo depende da postura do Bayern. Não pode se encolher pra não virar presa fácil.

    Amanhã é dia de Messi…

    Abraço!

  • alexandre

    “alexandre disse:
    24 de setembro de 2011 às 15:06

    Oi André, gostaria que você comentasse por favor a respeito da vinda bilionária do evento norte americano ufc, sua alavanca nos clubes de futebol, seu fanatismo e efeitos no inconsciente coletivo brasileiro.
    Obrigado
    Abraço

    AK: Nada jamais será tão popular quanto o futebol por aqui. Permaneço sem intenção de abordar o tema. Desculpe. Um abraço.”

    André, assista o Observatório da Imprensa hoje. Você como jornalista esportivo tem quase obrigação de abordar o tema.
    Abraço

  • Marcos Vinícius

    Na momento do primeiro gol do Real,tinha um monte de gente na frente do Casillas,inclusive o brasileiro Luiz Gustavo,que pula quando percebe que a bola vai em sua direção. De fato o jogador estava impedido,mas ele não participa da jogada. O vilão da jogada foi o Sérgio Ramos,que errou o tempo da bola e deixou ela livre pro Ribéry. Não torço pra nenhum dos quatro times,o que torço é que tenhamos bons jogos. Mas acho que o Real tem mais bala na agulha que o Bayern. Pra mim,passam os merengues

  • Leonardo Lopes

    Acho que vai ser igual ao embate entre Bayern x United em 09/10. Os alemães farão o necessário para classificar, mesmo se perderem.

    E parabéns pela análise. A melhor que li até agora. Incrível como muitos da ESPN (e eu gosto de todos no geral) colocam o Madrid MUITO favorito ainda!

    Abraço.

  • J. Fernandes

    Para mim, Marcelo deveria ter sido expulso. Idem ao Coentrão, que deveria ter levado um amarelo no segundo tempo + um amarelo q levou no segundo. Penalti claríssimo do S. Ramos no Mário Gomes (deu uma voadora). Enfim …. viva o Real…. que reclama das arbitragens mas, mas q todos, é beneficiado por elas.

  • Edney

    André, está cada vez mais claro que o Madrid passa por uma crise de identidade. Mourinho fez o esquadrão merengue refem de seu defensivismo. Optar por Coentrão e Di Maria apenas pelo aspecto marcação ? Deu no que deu… o Madrid não jogou, pois não haviam opções dado o elevado número de jogadores do Bayern na marcação.. alguns bons lances do Benzema (pra mim o melhor do Madrid ontem).. um CR extremamente marcado, e Di Maria e Ozil completamente ausentes do jogo… isso sem falar na inexplicável apatia do Xabi Alonso. Não deu (ou melhor, até dá) pra entender ele não utilizar o Kaká.
    Na verdade o Real achou o gol pois não fez por merecer. O castigo no final foi bem merecido, especialmente por nascer nas costas daquele que devia ser o grande marcador do Lahm.
    A virada é possível, mas será sofrida. Como bem disse, a defesa é uma peneira e cede gols em profusão, mesmo jogando no Bernabeu. So mesmo se CR7 estiver inspirado e o mister special tiver uma amnésia e colocar o time pra frente…
    Abraço
    Edney

  • Juliano

    Se os lances polêmicos fossem invertidos, queria ver como Mourinho estaria reagindo (se não fossem dados os pênaltis para o Real e se um jogador do Bayern não tivesse sido expulso).

    O Real faz uma bela temporada, faz uma avalanche de gols e tem feito de tudo pra ser tão forte como é o Barça, mas ao seu estilo. E se aproximou muito bem, o título espanhol parecia garantido e estava muito bem na UCL. Agora, neste ponto tenho a impressão de que o Real pode perder para si mesmo, no fator psicológico. Começou ontem, e tudo vai depender de como vão absorver a derrota, e isso terá influência direta no clássico do fim de semana. Se perderem pro Barça, a cabeça vai para o espaço, e o fator psicológico fica em frangalhos, e isso terá também influência no jogo da volta. Ficaria, neste cenário, iminente que o Real deixaria escapar o título espanhol, mesmo ficando ainda 1 ponto à frente do rival. E assim, uma temporada poderá ir pelo ralo.
    Mas, para que este cenário não ocorra, o Real precisa saber absorver a derrota e controlar os nervos. Novamente, a impressão que tenho daqui, é que o psicológico deles é bastante frágil. Aguardemos.

    Diante de todas as qualidades comentadas acerca do fenomenal time do Barcelona, esta é uma que nem sempre é citada: eles têm confiança, e controlam muito bem seus nervos. É visível na postura deles.

    Kaká tem alternado entre jogos muito bons com jogos apagados. Mas, será que ontem ele não teria lugar naquele meio campo? Conviver com gente como Mourinho não deve ser fácil!

    E concordo com o AK. Uma defesa formada por Pepe e Sergio Ramos sinceramente não pode ser levada a sério. O Barça mesmo, não leva!

    Vamos ver como o Chelsea vai se virar hoje às 15h30.

    Abraços!

  • Não achei tão boa a arbitragem de Webb não. Na minha opinião Sergio Ramos deu duas entradas durissimas e levou apenas um amarelo. Se ele fosse expulso, Coentrão e Marcelo teriam se segurado. Mas de qualquer jeito a entrada de Marcelo passou impune.

    E no lance em Gomez, foi muito pênalti. Os zagueiros merengues no ânsia de tirar a bola, chutaram tudo, inclusive a perna esquerda de Gomez. Sem querer, mas com falta.

    No fim, concordo contigo André, o resultado foi ótimo porque fará o jogo em Madrid ser outro jogão..

    Abraços,

  • murilo sc

    Ola Andre, desculpe-me sair do assunto do post, mas gostaria de sua ajuda pra ver se não estou enganado sobre a eleição do novo vice presidente da CBF para a região sudeste. Marco polo del Nero concorre com o Zagalo, vence com os pés nas costas. Marin pede licença e assume novamente o vice mais velho, sendo o proprio Del Nero? Acho que eles não seriam capazes de uma manobra dessas voce não acha Andre? E eu ainda não sei porque nao desisto. Abraço Andre parabens por seu trabalho e sucesso.

  • Marcelinho

    André,

    Antes da partida de ontem, eu acreditava mais numa final espanhola e até mesmo na conquista do título pelo Real.

    Os madrilhenos, para mim, jogavam mais regularmente, confiante e precisos. Mas a postura ontem me assustou. Você acha que foi reflexo apenas das circunstâncias do jogo, pelo domínio dos alemães, ou o jogo do Real não encaixou? O jogo do século (Superclássico na final) está mesmo comprometido hein!

    Abraços,
    Marcelinho.

  • Bruno

    André, pode anotar ai, O Bayern Vai levar essa Champions, pois esta jogando um futebol mais consistente, o Barça joga um futebol ofensivo, mas está um declinio técnico, que poucos notaram.

  • Cesar

    Esse juiz que apitou ontem é o mesmo da final da Copa de 2010 (Espanha e Holanda), certo…
    Lembram que lá o pau cantou à vontade e ele não fez nada para coibir os pontapés… Pra mim, ele é fraco…. Se aquele pontapé do Marcelo não é para expulsão, então não entendo mais nada desse jogo…

    Abraço.

  • Thiago Magalhães

    Disse tudo André!

  • M. Silva

    Para mim, o juiz errou nas três jogadas. No lance do primeiro gol do Bayern, achei que houve impedimento, o lance do Mario Gomes foi pênalti, e nem o Marcelo deve ter acreditado que não foi expulso.

MaisRecentes

São Paulo joga, Corinthians soma



Continue Lendo

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo