OS LINKS DA LIGA



O Bayern impôs ao Real Madrid de José Mourinho sua segunda derrota em 23 jogos de UCL: 2 x 1.

O resultado significa que o time espanhol terá de vencer o jogo de volta por 1 x 0, ou, se sofrer gol, por dois de vantagem.

Franck Ribéry, autor do primeiro gol alemão, resumiu bem a situação do Bayern no Santiago Bernabéu: “temos de marcar quantos gols o Real Madrid marcar”.

Falando nisso, um empate com gols era exatamente o que o Madrid pretendia em Munique. Em termos de escalação e postura, a ideia ficou evidente.

Tudo ia nos conformes para os espanhóis até os 44 minutos do segundo tempo, quando Lahm tirou Coentrão (inexplicável) para dançar do lado direito e cruzou para o gol de Mario Gomez.

Boa atuação do árbitro inglês Howard Webb. Mas é lógico que o jogo teve lances questionáveis (afinal, a presença de Mourinho é garantia de reclamação).

O Madrid fala de impedimento de Luiz Gustavo no primeiro gol. O Bayern reclama de um pênalti em Gomez e da não expulsão de Marcelo.

Os lances estão aqui e, de todos, entendo que Webb falhou apenas ao não mostrar o vermelho para o lateral brasileiro.

Para quem gosta do Bayern, otimismo contido. Para simpatizantes do Real Madrid, confiança na virada. Para quem simplesmente quer ver um jogão na próxima quarta-feira, o placar da ida não poderia ter sido melhor.

Já me arriscando, não acredito num 1 x 0 para o Real Madrid em casa. A defesa pouco confiável cedeu 20 gols em 26 jogos no Bernabéu nesta temporada.

Na quarta que vem, o problema dos merengues não será fazer gols (eles fazem, e muitos).

Será não levar.



MaisRecentes

Porte



Continue Lendo

Segunda vez



Continue Lendo

Paralelos



Continue Lendo