LANCES DA RODADA



Melhores momentos do fim de semana, no Rio e em SP:

* A finalização de Fred, no lance do terceiro gol do Fluminense (3 x 1 no Vasco). Foi o último toque de uma bonita jogada do campeão da Taça Guanabara, em que Thiago Neves pediu a bola para Bruno Vieira e Fred sinalizou para Thiago, querendo o passe dentro da área. Muitos atacantes, talvez a maioria, optariam pelo chute cruzado. Fred, cujo talento para fazer gols dispensa comentários, pensa e faz diferente.

* A lição, mais uma, a dirigentes apressados. Abel Braga correu o risco de perder o emprego durante o primeiro turno do Estadual. Foi realmente pressionado (em fevereiro e com o time disputando a Libertadores) pelos “resultados” que seu time apresentou até agora. Ganhou o título e deve ter um pouco de paz. É ridículo que um treinador tenha de passar por isso.

* A finta de Barcos em Paulo Miranda, no lance do segundo gol do Palmeiras (3 x 3 com o São Paulo). Uma jogada que não acontece sempre e que conta tanto a favor de quem aplicou o drible, quanto contra quem levou. O argentino do Palmeiras mostrou que é um jogador interessante. Paulo Miranda já sabe.

* As atuações de Neymar e Ganso, na goleada do Santos (6 x 1 na Ponte Preta). Ok, um placar elástico, sozinho, não pode servir para que digamos que o Santos voltou a seu nível máximo. Ou que sua talentosíssima dupla está pronta para fazer o que sabemos que é capaz. Mas houve momentos do jogo contra a Ponte que lembraram o primeiro semestre de 2010. Boas lembranças.

* A bola que Willian roubou, na jogada do gol do Corinthians (1 x 0 no Botafogo). Se não fosse a ação do atacante, que pressionou na intermediária e criou a oportunidade, Adriano não teria dois gols com a camisa corintiana.

______

Na Espanha, Real Madrid e Barcelona venceram seus jogos, com gols extraordinários de seus astros.

O calcanhar de Cristiano Ronaldo está aqui. Repare como havia tráfego na área.

A cobrança de falta de Messi (verdade que o goleiro ainda arrumava a barreira), aqui. Lembrou um golaço de Zico (aqui, a 1’25”), em 1987, contra o Santa Cruz.



  • Sem querer pegar no pé do gajo, mas o gol de calcanhar foi um Sr. Frango do goleiro!

    Já o de Messi lembrou várias faltas do Neto, quando cobrava pela esquerda do campo! Uma das coisas mais difíceis de se fazer!

    E não há dúvidas que ele quis chutar no gol e não cruzar, já o Deco ontem…

    Cruzou ou chutou, André?

    AK: Chutou. Um abraço.

  • Juliano

    André, com relação ao Santos, tive a mesma sensação! Saudades daquele time do Dorival Junior. O Muricy tem se mostrado, às vezes, mais ofensivo que o seu tradicional. Ainda com muita cautela. Mas já é uma grande coisa. O time tem o melhor ataque do estadual (verdade que joga contra times muito fracos), mas de qualquer forma é um alento em relação ao time de 2011 que quando vencia era pela diferença mínima.

    Quando Adriano voltar (e naquela forma que estava quando machucou), Henrique será um bom reserva e o time poderá se soltar ainda mais no ataque. Saudade do Danilo na direita, quem sabe com mais tempo o Fucile melhore. Juan é uma opção interessante para o guerreiro, baleado e cansado Léo.

    Interessantes as opções com Elano e Íbson. Quem sabe, com os dois em boa forma, possam jogar juntos. Dá! É só querer. Dorival fazia jogar Arouca, Elano, Marquinhos, Ganso, Neymar, Robinho e André! Muitas vezes ou sem Marquinhos, ou sem André (Dorival já entendia que dá pra fazer muitos gols sem centro-avante, como faz o Barça, guardadas suas respectivas proporções, por favor – e que proporções!). Se o Muricy tiver coragem e inteligencia, pode arrumar espaço para eles.

    Estou esperançoso com o time. Sei que ano de centenário é difícil ganhar algo, ninguém quer deixar. Mas acho que o time vai engrenar. Com duas peças de reposição, exatamente para Ganso e Neymar – que sempre servirão a seleção – o time pode brigar pela tríplice coroa. Ou, simplesmente sucumbir no ano do centenário. Acontece. Com frequência.

    Um abraço!

  • Marcos Vinícius

    O Deco disse que chutou.Mas daquela distância…bem,acho que quis cruzar. O Fluminense jogou mal durante toda a Taça GB. Justo na final contra o Vasco acho de acertar tudo.

    Chato é saber que daqui a pouco vai aparecer aqui um comentário de um camarada que só se pronuncia quando o time dele ganha.

    Parabéns ao Fluminense. Independente das circunstâncias em que se classificou,pelo jogo de ontem mereceu levar.

    Não acho que o emprego do Abel esteve em risco. A prioridade do Fluminense,e de todos os outros clubes brasileiros envolvidos,é a Libertadores. O Estadual só é bom para a torcida e para a TV,que tem audiência astronômica no horário dos jogos.

    AK: O que escrevi a respeito da pressão sobre o Abel não é opinião. Um abraço.

  • Alberto Pereira

    O Abel, foi pressionado pela “imprensa” e algumas organizadas, mas sempre teve o respaldo dos dirigentes.Dizer que o gol do Deco, foi sem querer, só quem não entende nada de futebol, e tambem acha que o Brasil vendeu a copa de 98!

    AK: Não. O Abel foi pressionado internamente no clube. Um abraço.

  • Cada golaço nessas indicações! Estive em Marte (sem wifi) e só fui ver os de Messi e C. Ronaldo agora…

    Mas continuo com minha opinião: o CR9 tem um grande ego, mas não tem o superego do Messi. Eis porque prefiro o gênio que se porta como um ser humano.
    Um abraço!

  • Renato Mello

    Pôxa,André… novamente considerações somente a respeito de Rio e São Paulo… realmente uma pena… bom, fazer o que, né?
    Abs,
    Renato Mello – MG/Atleticano

MaisRecentes

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo

Inglaterra 0 x 0 Brasil



Continue Lendo