MARCOS É UM DE NÓS



Goleiros bons, vimos muitos.

Grandes goleiros, alguns.

Goleiros como Marcos, só ele.

Não vou chover no molhado sobre Marcos, o jogador.

Não vou? Ah, ok, vou sim: não tenho certeza de onde ele está no meu ranking pessoal. O que sei é que não vi ninguém chegar perto do que ele fez ao redor do ano 2000.

Talvez isso não satisfaça quem espera uma posição definitiva sobre um jogador de futebol, no momento de sua aposentadoria. Os fanáticos exigem que ele seja declarado o melhor, e, desde que os outros concordem, encerra-se a conversa.

Desculpem, não é assim que funciona.

Para falar sobre Marcos, é preciso ter a capacidade de tirar as luvas, despir-se do uniforme e sair do campo. Mas sem jamais deixar a grande área.

Para quem conseguir, Marcos é único. Porque é exatamente como você e eu.

Num mundo em que esportistas são vistos com o distanciamento que sugere a existência de vida fora da Terra, gente como Marcos é inexplicável.

Quem torce pela camisa que ele defendeu o via como um santo. Quem torce contra sabia que ele prevaleceria. Houve ocasiões – e não foram poucas – em que ele tinha poderes, era superior, invencível.

No jogo seguinte, era capaz de ser comum.

E ao falar sobre esse mundo em que vivem nossos heróis, Marcos o reduzia à simplicidade da vida cotidiana.

Jamais usou o dialeto do boleiro, aquele que diz sem dizer.

Marcos fazia ligação direta do coração à boca, cruzava a fronteira do discurso pronto e nos levava para dentro do vestiário. Abria janelas cada vez mais raras no futebol como o conhecemos.

E representava o torcedor, o cara que justifica a existência desse mundo distante, que percebia seu sentimento refletido “do outro lado”.

Acima de tudo, Marcos era como era, sem interesses. Sinceridade genuína, assim como a falsificada, é fácil de detectar.

Porque Marcos sempre foi palmeirense, como se sabe.

Há uma história sobre ele que é um desses casos que nos mostram que jogadores de futebol são pessoas normais, embora muitos não pareçam.

Aconteceu em 2003, se não me falha a memória. Numa noite de folga, Marcos se encontrou – casualmente – com alguns jogadores do Corinthians numa casa noturna paulistana.

Lá pelas tantas, estavam na mesma mesa, batendo papo e revelando alegrias e insatisfações, quando Vampeta o convidou para trocar de clube. Não só o convidou como, num guardanapo, escreveu detalhes do contrato, o salário, o período.

E deu o papel para Marcos assinar.

Testemunhas da cena dizem que ele olhava para o papel, ria, olhava de novo e dizia para Vampeta tirar aquilo de sua frente.

Marcos sempre soube onde queria ser feliz.

Se essa felicidade não durou tanto quanto deveria, por causa do tempo perdido se reconstruindo, foi porque a vida não é perfeita. E porque os craques – até os santos – não são infinitos.

Não são infinitos, não são infalíveis. Alguns poucos, como Marcos, também não são inatingíveis.

O legado mais valioso de Marcos não são suas defesas e seus títulos. Não é ter sido um goleiro gigantesco, capaz de esconder o gol com sua grandeza.

Não é ter sido um legítimo representante da nobre linhagem de arqueiros do Palmeiras.

É tudo isso junto e, ao mesmo tempo, a sensação de que nada disso lhe faria falta.

E a certeza de que o admiraríamos da mesma forma.



  • Marcos Vinícius

    O xará supra citado é um daqueles românticos do futebol,um dos últimos,um cara que fala o que pensa,foge dos discursos ensaiados,daquele “vamos respeitar o adversário,mas iremos em busca de nosso objetivo” que a gente vê em 99% das entrevistas dos boleiros de hoje. Marcos é para o Palmeiras o que Rogério Ceni é para o São Paulo,Roberto Dinamite para o Vasco,Zico para o Flamengo,aquele cara que quando se fala dele o associa imediatamente ao clube. O goleiro Marcos foi ídolo de uma geração,mas a figura do marcos foi ainda mais marcante. O reconhecimento do grande rival Corinthians é a prova de que Marcos foi muito mais que um goleiro,foi uma unanimidade.

    Sorte ao “São Marcos” na nova função,gente como ele é bem sucedida em tudo o que fizer.

  • Willian Ifanger

    Grande coluna André. Acho que resumiu tudo aquilo que o não-palmeirense pensa sobre ele. Nunca me esqueço “DAQUELE” jogo da Libertadores. Acho que todo mundo aquele dia virou um pouco palmeirense (com todo respeito aos palmeirenses de verdade).

    Só achei que essa notícia não foi tratada com a devida relevância pelos portais da internet. Destaque dado como se fosse uma notícia qualquer.

    Na capa do UOL era mais importante saber dos participantes do BBB do que da aposentaria do Marcos.

    Enfim, esse é o mundo em que vivemos hoje.

    Que ele seja feliz e devidamente homenageado.

  • Belíssimo, André, belíssimo!

    Eu tentei falar um pouco disso também. Mas, torcedor que sou, acabei indo um pouco além: http://goo.gl/Moz3n

    Grande abraço e Feliz 2012.

  • Paulo Ribeiro

    Excelente texto, homenagem justa e suficiente, sem dever e sem exagerar, a esse ídolo brasileiro chamado Marcos. Acompanho sua coluna há muito tempo, e parabenizo sua inteligência, isenção e perspicácia na abordagem dos temas do futebol.

  • Anna

    Belo texto. São Marcos vai deixar saudades!!! Obrigada por tudo, Marcos!

  • Caio

    Parabéns André, excelente!

    E o marcos foi o melhor goleiro que eu vi, tecnicamente mesmo.

    Abraço!!

  • José A. Matelli

    Se eu acreditasse em reencarnação, diria que o Marcos é o Mané Garrincha de luvas.

  • BASILIO77

    Marcos tem o respeito e admiração em TODAS as outras torcidas, isso o torna um caso a parte no universo dos ídolos que cada torcida tem.
    Fará falta nessa mesmice do mundo dos boleiros.
    No mais, acho que ele merece documentário, livro, busto, jogo festivo e todas as honras que um ídolo do “tamanho” dele merece.
    Mas penso que ele não vai querer nada disso….ele é o MARCÃO!
    Abraço.

  • silas

    Caro André,

    Apesar de saber que inveja é pecado, e dos grandes, eu invejo a sua capacidade de escrever!
    Com alma, com razão, com discernimento e, acima de tudo, por escrever tudo com o conteúdo e forma como eu gostaria de ter escito. “Marcos é um de nós”, AK também!

  • Alexandre

    Numa época em que qualquer notícia sobre futebol e esporte em geral está sempre lotada de cifrões, a pergunta que fica aos palmeirenses é : quanto valeu ter tido Marcos por toda a carreira em seu time?
    Não tem preço!!!

  • Alexandre

    Para os que acham que mesmo num país com altos índices de corrupção não há fraudes na arbitragem de futebol:
    http://jovempan.uol.com.br/esportes/futebolnacional/2012/01/Arbitro-denuncia-corrupcao-no-apito-brasileiro.html

  • fabio

    Nosss Marcão é Unico !!!

  • Mauricio

    É alegre ler um texto com tamanha qualidade.
    Sou palmeirense sim e poucas vezes pude ver um sentimento tão bem reproduzido em palavras como neste texto.
    Parabéns André, vc é o exemplo vivo de como a cria supera o criador.

  • Caroline Lesjak

    Sr. André ( será que aqui devo chamá-lo assim???) rsrsrsrs…
    Me emocionei com seu maravilhoso texto, recheado de palavras engrandecedoras ao nosso querido “Marcão”.
    Ele merece esta e tantas outras homenagens por ser este ídolo que não esqueceu como é ser gente…
    Parabéns ao texto e agradeço como boa palmeirense a homenagem ao nosso “Maior Ídolo”…
    Um ano novo maravilhoso….
    D. Caroline… ops….. Aqui sou Caroline Lesjak

    AK: Dona Carol! Eu que agradeço pela visita e pelo comentário. Obrigado e feliz 2012! Um abraço.

  • Marcos Vinícius

    http://www.lancenet.com.br/futebol-general/Gutemberg-Paula-denuncia-corrupcao-arbitragem_0_622737833.html

    É o que tenho dito durante todo o tempo,repetindo inúmeras vezes.Não existe teoria da conspiração,o que existe é favorecimento a determinados clubes,desde sempre. O último campeonato brasileiro está aí para provar isso.

  • Luli

    Belíssimo texto! E o “Goleiro de Todas as Torcidas” merece; e como merece!

  • Lucas Portela

    Belo texto!

    Marcos conseguiu ser, para o Palmeirense, uma lembrança da grandeza da propria instituição. Após a curta era vitoriosa que teve, já que assumiu a titularidade já no fim da última grande era Palmeirense, manteve-se fiel à camisa que o revelou, sempre com altissimo nivel tecnico, mesmo diante dos pessimos elencos que as amadoras diretorias colocaram a sua frente.

    Com o fim de sua carreira, resta apenas a história da camisa para servir de motivo de orgulho do Palmeirense, que hoje ve um futuro de muito sofrimento.

  • Antes de mais nada sou corintiano, tive o prazer de ver o PELE jogar, virei fã sempre o defendi quando muitos o comparam aos hermanos e outros, sem comparação, nunca imaginava aparecer outro que não seria do corinthias, mas apareceu, MARCOS, sem sombra de duvida esta colocado na minha mente com um dos maiores (os outros : PELÉ, SENNA…) agora tambem MARCOS.

  • Rafael Wuthrich

    Marcos é, acima de tudo, um jogador que falava o que pensava e que sempre demonstrava sinceridade – de uma forma até mais contundente que Romário, Julio Cesar e, mais recentemente, Paulo André – últimos exemplares dessa rara espécie de jogador que está em extinção até mais que meias clássicos – a do jogador realista, que não mede as palavras e deixa assessores de imprensa do clube de cabelo em pé, justamente por não ter compromisso com o politicamente correto, com o discurso pronto. Fará muita falta.

  • Meu comentario é sobre o Mario Fernandes do gremio,agora como se sabe o mercado pra ele é escasso,então o Gremio querendo fazer um bom negocio,com ele tá instruindo-o,para que ele fale que errou em não se apresentar na seleção, pra que haja uma abertura de mercado para o mesmo,só que vocês comentaristas espotivo bem sabem que esse rapaz é um jogador mediano, e mesmo que fosse um craque não deveria nunca mais se pensar em convocação desse jogador,mas como MANO MENEZES gosta muito de convocar conterrâneos quem sabe ele não terá outra oportunidade.

    AK: Mário Fernandes é paulista. Um abraço.

  • Arnaldo Nunes Marília-SP

    Nascer, crescer e no Santos viver e morrer é um orgulho que nem todos podem ter. Juro pela minha familia que adoraria ter visto o Marcão com a camisa do Santos. Não me recordo de nada igual pós 1990. Enquanto proliferou jogadores que beijam a camisa de qualquer clube após uma transferência, um mar de pessoas que repetem a ladainha do “Com certeza…” do “ganhar os 3 pontos que é nosso objetivo” do “agora vamos ouvir o professor e …” ou seja, não tinham nada para dizer provavelmente por não conseguirem pensar por meios próprios, apareceu Marcos, que pensa e diz tudo que realmente pensa e quase sempre na mosca, no ponto certo do ocorrido, seja na vitória ou na derrota. Marcos é gente do bem, é aquele cara que todos querem ter como amigo, que venha em nosso almoço de domingo, que seja nosso parceiro de pescaria, que sente em nossa mesa, que jogue uma pelada no campinho da nossa chacara, enfim é a presença do BEM. Infelizmente só não é unanimidade nacional pois tem pessoas que confundem adversário com inimigo. Seria uma honra para o Santos ter defendendo seu gol essa tremenda figura. Crio que o mesmo pensam Corinthianos, São Paulinos, Lusos, Ponte-pretanos, Bugres, Flamenguistas, Vascainos, Colorados, Gremistas, Atleticanos… ou seja todos que agradeceram aos céus por te-lo defendendo o Brasil e fazendo milagres em 2002. Marcão parou, os campos ficaram mais tristes ainda, principalmente após termos perdido outro cara do bem que todos admiravam o Doutor da bola Sócrates. Vivam sempre em nossas memórias.

  • ricko

    Belo texto, apesar que quando um jornalista vai falar sobre o Marcos, eu paro pra ler, pois .. todos diz basicamente mesma coisa!

    Paaarabéns.

    Todoos tem um goleiro, NÓS TINHAMOS UM SANTO !

    São Marcos de Palestra itália !!!

  • andersonluiz

    santo padroeiro de manchester que desde 2002 so engana foram 10 anos so contundido e apenas conquistando a serie b mancha na carreira de qualquer jogador, grande santo esse

  • Robert

    Caro Andre, desculpa o desespero, mas é em função da situação de calamidade na serra fluminense DE NOVO!!!!!!!

    Deslizamentos matam 5 em Sapucaia e deixam ao menos 15 desaparecidos
    disponivel em:
    http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/rj/deslizamento-atinge-oito-casas-em-sapucaia/n1597555382306.html

    ASSIM COMO OS EUA NOMEIAM SEUS FURACOES COM NOMES FEMININOS

    outro dia um jornalista por aqui sugeriu q devemos nomear nossas tragedias com nome do politico de plantao

    ou seja em vez de se referir ao deslizamento

    como o governo do rj teve pelo menos um ano p/ agir depois da tragedia de jan/2011

    e continuamos na estaca zero

    porque nao noticiar tal tragedia como

    “sergi0 k@br@l”

    assim :

    deslizamento “sergi0 k@br@l” mata 5 pessoas em sapucaia – RJ

  • andre luiz fernandes

    sou corinthiano, mas o Marcos foi foda, para mim o melhor

  • Flávio

    Num Mundo como o de hoje, onde está cada vez mais difícil encontrarmos pessoas públicas de caráter, o Marcos se tornou um ídolo nacional não apenas pela sua simplicidade e humildade mas principalmente pela sua autenticidade e sinceridade. Há muita falsidade por aí e pessoas como ele são raras.

  • Kleber

    Nem mesmo São Marcos realizou o milagre de fazer com que o andersonluiz, escrevesse direito.

  • Adilson Rodrigues

    Belo texto André nessas palavras estão todos os sentimentos misturados para nos palmeirenses, alegria por ter um goleiro que honrasse o manto verde e a tristeza por perceber que o tempo passa para os santos. Santo que na volta da copa de 2002 onde foi o melhor goleiro e ao lado de Rivaldo e Ronaldo os principais responsaveis pelo titulo caiu para a 2ª divisão e tendo uma proposta do Arsenal preferiu ficar a lutar para recolocar o Palmeiras de onde não devia ter saido nunca. Valeu Marcão seu jeito de moleque do interior e torcedor palmeirense vão sempre ser lembrados.

  • Mário

    Sou corinthiano, mas o Palmeiras sempre teve ótimos goleiros, tais como, Oberdan, Valdir de Moraes, Leão, Marcos, etc. Mas Marcos e Oberdan foram os melhores. Como você bem disse ele fazia ligação direta do coração a boca. É simples e expontâneo.

  • Joao CWB

    Bom dia André, pra começar 2012 bem ao estilo brasileiro segue o link de uma notícia que é ao mesmo surpreendente mas não me surpreende.

    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/01/10/grupo-brasileiro-prepara-indicacao-de-havelange-ao-nobel-da-paz-e-ve-blatter-obstaculo.htm

    Que esse seja realmente o ano do início da transformação e que notícias como essas fiquem nos livros de histórias na seção de “Bizarrices da Humanidade”.

    Abraço e um feliz 2012 para todos nós

  • Valeu Marcão seu jeito de moleque do interior e torcedor palmeirense vão sempre ser lembrados.

  • Chin Chon Chun Zi

    André você é um reporter mediocre.
    Sem mais…

    AK: Isso é uma crítica?

  • Pingback: O adeus de São Marcos: para o jogador, nasce a lenda « Cinema & Debate()

  • Eduardo Messias

    André e amigos, como corintiano, o Marcos é aquele vilão que adoramos odiar em campo. Costumo lidar bem com a derrota, mas até hoje torço para cada bola chutada contra seu gol entrar em 2000, pela Libertadores. Aquele jogo e ele, em especial, foram mágicos. Jamais vi outro goleiro fazer o que ele fez naquele dia. Parabéns, Marcão! Palmeiras e torcida palmeirense, parabéns pelo respeito e pela homenagem ao grande ídolo. (Coisa que habitualmente as diretorias corintianas não fazem.)
    Agora, ele mencionou um jogo de despedida com os jogadores da semifinal em 2000. Seria espetacular. Aliás, André, você não acha que as inaugurações dos estádios de Corinthians e Palmeiras devessem ser com seus grandes rivais em campo, Palmeiras e Corinthians?
    Abraço!

  • O André tá desmotivado… nenhum post sobre o Ballon d’Or? Tem até título pronto: “Messi não é um de nós”

    Abraço!

    AK: O André está em férias… Um abraço.

  • Renato

    Existe alguma maneira de manifestarmos com a direção do jornal “O lance” ???

    Não encontrei nenhuma forma de comunicação com o jornal, a não ser nos blogs, pode me ajudar?

    É inaceitável a irresposabilidade partidária que que este PSEUDO-JORNAL vem conduzindo as notícias sobre o “caso Montillo”. A falta de ética dessa imprensa marron dá ASCO.

    E desta vez, nigume está tratando como “a imprensa”. Trata-se do jornal LANCENET de SP e alguns comentarias de outras mídias paulistanas… chega a dar NOJO.

  • Mário

    Para Renato ( 15:48h). Tudo que o Lance publicou, o “jornal oficial do Cruzeiro”, Superesportes Minas, também publicou . E tem mais, este jornal de Minas entrevistou vários ex-ídolos do Cruzeiro(Dirceu Lopes, Nonato, Roberto Gaucho, Marcelo Ramos, etc) e todos comentaram que se ele não aceitar a proposta do Corinthians agora ele fatalmente se arrenpenderá no futuro, pois outra oportunidade como essa ele não terá devido a sua idade.

  • Muito bem!
    Sds
    NM

  • Lucas

    Sem palavras… Eu que cansei de ser ranzinza e até irrascível neste seu blog, estou chorando! Muito obrigado André, pelo lindo texto! Estou emocionado mesmo e concordei 100% com tudo aquilo que foi tão brilhantemente e simplesmente escrito por você! Forte abraço e um excelente 2012!

  • Renato

    Mário, Mário, quanta bobagem… mas pelo seu raciocínio, qualquer discussão contigo é mero jogo de palavras. Uma defesa inútil. Boa sorte e uma ótima leitura deste independente e isento jornalismo…

  • José

    Parabéns, muito bem explicado o Marcão!

  • Robert

    podemos falar qq coisa sobre o Thiago Neves, seu carater, seu futebol, etc etc
    mas uma coisa ninguem pode negar:
    sem ele o titulo do flu na da copa do brasil 2007 teria sido muito mais dificil, ele foi decisivo mesmo
    p/ quem quiser comprovar, o link a seguir mostra a jogada do gol do flu de adriano magrao no 1o jogo da final, o empate em 1 a 1
    observem quem fez toda a jogada do gol e a assistencia
    http://www.youtube.com/watch?v=opPsfbk2-WU

  • LauroCezar

    Você escreve bem demais, André! Concordo plenamente!

  • Robert silva

    Este país possui uma divida historica com seus cidadaos
    desfavorecidos pela sorte
    ocorre q nao estamos sabendo como pagá-la
    O q podemos fazer?
    Cito um excelente artigo na folha de sp de 20/01 sobre a perpetuação e glamourização das favelas
    “Rio de Janeiro da desesperança”
    autor: Barbara Gancia
    No Vidigal, crianças brincam sentadas ao lado de fezes. O entorno cheira a podre, não há para onde fugir
    disponivel aqui
    http://sergyovitro.blogspot.com/2012/01/barbara-gancia-rio-de-janeiro-da.html
    e aqui p/assinantes:
    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/barbaragancia/1036883-rio-de-janeiro-da-desesperanca.shtml

  • Esse blog , acabou?

    Sds

    NM

    AK: Não.

  • lm_rj

    Ainda repercutindo a copa 2014 e olimpiadas 2016…

    De que adianta uma cidade/estado que seja voltada ao atendimento de qualidade ao Turista (Copa e Olimpiadas) mas trate seus cidadaos como gado?

    Existem no brasil pelo menos 2 classes de cidadaos:
    os q possuem acesso a transporte, educação e saude privados e os demais.
    Vou discorrer um pouco sobre a realidade do RJ, meu estado…

    O transporte publico do RJ uma vergonha, metro e trens sucateados e lotados, barcas q operam lotadas, inclusive com acidentes recentes, e a tragedia do bondinho de sta teresa, ate hoje impune

    escola publica que nao ensina, basta ver q o Rio de Janeiro ficou em penúltimo lugar no IDEB [que mede o índice de desenvolvimento da educação básica] como podemos ver aqui:
    http://www.viomundo.com.br/denuncias/beatriz-lugao-professores-do-rio-denunciam-a-ilha-de-fantasia-de-sergio-cabral.html
    e aqui:
    http://www.youtube.com/watch?v=HqWmao_KO9Q

    A saude publica entao é uma tragedia mais do q documentada, o novo modelo de gestão da saude publica brasileira​: Organizaçõ​es Sociais (OSs) é um escandalo, um vazadouro de $$$ publico
    como vemos aqui o caso de SP:
    http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,organizacoes-sociais-recebem-da-prefeitura-por-consultas-nao-realizadas,778856,0.htm#noticia

    Ocorre q este modelo de OS’s foi replicado aqui no RJ tb, como podemos ver aqui:
    Por 50 votos favoráveis e 12 votos contrários, o plenário da Alerj aprovou, na tarde desta terça-feira 23, o Projeto de Lei (PL) nº 767/2001, que entrega a gestão dos hospitais estaduais às chamadas ‘organizações sociais’, forma disfarçada de privatização
    http://www.viomundo.com.br/politica/cabral-privatiza-saude-e-ainda-manda-bater.html

  • Marcos Vinícius

    André,desculpe a brincadeira,mas me dou a liberdade de brincar assim com você.

    Afinal,isso é férias ou licença?

    AK: CLT. 30 dias por ano. Um abraço.

  • Simone

    Que texto lindo.

  • jose carlos

    Pô André
    volta logo…
    vc saiu de férias dia 24/12/11
    viu como to contando os dias ?

    abraços

    AK: Negativo. No dia 24/12, saí de férias coletivas. Entrei em férias no dia 03/01/2012. Um abraço.

  • jose carlos

    ok,André
    aguardaremos mais um pouco… fazer o que?
    férias são férias…rsrsrs

    abraços

  • Marcos Vinícius

    Aí,André:

    Presumo que você saiba que Kareem Abdul Jabah está no Brasil.O Lance! noticiou isso e na matéria,no espaço reservado aos comentários,surgiu a duvida:

    Quem foi melhor,Kareem Ou “Air” Jordan?

    Tenho certeza que você,pela idade,viu ambos jogarem.

    Pra mim foi o Kareem.

    E pra você?

    AK: Posições diferentes, comparação difícil. Se tivesse de escolher um para o meu time, Jordan. Sobre Abdul-Jabaar, Espn Brasil gravou um “Bola da Vez” com ele. No ar em fevereiro. Um abraço.

  • Pessoal, o André está de licença paternidade de 30 dias, OK?
    O texto acima foi escrito quando ele mal havia saído de férias, imagina o que vem por aí com o cara “zerado”.
    Um abraço!
    Att.
    Assessoria de RH 🙂

  • Robert silva

    sobre o patrocinio da unimed, procurem saber:
    qual foi o time q tirou o centroavante Ademir do Vasco da Gama na epoca o maior idolo da historia do clube cruzmaltino?
    qual foi o time q tirou o meia Rivelino do Corinthians na epoca o maior idolo da historia do clube alvinegro paulistano?
    qual foi o time q tirou o atacante Doval do Flamengo na epoca um dos maiores idolos da historia do clube rubro negro?
    Entao com ou sem unimed esse time sempre foi comprador
    pq sempre foi historicamente respaldado pela torcida de maior poder aquisitivo do futebol do rio de janeiro
    O resto é intriga, choro, bla bla bla

  • Marcos Vinícius

    Prezado Robert:

    Segundo seu comentário,a última grande contratação do Fluminense de jogadores oriundos de clubes brasileiros foi em meados os anos 70.

    Se o time é tão comprador,tem tanto poder aquisitivo,por que demorou mais de 20 anos para fazer outra contratação de impacto?????

    Ora,faça-me o favor!!!!!!!!!!!!!!!

    Muito fácil saber onde está e de quem vem o bla bla bla.

MaisRecentes

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo