FALANDO ALTO



(comentário sobre a contratação de Émerson Leão pelo São Paulo, publicado no Lance! de hoje)

A última passagem de Émerson Leão pelo São Paulo começou com a seguinte apresentação aos jogadores, no CT do clube:

“Vocês sabem por que eu estou aqui?”, perguntou o técnico que substituiu Cuca e encontrou o time em sétimo lugar no Campeonato Brasileiro de 2004. Ninguém respondeu.

“Eu estou aqui porque vocês pediram. Vocês não estão jogando nada e por isso me chamaram para resolver o problema”, disse. E então, olhando para um zagueiro uruguaio que começava a conquistar seu espaço, Leão enfatizou sua mensagem: “Entendeu, senhor Lugano?”.

Sete anos depois, a situação é muito semelhante. Um time que produz menos do que pode, é visto pelo torcedor como um grupo acomodado e, sexto colocado, já vê sob risco os dois objetivos mais nobres no campeonato. O São Paulo está em meia-fase, Leão chegou para ligar os 220v.

Seria ele “o nome” que a diretoria procurava para aplicar um choque de ordem abaixo e impedir algumas interferências de cima? Provavelmente não. Mas o currículo de Leão tem trabalhos de curto prazo bem-sucedidos, e é exatamente disso que o São Paulo precisa. Sete rodadas para, no mínimo, uma vaga na Libertadores 2012. E o que vier da Copa Sul-Americana é bônus.

Em 2004, deu tão certo que o curto prazo se esticou e rendeu um Campeonato Paulista. Mas durante a fase de grupos da Libertadores do ano seguinte, havia jogadores convencidos de que o título seria impossível se Leão não saísse. Leão foi para o Japão.

O que acontece desta vez? É inútil tentar prever o futebol. Mas aposte num time lutador amanhã, no Paraguai, e em São Januário, no domingo. Com atuações surpreendentes de alguns jogadores.



  • Hicham

    Leão acha bonito ter a fama de arrogante. Se fosse inteligente, tentaria mudar maneira de conviver com os jogadores. Hj em dia, em qualquer segmento profissional, se torna impossível tratar mal os colaboradores!

  • Anna

    Leão é um técnico disciplinador e pode arrumar a casa do Tricolor. Só espero que ele não ruja diante do Vasco, no domingo. Penso que era o melhor nome, no momento, para o time, visto que Felipão estava comprometido com o Verdão e Muricy, com o Santos, nomes cogitados pela diretoria são-paulina. Aguardemos. Convoco meus amigos de blog Alejjandro e William Ifanger para esse duelo São Paulo-Vasco! Em tempo: o título do post anterior era Six and the City. Eu me confundi na hora de escrevê-lo. Genial a ideia. 😉

  • Caio

    Foi você quem escreveu André?
    Me desculpe mas fiquei na dúvida.

    AK: Sim. Um abraço.

  • Willian Ifanger

    Não gosto do “estilo Leão” de treinador.

    Mas, se for pra contratá-lo, que seja num começo de temporada, não no final……o choque tem que ser dado logo de cara…..agora, no final da temporada, os jogadores podem ficar de birra, fazer corpo mole e aí já era.

  • Teobaldo

    Torço para o Leão, o melhor goleiro que vi jogar, principalmente pela seriedade e pelo extremo profissionalismo com os quais encara os desafios. O ego, bem, esse sim, é um problemão. Um abraço a todos.

  • Marcelo Morais

    Caro Willian Ifanger,

    2011 jah era de qualquer maneira para o SPFC. Entao, lance-se a ultima cartada.

    Tambem nao gosto da postura do treinador e nao acho que deva dar muitos resultados no curtissimo prazo. Mas talvez sirva para acabar com a acomodacao da equipe.

  • Zé Oliveira Pinto

    Concordo com a tese de que a contratação do Leão, para esse momento específico do SPFC, é positiva. Mas o que o Presidente e a Diretoria precisam é ter pulso firme e coragem para, mesmo em caso de sucesso (classificação para a Libertadores, título da Sul Americana ou as duas coisas), não renovar com o treinador para 2012, por tudo isso que você colocou em seu texto, André. Sob pena de, lá para março ou abril de 2012, o clube entrar no mesmo círculo vicioso (sem técnico, com todos os tops empregados, etc, etc.)…

  • BASILIO77

    Verdade, o melhor goleiro que ví jogar.
    Como treinador não gosto.
    Mas como o Juvenal convenceu o Leão a aceitar um “acordo” apenas até o final do ano…acho que vale a aposta…certamente o “premio” por uma vaga na libertadores deve ser bem “gordo”, garantirá um natal bem farto.

    Também acho que é certo que R.Ceni tenha sido consultado e dado o “OK”. Resta saber como o restante do grupo vai reagir ao “choque”…

    Como o tempo de contrato JÁ foi divulgado(achei uma falha que o tricolor NÃO costuma cometer), será que os jogadores abraçarão o novo treinador com fama de “mala” para que, se ele for bem sucedido, provavelmente tenha seu vinculo estendido?

    Enfim, por mais as duas partes tenham mostrado um pouco “desespero”, o SPFC por chamar um treinador em declinio e E.Leão por aceitar um contrato de praticamente 2 meses, acho que valeu a aposta.
    Abraço.

  • ANDERSON

    André, talvez seja pelo Leão que Lugano tornou-se o grande ídolo tricolor. Lembre-se que ele era o “queridinho do presidente”…

  • Marcel Souza

    Acho que o São Paulo precisava mesmo de um cara linha dura e que tirasse os jogadores dessa letargia. O time chega a dar raiva, não busca as vitórias, fica naquele “lero-lero”… Porém não acredito que ele fique em 2012…

  • Clayton

    O estilo “sargentão” do Leão me agrada. Espero que sua postura surta efeito novamente.

  • Roberto Junior

    Me lembrou o tenente, comandante da minha companhia, na época da escola militar. Cruzes! Abraço, André!

  • Marcos Vinícius

    Quando Falcão,astro do futsal,aventurou-se pelos campos,coincidentemente o treinador sãopaulino era Leão.Curioso foi o que Falcão disse após sua saída do SPFC,voltando às quadras.

    “Se tiver outro astro na equipe que não seja o Leão,ele não deixa o cara jogar”

    Leão não é treinador,é comandante.Não entende de tática,entende de ordem,de disciplina.O elenco do São Paulo é um dos melhores do Brasil,mas não acredito que Leão seja o cara mais indicado para comandar o time.O São Paulo não precisa de disciplina,precisa de alguém que motive o time e que não seja tão arrogante quanto Leão.Claro,faltam sete rodadas para o fim do campeonato,e tudo pode acontecer,mas tenho certeza que Leão não é o cara mais indicado para comandar o tricolor.

    Tomara que não seja contra o Vasco que ele mostre que eu estou enganado.

  • Rafael Wuthrich

    André, sem querer cobrar mas já cobrando (como se você já não tivesse 1000 atividades…), e um post sobre a situação da NBA? A crise se mostrou muito mais complicada que a da NFL…

  • Valter

    O Leão está mais para General da Líbia, do que pra treinador de futebol…
    E o Juvenal dispensou o Ricardo Gomes……O Vasco agradece……

  • Marcos Vinícius

    Vasco 8×3 Aurora(BOL)…

    Alguém duvidava?

    É a segunda vez neste ano que o Vasco aplica uma goleada de 8.A primeira foi contra o América-RJ,pelo Estadual.

    Um placar desses não se faz a toa,independente da (falta de) qualidade do adversário.

    O time é bom,só falta a mídia enxergar isso.

MaisRecentes

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo