CAIXA-POSTAL



Aos assuntos da semana:

Mário Sérgio escreve: André, às vezes você quer ver um jogo ou sabe que ele está melhor, mas não muda porque o outro está passando em HD?

Resposta: Cara… isso ainda não aconteceu. Não deixei de ver o jogo que eu queria ver porque não estava em HD. Mas numa situação de dois jogos com nível semelhante de interesse, o HD ganha fácil. E aquela reação “Pô, não tá passando em HD…” é frequente. A diferença é muito grande.

______

Moshe escreve: Até quando rádios vão continuar a transmitir futebol, vender uma montanha de anúncios, e os clubes não veem um centavo. Você acha justo?

Resposta: Esse é um longo debate. Justo, não é. Afinal, como você mesmo disse, os clubes não recebem por uma comercialização que não seria possível sem eles. Outro argumento: em eventos como Copa do Mundo, Jogos Olímpicos, Liga dos Campeões e Fórmula-1, as emissoras de rádio pagam por direitos de transmissão. No futebol brasileiro, simplesmente não acontece. E creio que haveria muito desemprego se começasse a acontecer. As relações entre competições esportivas e a mídia ainda tem muito a evoluir no Brasil. Num cenário mais profissional, as rádios pagariam pelos direitos e, por isso, poderiam exigir condições que fossem favoráveis. Como por exemplo, jogos exclusivos, sem transmissão pela televisão.

______

Sérgio (entre vários) escreve: André, por que a espn, que sempre acompanha todos as competições de perto, não está transmitindo o pan de Guadalajara?

Resposta: Porque os direitos de televisão no Brasil foram adquiridos, com exclusividade, pela TV Record. Nada impediria que outras emissoras também transmitissem o evento, desde que houvesse acordo entre elas e a detentora dos direitos. Esse acordo não aconteceu. A ESPN está cobrindo os Jogos Panamericanos por intermédio de seu site (espn.com.br/pan2011), com repórteres no local.

______

Felipe (entre muitos) escreve: Qual sua opinião sobre os fatos que aconteceram, durante a semana, na sede do Fluminense? Sou favorável à liberdade da imprensa trabalhar mas questiono se é correto divulgar imagens de um treino fechado.

Resposta: Você esqueceu do mais importante: a atitude de um conselheiro, agressiva e ofensiva contra repórteres que cobrem o clube. Uma coisa é a discussão sobre ser ou não correto “furar” um treino fechado. Outra coisa é apelar para a violência. Esse tipo de episódio acontece porque muita gente não faz a menor ideia do que é o trabalho de jornalistas. E também porque, muitas vezes (não me refiro a esse caso), jornalistas se comportam muito mal. A mistura é explosiva. Nesse episódio específico, o tal conselheiro teve um comportamento ridículo, motivado por ignorância, complexo de inferioridade e falta de desconfiômetro. No campo, alguns jogadores aplaudiram o show. Acho interessante que eles tenham uma atitude distinta quando são perseguidos e/ou agredidos por torcedores. De qualquer forma, deve ser elogiada a forma como o clube e o presidente Peter Siemsen agiram, desautorizando o “conselheiro” e condenando o que aconteceu.

______

Obrigado pelas mensagens. Até o próximo sábado.

(emails para a CP do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link abaixo da foto)



  • Mateus

    É legal olhar as duas primeiras respostas assim, uma ao lado da outra: se hoje já falamos de desanimar pra ver um jogo porque não tem em HD (comigo acontece, e provavelmente com o cara que fez a pergunta também, ainda que com você não), o que faria pensar então que as pessoas ouviriam mais o rádio se tivessem jogos exclusivos? Parece-me um argumento totalmente fora de época, se houve um dia em que fazia sentido cobrar os direitos de transmissão de jogos pelo rádio, esse dia já passou, isso só seria mais um acelerador na morte do rádio.

    AK: Mais pessoas ouviriam rádio naquele momento específico, pois o jogo não estaria sendo transmitido em TV aberta, por exemplo. Me parece absolutamente óbvio. E isso aconteceria por vontade dos clubes, recompensados em acordo. Ainda como exemplo, é claro que os pacotes de TV em pay-per-view teriam de ser respeitados. Um abraço.

  • Paulo Pinheiro

    Não vi detalhes do que aconteceu nas Laranjeiras.

    Não aprovo violência e truculência pra resolver problemas.

    Mas há uma pergunta a ser feita: se pedir “por favor” os jornalistas saem?

    Como o André bem disse, é uma MISTURA de fatores que causam esse tipo de coisa.

    AK: Sim, os jornalistas saem. Quando se pede para não gravar, ninguém grava. O que ocorreu foi que o treino foi fechado, ou seja, ninguém entrou. E uma foto aérea foi tirada, e publicada, pelo Lance!. No dia seguinte, o tal conselheiro quis enquadrar os repórteres, os chamando de “rubro-negros”… Quando disse que havia mau comportamento de jornalistas, não me referi a esse episódio (e isso está claro). Refiro-me a jornalistas que contribuem para que as pessoas não compreendam qual é a nossa função. Um abraço.

  • Paulo Pinheiro

    Bom registrar.:O Flamengo também teve treino secreto hoje e novamente os compreensivos jornalistas fizeram questão de ir lá colher e publicar informações a respeito.

    Eu acredito no segredo como um dos ingredientes para um bom espetáculo! Se o que os jornalistas argumentam é “poder dar ao torcedor tudo o que ele precisa pra melhor apreciar a partida” então estão dando tiros no pé.

  • Joao CWB

    Com relação às rádios não pagarem um centavo aos clubes, o ex (provavelmente futuro)presidente do Atlético-PR, Petraglia, já cobrou das rádios para transmitirem os jogos do Furacão independentemente de onde ocorresse a partida. Me lembro que as emissoras não gostaram nada e passaram a boicotar o clube, e algumas pegavam pesado.

    Não acho errado querer cobrar pela transmissão, mas deve haver bom senso na hora de negociar os valores.

    Abraço

  • BASILIO77

    A transmissão “gratis” das rádios é, como diria o velho âncora da TV, UMA VERGONHA!
    Não há argumentos sustentáveis que justifiquem essa situação.
    Abraço.

  • Ricardo Pedroza

    Sobre o episodio das Laranjeiras, o que você acha sobre o jornal LANCE ter feito uma matéria onde o Mariano dizia que não aplaudiu a atitude do Conselheiro, e o JORNAL LANCE publicou uma “foto” em que aparece o Mariano de blusa de manga comprida ao lado do DECO de colete laranja aplaudindo, chamando o lateral de mentiroso pois foi flagrado pela foto aplaudindo.
    Um detalhe, a FOTO era montagem, pois no video o Mariano e o Deco assim como TODOS os outros jogadores estavam com blusa de treino sem manga ( e também não tinha sol nesse dia).

    O que você acha dessas montagens que são feitas para enganar o leitor?? ( em eleições principalmente). já teve algum caso que você tenha participado?
    abraço.

    AK: Foi publicada uma nota que reconhecia o erro e se desculpava com o Mariano. Obviamente, é um erro, e não uma “montagem feita para enganar o leitor”. Um abraço.

  • Fernando Cordeiro

    Andre, sobre a nota do Fluminense, pensei a mesma coisa que você quando vi o Fred aplaudindo e dando risada da palhaçada que o conselheiro fez com o repórter.
    E fico mais intrigado ainda porque a imprensa não falou disso, pelo menos voce é o rpimeiro que eu vejo falar no assunto.
    Da próxima vez que marginais perseguirem o Fred, e ele convocar coletiva para se defender, os repórteres deviam aplaudir, dar risada e deixar ele falando sozinho.
    Abraço.

    Fernando

MaisRecentes

Gracias



Continue Lendo

Abraçados



Continue Lendo

A diferença aumentou



Continue Lendo