COLUNA DOMINICAL



(publicada ontem, no Lance!)

QUESTIONÁRIO

Três perguntas que a semana nos apresentou:

1 – O que passou pela cabeça do assistente que trabalhou em Corinthians x Botafogo?

Amigos, talvez tenha sido o mais bizarro erro de arbitragem do campeonato. E convenhamos, há fartura de opções. O cronômetro marcava quatro minutos de jogo, quando Felipe Menezes cobrou uma falta na intermediária. A bola cruzou o campo da esquerda para a direita do ataque, e encontrou Fábio Ferreira na área corintiana. No momento da cobrança, Abreu e Antônio Carlos estavam adiantados, em posição de impedimento, dentro da área. Eles não participaram da jogada. Fábio Ferreira dominou e tocou, para trás, para Marcelo Mattos mandar para o gol, numa área deserta de jogadores do Corinthians. Mas o assistente Alessandro Alvaro Rocha de Mattos levantou sua bandeira, marcando impedimento.

Como se sabe, não existe impedimento em bolas tocadas para trás. Portanto é impossível acreditar que essa foi a marcação do assistente. É básico demais. O momento em que a bandeira subiu sugere que Rocha de Mattos marcou posição irregular de Marcelo Mattos (não, não há parentesco entre eles. Se houvesse, o clima não estaria bom) no início da primeira jogada, a cobrança de falta. O problema é que o volante botafoguense não estava impedido. A última linha de zagueiros do Corinthians ficou sobre a linha da grande área. Marcelo Mattos e Fábio Ferreira, para fora. Rocha de Mattos, perfeitamente posicionado. Inacreditável.

2 – O que Neymar estava fazendo em Sete Lagoas?

É fato que, na Era da Internet, o planeta não tem fronteiras e nem distâncias. Mas, no mundo real, não há como ir do norte do México ao sudeste do Brasil em um clique. E ainda disputar dois jogos de futebol em três dias? Insano. Mesmo porque o Santos não precisava ter Neymar em campo contra o Atlético Mineiro. Sim, é honroso. Ao usar o que tem de melhor, um time que trata o BR-11 como planilha de treinamentos para o Mundial de Clubes mostra respeito pelo campeonato e pelos adversários. Mas a qualquer preço? É claro que ele quer estar em campo sempre. É jovem, adora o que faz. Mas suponha que o Santos tivesse partidas marcadas na terça e na quinta (não ria, isso já aconteceu por aqui). Neymar jogaria as duas? Não.

3 – O que realmente aconteceu no episódio envolvendo o palmeirense João Vítor?

Não há nada que justifique uma agressão de quinze pessoas contra três. Quando o “motivo” é o rendimento de um jogador de futebol e os agressores são torcedores descontentes, entramos no território da barbárie. Mas os depoimentos colhidos pela polícia indicam que o primeiro ato de violência não partiu dos covardes desocupados. Essa é a informação que o vestiário palmeirense conhece, razão da declaração de Luiz Felipe Scolari sobre “anjinhos”. O inominável caso de João Vítor reflete o cenário que vivemos no futebol, e escancarou a situação que estava dormente dentro do Palmeiras. O maior prejudicado, obviamente, é o próprio clube. Que pode ficar sem Kleber, sem Scolari, e afugentar possíveis contratações.



  • Anna

    Achei o erro do bandeirinha em Timao e Botafogo, grotesco. E penso que Neymar não deveria ter sido utilizado no jogo do Santos em Sete Lagoas. Ele precisa descansar, senão vai se arrebentar. E lamentavelmente, parece que Joao Vitor agrediu primeiro os torcedores, o que não justifica, de forma alguma, o ato de covardia de mais de dez virem em cima dele.

  • Thiago Mariz

    Não me lembro ao certo, mas acho que você já comentou a situação do Palmeiras. Se não foi você, foi algum comentarista da ESPN. Uma sugestão minha, que, claro, é apenas uma sugestão: essa situação do Palmeiras merecia um post mais longo ou uma coluna sua. Quando foi que o Palmeiras virou essa anarquia de confusão toda semana? Seria a pergunta que motivaria o texto. Até hoje eu me pergunto isso.

    AK: Escrevi uma coluna recente sobre os problemas do Palmeiras. É só procurar nas colunas dominicais. Um abraço.

  • Marcos Vinícius

    Respostas para as três perguntas,pelo menos na minha opinião:

    1-Arbitragem extremamente tendenciosa,esse não foi o único erro do trio.Foi,com certeza,o mais escandaloso,onde pudemos notar com extrema clareza qual era a intenção de quem estava apitando o jogo,mas tivemos lances com erros ridículos,quase infantis,do trio de arbitragem,que,na minha opinião,estava extremamente mal intencionado.

    2-Jefferson,goleiro do Botafogo,esta semana reclamou que o calendário do futebol brasileiro é desumano com os atletas.O que aconteceu com Neymar foi a maior prova disso.O menino estava cansado,desgastado,e tenho certeza que isso foi determinante na sua expulsão.Erro do Santos,que perdeu o jogo e seu principal jogador para a próxima partida.Menos mal que ele é novo e resistente a lesões,senão o estrago poderia ser maior.Bem maior.

    3-Hoje vi uma entrevista com Evair (dispensa dizer quem é) e Paulo Nunes sobre o que está acontecendo com o Palmeiras.Ambos disseram que o Parque Antártica está em constante ebulição,que era assim mesmo nos tempos áureos,e que a política interna do clube chega a ser bizarra,mas que isso,muitas vezes,fica entre quatro paredes,e que o que está acontecendo de diferente agora é que está vazando,mas isso não é novidade.

    Sobre o assunto de quem partiu a agressão,João Vítor disse que quando chegou à delegacia o torcedor que o agredira já havia prestado queixa contra ele,mas que imagens mostram que ocorreu o contrário.Pelo histórico da determinadas facções de torcidas,em especial a Mancha Verde,a qual o agredido/agressor integra,não creio que o jogador esteja enganado.E se o jogador tivesse mesmo agredido ou insultado o torcedor,não creio que o elenco fechasse com ele.

  • Alberto Pereira

    O caso do Santos não é respeito ao campeonato, é necessidade de fazer quanto antes os 44 pontos para ficar tranquilo.Mas concordo que daí a arriscar a saúde do garoto, não faz sentido, o Muricy com a palavra!!

  • Rodrigo

    Claro, Marcos, claro. O juiz teve oportunidade de assinalar dois pênaltis contra o Botafogo (ambas com bola na mão do zagueiro dentro da área) para ajudar o Corinthians, mas o trio preferiu um lance no começo do jogo, que chega a ser tosco, para deixar claro as suas intenções maléficas.

    Aliás, o cara que coordena o “Esquemão do Curíntia” vai ser mandado embora hoje, não tenha dúvidas. Na mesma rodada, um pênalti pra lá de duvidoso pro Botafogo marcado. Em Minas, inventaram um pênalti pro Cruzeiro e não marcaram outro pro Corinthians. Esse cara vai ser demitido, pode ter certeza…

    Falando sério: sou Corintiano, e o juiz de hoje foi muito mal. Realmente inventou o pênalti pro Cruzeiro, e não deu o que houve, em cima do Paulinho. Cara, acorda: a arbitragem é ruim, muito ruim. Simplesmente isso…

  • BASILIO77

    Caso o bandeirinha estivesse mal intencionado, teria levantado a bandeira no primeiro momento, quando FF mata a bola quase na linha de fundo. Aliás, se tivesse feito isso, o auxiliar ficaria “menos complicado” perante a opinião pública.
    Logo, só pode ter pensado que MM, no primeiro lançamento, estava em posição de impedimento e ao receber a bola de FF estaria se aproveitando da posição de impedimento, na visão dele.

    Acho muita polêmica sobre um lance de impedimento mal marcado em um jogo que terminou com o “beneficiado” perdendo por 2 gols a 0. Por outro lado NADA ou quase nada se falou sobre os penaltis em Florianopolis a favor do Avai e os de 7 lagoas, um para o SFC e outro para o CAM…tão “bizarros” quanto o lance do pacaembu.
    Vamos ver a repercussão do lance de penalti marcado contra o SCCP hoje, a favor do Cruzeiro…ah, já sei…vão dizer que Montillo tá “vendido” pro Corinthians….
    Isso sim é uma doença.
    Abraço.

  • Marcos Vinícius

    Engraçado…

    O Corinthians ganhou um campeonato roubado,não tem outra palavra para definir o que aconteceu em 2005.Fato.

    Claro,eu sempre digo que o Corinthians é o time mais beneficiado pela arbitragem no Brasil,e eu sei que a arbitragem é ruim para todo mundo,eles erram a torto e a direito.Quando erram contra ou a favor de time grande a repercussão é maior.No caso do Corinthians,sempre vem à tona 2005.

    Rodrigo,nunca disse ou achei que havia ou há esquema para beneficiar o Corinthians (se bem que em 2005…né??),mas na dúvida,ainda mais em jogos no Pacaembu,a tendência dos homens de preto é marcar a favor do Timão.Negar isso vai contra a razão.Admita.Os (supostos) pênaltis contra o Botafogo,na minha opinião,não foram,E digo mais:mesmo não sendo,ele só não marcou porque não viu!Se visse,marcaria,mesmo não sendo.E,sobre hoje,não achei pênalti em cima do Paulinho.E aquele a favor do Cruzeiro ele realmente inventou.E o gol anulado contra o Botafogo…bem,foi como o blogueiro disse:em jogada onde a bola vem da frente para quem chega de trás não há impedimento.Meu filho,de 11 anos,também sabe disso.Ele inventou aquele impedimento.Fato.E a arbitragem contra o Botafogo foi extremamente tendenciosa.Só faltou ele marcar impedimento do zagueiro do Corinthians que desviou a bola no gol do Maicossuel.

    Quanto ao outro comentário,responder é se rebaixar.

    AK: Como sempre digo: cada pessoa tem direito às próprias opiniões, mas não aos próprios fatos. Em 2005, o Corinthians ganhou um campeonato marcado por um escândalo de manipulação de resultados, descoberto e investigado pela Polícia Federal. A investigação começou por causa de crimes que nada tinham a ver com futebol, mas as escutas telefônicas de conversas levaram ao esquema envolvendo árbitros e apostadores. Em centenas de horas de conversas gravadas, não há um indício sequer de manipulação a favor de um clube específico. E a maneira como a Justiça Desportiva resolveu o problema dos jogos contaminados, repetindo-os, era a única opção além do cancelamento do campeonato. Um campeonato manchado, sem dúvida. Roubado? Prefiro ater-me aos fatos. Um abraço.

  • Luis Fernando

    Não é por nada, mas esse Marcos Vinícius já está ficando chato com essa ladainha de sempre… Como se nenhum outro time desse país já tivesse sido beneficiado ou prejudicado por erros de arbitragem

  • Marcos Vinícius

    Fatos?Vamos a eles:

    Os jogos que do Corinthians que foram repetidos.O que dizer do que houve no jogo contra o Santos,na Vila Belmiro?Giovanni ficou tão p… com a atuação do árbitro que,em um reinício de partida,após gol do Corinthians,chutou a bola,então em seu livre domínio,para a torcida.Pode parecer coincidência,mas os jogos do Corinthians que foram repetidos,e também de alguns de seus concorrentes,tiveram resultados favoráveis ao Corinthians.Sobre as gravações,creio piamente que foram manipuladas.Bem,isso é opinião minha,sem base.Mas é o que acho.E o pênalti em cima do Tinga,no jogo que praticamente decidia o título?Se não me engano quem apitava era Márcio Resende de Freitas.Não marcou pênalti absurdo de Fábio Costa em Tinga e ainda expulsou o colorado por simulação.Fato.

    Na verdade,em uma gravação,Edilson fala com um amigo:” Você pode apostar sua casa,seu carro,que eu vou sair de lá com escolta”

    O jogo era Vasco x Figueirense.Terminou Vasco 2×1 e o Figueira teve um pênalti claro não marcado.Então por que usar o Vasco numa gravação?

    Porque o time do Vasco era fraco e não iria disputar título.

    Foi o “boi de piranha”.

    AK: Até agora, só opinião. Nenhum fato. Um abraço.

  • LUIZ CARLOS (Brasília)

    O “impedimento” foi uma jogada ensaiada do Botafogo. Loco Abreu ficou acintosamente impedido 2 metros atras da barreira, bem antes da cobrança, para tirar a atenção da defesa adversária com relação à entrada dos outros jogadores pela direita. Inteligente como sempre, Loco nem se mexeu. Mas o ineditismo da jogada confundiu o bandeira.
    Saudações Alvinegras.

  • Rodrigo

    Marcos, só pra encerrar: os dois lances citados de mão na bola poderiam ter sido vistos pelos auxiliares. Num deles, o árbitro estava próximo, e de frente pro lance. Sobre árbitros errarem no Pacaembu, pode ter certeza que erram em outros “caldeirões” também, na mesma proporção. Ou você acha que algum árbitro desses capengas que temos fica imune a um Olímpico Monumental lotado? Ou Beira Rio? Ou Arena da Baixada? Ou Vila Belmiro??? Sobre o lance que originou o gol anulado do Botafogo, prefiro acreditar num lapso incrível, num “efeito-Oséias”. Tem que ser muito ingênuo para achar que alguém que queira prejudicar uma instituição faça isso num lance tão absurdo como aquele, em sã conciência.

    Sobre 2005, o escândalo estourou, salvo engano, em um fim de semana de F1. Eu estava em SP, na casa de uma amiga, quando vi a reportagem na TV, na manhã de domingo. A minha primeira reação: “caramba, tem que anular todos os jogos que esse cara apitou”. Nem sabia que tinha jogos do Corinthians no meio. Fizeram o que tinha que ser feito. (Sobre o pênalti em Tinga, eu fiquei com vergonha e nem comemorei o gol).

    E, pra matar essa carta (risos), lembro o rebaixamento do “time mais ajudado pela arbitragem”, em 2007. Se o Goiás perdesse do Inter, no Serra Dourada, o Corinthians ficaria na 1ª Divisão. Fernando fez corpo mole e foi sacado. Na volta do intervalo, pênalti pro Goiás. Paulo Baier bate, Clemer (salvo engano) defende. Juíz manda voltar. Bate de novo, Clemer defende de novo. Juiz manda voltar e, na terceira cobrança, fizeram o gol. Queria ver se fosse o contrário, o que não estaríamos ouvindo até hoje sobre o “esquemão 2007″…

    É isso… desculpem o texto longo…

    []s

  • Robert silva

    apos mais uma vitoria fora de casa e a liderança isolada de pontos disputados no segundo turno do brasileiro
    afirmo que o flu nao ta na briga por vaga na libertadores
    ta é muito vivo na briga pelo caneco
    aviso aos rivais: se o flu chegar com chance de titulo sai de baixo
    assim o time foi o campeao brasileiro em 2010
    nocauteando os rivais
    sequencia agora é galo ceara inter america e gremio
    o fluminense é o time das arrancadas épicas lembrem-se disso
    flu apavora na reta de chegada tem time de jogadores vencedores, rodados e não de meninos e isso vai fazer toda a diferença
    quem viver verá
    ST

  • Mário

    Rodrigo é isso mesmo. Complexo de inferioridade esta é a minha conclusão dos que falam em teoria da conspiração a favor do Corinthians. Os choradados falam em 2005 porque eles estão desde 1979 sem ser campeão brasileiro (mais de 30 anos). Fora que em 1976 na final em Porto Alegre arbitragem muito suspeita, eles esquecem. Os Cruzeirenses chororam tanto no penalty assinalado em Ronaldão no ano passado e agora? Este de ontem foi muito mais vergonhoso.

  • BASILIO77

    Doeeeeeeença!

  • BASILIO77

    Parabéns ao santa Cruz!!!

  • Marcos Vinícius

    Então o que aconteceu na Vila Belmiro,com Giovane (acho que é assim o nome dele,não com dois N e I) chutando a bola pra galera,indignado,não foi fato?

    E o pênalti não marcado em Tinga e sua consequente expulsão não são fatos?

    Não são fatos?

    AK: Claro que sim. Sua interpretação deles é que é opinião. Um abraço.

  • Marcelinho

    André,

    Quando você fez o resumo da última rodada, acabei tocando no assunto do lance do bandeirinha no jogo entre Corinthians x Botafogo. E fiz a ressalva do quanto é complicado e chato hoje (na minha opinião) entrar no comentário de um erro de árbitro quando se está discutindo futebol..rs.. o lance foi grotesco mesmo, e teve um destaque na mídia. Até lhe questionei se vc tinha destacado esse erro e nao outros, pq assistiu essa partida, ou pq realmente considerava o mais grotesco de todos? rs.. Agora lhe pergunto, com todo o respeito, e os penaltis marcados ontem, um a favor do Palmeiras e outro a favor do Cruzeiro, não são mais grotescos? Merecem o mesmo destaque?
    Realmente odeio falar de arbitragem, e justifico: além de erros humanos, existe outra coisas subjetivas no futebol, como a pressão do time mandante, a chamada “lei da compensação”, etc.. que não estão nas regras, e não são levadas em consideração na maioria das vezes..
    A arbitragem é a única coisa que luta pra estragar o futebol… rs

    Abraços,

  • Paula

    André, estou vendo a discussão em cima dos jogos ditos “manipulados”. Apesar dos jogos estarem em mesas de aposta, não se provou ou configurou roubo nesses jogos (pelo menos nada pior do que vemos hj). Acredito que em alguns deles o trio de arbitragem deve até ter sido elogiado pela imprensa!
    Claro q foi uma situação dificil mas até jogo que o larapio do Edson Pereira disse que não conseguiu ajudar eles anularam!

  • Rodrigo

    Esse Marcos Vinícius precisa de alguma coisa pra ocupar a mente, essa fixação está ficando doentia…

  • Rubens Cesar

    Me permita dar um pitaco no seu debate com o outro leitor, o Marcus Vinicius. Voce, Andre, tambem esta dando uma opinião quando diz que a unica possibilidade alem de repetir aqueles jogos era a anulação do Campeonato. Haviam outras alternativas, como a de repetir somente os jogos em que o Arbitro admitia que tinha conseguido interferir no resultado. Se não me engano houveram um 4 jogos em que o Proprio Edilson admitiu não ter conseguido manipular. Mesmo esses jogos foram repetidos. E nesse ¨pacote¨haviam alguns jogos do Corinthians. 
    Agora concordando com voce, Andre, acho que dizer que o Corinthians ganhou roubado é um exagero. O que ele teve foi uma chance adicional de recuperar pontos perdidos (repetindo partidas) e ele foi quem se recuperou melhor, no campo. Obviamente teve o erro do Marcio Rezende que praticamente definiu o Campeonato, mas isso só influenciou porque o Corinthians recuperou os pontos nas partidas repetidas.

    AK: Evidente que estou dando minha opinião. Tentar manipular um resultado é mais do que suficiente para que o jogo esteja contaminado. Não fosse assim, não haveria problema nenhum em tentar roubar um banco. É incorreto dizer que o erro (absurdo, vexatório) do Marcio Rezende praticamente definiu o campeonato. Esquece-se que se o Internacional não perdesse seu jogo na última rodada, seria campeão. Um abraço.

  • Thiago Aranhya

    Boa tarde André,

    Não só já aconteceu jogo terça e quinta, como já vi o São Paulo, na época do expressinho, jogar 2 jogos no mesmo dia.
    Um contra o Gremio e o outro não me lembro. Lembro inclusive do Juninho Paulista, na época só Juninho e uma revelação do time, entrar nos 2 jogos.

    Segue link que conta o caso: http://pt.wikipedia.org/wiki/Juninho_Paulista

    Abraço

  • Ado Marcelo

    Se eu sou jogador e abordado por torcedores insatisfeitos, eu digo a eles, vão cobrar quem me avaliou e decidiu que eu servia para jogar no clube. Faço o melhor que posso, se meu melhor não é suficiente, vocês tem que cobrar quem contrata.

  • Marcos Vinícius

    Não sabia que o assunto daria tanto pano pra manga.Mas veja:

    Não foi só o jogo contra o Inter.O contra o Santos na Vila também foi escandaloso.Colocando na ponta do lápis,são quatro pontos a mais e cinco a menos para seus concorrentes direto.

    Desculpe pelo exagero no termo “roubado”,mas não encontro palavra melhor para definir o que aconteceu em 2005.

    AK: Mais uma tentativa de apropriação de fatos. Um abraço.

  • Nilton

    Andre se não me engano no ultimo jogo, o Inter tinha que ganhar, o Timão perder e tirar uma diferença de 05 (CINCO) Gols e o jogo foi na antepenultima rodada (fatos) e vamos ser sincero aquele time da MSI era um bom time com grande nomes nomes e quase ninguem acreditava que eles iriam perder na ultima rodada e o jogo (InterXTimão) foi considerado a grande final do campeonato e deve ter abalado o Colorado (opinião).
    2005 deveria ser esquecido, consta apena os resultados oficiais, pois foi uma verdadeira vergonha para todos, para quem ganhou e para quem perdeu.

  • Rubens Cesar

    Essa é pro Marcus Vinicius..

    O Marcus, o problema é que pra ser realmente correto nesses tipo de afirmação, a gente tem que olhar todos os jogos do Campeonato e ver todos os erros de arbitragem que influenciaram (Penaltis erradas marcados, nao marcados, gols mal anulados, gols mal validados, expulsoes injustas…) ai tentar computar tudo, vantagens e desvantagens vindas da arbitragem e ver quem foi ¨favorecido¨ . Olhar alguns jogos e fatos isolados não ta certo. E mesmo essa aproximação de olhar todos os jogos gera polemica pq nunca concordaremos em todos lances.. entramos em uma seara que nao vai dar em lugar algum…
    Como bem lembrou o Andre, apesar do erro, o Inter perdeu seu ultimo jogo e seria campeao se tivesse ganhado, ou seja, tambem nao fizeram o que deviam.

    Andre, sobre a tentativa de roubo do banco, concordamos que isso é crime e que tem que prender o bandido (que foi punido). Acho que a repetição dos jogos quando nao houve dano é como pagar o seguro ao banco que não foi roubado. Bom, Opinião minha que nao vai mudar nada e nem enriquecer o debate… rs.. Abraço!

  • claudio de Bragança

    André, vc deveria falar do lance que originou penalti que não foi convertido pelo jogador do Botafogo. Um absurdo, um arbitro dar um penalti inexistente daquele. Se o jogador tivesse convertido o Corinthians seria duramente castigado por um erro clamoroso do arbitro.

    Em relação a Neymar, o jogador é o numero 1 do futebol brasileiro. Acredito que o Santos tem que o mais rapido possivel arrumar um substituto porque esse ja faz parte da historia do futebol brasileiro e tem que ser negociado para o exterior. Aqui não dá mais .

    Gostaria de dessem um toque na diretoria do tricolor. Porque não convidam o tecnico do Bragantino Marcelo Veiga, ele tem o perfil de um bom tecnico e com certeza acertaria o time do Sao Paulo, que necessita de um tecnico diferente dos que lá passaram

    AK: Que pênalti?

  • Edouard Dardenne

    O posto é velho, mas eu estive fora. Você me permite um pequeno reparo?
    A rigor não é que inexiste impedimento quando o toque é para trás. O toque pode ser para trás, mas se o jogador que op receber estiver adiantado e voltar, haverá impedimento. Igualmente, o toque pode ser para frente, mas destinado a um jogador que vem de trás da linha da bola, caso em que a jogada será legal. A regra diz que inexiste impedimento se o jogador estiver atrás da linha da bola em relação à linha de meta. Um abraço.

MaisRecentes

São Paulo joga, Corinthians soma



Continue Lendo

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo