CAIXA-POSTAL



Aos assuntos da semana:

Antonio escreve: André, você não acha que foi desnecessária a utilização de Neymar no jogo Atlético-MG x Santos? O Santos correu risco de perder seu atleta mais importante por contusão.

Resposta: Achei. Neymar não deveria ter jogado em Sete Lagoas, na quinta-feira. Claro que não dá para afirmar que jogar duas partidas em três dias (sendo uma no México e outra no Brasil) teve alguma influência no comportamento dele, que foi expulso por aplaudir o árbitro. Mas não há sentido em submeter um jogador a essa situação. Pelo que vi do jogo, Neymar apanhou bem. É evidente que, perguntado, ele vai querer jogar sempre. É jovem e adora estar em campo. Também é evidente que o Santos demonstra respeito pelo campeonato ao levá-lo a sério, mesmo com o Mundial de Clubes se aproximando. Mas acho que não vale o risco.

______

Afonso escreve: Qual é a verdadeira cor da segunda camisa do Barcelona? A chamada de terceira todo ano tem uma cor diferente, já foi azul, laranja, amarela e agora é preta e a segunda?

Resposta: Na temporada 2011-12, a segunda camisa é a preta. A terceira é a “verde marca texto”.

______

Matheus escreve: E se por uma combinação de resultados, Cruzeiro e Galo chegarem na última rodada (BR-11) precisando ambos de um ponto para se salvar do inferno da segunda divisão? Há alguma possibilidade de a bola chegar até a área de um dos goleiros?

Resposta: Bom… pensando num cenário como esse, com dois times precisando do empate, faz diferença se eles são ou não são rivais? A chance de um acordo de compadres é enorme. E para te falar a verdade, o fato de serem rivais até abre a possbilidade de um querer derrubar o outro. Boa chance de ser um jogo emocionante.

______

Marcelo escreve: Olá André, a temporada da NHL já começou e nada de transmissões na ESPN. Sou fã de hockey e gostaria de alguma informação.

Resposta: Vou te dizer o que eu sei. Negociações estão em andamento para que a Espn mostre mais uma temporada da NHL.

______

Obrigado pelas mensagens. Até o próximo sábado.

(emails para a CP do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link abaixo da foto)



  • Roberto Junior

    André, essa situação de Cruzeiro e Galo seria interessante. Sei não, embora rivais, acho que a chance de um jogo de compadres seria enorme. Vamos ver o que o final do campeonato nos reserva. Abraço!

  • Roberto Carlos

    André
    Acho mais facil ser jogo de compadres do que um querendo derrubar o outro, pois acredito que os jogadores não são rivais e sim as torcidas.

    Abraços

  • Paulo Pinheiro

    As pessoas precisam admitir que o sistema de pontos corridos NÃO É PERFEITO. Se Galo e Raposa precisarem de um ponto, pode ter certeza que o jogo de compadres acontecerá. Não sei até que ponto o STJD poderá agir, mas os clubes farão isso com toda certeza.

    Uma situação que jamais aconteceria na Copa do Brasil, por exemplo.

  • Renato

    Paulo Pinheiro -> Realmente eh verdade o que vc falou. Porem, vc se esquece de um pequeno, mas gigantesco detalhe.
    O jogo de mata-mata referido eh so pra decidir das oitavas em diante. A definicao de quem cai, sempre se deu com jogos de turno unico, returno, grupos ou qualquer outra maluquice que ja foi vista em campos nacionais. E em todas elas vimos marmeladas homericas. Relembrando que esse ano ja deu confusao na Serie C e D que funcionam no sistema de grupos e nao em pontos corridos.
    Ou seja, marmelada vai acontecer com qualquer sistema. So nao ve quem nao quer, ou vc acha que num improvavel jogo do Campeonato Italiano entre Milan x Inter na ultima rodada um empate dando a ambos a chance de escapar do rebaixamento ou jogar a Copa dos Campeoes (vamos colocar nesse exemplo que o campeonato ja havia sido ganho por outro time). Qual vc acha que sera o resultado do Campeonato? Um chatissimo empate sem gols.
    Pra terminar, ja vimos isso em Copas do Mundo. A Alemanha, se nao me falha a memoria ja fez algumas vezes isso. Andre, que Copas foram? 74 e 82?
    Isso na realidade tem um nome. Jogar com o regulamento embaixo do braco. Quem for prejudicado que chore por nao ter feito o que deveria nas 37 rodadas anteriores.

  • Paulo Pinheiro

    Renato,

    Por isso citei a Copa do Brasil, que é eliminatório desde o início.

    Em 82 a Áustria, já classificada, fez jogo de compadres com a Alemanha e isso eliminou a seleção da Argélia.
    Esse foi um dos mais vergonhosos que já vi. A Áustria já estava classificada e deixou a Alemanha vencer. Os argelinos, que faziam bela campanha, foram eliminados. Eu tinha 10 anos, mas lembro como se fosse hoje. Os times tocando bola e o estádio inteiro vaiando.

    Note… a embromação aconteceu “na fase de pontos corridos”.

    Eu ainda defendo final de campeonato. Em 2005, por exemplo, teria sido ótimo ver Corinthians e Internacional se enfrentarem em final. Provavelmente houvesse dirimido pra sempre dúvidas a respeito da integridade daquele título.

    É fato que aquela fórmula de fazer eliminatória com os OITO era um exagero e provocou distorções, como o Santos, oitavo colocado em 2002 ter acabado por se sagrar campeão.

    Mas a prova de fogo das finais (com vantagem para o primeiro colocado) me interessa.

  • Alexandre

    Paulo Pinheiro,
    E qual solução você propõe? Que a fórmula de disputa do Brasileiro seja igual à da Copa do Brasil???
    Quanto a 2005, qualquer que fosse a fórmula de disputa, teria dado Corinthians, se é que você me entende…

MaisRecentes

Acordo



Continue Lendo

Futilidade



Continue Lendo

Incoerente



Continue Lendo